StatCtr

Sunday, May 26, 2013

Livro II - Capítulo XXIV - Christian Grey e Anastasia Steele


CAPÍTULO VINTE E QUATRO

(Provérbios 07:18)
Tradução: Neusa Reis



 (Esta capa foi feita por uma fã - Helene Cuji - obrigada Helene!)
Eu adicionaria --FanFiction ao título
Helene's 

******




 First Time Ever I Saw Your Face
******
A primeira vez que eu vi seu rosto
(Celine Dion)
Eu pensei que o sol nascia em seus olhos
E a lua e as estrelas foram os presentes que você deu
Para a escuridão e os céus vazios, meu amor,
Para a escuridão e os céus vazios.
A primeira vez que eu beijei sua boca
E senti seu coração bater junto ao meu
Como o coração trêmulo de um pássaro cativo
Que estava lá ao meu comando, meu amor
Que estava lá ao meu comando.
E a primeira vez que eu estive com você
Eu senti seu coração tão perto do meu
E eu sabia que nossa alegria iria encher a terra
E por fim, até o fim dos tempos, meu amor
Duraria até o fim dos tempos, meu amor
A primeira vez que eu vi seu rosto, seu rosto,
seu rosto, seu rosto


Sou transportado de volta no tempo, quando Anastasia primeiro tropeçou em meu escritório, de cabeça. A primeira vez em que eu a toquei, quando fui ajudá-la a levantar-se, aquela primeira descarga elétrica que percorreu os nossos corpos que forjou o nosso vínculo inicial permanente... Eu estava viciado nela no instante em que pus os olhos nela. No passado, eu sempre tentei sentir... sentir alguma coisa... qualquer coisa... Eu tentei desesperadamente preencher um buraco negro dentro de minha alma, com uma fome feroz, sem sucesso. Eu tentei encontrar o meu acerto de contas. Tentei reconhecer e falhei em ver que eu era digno de alguma coisa. Para sentir... para sentir que eu existia, que eu importava em qualquer sentido real, eu tentei de tudo ao extremo, sem estar completamente satisfeito. Sou motivado e sempre serei assim. Eu sou um fodido maníaco por controle, e eu acho que isso nunca vai mudar. Eu ainda sou cinquenta tons de fodido. Eu ainda sou inútil, a porra de uma casca de um homem com um rosto bonito. Mas, eu não me sinto mais vazio. "Fazer amor” nunca sequer tinha sido um conceito para mim. Isto nunca, nunca preencheria qualquer vazio dentro de minha alma. Nem em um milhão de anos! No entanto, aqui chega Anastasia, e eu me vejo ansiando por seu amor desesperadamente, inexoravelmente, incansavelmente, inquestionavelmente, como o ar que eu respiro, como se eu não fosse sobreviver sem ela.


Eu não sei exatamente quando isso primeiro ocorreu, mas de alguma forma, quando eu a vi pela primeira vez, ela apagou as luzes para o resto do mundo, e eu percebi que todo o resto desapareceu quando ela entrou na minha vida. Eu acredito que é chamado de Colpo di fulmine,” em italiano, e os turcos chamam de Yıldırım aşkı: o amor que atinge como o raio, inesperadamente, à primeira vista. (N.T. Em português, amor à primeira vista). Atingiu-me duro, e intenso. Foi seu poder que preencheu e extinguiu o buraco negro dentro de mim, ou talvez proporcionasse um poder igual para mantê-lo sob controle, virando-o pelo avesso, mudando a minha vida de forma irrevogável. Eu sou um homem apaixonado, e fazer amor com ela satisfaz uma necessidade em mim que eu não sabia que existia.


