StatCtr

Friday, March 22, 2013

Livro II em português - Christian Grey e Anastasia Steele


Livro II - Capítulo I - Christian Grey e Anastasia Steele

capítulo um
Ao inferno e de volta

Tradução:  Neusa Reis        
                                      

"Mamãe, estou com fome!" Eu digo procurando por ela. Mas mamãe não está aqui.

"Mamãe! Mamãe!”  Mamãe está no quarto. Eu vou para a porta. Eu não devo abri-la se ela estiver fechada. Mas eu estou com muita fome. A porta está muito suja. Tem manchas sobre ela toda. Eu alcanço a maçaneta. Há ruído no interior. Mamãe está chorando. Ela está machucada? O homem está aqui. Eu não posso entrar quando o homem está lá. Mas eu estou com muita fome. Eu lentamente abro a porta. Eu espio dentro. Mamãe está curvada sobre a cama pequena. Ela está segurando a barra de metal. Ela está nua. O homem mau está por trás de mamãe. Ele não tem camisa, mas ele tem calças. Eu só vejo suas costas. Ele está empurrando mamãe. Mamãe está chorando. "Não! Por favor! Pare!"  Ela está dizendo.

"Eu sou seu dono! Se eu quiser buceta, eu recebo buceta, sua puta! "

"O garoto está no apartamento, por favor," ela suplica um pouco mais. Oh, eu sou o garoto.

"Mamãe", eu digo assustado. "Eu estou com fome..."

Mamãe chora mais forte. "Jesus Cristo!" Mamãe parece zangada. "Por favor, deixe-me ir! Meu filho...," ela diz com a voz assustada e baixa.

Ele puxa o seu cinto das calças muito rápido e acerta mamãe com ele. Mamãe grita. Ele está muito bravo. Ele se vira para mim e seu pipi está pendurado para fora. Eu corro para a cozinha. Não há lugar para me esconder. Eu me escondo debaixo da pia. Ele me encontra. Minhas mãos pequenas estão tremendo. Eu cubro meu rosto com as mãos. Talvez ele não me veja. Mas ele sempre vê. Ele agarra meu cotovelo e me puxa para fora do armário. Meu braço arranha. Eu bato minha cabeça sob a bancada. Estou com medo de chorar. Ele me bate mais forte se eu chorar. Se eu não fizer nenhum som, talvez ele não vá me fazer sangrar.
"Você me custou minha diversão, seu merdinha!" Ele me puxa e me vira de costas. Ele puxa meu short para baixo, e bate e bate e bate em mim. Isso dói.

"Mamãe!" Eu grito. "Mamãe isso dói! Ajude-me, mamãe! " Ele se lembra de seu cinto no quarto da mamãe. Ele se levanta, e me arrasta pelo braço para o quarto da mamãe. Ele me joga na cama. Ele pega o cinto e começa a me bater. Eu grito. Dói muito! Mamãe se enrola no chão. Quando eu grito, ela chora mais. Mas mamãe não vem para detê-lo. Ela só chora mais alto no quarto. Ele me joga no chão. Ele levanta o pé grande. Então, ele me chuta. Eu rolo no chão. Finalmente a parede me pára. Eu silenciosamente choro. Eu cubro minha boca para parar o barulho.

"A puta e seu fodido bastardo de merda!" Ele grita. Ele vira as costas. Eu ouço seus passos saindo. Estou com medo de olhar. Será que ele já foi? Estou machucado. Minha cabeça está sangrando um pouco. Mamãe lentamente rasteja. Ela agarra a camisa velha do chão. Ela a coloca. As mãos da mamãe estão tremendo. Ela não olha para mim. Ela se arrasta para o banheiro. Eu continuo olhando a mamãe ainda silenciosamente chorando. Ela volta do banheiro. Os olhos da mamãe estão arregalados, vermelhos, e assustados. Ela está segurando uma garrafa pequena. Mamãe não quer olhar para mim. Ela vai para a cozinha. Eu lentamente a sigo. Ela abre a torneira. Em seguida, ela enche o copo sujo com água. Ela vem para se sentar no sofá ainda tremendo. Lágrimas estão saindo de seus olhos, mas ela não emite nenhum som. Apenas lágrimas.

Mamãe abre a garrafa. Ela a sacode. Ela olha para a garrafa. Ela me olha com seus olhos tristes. Ela chora um pouco mais. Ela não sorri. Ela levanta a garrafa até a boca. Derrama. Ela bebe a água. Eu estou com fome também mamãe, eu penso comigo mesmo. Mas eu não vou dizer. Mamãe está triste. Ela deita-se no sofá.

"Venha aqui, Christian", diz ela. Eu ando até ela.

"Deite-se perto da mamãe", mamãe diz. Subo no sofá. Deito-me perto dela. Ela me segura. Eu estou com fome. Mas mamãe está me segurando. É melhor porque ela está me segurando. Os olhos da mamãe choram mais. Ela ainda não faz nenhum som. Ela beija o alto da minha cabeça.

"Adeus Christian", ela diz. Mamãe está cansada. Ela vai dormir. "Boa noite, mamãe," eu digo. Estamos indo dormir.

                                                                                         **** ♡ *****

Eu acordo. Eu empurro mamãe. Está escuro lá fora.

"Mamãe, eu ainda estou com fome", eu digo. Mas ela não quer acordar.

Há a pequena garrafa ao lado dela. Ela bebeu dela hoje. E não há nenhuma tampa. Eu a pego. Algo chocalha dentro. Um brinquedo? É pequeno. Algo para comer! Eu estou com muita fome! Eu derrubo a comida da pequena garrafa na minha mão. Talvez eu possa comê-la. É a comida da mamãe, mas talvez a mamãe não vá se importar. Estou com tanta fome! Eu o coloco na minha boca e mastigo. Ele tem gosto ruim, é amargo. Eu o cuspo.

"Mamãe! Estou com sede!" Mas mamãe está muito cansada e ela não vai se mover. Eu ando no tapete verde pegajoso. Eu vou para a cozinha. Eu empurro a cadeira para a pia. Estou com sede e minha boca está quente. Há um copo sujo na pia. Ele é pegajoso e tem manchas marrons nele. Eu derramo nele a água da torneira e bebo. Eca!

Eu volto para dormir com a mamãe. Talvez ela vá me alimentar quando ela acordar. Mamãe está fria. Eu tenho o meu cobertorzinho. Eu a cubro. Eu coloco minha cabeça no braço da mamãe. "Minha barriga dói, mamãe..." eu choro. Eu estou com muita fome. Minhas lágrimas caem sobre a blusa da mamãe.

"Eu posso ter alguma coisa para comer quando você acordar, mamãe? Por favor, mamãe ".

Eu choro e choro, mas a mamãe não me ouve.

Eu me ergo ereto na cama acordando com o som dos meus próprios gritos. Eu olho em volta. Está escuro, mas a luz da cidade de Seattle está se infiltrando pelas minha janelas de alto a baixo. Eu vejo o Space Needle (N.T. é uma torre de 184 metros, edificada em Seattle) à distância com as luzes da cidade como pano de fundo. Porra! Meus pesadelos estão de volta.


DOMINGO
Miseráveis noites sem dormir serão minhas companheiras novamente. Levanto-me da cama. Minha mesa de cabeceira agora abriga o modelo de planador Blahnik L23. Eu trabalhei até altas horas para construí-lo. Minhas mãos o acariciam. Um presente do meu primeiro amor. O primeiro amor, que eu fodi regiamente ontem em uma separação! Como fomos de quase fazer amor sobre o piano a romper, em questão de horas? Ela me odeia... o pensamento disto para minha respiração trazendo outro som abafado a minha garganta. Eu olho para o bilhete que ela me deixou novamente

Always on My Mind - Michael Buble

"Isso me fez lembrar um momento feliz." Lágrimas fodidas querendo me trair. Elas enchem  meus olhos, ameaçando cair. As costas das minhas mãos voam para os meus olhos como se para segurar as lágrimas. Eu grosseiramente as esfrego disposto a obrigá-las a voltar... Eu realmente estou fodido!

Há um buraco na minha alma; alguma coisa roendo lá dentro de mim. O que é esta dor que eu nunca experimentei? É como se parte de mim morreu. Não algum outro ser, ou outra pessoa, mas como se eu morresse. Eu olho o relógio: 03:13h.  Eu posso ir até Anastasia e pedir-lhe perdão. Como eu posso viver com essa dor? Estou sendo arranhado de dentro para fora como se um leão feroz estivesse enjaulado em mim e se alimentando do meu coração! Que miséria de Prometeu estou passando! (N.T. responsável por roubar o fogo de Zeus e dá-lo aos mortais. Zeus o teria punido pelo crime, deixando-o amarrado a uma rocha durante toda a eternidade enquanto uma grande águia comia, durante o dia o seu fígado - que crescia novamente no dia seguinte.) Tal como o meu maldito coração cresce todo de novo para aquele leão torturante que  devora e consome, banqueteando-se com ele, uma mordida dolorosa de cada vez! Eu perdi o meu propósito na vida ...

