StatCtr

Tuesday, February 12, 2013

Livro 1 - Capítulo XIII - Christian Grey e Anastasia Steele


CAPÍTULO TREZE
FORMATURA

Tradução:  Neusa Reis                                      
Edição/Revisão:  Beatriz Reis




A manhã encontra-me com a resolução mais firme: Anastasia Steele, você vai ter meu melhor combate hoje, baby! Se eu quero algo, eu não perco. E agora, não há nada que eu deseje mais, nenhuma aquisição é tão grande, nenhuma empresa é tão valiosa, nenhuma mulher vale a pena perseguir! Eu tenho olhos só para você! 

For Your Eyes Only by Sheena Easton

Eu não vou desistir de, finalmente, reivindicar você como minha, especialmente agora que eu sei que você me quer também. Eu não posso deixar os detalhes ditarem a relação que podemos ter. Eu vou baixar todas as minhas cartas, e tenho alguns truques na minha manga.

Eu realmente não quero perdê-la, o pensamento de perdê-la, de que ela poderia escapar por entre meus dedos, mesmo por um minuto, afugenta a vida fora de mim! Se ela não tivesse correspondido ao meu sentimento, se não tivesse me desejado tão forte como eu desejo a ela, se ela não tivesse sido o meu sol, se não tivesse me beijado tão apaixonadamente, feito amor apaixonadamente, se ela não tivesse este olhar quando ela me quer e esta tristeza quando ela está pronta para desistir, apesar de tudo o que ela sente por mim, por causa de seus próprios princípios, eu não teria perseguido isto tão fortemente, não importa o quanto eu gostasse dela e a desejasse! Mas ela correspondeu, e eu não posso escapar de sua atração. Sou para ela o que ela é para mim! Ela não é apenas bonita e inteligente, mas ela também tem princípios. Ela sabe o que quer , o que ela deseja. Ela pode ser inexperiente, mas quando ela sente algo, ela sente fortemente, ela atua fortemente, embora ela possa estar morta de medo, e ela segue seus princípios, mesmo que quebre seu coração, assim como o meu, em um milhão de pedaços. Essa é a coisa mais sexy que eu já vi! Essa é a minha dor e meu prazer...

Eu gosto dela, eu a quero, eu a desejo, eu sinto emoções muito fortes por ela com as quais eu não estou familiarizado ou que eu não tenho nenhuma maneira de dar nome! Eu posso não ser um cavalheiro, eu posso ter nascido de uma prostituta de crack, eu posso ser um maníaco por controle, um senhor de escravos de motoristas, um megalomaníaco, mas eu conheço e sei reconhecer honra! Isto é algo que tenho que trabalhar porque também precisa de uma boa dose de controle para conseguir, é um princípio com que eu fui criado e isso é algo que eu vejo nela! Ela age desta forma, e eu estou completa e totalmente encantado! Ela é uma mulher rara, e eu tenho que reconhecer isso. Só alguém digno dela pode reclamá-la, e como eu fui sortudo de tê-la reivindicado, mesmo sem entender completamente o seu valor, mas ela não pode ser contida. Eu quero ser digno dela também! Ela me faz querer ser um homem melhor. Ela pode ser um furacão na minha alma, mas eu amo o que ela desperta em mim, me mantendo nos meus pés sem saber o que ela vai dizer ou fazer a seguir. Embora uma parte de mim adoraria domá-la dentro de certos limites, diabos, quem eu estou enganando, eu adoraria domá-la, ponto final, mas "compromisso"  preservaria as suas melhores qualidades enquanto aparasse suas arestas. Vou usar todas as minhas habilidades de negociação para atingir esse fim hoje. Segure isto, Srta  Steele... Porque, Ana, baby, eu sou o homem para você! 

I’m Your Man by Michael Buble

Eu vou e treino com Taylor de manhã cedo. Taylor segura o saco de pancadas, e eu soco e chuto a merda fora dele. Seus olhos se arregalam com minha ânsia, raiva e desejo reprimido e ele sabe o por que.

"Você vai ver a Srta Steele hoje, senhor?", Pergunta ele, hesitante.

"Sim", eu digo sem rodeios, então emendo "não seguro, mas vou tentar", eu digo.

"Boa sorte, senhor!", diz ele como se eu estivesse indo para uma missão de resgate no território inimigo! Eu paro por um segundo e tento não sorrir. Eu soco o saco mais um tempo.

Trinta minutos mais tarde, eu vou para a minha suíte, peço o café da manhã, e tomo um banho. Eu coloquei o meu terno cinza e uso como acessório a minha gravata prateada, que se tornou a minha  favorita nas últimas semanas. Taylor me leva para a universidade. Quando eu me encaminho para o escritório do Reitor, Taylor sussurra sob sua respiração, mas ainda assim com um som firme, dizendo: "Vá pegá-la, senhor.” Quando me viro para olhar para ele, ele está com o rosto impassível; eu aceno com a cabeça, concordando, como resposta. Esta espera está acabando com seus nervos também!

O Reitor fala arrastado conversando gentilezas, e me apresenta para o resto da equipe. Eu ando em volta rapidamente e digo: "Talvez eu deva me dirigir para o palco. Quero olhar o meu discurso mais uma vez," embora eu não precise olhar nada. Eu tenho uma memória muito boa, e eu posso recitá-lo de cor após a primeira leitura. Ele designa seu assistente para me mostrar o caminho, mas eu digo: "Eu sei que a senhorita Katherine Kavanagh vai fazer o discurso do orador da turma. Se ela estiver por perto, ela será capaz de me levar para onde eu preciso estar." Isso surpreende o chanceler. Eu digo, "Srta. Kavanagh é uma amiga da família, " a guisa de explicação. Ela vem de um rico setor, o que não deve surpreender o Reitor que nossas famílias se conheçam. Ele, em troca, envia seu assistente para localizar Kate.

O assistente volta com ela que me dá um sorriso malicioso. O que ela tem em sua manga?

"Olá, Christian", diz ela educadamente e inabalável diante de mim ou das pessoas em volta. Sua não intimidada mas educada, profissional e amigável abordagem convence o Reitor e aumenta o valor de Kate um entalhe a seus olhos.

"Olá, Kate", eu digo, e ela estende sua bochecha direita em um gesto amigável e eu deposito um beijo amigável, e social sobre ela.