O pensamento ressoa na minha cabeça enquanto eu lentamente a saboreio quando ela está montando escarranchada em mim. Eu quero continuar a fazer amor com ela, e permanecer com ela assim. Os músculos de Anastasia se apertam em volta do meu pau, e seus braços se apertam em torno de mim, eu me vejo arqueando as costas, e gritando "Anastasia!" O nome dela é como uma ladainha sobre meus lábios. Ela cai no meu peito e eu a abraço com força neste local a que ela pertence, perto do meu coração, meu pau ainda dentro dela. Enquanto a cabeça de Anastasia descansa no meu peito, eu sinto seus braços apertarem em torno de mim como se eu fosse voar para longe, e lágrimas quentes fluem através de seu rosto no meu peito nu. Ela está silenciosamente chorando! Por quê? Eu a machuquei? Eu capturo sua cabeça em minhas mãos, eu a rolo para baixo na cama, efetivamente tendo-a debaixo de mim sem quebrar nossa conexão, e olho para ela. "Baby? Ei... Por que você está chorando?" Pergunto preocupado.

"Porque eu te amo muito,” ela responde em um sussurro. Por que Graça eu mereço essa mulher? Suas palavras são inebriantes, esmagadoras. Dante chamou Beatrice La gloriosa donna della mia mente,” "a gloriosa senhora da minha mente,” quem enviou o poeta Virgílio a salvar Dante através de todos os nove círculos do inferno, no Inferno de Dante. Que adequado... Anastasia salvou-me do meu próprio suplício pessoal, que me atormentava a noite durante o sono, e nas horas de vigília criava um vácuo sem fim. Eu ainda estou fodido, mas com ela, eu me sinto... completo. Eu fecho meus olhos para saborear suas palavras, deixando-as tocar e ondular através do meu coração, espalhando-se por toda parte, me aquecendo.

"E eu te amo, Ana. Você me torna... inteiro,” eu digo beijando-a suavemente.



Half of my Heart by John Mayer 

No entanto, eu, relutantemente, puxo para fora dela, e sinto o vazio imediatamente. Eu a quero junto de mim. Nós nos sentamos na cama, e eu a puxo no meu colo, nossas pernas estão enroladas e enroscadas uma na  outra. Eu envolvo o lençol  de cetim vermelho em torno de nós, envelopando.

"Você sabia que eu estava nervoso ao convidá-la para sair para o café após a sessão de fotos?" Eu deixo escapar.

"O quê? Christian Grey, nervoso? "

"Eu acho que eu sempre tive medo de perdê-la sem ter uma chance de abrir o jogo."

"Eu não saberia dizer, então, porque você me rejeitou. Eu mal consegui chegar até o carro. Na verdade, logo que eu entrei na garagem, as comportas já estavam abertas,” diz ela engolindo em seco, sua voz diminuindo. Eu a abraço mais apertado.

"Sinto muito, querida. Eu estava..." eu digo pausando, procurando a palavra certa, "... lutando com esses sentimentos estranhos, resistindo a eles. E você era tão inocente, e boa. Aqui estou eu, esse homem fodido. Eu tentei muito não manchar o seu mundo,” eu digo em voz baixa.

"Bem, Sr. Grey, estou feliz que você não conseguiu ficar longe de mim. Pense no lado bom, poderia ter sido Kate quem veio para entrevistá-lo, e ela poderia estar sentada...” diz ela, e seu rosto cai incapaz de trazer o resto desta frase.

"Eu agradeço a providência divina cada dia por enviá-la!" Eu digo com fervor, tranquilizando-a. "E, além disso, ela não é meu tipo,” eu digo presunçosamente.

Ela ergue sua cabeça, seu olhar se estreita,  “o que, não uma morena?” ela pergunta em um tom seco.

"Desde que eu conheci você, Anastasia, eu só tenho um tipo, e é você,” eu digo resolutamente. "E, além disso, ela é uma maníaca por controle."

"Deve ser difícil de suportar maníacos por controle, Sr. Grey,” diz ela com um suspiro. "Eu não saberia o que fazer,” acrescenta ela, com sarcasmo.

"Claro que saberia, baby. Você viveu com ela durante quatro anos,” eu digo provocando.

"Verdade. Mas, eu ainda estou surpresa que você recebeu ordens dela,” diz ela sorrindo. "Sr. Grey, eu acho que nós temos imagens suficientes de você sentado. Você se importaria de ficar de pé ali, agora?” Ela imita perfeitamente sua colega de quarto, Kate, me fazendo rir em voz alta.