Você a ama, fodido, inútil bastardo! De todas as pessoas para se apaixonar, você se apaixonou por um anjo e arrastou-a direta para seu inferno pessoal! Eu repito a cena na minha cabeça uma e outra vez. A vergonha pesa em mim. Eu tive prazer com sua dor. Ela me excitou! Deus, me perdoe! É claro que ela me odeia... ela me pediu para bater nela para me agradar, mas não pode aguentar. Eu não estaria melhor estando com alguém sem emoções, sem envolvimentos e só foda? Como nos tempos pré-Anastasia? Ela não está melhor sem mim? Eu não sou nada, apenas destruição para ela, e Kate disse isso mesmo... "Ela chora o tempo todo desde que conheceu você!" Então, ela estava feliz antes que ela me conhecesse. Eu vi um vislumbre desta felicidade, quando estávamos na Geórgia, planando... Foi um momento feliz. Se eu lhe der espaço, algum outro babaca vai deslizar no meu lugar imediatamente. Eu não vou agüentar isso! Eu iria simplesmente morrer, ou eu mato o filho da puta! De qualquer forma, eu estaria destruindo a nós dois... Não é o amor que dá tudo sem esperar nada em troca?

Eu daria minha vida por Anastasia, sem pensar. Se ela precisa de meu coração, eu o arrancaria eu mesmo, sem pensar! Mas saber que ela está com algum outro iria me destruir. Cada fibra de meu ser me diz que eu sou ruim para ela. Ela seria infeliz comigo. Mas, eu quero que ela... volte. Ela é minha, e só minha! Sou um merda de homem egoísta. Eu vou fazer o que for preciso para trazê-la de volta. Eu vou ser o que quer que ela queira que  eu seja.

Anastasia me ama. Isto penetra em minha cabeça agora e eu tinha ficado tão assustado quando ela me disse. Quando ela realmente me disse;  quando ela estava acordada e consciente.

"Eu me apaixonei por você, Christian! Eu me apaixonei por você, Christian! Eu me apaixonei por você, Christian! Eu me apaixonei por você, Christian! " Sua declaração passa na minha cabeça uma e outra vez. Eu vou fazer de tudo para recuperá-la e mantê-la feliz. Como eu poderia virar as costas, quando eu sei muito bem que ela me ama, e eu a ela? O que está nos mantendo separados além das minhas merdas? O Dr. Flynn disse que apenas uma vez na vida você encontra alguém que você ama e que o ama de volta, com a mesma intensidade. Uma vez na vida! E eu não vou estragar isso

I Never Told You by Colbie Caillat

Ela me disse que odiava ser espancada tanto quanto eu odiava ser tocado! Por que então eu concordei com o seu pedido para ser espancada? Por que ela não usou a palavra de segurança? Eu juro por Deus, quando eu a tiver de volta, eu não vou colocá-la em minha sala de jogos novamente, mesmo se ela me suplicar. Estou vibrante de raiva de mim mesmo! Eu não devia ter deixado ela me convencer a espancá-la com o cinto! Eu me comportei estupidamente! Levanto-me da cama com determinação, e pego minha chave da sala de jogos. Eu abro a porta e me viro para os cintos alinhados e chicotes e itens de punição. Eu os retiro da parede, um a um. Eu os reúno em meu braço como uma pilha de lenha. Volto para a sala de estar, e os empilho na enorme lareira. A Sra. Jones não vai gostar de limpar isso, mas eu preciso queimar essa merda... limpar um pedaço da minha alma com o fogo... Ou eu me queimo, ou eu queimo isto! Tudo com que eu a machuquei! Eu quero... não, eu preciso fazê-la feliz.

Meu maldito mundo está desmoronando ao meu redor. Ela não queria que eu a tocasse. Oh, Deus! Sou um miserável... Ela odeia o meu toque agora! Como posso superar isso? O fogo na lareira primeiro lambe os cintos, chicotes e açoites; então, gostando do gosto deles, engolfa as ferramentas de punição de couro como um monstro faminto. Eu assisto queimar, completamente desligado. Com eles, eu queimo parte do meu passado. Oferecendo parte da minha alma escura em um holocausto.

Após o fogo consumir parte de meus passados pecados, eu ando devagar para o meu escritório. Desde que Anastasia me deixou ontem, a dor se tornou minha companheira constante. Como algo que eu não tinha experimentado antes. Eu fecho minha porta quando eu entro em meu escritório. Eu ligo meu laptop. Eu quero escrever a minha declaração de amor, mas vai assustá-la saber como eu sou fodido, e eu vou acabar machucando-a mais. Encontro-me pesquisando na Internet meu nome sob as imagens. Desço as páginas, e, finalmente, encontro uma imagem minha e de Anastasia tirada em sua formatura. Eu a salvo. Eu olho para a foto dela. Como há tão pouco tempo atrás ela  foi tirada, e como ela me capturou de corpo e alma. Esse foi o dia em que ela concordou em ficar comigo, apesar de em um contexto diferente do que eu estou agora disposto a seguir. O que você fez para mim Ana? Eu sou um homem despedaçado sem você. Sem rumo... sem objetivo... Como você se tornou a minha salvação!

Eu tenho que fazer alguma coisa. Não está em mim apenas sentar e não fazer nada enquanto eu estou despedaçado, minha namorada está despedaçada, e nós estamos ambos despedaçados. Estou sem rumo sem ela, mas algum filho da puta vai fazer a tentativa de entrar em sua vida, o que será o seu e o meu fim! Porra!

Eu vou para o meu quarto para tomar uma ducha rápida. O chuveiro tem também muitas lembranças de Anastasia, que perduram por muito tempo, me machucando fisicamente e emocionalmente. Eu já estou no meu limite final. Eu não posso aguentar muito mais. Eu como sempre lavo meu cabelo, ensaboo meu corpo, e resolutamente enxaguo e saio. Meu peito ainda está dolorido e vermelho, mas congratulo-me com a dor. É a única coisa real que me lembra que Anastasia fez parte da minha vida. Eu saio do chuveiro e me seco, e coloco meu moleton, e meu tênis de correr. Quando eu caminho de volta para a sala de estar, eu vejo a Sra. Jones trabalhando na cozinha.

Ela me olha com cautela, vendo meu comportamento melhor em comparação com o de ontem, ela pergunta: "Você gostaria de ter o seu café da manhã agora,  Sr. Grey?"

"Sim. Obrigado, Sra. Jones ".

"Omelete está bem senhor?", Ela pergunta.

"E frutas, por favor", eu respondo. Minha resposta a faz olhar para cima e me dar um sorriso genuíno.

"Claro, senhor", ela responde em seu tom profissional.

Ela me dá o meu café puro. Meu café da manhã está diante de mim em poucos  minutos. Eu o como automaticamente, não por querer ou precisar, mas por hábito. Taylor entra na sala e toma o seu lugar habitual, na entrada. Eu viro minha cabeça, e com o meu aceno ele caminha em minha direção. Seus olhos são impassíveis, não demonstrando nada. Nada sobre mim caindo aos pedaços em sua presença e da Sra. Jones.

"Taylor, estou saindo para uma corrida."

"Vou acompanhá-lo, senhor", ele responde.

"Não, não é necessário. Eu só vou correr para o consultório do Dr. Flynn," ele levanta uma sobrancelha ligeiramente. Mas, então, seu rosto volta ao seu comportamento habitual, como se ele puxasse as bordas de uma folha enrugada. Nada fora do comum, e tudo sereno e calmo em seu rosto.

"Você gostaria que eu lhe pegasse depois, senhor?"

"Não." Eu preciso de tempo para ficar sozinho. "Mas, eu preciso de algo mais de você."

"Qualquer coisa, senhor", diz com entusiasmo, como se a normalidade voltasse para nossas vidas.

"Eu preciso de você para manter um olho na Srta. Steele.  Você  disse  que  ela não parecia..." Eu paro aí para esconder a quebra na minha voz, “...bem, ela não estava bem ontem, dadas as circunstâncias." Taylor concorda, os olhos endurecem, sua mandíbula aperta, e ele engole como se ele estivesse tentando passar uma pedra através de seu esôfago. Isso é toda resposta do que ele pode controlar. Yeah! Anastasia nos tem  a todos nós, e até mesmo Taylor gosta dela. Eu suspeito que ele está com raiva de mim, mas ele não vai mostrar isso.

"Eu quero que você pesquise para ver quanto dinheiro ela tem em sua conta. Uma vez  que ela deixou seu Blackberry aqui, rastreie seu telefone antigo. Estando  tão perturbada quanto ela estava", eu digo, e sabendo que ela está trancada, e sua colega de apartamento está fora, eu não quero que nenhum mal chegue até ela," eu  quero  garantir  sua segurança." Taylor concorda. "Verifique sua conta periodicamente para ver se ela depositou o dinheiro dela. Sabendo como ela é teimosa, ela pode decidir não depositar o dinheiro. Vou lidar com isso quando chegarmos a esse ponto." Eu tenho que fazer alguma coisa para acabar esta dor maçante em mim. Eu dispenso Taylor, e recolhendo o laptop de Ana, o  Blackberry e as chaves do carro, volto para o meu escritório. Eu tenho que mostrar que eu posso lutar por você, Anastasia!

Eu pego meu Blackberry, e ligo para o Dr. Flynn. Ele responde depois do terceiro toque, grogue de sono.

"Olá?"

"John!" Eu digo incapaz de esconder a angústia na minha voz. Esta única palavra o desperta completamente.

"O que há de errado?"

"Anastasia me deixou ontem, e eu acho que estou morrendo!"

"Vamos conversar. O que aconteceu? "

"Eu não quero falar no telefone. 20 minutos, no seu consultório", eu digo com firmeza.

Ele faz uma pausa, "um segundo", diz ele e pergunta a sua esposa algo com uma voz abafada. Em seguida ele volta, "está bem, vou vê-lo em 20!" Eu desligo.