O Reitor, e seus vice Reitores, bem como o assistente ficam admirados com esta troca e o Reitor educadamente, com um pouco de reverência em sua voz pede a Kate, "Srta Kavanagh, você faria a gentileza de escoltar o Sr. Grey para o seu lugar no palco,  por favor? Ele gostaria de rever seu discurso. "

"Certamente, Reitor", diz ela educadamente, e indica o caminho.

Uma vez que estamos fora de seu alcance da voz, eu viro e pergunto-lhe: "Anastasia chegou bem em casa ontem à noite?" Fervorosamente e preocupado.

"Sim, ela chegou", diz ela sem rodeios.

"Você tem certeza?" Pergunto com a testa franzida.

"É claro, eu a vi esta manhã. Ela ouviu o ensaio do meu discurso. Por que você pergunta? " Diz ela.

"Nenhuma razão", eu digo. "Eu queria ter certeza que ela chegou a casa, porque ela não me chamou", eu digo.

Ela estreita os olhos com seu olhar de repórter tubarão para mim, olhando diretamente nos meus olhos, "Você está cuidando da minha melhor amiga, né?" Ela pergunta com uma ameaça velada na voz.

"Sim", eu digo com firmeza.

"Por que ela parecia chateada esta manhã, então?", Ela pergunta.

"Ela ficou chateada?" Eu digo a minha voz elevando meio tom.

"Sim, ela estava. Embora ela tenha usado sua técnica patenteada de distração, mas, se você viveu com alguém por quatro anos, você começa a aprender as suas peculiaridades suficientemente bem. O que você fez com ela para deixá-la chateada?" Ela se aproxima com o olhar ameaçador.

Eu olho de volta direto para ela.

"O que ela disse?" Pergunto forçando.

 "Por que eu iria dizer?", ela empurra o dedo direito no meu peito. Eu estreito meus olhos para ela.

"Porque eu estava preocupado com ela nessa armadilha de morte que ela chama de seu carro, e eu queria ter certeza que ela chegou a casa inteira! Se você fosse uma boa amiga, que está preocupada com seu bem-estar, você estaria do mesmo jeito que eu estou! " Eu digo removendo seu  dedo, educadamente.

"Oh Christian! Sinto muito! É claro que eu estou preocupada com ela dirigindo aquele carro, mas você tem que entender. Ela não tem quantidades ilimitadas de dinheiro, como algumas pessoas", diz ela dando-me um olhar penetrante. "Você não pode criticá-la assim e fazê-la se sentir mal sobre si mesma", ela diz. Mas eu sei que a minha declaração desarmou Kate para que ela esteja loquaz assim sobre Anastasia, o que de outra forma ela não seria.  "Ela deve ter se preocupado com alguma coisa, mas esta é Ana," ela diz, "Eu pensei que era apenas nervosismo pela formatura. Ela é muito fechada quando se trata de seus sentimentos. Agora que estou pensando nisso, ela estava desviando a minha atenção, e como eu estava preocupada com o meu discurso, eu não prestei atenção, tanto quanto eu deveria ter feito." Eu concordo. Estamos no palco já. O auditório está lotado, e nós temos que levantar nossas vozes para ouvir um ao outro melhor. Os estudantes e seus pais estão tentando localizar seus assentos no caos diante do palco.

"Faça-me um favor,  depois que a apresentação estiver concluída," eu digo com firmeza.

"Depende do que você vai me pedir", diz ela, sem pestanejar.

"Deixe-me colocar desta forma então: Eu quero que você encontre Anastasia depois da apresentação, e a envie para mim", eu digo com meu olhar penetrante para ela. Para seu crédito, ela não vacila.

"Por que eu deveria fazer isso para você?", Ela pergunta.

"Você não está fazendo isso por mim. Você está fazendo isso para a sua melhor amiga que vai ficar muito mais miserável, se ela não conseguir falar comigo," eu digo com firmeza, de forma constante, e incisivamente.
"Por que ela estaria infeliz? Você vai machucá-la?" Ela pergunta ameaçadora, quase me desafiando.

Estou surpreso. "Claro que não!", Digo. Ela está de novo no modo mãe galinha que eu tinha testemunhado antes.

"Porque se você machucá-la de qualquer maneira Grey, vou ter suas bolas em um prato!", Diz ela com uma ameaça maliciosa, inesperada de uma menina que é bonita, pequena e inofensiva na aparência.

"SE", eu digo enfatizando, "você não me fizer falar com ela após a apresentação, ela vai se machucar, e não por mim, entretanto! Tudo vai estar em suas mãos. Eu tenho que voltar para Seattle. Podemos ter algo especial acontecendo entre nós, mas ela pode se sentir ameaçada por quem eu sou, por minha riqueza. Eu quero que ela consiga passar através disto”. Mas se ela não vier, "eu digo jogando: " Eu vou seguir em frente. Eu sou um homem ocupado, Katherine, eu não tenho tempo a perder, "eu digo, não querendo dar-lhe muito como fugir. Ela mede o que eu estou dizendo para ela, e eu posso ver que ela está pensando.

"Basta levá-la para mim após a apresentação", eu digo com firmeza.

"Tudo bem. Eu vou levá-la para você. Mas a minha ameaça está de pé. Se você machucá-la, são suas bolas... "  diz ela com um monte de implicações. E o assunto está encerrado.

"Temos que esperar até que todos os outros tomem os seus lugares", diz ela mudando de assunto. Exatamente às onze horas o Reitor e seus vice Reitores chegam e tomam os seus lugares. Professores, e outros se alinham, e Katherine e eu nos alinhamos na última fila. Cada um de nós toma nossos assentos, e nossa conversa termina.

Os estudantes pegam seus assentos diante de nós, no auditório, como os pais e amigos sentando-se nas arquibancadas. As vozes estão muito altas e depois de todos terem tomado os seus lugares, os alunos se levantam e aplaudem as autoridades alinhadas diante deles. Logo que os aplausos diminuem, todos nós nos sentamos novamente.

Quando eu sento, eu abro o botão do meu paletó cinzento de um só botão, revelando minha gravata prateada. Tomara que os olhos da Srta Steele me encontrem e vislumbrem a mim, ela vai entender o significado.