"Para você, qualquer coisa, baby” eu digo.

"Quem? Eu ou Kate?” Ela ralha comigo com um olhar repreensivo afiado.

"Baby, você acha que eu teria suportado meia hora sob os holofotes para um trabalho da faculdade, ou qualquer jornal para esta finalidade? Eu tornei isso possível para vê-la novamente,” eu digo com fervor, enquanto meus olhos escurecem. Ela se derrete em meus braços.

"Eu tremo só de pensar que poderia ter sido ela quem veio me entrevistar. Graças ao Senhor pelo resfriado comum,” eu digo beijando seu nariz.

"Eu acredito que ela teve uma gripe, Christian,” ela me corrige enquanto seus dedos estão se arrastando pelo meu cabelo do peito, preguiçosamente. Seus olhos patinam sobre o meu corpo, e ela olha para a parede, seus olhos se arregalando em reação a algo que ela acaba de perceber.

"Todos os bastões se foram,” diz ela em um murmúrio. Eu não quero falar sobre as circunstâncias de como eu os fiz desaparecer. A dor disso ainda dói; Anastasia ter partido. Eu sabia que ela nunca, jamais os aceitaria.

"Eu acho que você nunca iria superar aquele limite duro,” eu digo.

"Não, eu não acho que eu superaria,” ela sussurra, mas seus olhos dardejam até os chicotes e pás e açoites na parede oposta.

Eu conheço esse olhar. É o olhar de desagrado, agitação.

"Você quer que eu me livre deles, também?" Pergunto divertido, conhecendo suas aflições.

"Não o chicote... você sabe, o marrom. Ou a chibata de camurça,” diz ela ruborizada. Eu amo o jeito como ela cora quando ela está falando comigo e me surpreendendo a cada turno.

"Ok, o chicote  e a chibata. Por que, senhorita Steele, você é  cheia de surpresas. "

"Como você, Sr. Grey. É uma das coisas que eu amo em você,” diz ela e beija o canto da minha boca. Uma delas? Tem mais? Eu estou queimando para perguntar a ela sobre isso.

"O que mais você ama em mim?" Eu pergunto a ela, sentindo-me indigno, querendo saber, no entanto, e queimando de curiosidade. Sou um homem egoísta, e eu quero saber. Eu olho para ela com os olhos arregalados. Minha pergunta pega-a de surpresa, e ela pisca para mim.

"Isso,” diz ela esfregando o dedo indicador sobre meus lábios sensualmente. Eu fecho meus olhos, deleitando-me com o seu toque. "Eu adoro isso, e o que vem para fora disso, e o que você faz para mim com isso,” diz ela. Suas palavras tocam o fundo do meu coração, enquanto a corrente elétrica está percorrendo meu corpo. "E o que está aqui,” ela sussurra acariciando minha testa. "Você é muito inteligente e espirituoso, e bem informado; você é competente em muitas coisas." Seu olhar mostra sua admiração por mim, e eu olho de volta  para ela com um olhar de adoração.

"Mas acima de tudo, eu amo o que está aqui,” ela diz com uma voz suave, pressionando a palma da mão suavemente contra meu peito. Meu coração dá uma guinada ainda maior, alcançando seu toque. "Você é o homem mais solidário que eu encontrei. O que você faz. Como você trabalha. Inspira admiração,” diz ela em um sussurro.

"Inspira admiração?" Eu pergunto. Fico feliz em saber que tenho esse efeito sobre minha garota. Eu não sabia que a inspirava dessa forma. Ela me acha inspirador... Eu! Eu me sinto envergonhado de repente. Fazê-la se sentir assim... é... é algo. Anastasia apenas lança-se para mim, e efetivamente terminando a conversa, me empurra para trás em cima da cama.