Eu corro para o consultório do Dr. Flynn. A dor quando Anastasia me deixou ontem foi um choque para o meu corpo. Ela veio com uma tal força que me sacudiu fora do meu corpo físico. Hoje, eu estou acomodado de volta no meu corpo, e eu estou experimentando a dor com cada única picada, machucado, e agonia. Quando eu chego ao consultório de John, ele não está lá ainda. Eu ando para lá e para cá em frente da porta. Se a pedra fosse tapete, eu teria cavado uma trilha sobre ela. John chega a seu consultório três minutos mais tarde, assimilando a condição de meu rosto. Percebo que ele está com seus jeans e t-shirt. É domingo, e esta é uma chamada de emergência.

Assim que ele abre a porta, entro.

"Entre, Christian", ele diz em uma voz meio irônica, mas eu sinto o sorriso por trás dela. Eu me dirijo diretamente para seu escritório. John se encaminha para sua cadeira de couro, indicando-me para sentar no sofá. Sento-me, mas eu me levanto, inquieto. Ele me olha.

"Christian, eu acho..." diz ele, mas eu o interrompo.

"John, eu estou no purgatório!" Isto o choca, suas sobrancelhas se fecham, e ele me olha como se tivessem crescido chifres em mim. Incapaz de encontrar a palavra certa, ele se contenta com "diga."

Eu ando pela sala e paro diante dele. "Anastasia estava comigo na noite passada. Eu estava muito animado, e completamente aliviado ao vê-la, depois que ela voltou da Geórgia. Na verdade, a merda toda com Leila tem me preocupado, e eu não estava funcionando com todos os pistões..." Eu começo a dar voltas, novamente exasperado, eu volto para o sofá, exausto.

"Eu estava pronto para fazer concessões para ela, John. Mas, uma coisa levou a outra, e ela revirou os olhos para mim, e eu queria espancá-la por isso. Ela sabia disso. E ela fez um jogo com isso. Eu comecei a persegui-la de brincadeira e ela finalmente disse que ela se sente sobre ser punida como eu me sinto sobre ser tocado! Esta revelação foi horrível para mim..." Eu digo e volto a dar voltas.

"Como isso lhe fez sentir?", pergunta John. Eu tenho que verificar no manual do psiquiatra iniciante se esta pergunta é a primeira coisa que lhes ensinam. Mas, quando me viro para olhar para ele com exasperação, percebo que na verdade ele está se inclinando mais e totalmente absorto no que eu estou dizendo, como a dizer "então, e o que aconteceu?" O que quer que eu acabe revelando a ele, ele sempre consegue manter o comportamento 'Eu já ouvi tudo isso'. Isto é diferente. Isso é algo que ele não tinha ouvido antes.

"Isto tirou o meu fôlego e eu tive nojo de mim! Mas, então, Anastasia disse, não é tão ruim quanto o que você sente... você sabe, sobre o toque. Ela disse que ela era ambivalente quanto a isso. Ela só não gosta de ser punida, mas se é para diversão, ela não se importa. Ela disse que dependia do contexto..." Eu dou um suspiro profundo. John faz um sinal impaciente gesticulando com a mão direita com a caneta, como se dissesse 'vá em frente’.

"Mas então ela disse, 'me mostre. Me mostre o quanto isto pode ser ruim’. "Eu não queria fazê-lo a princípio! É como dizer 'aqui está o seu cocktail favorito! Mostre-me o quanto você o ama!" a um alcoólatra em recuperação. Eu perguntei a ela várias vezes, se era isso que ela queria. E,” eu gemo levantando a cabeça para o céu como se uivando, "eu finalmente cedi, e eu bati nela com um cinto seis vezes. Ela não me fez parar, ela não usou a palavra de segurança, e uma vez que tinha acabado, ela não quis fazer nada comigo!" Eu digo numa respiração rápida, exasperada, cansada.   “Eu acho que ela simplesmente me odeia agora..." Eu digo afundando como um homem derrotado. Derrotado pela vida, derrotado pelo amor.

"Você realmente acha que ela te odeia, ou é este aspecto específico, esta necessidade específica que você tem que ela o odeie?"

"Ela olhou para mim com olhos enojados, e teria sido melhor se ela me batesse, atirasse em mim, me apunhalasse, mesmo me matasse...qualquer coisa, menos aquele olhar, John! Eu não consigo tirar isso da minha cabeça! Ela parecia despedaçada. Eu a despedacei. Eu fui atrás dela, mas eu acho que se ela tivesse força ela teria me empurrado. Passei o resto da madrugada segurando-a, pedindo-lhe perdão, e rezando para que ela parasse de me odiar. Mas o que ela revelou mais tarde, foi pior do que ódio..." Eu digo afundando ainda mais.

"O que ela revelou?" Dr. Flynn perguntou com as sobrancelhas levantadas como se este fosse o clímax da minissérie ‘O melhor de Freud’, sua voz uma oitava acima, percebo que ele limpou a garganta e fez um gesto com a mão.

"Ela disse que ela se apaixonou por mim", digo com uma voz baixa, completamente indigno de seu respeito.
"Por que você sente indigno do seu amor?" John pergunta naturalmente.

"Olhe para isto John! Eu a faço infeliz com o que eu quero fazer com ela. Eu quero punir, mas, eu acho que isso mudou. Eu vou ficar longe de qualquer coisa que possa levá-la para longe de mim. Eu queimei todos os cintos,  correias, e chicotes esta manhã na lareira!"

Eu poderia tê-lo derrubado até com uma pena; ele só caiu para trás em sua cadeira olhando para mim boquiaberto.

"Você fez o que?" Ele parece que está guinchando.

"Eu os queimei, e queimei parte do meu passado com eles. Eu estou pronto para resolver minha merda, pela Ana."

Emudecido não é uma palavra que eu poderia associar ao Dr. Flynn. Ele sempre tem uma opinião profissional, ou tem seus gracejos de psiquiatra. Ele olha para mim por um longo momento e, finalmente, fala.

"Christian, Anastasia conseguiu mais progresso com você no decurso das últimas semanas, do que eu nos últimos dois anos!"

"Olhe onde eu estou agora. Eu estraguei tudo majestosamente! Eu costumava pensar nela como o 'Rochedo de Gibraltar," indestrutível, você sabe... Mas eu sou também malditamente manchado! Eu a destruí! Eu peguei seu amor, e quase joguei no seu rosto. Eu fiquei apavorado,  John! Eu não mereço seu amor! "

Eu sinto como se eu estivesse espiralando  para baixo novamente. Eu escorrego para baixo, para o chão desta vez.

"Christian!" Grita o  Dr. Flynn enquanto ele pula de pé.

"Diga-me como corrigir isto, John!" Peço-lhe, no chão, olhando para cima, um homem destroçado. "Eu a quero de volta. Eu estou pronto para fazer o que for preciso para fazer isto funcionar..."

Dr. Flynn lentamente se afasta de sua poltrona. Ele anda em volta e pega uma das almofadas e casualmente atira para o chão.

"Eu não posso ver você no chão... Você está me pedindo isso como seu amigo, ou como seu psiquiatra?" Ele pergunta enquanto  ele escorrega para o chão perto de mim, mas achando a opção, sentado, desconfortável. Ele se mexe.

"Como você sabe, eu sou os dois para você", diz ele. Eu levanto os olhos. "Eu preciso de ambos, John", eu respondo.

"Bem, então", diz ele, "que tal começarmos encontrando um assento mais confortável? Eu também malho, mas ao que parece, não é tão frequentemente quanto você. Eu vou sentar no meu próprio lugar, enquanto você ocupa o sofá, Christian? Eu realmente não sou bom em agachamento de ioga ", diz ele estremecendo.

Um pequeno sorriso se arrasta em meu rosto, mas desaparece antes de chegar a meus olhos. Eu me movo de volta para o sofá, e localizando-o com minhas mãos eu me levanto e sento-me outra vez. O Dr. Flynn se sente um pouco melhor com essa concessão. Ele se levanta, e pega a almofada do chão, e volta ao seu lugar.

John olha para mim atentamente. "Eu estou fazendo esta pergunta agora como seu psiquiatra e seu amigo, e eu já fiz esta pergunta antes: Do que você está disposto a abrir mão  por ela? O que você está disposto a fazer? "

"O que for preciso!"

"Isto não é específico, Christian. Estou perguntando novamente: Quais são as suas concessões? É melhor estar seguro que você quer resolver isso, e é melhor estar determinado a ir até o fim, "diz ele com os olhos firmes.

"Eu estou disposto a ter somente baunilha se ela assim o desejar. Eu estou disposto, inferno, eu estou com medo de chegar perto de minha sala de jogos... Eu chegarei até a dar toda aquela merda se ela quiser! Nenhuma punição... nada. Vou evitar qualquer coisa que possa distanciá-la de mim como se fosse veneno! "
"Tudo bem... Agora, esta é a questão. Você vai se ressentir dela distanciando-o das coisas a que você está acostumado, gosta, e deseja? Eu quero que você pense nisto duro, Christian!" Diz ele me olhando atentamente. "Porque se você está apenas fazendo isso para recuperá-la, você vai destruir não só o que você poderia ter com ela, mas talvez Anastasia também... irrevogavelmente. Para que este relacionamento funcione, você realmente deve ser um homem mudado. Esta é sua chance de conseguir uma metamorfose pessoal, de um adolescente para um adulto, emocionalmente. "

Eu olho para John. "Eu morri mil vezes desde que ela me deixou! Eu sinto que há um buraco em meu peito. " Eu mostro-lhe com minhas mãos, escavando com os dedos em meu peito, meus olhos arregalados. Olho para ele suplicante. "Se você tem uma poção mágica para curar isto, para tirá-la do meu sistema, dê para mim, e não porque eu não quero o seu amor, ou eu não queira amá-la também, mas porque, eu sou tão fodido, que eu não quero manchá-la!”