O Reitor se levanta, se aproxima do palco, e inicia os trabalhos com o seu discurso. Meus olhos estão,  lenta, e discretamente procurando por ela no mar de estudantes que estão vestindo o mesmo tipo de beca. Eu procuro por ela como um planeta perdido procurando seu sol.

Não esta... Não, não aquela morena. Não ela... Eu examino os rostos um a um tentando parecer desinteressado e casual.

Lá está ela!  Nossos olhares bloqueiam

Send Me on My Way by Rusted Root

Ela estava tentando se esconder em seu lugar! Por quê? Olho para ela tentando manter a saudade fora do meu olhar. Em branco, impassível. Mas interrogativo. Mesmo à distância, eu sei que encontrei meu sol. Eu encontrei o meu lugar. Eu localizei minha alma. Ela está aqui. É tanto alívio quanto exasperação. Ela está bem, mas ela não respondeu meus e-mails, ou os meus telefonemas, nem os retornou. Por que ela faria isso? Por que ela está tentando fugir de mim quando eu posso vê-la se contorcendo na cadeira, mesmo quando estou tão longe. Eu sei que ela me quer. Eu tenho o mesmo efeito sobre ela que ela tem sobre mim! Nós dois estamos perdidos um sem o outro! Um no outro nós nos encontramos.

Seu olhar vai para baixo para minha gravata, e tem o efeito que eu esperava que tivesse. Isto é apenas o Flush, baby. Eu ainda tenho meus planos de backup de Full House, Four of a Kind, e Straight Flush. (N.T. Jogos de cartas de baralho) Sim, eu pretendo ganhar hoje! Um pequeno sorriso aparece em meus lábios enquanto fica um pouco mais evidente ela se contorcendo em sua cadeira, apesar de que ela está se esforçando para esconder isso. Ela está lembrando exatamente o que fizemos com a ajuda desta gravata  que é agora a minha favorita em meu arsenal de improviso. Mas ela se contorcendo está fazendo seu trabalho em mim, e eu sinto que eu estou tendo uma ereção. Merda! Ela tem que ser suprimida, dada a presente companhia. Eu fecho meus olhos por um instante tentando escapar da fascinação. Porque se eu continuar olhando para ela, eu posso ter que fazer o meu discurso com uma tenda saindo das minhas calças! Quando eu abro meus olhos, meu olhar indiferente está de volta com firmeza, e eu olho para o Reitor, cuja visão é a certeza de apagar o fogo. Eu mudo o meu olhar para as coisas comuns, e, finalmente, encontro o objeto inanimado não perigoso do logotipo da escola pairando bem acima da entrada. Seria impossível para mim olhar para ela de novo, sem os efeitos óbvios, uma vez que eu tive esta energia sexual reprimida durante dias, o meu desejo transbordando, e dado que ontem à noite, estive perto de perdê-la, eu não posso correr o risco. Nada menos do que tê-la, reivindicando-a, fazendo amor com ela - bem, talvez isto possa vir depois -  da forma como eu me sinto agora eu tenho que fodê-la de todas as formas possíveis por um dia inteiro e uma noite, só para ligeiramente  enfraquecer essa porra deste fogo que está me consumindo! Então eu mantenho o meu olhar longe dela.

Sou afastado de meus devaneios, após ouvir o nome de Katherine Kavanagh chamado para o discurso do Orador da turma. Ela cativa o público o que não me surpreende sendo filha de seu pai. No entanto, eu ainda estou impressionado com o que ela transmitiu em suas linhas. Uma vez que ela faz o seu discurso, o público vai à loucura, e ela recebe uma ovação de pé; seus colegas torcendo por ela.

Em seguida, o Reitor me apresenta dizendo: "Agora eu gostaria de lhes apresentar um jovem empresário que conseguiu encontrar o seu lugar, não apenas no Estado de Washington, mas em todos os EUA, bem como a nível internacional. Ele também é um dos maiores benfeitores da Washington State University. Por favor,  recebam Christian Grey," e com essa introdução, é a minha vez de fazer o meu discurso. Ao ouvir meu nome, o público presente dá um aplauso educado, mas suave. Eu tomo o meu lugar no palco.

"Eu sou totalmente grato, e estou muito tocado pelos elogios concedidos a mim pelo Reitor, em nome da WSU. Obrigado! Esta se apresenta com uma rara oportunidade para falar sobre o que  a Escola de Ciência Ambiental da WSU está fazendo,  o que é bastante impressionante, para dizer o mínimo. Nosso objetivo é desenvolver métodos viáveis ​​e ecologicamente sustentáveis de agricultura para os países do terceiro mundo, e, finalmente, ajudar a erradicar a fome e a pobreza em todo o mundo... "

Eu começo a falar sobre a África, países da África Subsaariana e da América do Sul, onde a destruição ecológica está causando estragos, e causando fome. Eu também falo sobre a minha própria fome antes de eu ser adotado. Esta parte é para o benefício da Srta Steele. Estou desvendando a mim mesmo para todos os outros verem, mas, finalmente, para lhe dizer que eu sou acessível, que existe mais em mim do que o que eu mostro, como ela mesma disse,  no Salão Vermelho da Dor. Que eu não fui sempre rico, que eu construí o meu caminho. O que eu tenho não é algo que eu herdei, mas eu trabalhei duro para fazer, excepcionalmente, acontecer. Porque eu não quero nunca mais ser pobre ou ter fome de novo! Nunca! Eu quero que ela entenda esta parte do meu louco controle, tão profundamente quanto eu peço a ela para comer e terminar o que ela tem em seu prato. Isso faz parte do meu compromisso com ela. Embora seja de domínio público que eu sou adotado, os detalhes do meu passado não são de domínio público, mesmo se você for bisbilhoteiro o suficiente, você não será capaz de descobrir; mas isso ia requerer um monte de buscas, e esta parte é minha para compartilhar. Está vendo, Srta Steele, eu posso ser aberto... Estou colocando parte do meu passado negro nu para você... Este sou eu fodido como sou! Pegue-me como eu sou ... 