*****

Tanto Anastasia como eu devemos ter nos sentido exaustos após os horríveis eventos do dia de ontem, de ontem à noite e fazendo amor esta manhã, e logo adormecemos nos braços um do outro. Quando eu acordo, Anastasia e eu estamos todos emaranhados, pernas, braços, corpos e lençóis de cetim. Ela está segura, eu estou seguro, e nós estamos nos braços um do outro. Eu fecho meus olhos e agradeço a Deus por nos dar este... coração e corpo e alma todos intactos, de forma geral. Se eu perdesse o controle por um minuto sequer, nem Ros, nem eu estaríamos aqui. Eu mergulho minha cabeça em seu cabelo inalando profundamente. Meu nariz desliza sobre seu rosto. Eu fecho meus olhos e acaricio seu pescoço, arrastando beijos suaves. Ela lentamente abre os olhos, e me dá um sorriso tímido.

"Com fome?" Eu sussurro.

"Hmm... Eu estou morrendo de fome. "

"Eu também,” eu respondo.

Ela se inclina em seu cotovelo para olhar para mim enquanto eu estou esparramado na cama.

"É seu aniversário, Sr. Grey. Eu vou cozinhar algo para você. O que você gostaria? "

"Surpreenda-me,” eu digo, enquanto eu, com reverência, acaricio suas costas. "Eu devo ver o meu Blackberry para todas as mensagens que eu perdi ontem," eu digo, sentando-me. De volta à realidade, mas estou agradecido que a maior parte da minha realidade inclui Anastasia. Bem, as outras realidades podem esperar. Agora, eu quero lavar todo o seu corpo, e deixar ela me lavar.

"Ducha, vamos,” eu digo estendendo minha mão para Anastasia. Ela a pega sorrindo.

*****

Quando eu entro no salão, Taylor está esperando por mim.

"Bom dia, senhor."

"Bom dia, Taylor," eu digo com um sorriso, e ele retribui com um sorriso seu ainda mais raro.

Taylor fecha a porta atrás de si. Eu olho para ele e ele concorda com a cabeça. "Eu tenho estado em contato com Welch desde ontem. Nós localizamos Charlie Tango e uma equipe de resgate foi enviada."

"Bom," Eu concordo solenemente.

"Welch também está montando uma equipe de investigação."

"Ótimo! Eu quero que você me coloque em contato com Alex Pella," eu digo, e os olhos de Taylor brilham.
"Eu não sei se ele está no país, mas eu vou procurar."

"Não há ninguém que possa farejar crime como ele pode. E ele conhece qualquer coisa que voa, melhor do que ninguém. "

Os olhos de Taylor escurecem. "Você tem certeza de que foi um crime, senhor?"

"Sim, sem dúvida. Ambos os motores falhando, ao mesmo tempo, e a maioria do sistema eletrônico, Taylor. Charlie Tango é um helicóptero novo. Nem mesmo Rainha Elizabeth recebe o tipo de manutenção que Charlie Tango recebe. Ele é atendido e verificado o tempo todo."  Ele balança a cabeça concordando, a preocupação envolvendo seus olhos.

"Então, com sua permissão, senhor, eu gostaria de recomendar uma maior segurança até que esta ameaça termine. Se há um atentado contra sua vida senhor, deveremos ter que tomar medidas de precaução adicionais. Para a Srta. Steele e sua família também. Quem está por trás disso pode procurar outras formas de machucá-lo."

"Mãos à obra, então Taylor. Coordene-se com Welch, e eu quero nomes para a segurança adicional na minha mesa. Melhor mais cedo, do que  mais tarde. Imediatamente para a minha família, se você pode conseguir dispor. Tenho alguns telefonemas a fazer. "

"Estou nisso, senhor!” Diz ele, e toma a saída.

Eu ligo o meu computador enquanto começo a ouvir as mensagens do meu Blackberry.

Há uma mensagem de Anastasia. Ela parece nervosa.

"Oi...” diz ela parando..." Uhm... sou eu. Ana. Você está bem? Me chame,” diz ela gaguejando, nervosa, preocupada mesmo. Meu coração se apaixona por ela de novo. Eu salvo sua mensagem. Esta é a primeira mensagem que ela já me deixou.