"O que você diz que eu estou acostumado, gosto e desejo... Eu percebi... quando ela olhou para mim com asco... isto não era nada! Eles não significavam mais nada. Desapareceram. Puf!" Eu faço um gesto de desaparecer com as minhas mãos. "Eu preciso dela mais do que da minha próxima respiração!”

"Então, você está preocupado que, de repente, eu ia largar Anastasia e voltar para aquela merda do meu passado? Talvez eu mereça este escrutínio. Será que esta necessidade vai embora? Talvez não. Mas certo como o inferno eu irei aprender a tirar a tentação fora do meu caminho." Eu olho para as minhas mãos, em seguida, fixo o meu olhar sobre a lâmpada da mesa. Ajuda olhar para a luz, se você está se esforçando para não chorar. Eu já domino isso. Mas, o meu cálice emocional está transbordando, minhas barragens estão quebradas. Eu esfrego os olhos violentamente, para que eles não me traiam aqui. Respire fundo, Grey! digo a mim mesmo.  "Então, você está me perguntando, ‘no que implica qualquer coisa’? para mantê-la comigo. Aqui está a minha resposta: É exatamente apenas isto: tudo e qualquer coisa. Porque eu estou apaixonado por ela, John

I Will Always Love You by Whitney Houston

Muito, do fundo da alma, de forma irrevogável! Eu a amo mais do que a minha própria vida! Ela é a minha vida... Ela é a porra da minha alma. Eu fiquei vivo com ela. Eu esqueço o pedaço de merda que eu sou quando ela está perto de mim. Eu vou fazer de tudo para protegê-la, cuidar dela, amá-la, e eu vou me comprometer de qualquer maneira e qualquer forma que ela queira que eu faça. Mas ela não iria acreditar em mim."

John suspira. "Primeiro amor," e sorri. "Bem, eu posso te ajudar com isso. Estou muito feliz que você finalmente percebeu o que eu sabia o tempo todo."

"Mas, ela me odeia... ela me ama também. Ela odeia o jeito que eu sou, e ela nem mesmo me deixou tocá-la. Ela não me deixou dar-lhe um beijo de despedida!" Eu digo com tristeza.

"Como ela estava quando partiu?"

"Despedaçada, machucada. Perguntei sobre ela a Taylor. Ele a levou para casa. Ele disse que ela chorou todo o caminho, e não o deixou ajudá-la. Ele disse que ela só tropeçou para fora," eu digo com o meu olhar fixo na distância. Sinto-me sair do meu corpo novamente.

"Christian! Foco!" John exclama.

"John! Estou morrendo a cada dia! "

"Aqui está a sua chance de corrigir essa situação. Você pode dar a ela alguns dias? Desta forma, ela vai ter a chance de colocar seus sentimentos em ordem, e você não vai assustá-la. Então fale com ela. Realmente falar. Colocar todas as suas posições, descobrir exatamente o que deu errado,  além das palmadas, é claro. "

Eu sei o que deu errado. É a coisa toda do contrato. Isso é o que deu errado. A relação contratual não funciona quando duas pessoas se amam. Eu a coloquei em um relacionamento com limites... Bem, eu completei o círculo. Foda-se a papelada! Estou resoluto e determinado. Eu me levanto do meu assento.
"Obrigado, John," eu digo.

"Claro", diz ele. "Alguma notícia sobre Leila?"

"Ainda não. Mas, eu vou chamá-lo assim que localizá-la. "

Deixo o escritório de John resoluto, mas ainda com o coração pesado. Como passar os poucos dias que eu deverei dar a Anastasia? Eu estou um desastre, porra! Mas é o que o médico receitou. Eu corro de volta para casa.

Taylor está esperando na porta, nervoso. Eu olho para ele. Ele olha para mim desconfiado, preocupado. Mas ele não diz nada.

"Taylor!"

"Sim, senhor", ele responde.

"Uhm. Preciso de sua ajuda com algo. Encontre-me em meu escritório em 30 minutos," eu digo. Isso me dará tempo suficiente para tomar uma ducha e me vestir.

"Claro, senhor."

Em menos de 30 minutos, tomo a ducha, visto minha camisa de linho branco e calça jeans preta. Eu pego uma garrafa de água e caminho para o meu escritório. Taylor aparece imediatamente e me segue, fechando a porta atrás de si, e se vira para olhar para mim com expectativa.

Eu respiro fundo e abro minha boca. Em seguida, eu a fecho novamente. Eu a abro mais uma vez.

"Taylor, qual é a melhor floricultura de Seattle?" Os olhos de Taylor se arregalam, isto é o mais chocado que eu já o vi.

"Floricultura, senhor?"

"Sim, floricultura. Eu quero enviar rosas para a Srta Steele amanhã para felicitá-la em seu primeiro dia no trabalho. "

"Eu posso fazer isso por você, senhor", ele responde.

"Eu sei que você pode, Taylor," eu digo exasperado. "Mas, eu quero saber como fazê-lo, para que eu possa fazer isso para ela", eu digo. Ele tenta esconder um sorriso, mas não consegue, finalmente dominando suas expressões faciais, ele se reveste de seu olhar impassível.

Nós navegamos na web por 30 minutos e nós limitamos em três floriculturas diferentes. Eu chamo a minha assistente Andrea, e ela também sugere que ela pode enviar as flores ao seu destino para mim. Eu tenho que repreendê-la também. "Só me diga qual é a melhor floricultura, Andrea!" repreendendo-a e então eu leio os nomes das três lojas que Taylor e eu escolhemos. Ela me diz o nome da melhor, e eu desligo.

"Tudo bem. Nós sabemos qual é  a melhor floricultura. Agora os significados das rosas. "

"Significados, senhor?" Pergunta Taylor intrigado.

"Homem! Você já foi casado antes! Você nunca enviou rosas para sua esposa com algum significado especial? "

"Oh!" diz Taylor, finalmente. "Eu não tenho certeza, mas a Sra. Jones pode ser mais bem informada nisto, já que as mulheres são mais focadas nos significados das coisas. Eu posso buscá-la, se você quiser ", diz ele.
"Ok, vá buscar a Sra. Jones".

Poucos minutos depois, Taylor e a Sra. Jones chegam de volta. Ele deve ter explicado a ela, e ela tem um pequeno brilho em seus olhos, mas seu comportamento é sempre profissional.

"Que tipo de significado você está com a intenção de transmitir, senhor?" Ela pergunta.

Eu tomo uma respiração profunda. "Novos começos, inocência, reverência, honra, pureza. Existe uma flor que diz tudo isso, ou eu tenho que ter um monte delas para dizer isso? " eu pergunto.

A Sra. Jones realmente sorri neste momento.

"Existe apenas um tipo de flor que diz isso tudo," diz ela, e meus olhos brilham pela primeira vez desde ontem.

"Qual?" Eu pergunto um pouco mais entusiasmado.

"Rosas brancas. Rosas brancas de caule longo seriam as melhores. Elas também significam ‘amor jovem’ senhor,” diz ela, e embora eu franza a testa, eu não posso retirar o sorriso do meu rosto.

"Obrigado, Sra. Jones", eu digo, dispensando-a.

"A qualquer hora, senhor", ela diz e vai embora.

Eu me viro para Taylor. "Ok, como vamos fazer isso?"

"Fazer o que senhor?"

"Eu quero fazer a encomenda para ela!" Eu digo frustrado.

"Ah, sim, nós chamamos a floricultura, dizemos que temos uma entrega futura para amanhã, a menos que você queira que seja entregue no seu trabalho, é claro", diz ele, e eu o corto.

"Não, eu quero entregue em sua casa", eu digo.

"Então, nós temos que ter certeza de que isto seja entregue em sua casa em um determinado momento. Eles vão explicar-lhe, senhor, e então nós lhes pagaremos através de cartão de crédito. "

"Bastante fácil, eu posso fazer isso", eu digo. "Obrigado, Taylor", eu digo dispensando-o. Ele acena com a cabeça, e eu não perco o sorriso quando ele vira as costas para sair.

Eu chamo a floricultura, e  faço a encomenda de duas dúzias de rosas de haste longa para serem entregues amanhã depois das 5:30 h da tarde. Eu digo a eles para verificarem a cada meia hora, se ela está em casa até a entrega ser realizada. Então eu tenho que convencer a mulher no outro lado da linha que eu sou realmente Christian Grey, porque ela duvida do nome no meu cartão de crédito. Ela diz que "eles têm assistentes para fazer isso por eles!" Finalmente solucionamos o problema de que eu sou de fato, o Christian Grey! Eu faço a balconista escrever uma nota para ela. Não é muito pessoal, mas não muito afastada também. Só para deixá-la saber que ela está na minha mente.

Parabéns em seu primeiro dia no trabalho.
Espero que tenha corrido bem.
E obrigado pelo planador. Isso foi muito atencioso.
Ele tem um lugar de destaque na minha mesa.
Christian

Espero que ela responda. Eu espero que ela entenda. Espero que ela ainda me ame. Espero que ela me perdoe. Eu espero... Não foi em algum lugar em um filme, que foi dito que ‘A esperança é uma coisa boa, talvez a melhor das coisas. E uma coisa boa nunca morre.’ Então, eu só espero.

Em seguida, eu chamo Ros.