Everything I Do by Bryan Adams

Normalmente, eu não gostaria de falar sobre o que eu faço para os outros. Talvez eu ainda esteja tentando suprimir a fome do menino que eu fui uma vez, mas a minha equipe me diz que é benéfico para a universidade para mostrar a consciência de alguém na minha posição, e é preciso dinheiro para trazer dinheiro de outros doadores. Quando termino meu discurso, eu digo: "Esta é uma viagem muito pessoal para mim ..." discretamente olhando para ela. Eu sorrio para o público no final do meu discurso, e até mesmo a Kavanagh esmagadora de bolas está aplaudindo-me com fervor.

Finalmente é hora de entregar os diplomas. Mas, há mais de 400 estudantes para dar diplomas a e seu último nome começa com a letra 'S', pelo amor de Deus! Mais de uma hora, muitos diplomas e apertos de mão incontáveis ​​depois, eu ouço seu nome ser chamado, e meu coração para por um segundo.

Estou aliviado por ter ela em minha visão claramente. Meu olhar se aquece com um olhar para ela, mas eu permaneço cauteloso. Ela caminha até a mim, seu diploma está na minha mão. Eu olho para ela, e uma vez que nossas mãos se tocam e ficam conectadas, a corrente de eletricidade começa a correr entre nós em uma taxa crescente.

"Parabéns, Srta Steele", eu digo enquanto eu seguro sua mão, apertando-a suavemente. Desejando que eu não tivesse que deixá-la ir. Eu me inclino um pouco mais e pergunto: "Aconteceu alguma coisa com o seu laptop?" e entrego seu diploma para ela.

"Não", ela diz carrancuda e confusa.

"Então você está ignorando minhas mensagens?" Eu digo ferido, apesar de eu empurrar esta emoção e escondê-la bem.

"Eu só vi a mensagem das fusões e aquisições," diz ela me confundindo. Oh, ela está falando sobre o e-mail que enviei ontem à noite. Então, ela não viu as outras mensagens que eu enviei?

Vendo que a fila está bloqueada, eu digo "Later", e ela se move ao longo da fila. Mais uma hora e muitos mais apertos de mão, e vários estudantes homens e mulheres olhando com assombro depois, os diplomas estão todos entregues. Uma vez que está tudo feito, eu me certifico de que não dou qualquer atenção a Srta Steele. Ela vai ficar desejosa, e eu vou tê-la implorando até o final da noite. Os ocupantes do palco, incluindo eu e a Srta Kavanagh  desocupamos o local sem um olhar para trás para ela.

Uma vez que está terminada a cerimônia, eu aperto a mão do Reitor, e desculpo-me para falar com a Srta Kavanagh.

"Kate! Eu preciso de você para ir buscar Anastasia agora! " Ela olha para mim, mas acena com a cabeça e move-se para buscá-la. Uma vez que Kate sai, eu estou ocupado com o Reitor e um par de docentes que estão morrendo de vontade de familiarizar-se comigo.

Eu sinto seu olhar nas minhas costas enquanto ela anda com sua companheira de apartamento Kate. Viro a cabeça e a vejo.

"Desculpem-me senhores," murmuro para os meus acompanhantes. Sorrio para Kate, e agradeço-lhe. Sem esperar pela resposta de Kate eu tomo o cotovelo de Anastasia enquanto eu recorro a toda a paciência que eu posso reunir, e a levo para longe da multidão para encontrar um lugar privado, que se apresenta na forma de um vestiário masculino e eu a levo para lá, verificando se há algum ocupante, e encontrando-o vazio, eu tranco a porta.

Então eu viro para  ela com toda a minha frustração que eu acumulei ao longo da semana e a encaro:

"Por que você não me enviou um e-mail ou me mandou uma mensagem de resposta?

Just Another Day Without You by John Secata

Eu pergunto fervorosamente. Ela olha perplexa, e responde. "Eu não tive a chance de olhar o meu laptop ou telefone celular hoje. Apenas estive ocupada me preparando. "Então, ela muda o assunto: " Mas, de qualquer maneira, foi um grande discurso Christian."

"Obrigado", eu me encontro dizendo, automaticamente, assumindo anos de boas maneiras que meus pais enraizaram em nós.

"Eu entendo seus problemas de alimentação agora." Embora eu esteja contente que o meu esforço tenha funcionado, com menos de dois centímetros entre nós, eu não poderia me importar menos. Estou duplamente irritado correndo as duas mãos pelo meu cabelo. Será que ela não entende como eu estava preocupado com ela naquela armadilha da morte de carro? Ela não ligou ou escreveu, ou enviou-me um texto de volta... Foi irresponsável! Eu não tenho nenhum poder sobre ela, então eu tive que informar-me com Katherine Kavanagh para saber que ela estava bem! Ela está me apertando e me torturando!

Eu dou alguns passos dentro do espaço confinado, controlo minha respiração, e volto-me para ela uma vez que eu sinto que o meu controle está falhando "Anastasia, eu não quero falar sobre o meu passado agora." Eu fecho meus olhos com a dor de não tê-la, não ter uma palavra a dizer para mantê-la segura, e ela desafiando-me e eu não sendo capaz de fazer uma merda sobre isto, está me preocupando imensamente! Eu olho para ela com toda a intensidade das minhas emoções, sem sentir a necessidade de escondê-lo: "Eu estava doente de preocupação com você", eu sussurro fervorosamente.

"Por que você estava preocupado?", Diz ela confusa.

Será que ela não me escutou a noite passada? Ela partiu em uma caixa móvel mortal! "Só porque você estava dirigindo uma armadilha mortal! Eu preciso de alguma razão mais? " Eu verbalizo.

"O que?", ela diz com petulância. "Wanda", ela corrige a si mesma, "meu carro, não é uma armadilha mortal. José revisa meu carro regularmente," ela profere. O quase estuprador também é seu mecânico de automóveis? O filho da puta que atormentou meu pesadelo na noite passada? Meus olhos congelam. Eu mal me contenho. Eu sinto o meu ciúme crescendo até os limites em um segundo.

"Você disse José. Seria o fotógrafo? Seu candidato a estuprador?" Eu digo estreitando o meu olhar sobre ela.

"Sim, este José. Apenas porque ele conhece bem o carro, porque este era o carro de sua mãe," diz ela rapidamente para apaziguar minha raiva crescente.

"Claro!", digo, "É provavelmente uma antiguidade da família. Deve ter vindo por todo o caminho desde sua tataravó-bisavó-avó! Esse carro é perigoso!" Encontro-me dizendo com a voz rouca com alguma emoção desconhecida.