"Hi Christian. Aqui é Elena. Eu ouvi a notícia de que está desaparecido. Ligue para mim. "Beep ... Excluída.
"Christian. Elena novamente. Estou tão feliz que você está de volta. O noticiário mostrou você entrando no Escala um pouco desalinhado. Estava preocupada com você. Me chame..."  Beep ... Excluída.

"Christian Grey! Eu não sei se você recebeu minhas outras mensagens. Se você recebeu, porque você não está retornando minhas ligações? Você sabe, eu estou preocupada..." Eu não ouço o final da mensagem de Elena. Excluída.

"Sr. Grey, obrigada por suas loucas habilidades de pilotagem. Gwen quer dizer muito obrigado,” e há uma pausa, enquanto o telefone muda de mãos. Em seguida, a voz suave de Gwen vem através do correio de voz. "Sr. Grey, eu não sei como lhe agradecer por trazer Ros, viva e bem e inteira. Muito obrigada!” Diz ela quase engasgando com suas palavras. Uma vez que a mensagem acaba, sorrio, sentindo-me apenas um minúsculo grau melhor. Eu apago a mensagem.

"Sr. Grey, Welch aqui. Taylor me informou sobre o acidente de helicóptero. Nós localizamos Charlie Tango, e uma equipe está a caminho para recuperá-lo. Ele vai ser levado a Boeing Field esta noite. Eu coloquei um pedido de emergência para especialistas da Eurocopter para investigar. E eu também irei e supervisionarei a investigação. Vamos verificar se há impressões digitais e quaisquer outras provas de crime. Meus palpites me dizem que há algo errado. Mas eu gostaria de apoiá-los com a evidência física. Eu vou esperar por sua ligação, senhor." Faço uma nota mental para ligar para ele assim que eu percorrer meus e-mails.

Eu verifico os e-mails, e o primeiro é de Anastasia.
__________________________________________________________________
De: Anastasia Steele
Assunto: Olá
Data: 17 de junho de 2011 16:04
Para: Christian Grey

Você não está falando comigo?
Não se esqueça de que eu estou indo para uma bebida com José, e ele vai ficar conosco esta noite. Por favor, repense sobre se juntar a nós.
Um x
__________________________________________________________________
Estávamos tentando caminhar em direção à rodovia nesse horário. Eu estava tentando voltar para casa,  para ela, desesperado. Tremo só com o pensamento do que poderia ter acontecido. Eu passo para a próxima mensagem.
__________________________________________________________________
De: Elena Lincoln
Assunto: Preocupada
Data: 18 de junho de 2011 02:05
Para: Christian Grey

Christian,
Sei que você foi encontrado. Eu deixei-lhe mensagens de voz. Eu só quero saber se você está ok. Ligue para mim.

Elena
__________________________________________________________________
Outro desta manhã.
__________________________________________________________________
De: Elena Lincoln
Assunto: Evitando-me?
Data: 18 de junho de 2011 09:12
Para: Christian Grey

Christian, eu realmente estou preocupada com você. Você está tentando me evitar?
Você sabe que eu me importo com você, querido. Por favor, me ligue.

Elena
__________________________________________________________________
Anastasia não gosta de Elena, e eu não tenho nenhuma intenção de chamá-la. Ela sabe que eu estou bem, e isso é tudo o que ela precisa saber.

Eu preciso chamar Welch primeiro. Eu marco a discagem rápida no meu Blackberry.

"Sr. Grey?” Ele responde ao primeiro toque.

"Welch. A equipe não alcançou Charlie Tango ainda? "

"Não completamente, senhor. É um pouco fora da estrada, como você já sabe. Nós não queremos interferir em qualquer evidência física. Então, cuidado adicional deve ser tomado nos esforços de recuperação, senhor. Temos veículos ‘todo terreno’, e um grande reboque para encaixar corretamente Charlie Tango em seu caminho. Ele vai ser levado em um caminhão de grande porte, uma vez que o coloquemos  na estrada pavimentada. "

"Bom. Você já falou com Taylor sobre segurança adicional? "

"Sim, senhor. Esse é o próximo tema que eu gostaria de discutir com você. Como chefe da assessoria de segurança, eu gostaria de enfatizar a importância da segurança adicional imediata, para sua família e a Srta. Steele. Eu estou no processo de compilar alguns nomes. Eu vou compartilhar a informação com Taylor assim que eu terminar. "