"Ros, você tem prioridades amanhã", eu começo assim que ela atende o telefone.

"Sim, senhor. Quais são elas? "


"Nós estamos adquirindo  o controle da SIP!"

"Uhm ... o que? O que é SIP? "

"É uma empresa de publicidade."

"Ela está à venda?"

"Não. Não está. "

"Está em dificuldades financeiras? Isto seria uma boa compra? "

"Nem idéia."

"Ok, Sr. Grey... Christian, me parece  como se nós tivéssemos começado no meio de uma conversa, que você começou em algum momento, e eu só peguei no meio. Por que estamos comprando esta empresa exatamente? "

"Ros! Há uma razão pela qual a minha empresa, NÃO é uma empresa pública. Porque, eu gosto de fazer meu próprio caminho. Eu quero esta empresa porque está ficando estagnada. Pode ser benéfico depois para nós. Ela precisa diversificar, e nós também. Você vai pegá-la para mim, mesmo se tivermos que fazer uma aquisição hostil! (N.T. hostile takeover – aquisição da empresa contra a vontade da diretoria) Então eu quero todos os arquivos de funcionários da alta administração, novas contratações, e tudo do intervalo. É melhor isto ser feito na segunda-feira. Eu quero tudo pronto. Oferecer-lhes uma aquisição amigável (friendly takeover) na segunda-feira. Se não, eu quero todas as ações compradas na terça-feira. Eu quero que isso acabe esta semana! Eu fui claro?" Eu digo com dentes cerrados.  Chefe Christian está de volta com uma vingança.

"Perfeitamente, senhor. Eu vou ter os documentos elaborados hoje."

"O que for preciso, faça!" Eu rosno, e desligo.

Eu farei qualquer coisa para proteger o que é meu. Anastasia é minha! Baby, você não me viu lutar por você ainda! Vai ser espetacular! Porque eu não desisti... não quando eu sei que você me ama, e eu te amo.


Meu dia 2 pós-rompimento mas de pré luta corre movimentado. Ros me chama ao final da tarde.

"Sr. Grey, nós já apresentamos a oferta a SIP. Embora tenhamos oferecido mais do que suas ações valem, a empresa esteve relutante em vender. Eu estou passando para a Fase Dois. "

"Se eles não concordam, deixe que eles saibam que eu vou comprar.cada.ação.disponível e indisponível. Cada.Uma.Delas. Você me entendeu Ros? Eu quero todas! Não uma oferta  pública!" Eu digo enunciando.
"Sim, senhor!" Diz ela e desliga. Uma empresa pequena como a SIP não vai ficar no meu caminho para proteger Anastasia. Ontem eu pedi a floricultura para fazer Anastasia assinar por suas flores, ela e somente ela, e então enviar a confirmação para mim no mesmo dia. Eu estou esperando por sua chegada como um carregamento de ouro!

Taylor está pronto para me levar para casa depois do trabalho.

"Não, Taylor, me leve para a loja da Apple."

"Que tipo de maçãs, senhor?", pergunta ele confuso.

"Não 'uma' maçã, Taylor. A loja da Apple, como em Macs, iPod, iPad." Eu vejo Taylor ficar carmesim pelo engano.

"Claro, senhor", diz ele.

Eu quero que o meu pedido de desculpas a Anastasia seja sincero, e pessoal no mais alto grau. Depois de fazer compras por duas horas, eu compro dois iPads, os mais novos disponíveis: um para Anastasia, e um para mim. Eu não sou sempre bom com as palavras. Às vezes eu digo coisas, e enfio os pés pelas mãos! Mas a música sempre foi uma forma de expressar a minha tristeza, talvez ela também possa expressar o meu amor, e eu pretendo fazer isso por ela com esse pedido de desculpas pessoal.

Quando chegamos a casa, a Sra. Jones me informa que um mensageiro entregou um envelope. Eu o abro como se fosse a carga mais preciosa. Ele contém a assinatura de Anastasia para a entrega de flores. Eu o mantenho junto ao meu peito, segurando-o como uma tábua de salvação enquanto eu ando para o meu escritório, enquanto a porra das lágrimas forçam seu caminho para os meus olhos, ameaçando cair, e eu cerro os dentes, coloco o meu rosto impassível, e me faço invisível para os meus funcionários.

                                                                                         **** ♡ *****

Eu tenho dormido com o laptop de Anastasia", Blackberry e agora o iPad na minha companhia até eu entregá-los de volta para ela, quando eu lhe der mais uns dias, se eu não morrer no processo. A vida é a porra de um inferno, e eu sinto falta dela terrivelmente!

Meus dias têm sido tortuosos desde que Anastasia partiu. Eu não posso pensar em nada além dela. Não consigo me concentrar. Todo lugar que eu me viro, eu vejo seu rosto. Eu estou em uma noite perpétua, um lugar horrível de se estar, como se ela tivesse levado com ela a minha luz interior. Eu não posso ver nada! Eu não tenho prazer na vida, e o buraco em mim só faz crescer! Eu não tenho sono, e se eu durmo, eu acordo depois de ter sido torturado por meus pesadelos.

Eu levei meu planador para o meu trabalho, e ele está seguro em uma caixa bonita. Tirei uma foto dele ontem para que eu possa fazer uma parte do meu pedido de desculpas a Anastasia. Eu coloquei essa imagem como pano de fundo na abertura do iPad, e compilei uma seleção de músicas que me fazem lembrar de nós. Uma simples palavra, ou seja, "nós", mas com tanta força nela. Eu coloquei a imagem que apareceu no Seattle Times, durante sua formatura como fundo principal do iPad, depois que ela deslizar abrindo o cadeado. A lista que eu preparei deverá lembrá-la de tudo o que fizemos juntos.

Há Thomas Tallis, quando eu a espanquei e fodi com o chicote marrom trançado da sua escolha.

The Witchcraft. Nós dançamos ao redor do salão essa canção, e eu já tinha caído por ela, só que era estúpido demais para perceber.

Bach’s Marcello . Ela me ouviu tocar isso várias vezes.

Jeff Buckley: Lover, You Should’ve Come Over: As letras, apenas falam por mim

Lover, You Should've Come Over -Jeff  Buckley

Espero que ela escute. Espero que ela me perdoe.
Olhando pela porta eu vejo a chuva cair sobre as carpideiras
Desfilando em uma vigília de relações tristes enquanto seus sapatos enchem-se com água
E talvez eu seja muito jovem para impedir  que um bom amor dê errado
Mas esta noite, você está em meus pensamentos como você nunca saberá.
Quebrado  e com fome do seu amor, mas sem nenhuma maneira de alimentá-lo.
Onde está você esta noite? Amor, você sabe o quanto eu preciso.

Às vezes um homem se deixa levar
Quando ele sente que na verdade ele deveria estar se divertindo
E cego demais para ver o dano que causou
Às vezes um homem deve acordar para descobrir que, na verdade, ele não tem ninguém.

Então eu vou esperar por você... E eu vou queimar
Será que vou assistir ao seu doce retorno, ou será que um dia vou aprender?

Amor, você deveria ter vindo.
Porque não é tarde demais!

Solitário é o quarto, a cama está feita. A janela aberta deixa a chuva entrar.
Queimando no canto está o único que sonha que já teve você com ele
Meu corpo vira e anseia por um descanso que nunca virá.

Nunca tem fim, meu reino por um beijo em seu ombro!
Nunca tem fim, todas as minhas riquezas pelos seus sorrisos quando eu dormia tão gentilmente encostado nela!
Nunca tem fim, todo o meu sangue pela doçura de seus risos!
Nunca tem fim, ela é a lágrima que se pendura dentro de minha canção para sempre!

Bem talvez eu seja jovem demais
para impedir que um bom amor dê errado.
Também surdo, mudo, cego para ver o mal que eu fiz,

Jovem demais para segurar a barra e velho demais para
simplesmente me libertar e correr

Oh, bom amor estou esperando você

Amada, eu estou esperando por você

Eu, então, seleciono Snow Patrol com "Just Say Yes", porque eu quero que ela realmente, realmente me perdoe.

Mas, sabendo como eu sou fodido, também o meu apelo a ela para me dar um pouco de espaço para cometer erros, e por isso eu adicionei, Nelly Furtado - Try.

Enigma’s Principles of Lust também forneceu para nós ambos muito prazer. The Scientist, do Coldplay, e, finalmente para fazê-la sorrir, "Possession", de Sarah McLachlan. Mas a jóia da coroa, e ela notará, se ela me conhece bem, é. 

Every Breath You Take, by the Police

Sabendo o quanto ela ama os clássicos britânicos, eu compro-lhe o aplicativo Biblioteca Britânica, para que ela possa lê-los a qualquer hora que queira. Há, claro, o app "Good Food", e os aplicativos padrão, como as notícias, e o tempo.

Meu coração contrai com medo de que isso pode não ser suficiente para dizer "sinto muito" de todas as maneiras que eu posso, mas eu espero que sim. Se ela me ouvir, talvez ela pode encontrá-lo em seu coração e me perdoar.

TERÇA-FEIRA

Antes de eu sair para o trabalho, de manhã, Ros chama.

"Senhor, eu acho que a SIP está resistindo a uma aquisição amigável. Temos tudo pronto para a aquisição hostil. Quais são suas ordens, senhor? "

"Faça isso!" Eu digo com firmeza. "Eu o quero feito rapidamente."

"Como quiser, senhor. Eu vou informá-lo do progresso hoje de tarde, e se tudo correr como planejado, podemos estar assinando amanhã. "

"Bem, me informe quando você tiver acabado", digo antes de desligar.