"Christian, você está exagerando, eu já a dirijo há mais de três anos. Na verdade, sinto muito por ter preocupado você. Não foi intencional. Por que você não me ligou?"

Como eu poderia sentar aqui e explicar que eu chamei, enviei torpedo, e e-mail para ela várias vezes sem uma resposta? Eu tenho que ter uma resposta antes de eu queimar aqui mesmo em frente dela. Estou perdendo o controle. Ele está escorregando da minha mão, e com essa proximidade, eu não sei se eu posso lidar com isso! Eu tomo duas respirações profundas para encontrar meu equilíbrio, fechando os olhos. Eu pareço perder a última gota de controle em sua vizinhança. Mas, novamente, a sua ausência faz o mesmo pior para mim! O que ela está fazendo assim comigo?

Abro os olhos, e abaixo o meu olhar para ela com toda a sua intensidade desnudando minha alma: "Eu preciso de uma resposta sua, Anastasia! Esta espera , " Eu fecho meus olhos novamente para escapar de sua pressão, "este não saber o que você vai dizer ou fazer,  está me deixando louco! Eu estou ficando louco. "Eu abro meus olhos, e olho para um sinal dela. 

I'm on Fire by Bruce Springsteen

"Oh... Christian, olha, eu deixei meu padrasto sozinho e ele está esperando por mim. "

"Ok. Você tem até amanhã. Eu quero ... ", eu digo," não, eu preciso de sua resposta até amanhã. "Eu digo fervorosamente.

"Tudo bem. Eu vou ter a minha resposta amanhã ," e ela pisca para mim.

Eu quero ter certeza de que ela está séria, e não brincando comigo. Dou um passo para trás e olho para ela. Seu comportamento me diz que ela está sendo sincera, me aliviando. Eu me sinto relaxando, eu nem sabia que todo o meu corpo, dos meus dedos até os meus ombros estavam tensos!

"Você vai ficar para os drinks?" Eu pergunto.

"Ah, eu não sei o que meu padrasto Ray quer fazer." Pela primeira vez desde que eu relaxei um pouco, eu percebo que o seu padrasto está aqui. Eu gostaria de conhecê-lo, porque isso iria me dar outra oportunidade de conhecer melhor Anastasia.

"Você poderia me apresentar ao seu padrasto?" Eu pergunto.

Seu olhar cai, desapontado. "Christian, eu não tenho certeza que isso é uma boa idéia", diz ela. Isto fere meus sentimentos além da crença, e eu nem sequer tenho a chance de esconder meus sentimentos. Mas eu consigo suprimi-lo dos meus lábios rígidos numa linha.

"Você está com vergonha de mim, Ana?" Eu sussurro.

"Não!", diz ela com fervor.

"E então?" Eu sondo.

"Christian, eu vou apresentar você para ele, como o meu o quê? ‘Hey pai, aqui está o homem que deflorou sua filha, e agora ele quer começar uma relação BDSM com ela. Conheça o meu provável Dominante! ’ Você não está usando seu tênis de correr!", diz ela. Eu gosto de ficar bravo com ela, mas acho um sorriso subindo em meus lábios que eu tento sem sucesso suprimir.

"Só para você saber, Anastasia", eu digo, sorrindo: "Eu posso correr muito rápido. Por que você não me apresenta apenas como seu amigo?”

Eu abro a porta, e a levo para fora. Nós caminhamos de volta para a multidão. Eu vou para ficar com o Reitor, todos três vice Reitores, quatro membros do corpo docente, e Katherine, enquanto Anastasia corre para encontrar seu padrasto, como um morcego para fora do inferno,  surpreendendo a todos que olham para ela. Nem seis minutos depois, eu a vejo andando de braço com seu padrasto. Mas do nada, esse filho da puta loiro, de boa aparência, cheio de autoconfiança vem, e varre-a do chão, girando-a em volta como uma garotinha! Katherine percebe meu olhar de canto de olho, mas antes que ela diga alguma coisa, eu me desculpo com os meus acompanhantes. Katherine corre atrás de mim. Meu olhar frio bloqueia com Anastasia enquanto o braço do filho da puta loiro a envolve como o abraço de um amante. Se olhares pudessem matar, o filho da puta estaria morto logo que ele tocou Anastasia!

Kate está andando ao meu lado quando alcançamos o trio, meus olhos grudados nas mãos segurando a cintura de Anastasia possessivamente. Este homem pode se envolver em torno dela como uma cobra, mas ela não pode sequer dizer a seu pai que eu sou seu amigo? Kate me surpreende, indo até Ray, cumprimentando-o e beijando-o em ambas as faces.

"Olá, Ray!", Diz ela alegremente. Então, ela solta a bomba: "você já conhece o namorado de Ana? Christian Grey."

O olhar no rosto de Anastasia não tem preço. Você sabe, como estes comerciais:

"Terminar um curso em quatro anos, cem mil dólares; chapéu e beca de formatura, 200 dólares, sua melhor amiga apresentar o seu candidato a Dom a seu pai no dia de sua formatura, não tem preço!"

E essa foi a marca em sua expressão facial: sem preço. Ela estava hiper ventilando, como se ela não tivesse tido tempo para recolher seu queixo do chão. Eu acho que se Ray não estivesse aqui, teria sido Katherine quem deveria ter colocado seus tênis para correr. O pensamento disto fez valer a pena a apresentação. De certa forma, estou feliz que ela me apresentou como seu namorado. Isso deve tirar as mãos possessivas do filho da puta de cima dela! Mas isso não aconteceu.

"Sr. Steele, é um prazer conhecê-lo," eu digo, estendendo minha mão para o padrasto de Anastasia.

"Sr. Grey," diz ele enquanto seu choque inicial está diminuindo. Então Katherine diz: "E este é meu irmão, Ethan Kavanagh," sempre a borboleta social com as apresentações.

"Sr. Kavanagh," eu digo friamente. Nós apertamos as mãos, e uma vez que as apresentações de sangue estão encerradas, eu estendo a minha mão para Anastasia e chamando-a de "Ana, baby", eu a afasto das garras do filho da puta. Inadvertidamente sua irmã me ajudou a marcar o meu território, e surpreendentemente, encontro-me bastante satisfeito com este novo título que eu ostento. Eu mentalmente tento por tamanho: namorado. Namorado da Anastasia. Eu gosto muito disso! Talvez mais do que deveria...

Anastasia segura minha mão estendida, e eu a puxo para o meu abraço que é onde é seu lugar. Como se aproveitando a deixa, Katherine diz: "Ethan, mamãe e papai queriam uma palavra", arrastando seu irmão para longe, cujo olhar se mantém derivando de volta para Anastasia e eu.

O padrasto de Anastasia vira seu olhar curioso de volta para nós e diz: "há quanto tempo vocês crianças se conhecem?", enquanto administra um olhar impassível e taciturno, mas conheço bem o olhar porque eu já o dominei. Há uma montanha de perguntas, e agora ele quer saber se sua filha está segura.

Anastasia está segura em meus braços, meus dedos passeando por suas costas nuas em seu vestido de alça. Aparentemente, ela mudou o vestido, e eu aprovo o que está sob a minha mão, enquanto eu calmamente respondo a pergunta de seu padrasto:

"Algumas semanas ou algo assim, senhor. Nós nos encontramos quando Anastasia veio me entrevistar para a revista estudantil," eu digo sem problemas.

Ele se vira para ela e diz acusador, “não sabia que você trabalhava na revista, Ana. Você nunca me disse,” quase suspeitando de uma mentira.

"Kate estava doente, então eu vim no lugar dela", diz Anastasia, e seu pai concorda.

"Foi um grande discurso, Sr. Grey", diz ele, finalmente, com um tom de aquiescência.

"Obrigado, senhor", eu respondo, e vou para matar, "Eu entendi que você é um grande pescador", e ele está conquistado.

"Sim, eu amo pescar!", Diz ele com entusiasmo. "Você pesca?"

"Sempre que eu posso fugir. Meu pai, meu irmão e eu gostamos de ir pescar. Você sabe, algum tempo de rapazes..." Eu digo, e ele sorri sabendo o elemento de ligação de pescar. Falamos sobre anzóis, e iscas, e as águas para boa pesca. Eu vejo pela minha visão periférica, que Anastasia está tanto chocada com a rapidez com que estamos colando sobre pesca quanto entediada com a conversa. Ela se desculpa para ir encontrar sua colega de apartamento. Sua ausência me dá a chance de falar com seu padrasto mais francamente.

"Por favor, Sr. Steele. Eu sou o namorado da sua filha. Chame-me Christian ," eu digo, e seu sorriso se alarga.

"Christian", ele tenta, e retribui, "um homem que conhece a sua pesca já está bem no meu livro! Chame-me Ray! " Diz ele sinceramente. E é isso, estamos ligados.

"Estou muito feliz que eu o conheci, senhor", eu digo com toda a minha honestidade.

"Se eu puder trazer-lhe uma preocupação que eu tenho com a segurança de Anastasia", eu digo, captando toda sua atenção.

"Sua segurança? Ela está em qualquer tipo de perigo?" Ele pergunta com preocupação fervorosa em seu tom.

"Eu acredito que sim, embora não seja o que você pensa. Eu vi o veículo que ela dirige no outro dia, e não está apto para circulação. Embora ela pareça ter um apego por ele porque você o comprou. Eu sei que posso facilmente corrigir esta situação, porque eu nunca me perdoaria se algo acontecesse com ela. Então, eu acho que o que eu estou pedindo é se posso substituir seu veículo atual, que você comprou, por um veículo mais seguro? Isto vai dar um grande sossego a minha mente, e eu tenho certeza que iria dar-lhe um sossego também ", eu digo.

"Ah. Christian, é uma oferta muito generosa, mas não poderíamos fazer os pagamentos... " diz ele, mas eu levanto minha mão para detê-lo.

"Senhor, não é um empréstimo. É um presente de formatura para ela. Que bom seria para mim não ter que comprar algo que ela não precisaria,  quando eu posso dar a nós ambos paz de espírito, sabendo que ela está lá fora no tráfego com segurança. Eu me preocupo muito com ela, e ela parece ser muito descoordenada, o que aumenta os níveis de minha ansiedade quando se trata dela conduzindo aquele  veículo ", eu digo.

Quando Ray ouve sobre a questão de coordenação de Anastasia, ele sabe do que eu estou falando, e diz sorrindo: "Nesse caso Christian, você tem a minha bênção. Vá em frente. Ele poderia me dar paz de espírito também!”

“Obrigado senhor! E eu gostaria que você não mencionasse isso para ela, porque eu quero lhe fazer uma surpresa," eu digo, e ele avança e me dá um tapinha nas costas, de aprovação. Enquanto nós estamos chegando ao fim de nosso tema ‘presente de formatura’, Anastasia caminha de volta da visita à sua colega de apartamento. Seu padrasto pergunta onde ele pode encontrar os banheiros, e Anastasia mostra a ele. "Eu vou ver vocês crianças dentro em pouco. Divirtam-se," diz ele e caminha na direção dos banheiros. Anastasia dá uma olhada para mim, e seu olhar está nervoso. Um fotógrafo se aproxima de nós, e pergunta se ele poderia tirar nossa foto. Eu interiormente sorrio. Eu tive três novos primeiros hoje. Eu conheci o pai de Anastasia - primeiro pai de qualquer garota, sub, escrava, ou outra coisa que eu já conheci, em seguida, pedi sua permissão para comprar um carro para ela, e agora, nós tivemos a nossa fotografia juntos. Eu nunca apareci com uma mulher em fotografias antes.

"Obrigado Sr. Grey", diz o fotógrafo, e desaparece.

"Eu vejo que você encantou o meu pai também...", diz Anastasia, mas o que eu foco é o que ela não disse. Será que eu a encantei também?

"Também, você disse?" Eu pergunto-lhe levantando as sobrancelhas. Ela cora. Timidez. Mas não é inteiramente isto. Ela cora mais frequentemente porque o seu desejo por mim aumentou muitos entalhes. Eu levanto seu queixo com a mão suavemente, e traço seu rosto com meus dedos.