                                                                                         **** ♡ *****

No caminho para GEH, pergunto a Taylor se ele está mantendo um olho em Anastasia.

"Sim, senhor", ele responde.

"Ela foi trabalhar ontem, e depois voltou para casa depois do trabalho em um ônibus", diz ele, e meu coração aperta de novo. É tudo culpa minha. Mas prossigo. "O que mais?"

"Ela não saiu de sua casa depois que ela chegou."

"E sobre a atividade bancária?" Eu pergunto.

"Ela não depositou o seu dinheiro, senhor. Ela ainda tem, somente, cerca de mil dólares ", eu gemo involuntariamente.

"Continue mantendo a observação sobre ela  então", eu ordeno.

"Sim, senhor".

Ros chama uma hora depois que eu estou no trabalho.

"Senhor, tudo está feito. Eles não estão felizes, mas essa é a natureza de uma aquisição hostil. Devemos ser capazes de assinar os papéis hoje, cerca de 02:00 h da tarde. É claro que será imposta uma ordem de silêncio por pelo menos quatro semanas até que tudo se finalize e registre."

Tic Tac. Tic Tac. O porra do relógio está se movendo, e meu coração está em combustão enquanto eu conto os dias em que eu estou separado de Anastasia. Quatro dias de merda! Estou inquieto, irritado e nervoso, e estou fodidamente apaixonado!

"E sobre os arquivos de funcionários que pedi? Você já mandou? E a informação do servidor? " Eu pergunto.

"Seu cara do IT deve receber as informações do servidor dentro de uma hora, e a empresa não tem um monte de funcionários, então os arquivos de funcionários não devem ser muito difíceis de chegar até você. Dê-me uma hora! "

"Você tem 60 minutos, Ros!  Tic Tac! "

"Sim, senhor", diz ela apressada, e pressiono o botão de desligar no meu Blackberry.

Quando os arquivos de funcionários são entregues na minha caixa de entrada, minhas mãos tremem. Eu procuro entre  os nomes, e vou para a letra S na lista.

"Anastasia Rose Steele"

Eu fico olhando para o nome dela, e a foto pequena utilizada para sua identificação de empregado. Seus olhos muito grandes, e um rosto sério. Quase triste e desamparada. "Sinto falta de você, baby", eu digo para a imagem. Eu realmente sinto sua falta! 

Skipping Stone by Amos Lee

Quando eu verifico quem é  seu chefe, eu vejo o nome de "Jack Hyde." Eu imediatamente não gosto do homem.

"Vamos ver quem diabos você é, Sr. Jack Hyde!" Eu resmungo baixinho.

Eu encontro seu arquivo. Um garoto graduado da fraternidade Ivy League. (N.T. Um grupo das 8 supostamente mais prestigiadas universidades dos Estados Unidos). 32 anos de idade, talvez. Penetrantes olhos azuis. Eu marco o número de Welch.

"Welch, Grey. Eu preciso de você para fazer uma verificação completa de antecedentes."

"Nome?"

"Jack Hyde. Editor Comissionado na Editora SIP. "

"Quão rápido você precisa, senhor?"

"Eu precisava disto para a última segunda-feira!" Eu digo, o que indica que ele deve forçar sua barra.

"Eu vou saltar para isto, então,  senhor. Eu vou informar você durante o dia o quer que eu possa descobrir, e eu vou continuar procurando por mais, e dar-lhe uma complementação. Será que isso funciona para você, senhor? "

"Tudo bem. Só não me deixe esperando!" Eu digo antes de eu desligar.

                                                                                         **** ♡ *****

No momento em que eu volto para o Escala, já são 18:00h.  Mas eu já assinei os papéis da aquisição e Anastasia Rose Steele está oficialmente trabalhando para mim, e mais ainda, para meu alívio, agora sob minha proteção. Eu vou para o meu quarto para trocar de roupa, mas eu ouço o Blackberry de Anastasia tocando em minha mesa de cabeceira. Eu vou olhar quem está chamando, e ele recebe um rosnado de mim.

"Olá Sr. Rodriguez," eu atendo o telefone.

"Oh, Sr. Grey?" Ele diz surpreso depois de uma pequena pausa.

"Anastasia não está disponível. Como posso ajudá-lo? "

"Oh," diz ele pausando. "Eu queria saber se Ana estaria vindo à abertura de minha exposição quinta-feira."

"Eu não sei", eu digo, sem revelar nada. "Vou deixá-la chamar você sobre isso. Ela vai informá-lo."

"Obrigado,  homem!", ele diz, sem jeito.

"Não tem problema." Eu digo desligando.

Eu sei que ela não depositou o cheque, então ela não tem um carro. Eu começo a tamborilar meus dedos de novo, como os quatro cavaleiros do apocalipse, em um gesto nervoso.

"Anastasia Steele, você é minha, baby!" 

Umbrella by Rihanna

Eu espero que alguém não tenha avançado sobre ela. Eu volto do meu quarto esquecendo por que eu estava lá, e telefono para Taylor.

"Sim, senhor", ele responde.

"O que a Srta. Steele fez hoje?"

"Ela foi trabalhar de ônibus, e saiu em torno de 17:30 h e voltou para casa de ônibus novamente, e não deixou seu apartamento desde então."

"Você tem certeza?"

"Sim, senhor, eu tenho alguém de vigilância, mantendo um olho aberto 24 por 7."

"Ok, isso é tudo," eu respondo.

                                                                                         **** ♡ *****

QUARTA-FEIRA

Frustração está acima de tudo! Estou pronto para demolir e socar alguém no meu caminho, e grosso com todos. O leão dentro de mim tem crescido acima dos limites interiormente, me atormentando nos últimos dias, e rasgando meu coração, no dia a dia.

Eu recebo o meu relatório preliminar sobre o chefe de Anastasia. O que eu vejo é preocupante. Ele é experiente, foi bem-sucedido na escola com uma bolsa, e tem um registro lacrado. Ele vem mudando de assistentes a cada poucos meses. Welch coloca uma nota dizendo que ele vai pesquisar isso, porque normalmente significa que ele é ou um chefe muito infeliz, exigente, e perturbador, ou ele está assediando-as. De qualquer maneira, ele pode dar problemas a Anastasia.

Ana ainda não agradeceu as rosas que eu enviei a ela. Será que ela sabe o significado de rosas brancas? Talvez ela não saiba, mas a Sra. Jones acha que as mulheres sabem dessas coisas. Ana, não é uma mulher comum. Espero que ela entenda o que eu estou tentando dizer.

Eu dei a mim mesmo um limite de tempo de quando eu posso enviar o seu primeiro e-mail sobre a exposição de seu amigo. Uma vez que ela já me pediu para ir com ela, e eu concordei, este seria um tópico seguro sobre o qual escrever-lhe. Minhas mãos estão tremendo enquanto eu escrevo e eu tenho que apagar o que eu escrevi em razão de  repetidos erros ortográficos.
______________________________________
De: Christian Grey
Assunto: Amanhã
Data: 08 de junho de 2011 14:04
Para: Anastasia Steele

Cara Anastasia

Perdoe esta intrusão no trabalho. Espero que ele esteja indo bem. Recebeu minhas flores?

Notei que amanhã é a abertura da exposição para a mostra do seu amigo, e eu tenho certeza que você não teve tempo para comprar um carro, e é uma longa viagem. Eu ficaria mais do que feliz em levá-la  - se você assim o desejar.

Christian Grey
CEO, Grey Enterprises Holdings Inc.
______________________________________
Eu clico enviar, enquanto envio súplicas pessoais "Por favor, diga 'sim' baby! Por favor, diga sim!"

Eu olho para o meu monitor sem expressão. Nenhuma resposta ainda. Será que ela vai me dizer para ir para o inferno? Não incomodá-la novamente? Que ela me odeia? Eu não posso lidar com o suspense! Por favor, não me odeie, baby! Por favor, aceite! Por favor, volte para mim!

Meu intercomunicador vibra.

"O que?" Eu exclamo, e eu posso sentir Andrea recuar no interfone.

"O Sr. Welch está aqui, senhor," ela diz.

"Mande-o entrar," eu respondo sem emoção.

Ele entra, e me dá o discurso sobre Hyde. Ele teve muitas assistentes. E nenhuma parou, nem permaneceu na empresa, nem foi promovida para outra posição. Welch foi entrevistar duas delas, e eles não tinham nada além de elogios para seu ex-chefe.

"Então, ele é um cara bom? Apenas exigente? "

"Bem, senhor. Meu instinto diz, não. Porque o que ambas as garotas disseram era quase idêntico, como um  roteiro, nenhum processo de pensamento. Isso me faz pensar que elas foram estimuladas a dar este discurso caso alguém perguntasse sobre ele. "

"Assédio", eu digo automaticamente.

"Plausível. Embora eu tenho que procurar muito mais do que apenas duas ex-assistentes."

Um tempo depois de Welch sair, eu ainda não recebi uma resposta de Anastasia. Eu olho o monitor, como se Anastasia fosse sair dele.

Finalmente uma resposta ding e eu suspiro de alívio.
_____________________________________
De: Anastasia Steele
Assunto: Amanhã
Data: 08 de junho de 2011 14:24
Para: Christian Grey

Oi Christian

Obrigada pelas flores, elas são adoráveis.
Sim, eu gostaria de uma carona.

Obrigado.