"O que você está pensando Anastasia?" Eu pergunto-lhe em voz baixa. "O que eu não daria para saber!" Eu digo com fervor, segurando seu rosto, levantando sua cabeça, para que olhemos nos olhos um do outro intensamente. Sua respiração para. Embora esta seja uma tenda lotada, de repente, nós nos tornamos alheios a todos. Sou só eu e Anastasia.

"Agora", ela sussurra: "Eu só estou pensando, linda gravata", diz ela, em tom sussurrante. 

All I Want is You by U2

Eu rio com a lembrança que esta gravata está trazendo para nós dois, e digo: "sim, é legal. E bem recentemente, tornou-se a minha favorita." Ela cora mais vermelha que a bandeira chinesa. Ela é adorável! Ela é excitante para mim! Ela me deseja agora neste momento, e quer fazer amor comigo. Está tudo em seu olhar, e em sua linguagem corporal, e do jeito que ela está desconsiderando todos que nos cercam. A carga entre nós fica sólida, palpável, tangível.

"Você sabe que vai ser bom, não sabe, baby?" Eu sussurro. Ela fecha os olhos com a intensidade de seu desejo por mim.

"Mas eu quero mais", sussurra. Eu sei que ela quer mais. Estava nos meus sonhos por dias! Ela quer corações e flores.

"Você quer corações e flores", eu declaro, e ela simplesmente balança a cabeça em confirmação.

"Mais", digo tentando a palavra pelo tamanho. Ela tem sabor estranho em minha boca. Eu usei isso antes, e não gostei; eu não admiti isto. Mas com Anastasia, eu estou aqui para compromisso. Eu não posso escapar de sua atração. Mas, eu não sei se eu posso fazer isso! Eu tenho que ser honesto com ela.

"Anastasia", eu mal conseguia sussurrar, "baby, isso não é algo que eu conheço."

"Nem eu", diz ela. Meu coração derrete. Esta é a minha baby... Eu sorrio um pouco.

"Baby, você não sabe muito", eu digo. E o pouco que sabe, ela aprendeu isso nos últimos dias.

"E o que você sabe são todas coisas erradas", ela sussurra. Por que ela acha isso?

"Errado? Não é errado para mim," eu digo balançando a cabeça. "Por favor, tente," Eu sussurro desafiando-a, desafiando-a a dar o salto, e eu lhe dou o meu sorriso reservado apenas para ela, inclinando minha cabeça para o lado.

Ela prende a respiração com um suspiro.

Ela olha fixamente nos meus olhos. Estou com medo de que ela vai dizer "Não!" E correr. Mas o que eu ouço  me choca até o meu âmago!

"Está bem", ela sussurra.

Eu não posso acreditar em meus ouvidos! Ela pegou toda a minha atenção ‘pelas bolas’ e eu olho em seus olhos atentamente, tentando não entendê-la mal. Ela engole em seco.

"O que?" Eu pergunto não acreditando nos meus ouvidos, tentando confirmar suas respostas.

"Eu disse: Tudo bem...", ela faz uma pausa, "Eu vou tentar".

Eu nunca estive tão feliz em toda minha vida como eu estou neste momento. Mas eu não quero estar muito feliz se eu estou entendendo mal alguma coisa, e depois me decepcionar. Meu coração não aguentaria!

"Você está concordando?" eu pergunto, com descrença na minha voz.

"Eu estou, sujeito aos limites suaves. Portanto, a minha resposta é sim. Eu vou tentar ," diz ela em voz baixa. Mas, não há duas sem três, e eu estou entusiasmado além da crença. Isto é aniversário, Natal e o inesperado e desejado presente, todos agrupados em um. Eu automaticamente a puxo para o meu abraço, fechando os olhos.

"Cristo, Ana! Você é totalmente inesperada. Você tira o meu fôlego," eu digo com respeito, reverência e admiração na minha voz

Take my Breath Away by Berlin

Eu não sei se vou abraçá-la, beijá-la, ou simplesmente tirá-la daqui para transar com ela! Estou além de feliz!

Seu padrasto aparece quando estou preso em meus pensamentos. Quando eu vejo seu padrasto, eu estou muito feliz, o suficiente para não ser capaz de esconder os meus sentimentos e eu não me importaria se o Papa em pessoa aparecesse para admoestar-me! Meus olhos brilham com uma felicidade indisfarçável.

"Annie, poderíamos almoçar? Eu estou morrendo de fome, com toda essa espera , " diz ele.

"Tudo bem", diz ela, enquanto isso tentando centrar-se. Ray vira a cabeça para mim e pergunta: "Você gostaria de se juntar a nós para o almoço, Christian?" Anastasia olha para mim com seus grandes olhos azuis quase aterrorizados com a perspectiva de estar sob o escrutínio dos dois homens de sua vida. O pensamento me faz incrivelmente feliz. Eu sou o homem principal em sua vida agora!  Eu!  Eu não acho que um imperador que conquistou o país de seus desejos mais profundos poderia estar tão eufórico e alegre e fodidamente feliz como estou neste momento! Então, eu vou dar-lhe isto com o seu pai, Srta Steele. Finalmente posso concordar em estar afastado de você sabendo que eu posso ter você em meus braços, de volta ao lugar a que você pertence...

"Obrigado, Sr. Steele, mas tenho outros planos, senhor. Foi uma honra conhecê-lo," eu digo.

"Da mesma forma, Christian", ele diz, "Lembre-se de cuidar de minha menina", diz ele conspiratório.

Ele me faz sorrir, "Oh, Eu tenho toda a intenção, Sr. Steele." Nós apertamos as mãos. Eu viro o meu olhar para Anastasia. Ela apenas tira o meu fôlego. Eu pego sua mão na minha, e a levo a meus lábios, beijando cada um nós dos dedos carinhosamente, meus olhos e olhar são brasa com minha libertinagem e desejo por ela, olhando para os seus.

"Later, Srta Steele," eu respiro em seu ouvido  cheio de promessas do que está por vir, e eu tenho plenamente a intenção de cumprir essa promessa

Just Died in Your Arms by Cutting Crew

*****

Taylor como sempre me acha tão logo ele sabe que estou longe de minhas companhias e é hora de ir. Ele dá uma olhada no meu rosto, e eu posso ver que ele dá um suspiro de alívio lento, e murmura baixinho olhando para frente sem expressão, "Parabéns, senhor!" Como se eu tivesse concluído a missão de resgate sem problemas. Concordo com a cabeça em resposta, ainda me recuperando a partir da tontura.