Anastasia Steele
Assistente de Jack Hyde, Editor Comissionado, SIP
______________________________________

Sua resposta, e a perspectiva de vê-la me faz tão feliz, que eu poderia fazer uma estrela (acrobática) aqui no meu escritório!
Eu digito outra resposta para saber quando posso buscá-la.
___________________________________________
De: Christian Grey
Assunto: Amanhã
Data: 08 de junho de 2011 14:26
Para: Anastasia Steele

Cara Anastasia

Que horas eu devo buscá-la?

Christian Grey
CEO, Grey Enterprises Holdings Inc.
______________________________________
O tempo começa a contar de novo, enquanto ela não está respondendo. Tic Tac. Tic Tac. "Ana, por favor, fale comigo!" Eu digo para meu monitor.
______________________________________
De: Anastasia Steele
Assunto: Amanhã
Data: 08 de junho de 2011 14:31
Para: Christian Grey

A exposição de  José começa às 19:30h. Que horas você sugere?

Anastasia Steele
Assistente de Jack Hyde, Editor Comissionado, SIP
______________________________________
De: Christian Grey
Assunto: Amanhã
Data: 08 de junho de 2011 14:33
Para: Anastasia Steele

Cara Anastasia

Portland é um pouco distante. Vou buscá-la às 17:45h.
Estou ansioso para vê-la.

Christian Grey
CEO, Grey Enterprises Holdings Inc.
______________________________________
Sua resposta de volta é curta. Mas, é pelo menos, um começo.
______________________________________
De: Anastasia Steele
Assunto: Amanhã
Data: 08 de junho de 2011 14:37
Para: Christian Grey

Vejo você, então.

Anastasia Steele
Assistente de Jack Hyde, Editor Comissionado, SIP
______________________________________
Meu espírito vê um vislumbre de esperança pela primeira vez em uma semana. Eu vou ver minha Ana amanhã! Esta é a minha chance de me redimir.

QUINTA-FEIRA

O dia não pode ir rápido o suficiente. Nada que eu faço está acelerando o dia. Nenhuma atividade, nenhuma empresa, nenhum problema é grande o suficiente para mim, para esquecer dela ou para chegar ao final do dia para finalmente vê-la! Minha mente está bloqueada em Anastasia. Eu chamo Taylor para informá-lo do trabalho, embora nós já tenhamos feito isso ontem.

“O piloto está escalado?"

"Sim, senhor. Ele vai ter Charlie Tango pronto. Fazer as verificações pré-vôo, e tê-las em execução no momento em que nós chegarmos. Eu vou deixá-lo e a Srta. Steele fora do heliporto após a pegarmos no trabalho dela, e conduzir o piloto a Portland e levá-lo para o heliporto lá, para que ele possa trazer Charlie Tango de volta. Então, eu vou buscá-lo por volta das 20:30h ou 21:00h, como quiser, senhor, em Portland, em seguida, levá-lo e a Srta. Steele de volta para casa. "

"Tudo bem. Vamos fazer isso," eu digo baixinho. Eu não sei se ouvi ou imaginei Taylor, dizendo: "vá buscá-la, senhor!" Certamente, não! Eu estou muito tenso!

Saio do trabalho por volta de 17:00h e chegamos a SIP em torno de 17:20h. Os últimos 25 minutos meus esperando para ver a minha garota são torturantes. É como um corredor de maratona que correu os 25 quilômetros, e no último quilômetro ele sente o cansaço em seus ossos, mas continua avançando.

Meu olhar está fixo na porta da SIP. Taylor salta do carro assim que Anastasia emerge da porta. Algum filho da puta está abrindo a porta para ela! Outro pretendente, porra! Taylor abre a porta traseira do carro, e eu coloco meus olhos em meu amor pela primeira vez em quase uma semana, e a visão dela me faz ficar furioso!

"Quando foi a última vez que você comeu?" Eu despejo nela enquanto ela desliza no carro ao meu lado.

"Olá, Christian. Sim, é bom vê-lo também,” diz ela, fazendo-me ficar mais irritado.

"Eu não quero a sua boca inteligente agora. Responda-me," eu digo com olhos ardentes.

"Hum... eu comi um iogurte na hora do almoço. Ah, e uma banana," ela responde evasivamente.

Taylor desliza de volta no assento do motorista, e liga o carro, dirigindo-se para o tráfego. Esse filho da puta que abriu a porta está de pé na porta de entrada da SIP e acenando. Anastasia acena de volta.

"Quem é?" Eu despejo com minha paciência se esgotando.

"Meu chefe," diz ela, olhando para mim por debaixo de suas pestanas. Eu estou tão bravo, meus lábios são uma linha toda rígida. O bastardo, Jack Hyde! Eu vou lidar com isso mais tarde...

"Bem? Sua última refeição? "

"Christian, isto realmente não é da sua conta," ela murmura. Oh, quão pouco você sabe, baby!

"Tudo o que você faz é da minha conta. Diga-me," Eu imploro. Ela geme em frustração, e revira os olhos para o céu; meus olhos se estreitam para ela. Ela finalmente,  primeiro abafa um sorriso, e uma risada explode de seus lábios bonitos. Meu rosto suaviza com sua reação, eu  sinto um sorriso rastejar nos meus lábios.

"Bem?" Pergunto, em uma voz mais suave.

"Pasta alla vongole, sexta-feira passada," ela sussurra, e eu estou despedaçado mais uma vez.

Eu fecho meus olhos enquanto ambos, furor e arrependimento, varrem meu rosto. Eu deveria ter feito contato com ela muito mais cedo. Ela está chateada e privando de alimento a si mesma. Ela perdeu muito peso, e seus olhos estão fundos!

"Você parece que perdeu pelo menos três quilos, possivelmente mais, desde então. Por favor, coma, Anastasia," eu ralho.

Ela olha para baixo, para os dedos trançados no seu colo, sentindo-se repreendida. Eu me mexo e viro-me para ela, para obter uma melhor visão dela, para avaliar o seu bem-estar.

"Como você está?" Pergunto com uma macia mas preocupada voz.

Seu rosto cai, os ombros abaixam como se ela estivesse enterrada sob a carga do universo, esmagada. Ela engole seco. "Se eu lhe dissesse que eu estava bem, eu estaria mentindo", diz ela.

Eu inalo profundamente. Ela está se sentindo da mesma forma que eu!  "Eu também!" murmuro, e chego  mais perto e seguro sua mão. "Sinto falta de você", eu digo baixinho.

Ela olha para as nossas mãos ligadas, a mesma doce corrente passando entre nós.

"Christian, eu -" ela diz, eu a corto.

“Ana, por favor. Nós precisamos conversar."

Seu rosto cai novamente. "Christian, eu... por favor... Eu tenho chorado muito", ela sussurra.

"Oh, baby, não," eu puxo sua mão, desato o cinto de segurança, e a seguro em meu abraço, onde eu queria que ela estivesse desde o segundo em que ela me deixou. Eu envolvo meus braços em torno dela, apertado, e enterro o meu nariz em seu cabelo, inalando seu perfume. Isto é o céu... Ela é o meu céu, e eu tive que arar o inferno para chegar aqui.

"Eu tenho tantas saudades suas, Anastasia" Eu respiro, e ela finalmente se funde com o meu abraço descansando a cabeça contra mim.  'Eu te amo! Eu te amo! Eu te amo!" Sussurra meu coração, minha alma intacta, mas minha boca silenciosa

My Love - Sia




Encontrei este comentário da Emine no cap. 1 do livro 2, em inglês, em resposta a uma review e achei que eu deveria dividir com vocês.

Realmente ela entendeu a alma de Christian Grey.

CINQUENTA TONS MAIS ESCUROS

Capítulo Um

by Emine Fougner

“Este capítulo é muito intenso. O que eu queria mostrar a todos os críticos são os horrores pessoais que Christian teve de suportar:

O abuso de crianças (o cafetão), a negligência (mãe biológica), a adoção (Greys), estupro/abuso sexual (Elena, embora ele vá levar um tempo para perceber isso)... Então, quem pode culpá-lo se ele está calejado contra o mundo, o mundo não fez nada por ele - e ele é levado ao ponto da obsessão e quer ser o controlador final?

Porque, pense nisso: Ele não pôde dizer nada sobre o que foi feito com ele, ou para ele, no passado. Ele nunca vai abandonar esse controle, agora que ele é um adulto, exceto talvez para o amor de sua vida. Ele não tem sorte que o seu amor é correspondido?

Sua redenção está em muitos níveis. Ele se fez a partir do nada, praticamente. Ele é focado, ele anseia pelo sucesso, porque a alternativa não é opção para ele. O amor é difícil para ele, porque ele aprendeu a cuidar de si mesmo a partir de uma idade jovem. Ele ansiava por amor, mas não foi dado a ele. Assim, mesmo depois de sua adoção por uma família amorosa, ele fechou seus sentidos e era incapaz de sentir o amor de sua família até este capítulo... O Amor nunca teve qualquer utilidade para ele - até que ele aprendeu a amar Ana.

Há tanta coisa que podemos aprender com ele, e a profundidade de seu personagem, uma vez que ele permite que você o veja, é imensa. Ele está fodido, mas é honrado. Ele é falho, mas nós também somos, e ele está pronto para corrigir os seus caminhos errôneos.

Esta não é uma história 'politicamente correta'. Esta é uma história plausível, essas coisas poderiam ter acontecido; é a vida, a vida sem roteiro, com seus altos e baixos. É a jornada de Christian para a redenção. Nós estamos apenas ao longo do passeio (felizes por ajudar).