"Onde, senhor?", Pergunta ele.

"Leve-me de volta para o Heathman", eu digo. Eu preciso almoçar, e trabalhar visto que eu já fiz uma grande parte de conquistar esta manhã.

Eu peço o almoço, e começo a trabalhar. Taylor e eu saímos para correr à tarde para malhar. O humor de Taylor levantou em proporção direta com o meu. Deus! Esta mulher pode mexer o dedo mindinho e manipular todos nós homens! Ela vai ser a minha morte. Meu veneno bonito, e antídoto... Quando voltamos, eu tomo um banho. Eu rapidamente visto minha t-shirt branca e jeans. Eu rapidamente me encaminho para o meu laptop para escrever uma mensagem a Anastasia.
__________________________________________________
De: Christian Grey
Assunto: Limites Suaves
Data: 26 de maio de 2011 17:23
Para: Anastasia Steele

Existe alguma coisa que eu possa dizer que eu já não tenha dito?
Toda vez que você quiser falar sobre isso, eu ficaria feliz em falar com você.
Você estava de tirar o fôlego.

Christian Grey
CEO, Grey Enterprises Holdings Inc.
__________________________________________________

Eu mal posso fodidamente me conter. Sua resposta é instantânea. Assim que o e-mail ding, eu clico nele, minhas mãos estão tremendo.
__________________________________________________

De: Anastasia Steele
Assunto: Limites Suaves
Data: 26 de maio de 2011 17:24
Para: Christian Grey

Eu posso vir esta noite para discutir se for conveniente para você.

Ana
__________________________________________________

Conveniente? Baby, eu estive esperando por um tempo para que você apenas acenasse para mim! Eu estive faminto de sua afeição. Se ela não sabe como punir com o sexo, ou se ela não tem uma habilidade inata, eu mudo meu nome! Ela tem um domínio natural; estou pronto para explodir. Mas eu não quero, por um lado, que ela dirija aquela armadilha mortal, e dois, se ela vier, ela pode i embora a qualquer momento. Eu quero ter isto em meus termos. Eu escrevo-lhe uma resposta de imediato.
__________________________________________________
De: Christian Grey
Assunto: Limites Suaves
Data: 26 de maio de 2011 17:28
Para: Anastasia Steele

Anastasia, eu prefiro ir até você. Por favor, acredite em mim quando eu digo que eu fico muito infeliz com você dirigindo o seu carro.
Eu estarei com você em breve.

Christian Grey
CEO, Grey Enterprises Holdings Inc.
__________________________________________________

Eu já estou vestido.

"Taylor!" Eu chamo.

"Sim,  senhor", ele mostra-se imediatamente.

"Duas coisas. Uma delas, chame o bar, e obtenha deles uma garrafa de 'Bollinger Grande Année Rosé 1999' e tenha o SUV pronto para levar-me a Srta Steele em 10 minutos. Você pode me deixar, e estar de volta às nove ", eu digo.

"Sim, senhor", ele diz e sai para fazer o pedido do vinho.

Imprimo uma cópia do e-mail de Anastasia, e uma cópia do contrato. Dobro, e coloco os papéis na minha jaqueta. Encaminho-me para descer as escadas  para encontrar Taylor.

Que mulher você é Anastasia! Você põe os homens de joelhos com um olhar, e nem sequer sabe disto. Você tira meu fôlego. 

She's Always a Woman by Billy Joel 

Eu fecho a  porta da suíte e saio.

10 comments:

Anonymous said...

O capitulo está PERFEITO!!!!Muito obrigada por ocupar o seu tempo a traduzir esse livro...estou muito agradecida...

anne caroline godoi said...

Eu adoro essa parte,onde a Ana leva as primeiras palmadas...obrigada Neusa por traduzir os capítulos... Perfeitos como sempre...

Neusa Reis said...

Queria dizer que você devem ler os comentários colocados nos capítulos anteriores porque eu sempre respondo a todos. Um abraço e obrigada por estarem por aqui, para nossa alegria, juntas.

CAROLINA AZEVEDO said...

ESTOU AMANDO O LIVRO E OS CAPITULOS CADA VEZ MAIS,PARABÉNS PELO SEU TRABALHO,CONTINUE NOS AJUDANDO,BEIJOS NEUZA!

CAROLINA AZEVEDO said...

MEUS PARABÉNS NEUZA,VC MERECE É UMA OTIMA TRADUTORA ESTOU AMANDO OS CAPITULOS CADA VEZ MAIS....
CONTINUE NOS AJUDANDO COM O NOSSO CHRISTIAN GREY,RSRSR...
CAROLINA!

Anonymous said...

obrigada por ter me dado essa alegria de continua lendo esse espetacular livro. E ter me tirado um pouco do mundo real.

Kaila Alekena said...

Feliz...feliz e muito feliz... delicia Cristian Grey feliz hahahahah... Que venha as tão esperadas palmadas... louca pra ver essas mãos em ação ha!

Daniela Martins said...

Boa noite!
Lindos ver o entusiasmo de CG e Ana!
Realmente, Christian já está de joelhos por Ana! Já aceitar a denominação de "namorado" seria impossível se fosse com outra sub, mas Ana é Ana!
Parabéns!
Lindo capítulo!
Neusa, obrigada pelas traduções!
Bjkas
Dani
��

Daniela Martins said...

Boa noite!
Lindos ver o entusiasmo de CG e Ana!
Realmente, Christian já está de joelhos por Ana! Já aceitar a denominação de "namorado" seria impossível se fosse com outra sub, mas Ana é Ana!
Parabéns!
Lindo capítulo!
Neusa, obrigada pelas traduções!
Bjkas
Dani
��

Priscila Pessotto said...

Olá girls!
Você que está começando a ler o blog agora ou que já é leitora, agora a Série Pella disponível aqui no blog foi publicada em livro – ECOS NA ETERNIDADE- e em português.
A Emine Fougner colocou a versão em português do Ecos na Eternidade na Amazon, apenas esta semana, por apenas R$ 3,94. Corram para aproveitar o preço porque na próxima semana voltará ao preço normal.
É só acessar a pagina da amazon: www.amazon.com.br.
Vamos aproveitar!
Beijos,
Pry