De certa forma, eu queria ensinar aos cabeças-duras (não qualquer um de nós, é claro), a importância de compreender os outros.  Nós nunca poderemos ser uma pessoa verdadeiramente educada se não colocarmos  nossos preconceitos para fora da porta e tentar nos colocar no lugar dos outros. Aprenda a fazer o melhor da vida. Autojustiça é abundante naqueles que pensam que sabem tudo. (tanto conservadores quanto liberais). Intolerância não está limitada a uma seita, infelizmente.

Mas, pessoalmente, eu quero ser como o meu recente amigo Max. Ser jovem, mesmo se eu tenho 96, pensar pensamentos felizes, e aproveitar a vida enquanto eu estou vivendo. As pessoas que não amam já estão 3/4 mortas. Mais um empurrão e eles estão em sua sepultura perpétua, mesmo que elas estejam respirando.

A vida pode não ser a festa que esperávamos... Mas, enquanto estivermos aqui, podemos muito bem dançar.”




38 comments:

Tatiana said...

Olá Neusa, bom dia!! Feliz em reencontra-la. Beijos

Maristela said...

Parabéns pelo capricho e dedicação de vocês, e muito obrigada por fazer a nós leitoras tão felizes. Beijos e uma Feliz Páscoa. Maristela

francis said...

Parabéns...estou sem palavras, este capítulo me fez chorar...quantas emoçoes, meu deus!
Concordo total com as observações,
isso é uma resposta a tantas pessoas preconceituosas, que fazem comentários sobre a intensidade de Christian Grey...
sinto-me confortada, por ter captado a mensagem do autor...todos nós temos nossas histórias...
obrigada

Anonymous said...

Obrigada Neusa por continuar as traduções!
Bom feriado à todos.
Elaine.

Paula said...

Agradeço pelo primeiro capitulo do livro II. Estou tão ansiosa! Concordo em grau, número e genero com Emine no seu comentário.
Agradeço Neusa por sua dedicação!
Bom feriado!

Neusa Reis said...

Boa Páscoa a todos. Esforcei-me para colocar este capítulo hoje para oferecer-lhes esta leitura nos feriados. Capítulo lindo, muito sofrido, cheio, muito cheio de Amor, de quem não achava que amava, mas como ama! Achei lindo ele dizer: "Baby, você não me viu lutar por você ainda! Vai ser espetacular!" E foi espetacular. Respondi no capítulo do Bonus das ex-Subs uma pergunta da Josy Silva. E vamos em frente, lendo estes capítulos desta mulher extraordinária que é a Emine Fougner. Um abraço.

Fabiana said...

A Emine é espetacular mesmo!!! Estou cada dia mais apaixonada pelo livro na visão do Christian, e obrigada Neusa por dedicar seu tempo para nos fazer mais felizes com as traduções.Beijos
Fabiana

Fabiana said...
This comment has been removed by the author.
Aline said...

Parabéns pela tradução e obrigada por nos fazer mais felizes. Já li diversos livros depois de 50 tons, mas nenhum personagem é tão apaixonante como o Grey. Ansiosa por mais....

Neusa Reis said...

Paula, perguntei a Emine se ela poderia escrever um Bonus sobre o Taylor. Ela me disse que vai considerar esta possibilidade, porque ela acha que a pessoa que melhor entende o Christian na história é o Taylor. Ela vai fazer uma surpresa para nós. Ansiosa também por isto.

anne caroline godoi said...

Neusa espero,que vc tenha descasado .
Esse capitulo foi muito triste,por vários motivos...
Primeiro a infância do Christian,muito triste,como ele sofreu isso diz muita coisa desse homem.segundo,os dias que ele passou sem a Ana O.M.G,muito triste.
Esperando o próximo capitulo de joelhos...


Roberta do Prado Pires said...

olá neusa, eu sempre quis um pouco da perspectiva de taylor e hj fiquei tão feliz ao ler seu comentário sobre isso!

Eminé Fougner @ Cowboyland said...

Olá meninas! Feliz Páscoa!

I hope you all had a very nice Easter. Mine was great. I just hate doing the dishes.

Yes, I'm going to do Taylor's POV. I don't know when, but we've come to know him, and time to time you will see his point of view (during the wedding), and there maybe one or two other places (which I forgot where).

But, Taylor knows Christian very well, and he's a good man. It's be a pleasure to write his perception.

hugs and kisses to all!

Emine

Marcos J.Byczkovski said...

Genteeeee que maravilha de ler comi em uma semana o livro 1 agora to no 2 sera que vai sai o resto em portugues???? porfavorrrrrrrrrrrr *---* ( na visao de Christian)

Tais Castro said...

Olá Neusa,adorei a sua tradução está perfeita estou ansiosa pela continuação,tem previsão de quando vai sair mais?Agradeço desde já...Tais.

Mariah Lignot said...

Simplesmente ótimo....
Muito obrigada por compartilhar essa história, que poderia ser real e toca tão findo na alma da gente, por que todo mundo adora estórias de amor!!!!

Bjs

Mariah

Ana Flávia Brunet. said...

Tradução perfeita!! ta de parebenss =) a historia é mt lindaa

Anonymous said...

Neusa gostei muito da sua tradução, é ótima está de parabéns!Onde posso encontrar o capítulo das ex-subs? Obrigada e um grande abraço, Mayalu.

Eminé Fougner @ Cowboyland said...

Hi Mayalu! The chapter on Ex-subs is in this link (Ex-subs e novas rivais):

http://eminethe1st.blogspot.com/2013/03/livro-1-ex-subs-e-novas-rivais.html

Adriana Souza said...

Amei o livro e sua tradução perfeita.... vai continuar as postagens???
Um abraço

Naines said...

Adorei esta tradução, poderia mandar-me via email. Já foi traduzido todo o livro 2?
agnes_sodre@uol.com.br

Naines said...

Adorei esta tradução, poderia mandar-me via email. Já foi traduzido todo o livro 2?
agnes_sodre@uol.com.br

Naines said...

Adorei esta tradução, poderia mandar-me via email. Já foi traduzido todo o livro 2?
agnes_sodre@uol.com.br

Luxo da Lix said...

Esta tudo perfeito! E magico.... Obrigada por fazê-lo.

Kaila Alekena said...

Bom enfim o 2º livro... o que tenho a dizer, está um Primor!
O inicio do segundo livro já havia me encantado na versão E L James e você Emine não deixou a desejar,muito bom o roteiro a sequencia de dias em que Cristian se esforça pra dá o tempo pedido por Dr Flyn ao mesmo tempo que articula e planeja a recuperação de sua amada Anastasia.
Este é o livro que mais amei da Trilogia, então vamos ver o que nos reserva Emine Fougner.

Viviane moreira lage said...

choro,choro, meu DEUS, que sofrimento, que amor.obrigada!!!!!

Coisas da Vida said...

Alguem pode me passar o link pra fazer download dos 3 livros?

Darlene said...

Simplesmente apaixonada por essa leitura,acho ainda que mais apaixonada do que pela versão da EL James....O sofrimento do Christian quando criança é torturante de triste

Darlene said...

Sensacional!!

Daniela Martins said...

Simplesmente amei ler como vc expressou a angústia de Christian e todo seu empenho para ter Ana de volta.
É lindo de se ver CG aprendendo sobre os significados das rosas e ele próprio ligando para a floricultura para fazer seu pedido. Lindo ver como ele "personalizou" o IPad e escolheu as músicas! Sem contar toda a sua conversa com o bom doutor Flynn (charlatão caro).

Daniela Martins said...

Emine, o início do capítulo foi de cortar o coração!
Christian pequeno, indefeso, faminto é de quebrar o coração de qualquer um! Imagina-lo apanhando do cafetão sem ninguém para defendê-lo...OMG!
Ainda bem que almas gêmeas existem e Anastasia surgiu para amá-lo e levá-lo para a luz!
Parabéns!
Vc é simplesmente extraordinária!
Obrigada
Dani
��

Priscila Nascimento said...

Boa noite você pode me passar os 3 livros por email em pdf estou amando email:priscila.nascimento1904@gmail.com

carla andreia lima dos santos said...

Não me canso de ler a história, enquanto não vem novos capítulos estou aqui relendo, sofrendo chorando e amando cada vez mais Christian Grey.Obrigada Neusa e Emine.
Estou maravilhada com intensidade que é Grey, aqueles que não compreende me desculpe mais ai vai, Grey é Grey e pra entender você tem que ler desde o inicio para enxergar a sua alma.
Como não amar Christian Grey?!

KELLY MORAES said...

Tendo lido os 3 livros de 50 tons de cinza e ler esta versão de Christian Grey e Anastasia Steele, foi o máximo!Estou muito ansiosa para ler os próximos livros, para concluir a história.
Parabéns pela iniciativa!

Anonymous said...

Hi! Congratulations for the excellent work! I´m loving this book with the Christian Thoughts!!
Is there a link for all the portuguese books for download??
Thank you very much!!
Fernanda

Mayara Mendonça said...

Sem unhas! Obrigada meninas pela fascinante estória.

Simoni said...

sensacional....estou fascinada....

Priscila Pessotto said...

Olá girls!
Você que está começando a ler o blog agora ou que já é leitora, agora a Série Pella disponível aqui no blog foi publicada em livro – ECOS NA ETERNIDADE- e em português.
A Emine Fougner colocou a versão em português do Ecos na Eternidade na Amazon, apenas esta semana, por apenas R$ 3,94. Corram para aproveitar o preço porque na próxima semana voltará ao preço normal.
É só acessar a pagina da amazon: www.amazon.com.br.
Vamos aproveitar!
Beijos,
Pry