"Okay. Coordene-se com Taylor. Ele vai assumir quando você terminar. Quanto à investigação, e os especialistas, encontre-me Alex Pella. "

"Taylor já me mandou uma mensagem, senhor. Enviei alguns dos meus homens para localizá-lo. Enquanto isso, nós ainda vamos receber os especialistas. "

"Bom, homem. Deixe-me saber qualquer evolução, em todos os níveis. "

"Sim, senhor. Mais alguma coisa? "

"Nada, por agora," eu digo e desligo.

O próximo item na agenda é chamar Andrea. Ela atende no segundo toque.

"Andrea falando,” ela responde.

"Andrea, eu preciso que você faça algumas coisas para mim hoje."

"É claro senhor. E, gostaria de  dizer que estou muito contente em saber que você voltou são e salvo. O que você gostaria que eu fizesse?"

"Obrigado, Andrea. Os bancos estão trabalhando meio expediente hoje, por isso, antes que seja tarde, eu quero que você complete duas transações para mim imediatamente".

"Deixe-me escrever isto, senhor,” diz ela, e eu a ouço baralhar ao redor.

"Continue, por favor, senhor."

"Eu quero que você transfira US $ 50.000 para a conta corrente de Anastasia Steele."

“Confirmando: Cinquenta mil dólares para serem depositados  na conta corrente da Srta. Anastasia Steele.”

"Isso é correto. Próximo, e este pedido é dividido em duas partes. A primeira parte é, eu quero uma ordem de pagamento de 250 mil dólares a ser emitida em favor de Len e Evelyn Mattson, de Mitchell, South Dakota. Eu vou fazer Welch ligar para você com as informações de contato. Sei que esta é uma soma maior, por isso, se não puder ser feito hoje, faça-o segunda-feira."

"O último nome é escrito M-A-T-T-S-O-N, senhor?"

Sim, é. A segunda parte deste pedido é esta. Quero um nome inscrito no nosso seguro médico da empresa, e uma referência fornecida ao maior neurologista em Seattle. Encontre esse médico na segunda-feira. Eu quero um Trevor Mattson de 15 anos sendo assegurado, e recomendado a este neurologista. Deixe a conta do Doutor no nosso seguro, e o que não é coberto deverá  ser pago por GEH."

Andrea tosse do outro lado de forma discreta.

"É, uhm? Está fora do convênio... ou a política da nossa empresa diz... Uhm, o seguro deve ser fornecido para os funcionários e seus dependentes e ele não é nem um nem outro."

"Andrea,” eu sibilo,  em um tom baixo, ameaçador.

"Sim, claro, senhor, vou falar com o RH, e fazer isto funcionar, primeira coisa na manhã de segunda. Mais alguma coisa, senhor? "

"Sim. Eu estou escrevendo uma nota, e eu quero esta nota  entregue juntamente com as informações do seguro, bem como com o dinheiro, nesta semana, por um mensageiro. Recolha o envelope contendo a nota, comigo, na segunda-feira.”

"Sim, senhor,” ela responde com sua voz profissional.

"Isso é tudo. Obrigado novamente por isso e por trabalhar na noite passada,” eu digo pegando-a de surpresa. Ela limpa a garganta. Ela devia estar me esperando gritar ou xingar, ou latir outra ordem, mas eu não digo nada. Ela espera em silêncio por cerca de quinze segundos e encontra sua voz.

"O prazer é todo meu, senhor,” diz ela mansamente. Andrea, mansa? Isso é novo. Eu desligo, balançando a cabeça.

Eu escrevo a nota antes que me esqueça:

"Caro Len,

Eu quero agradecer a você por mostrar imensa bondade para dois estranhos que você encontrou ao lado da rodovia, compartilhando seu alimento, sua sabedoria, e nos levando para casa, para nossas famílias, sem pensar duas vezes, e sem esperar nada em troca. Homens como você são raros no mundo. A hospitalidade que você nos mostrou pode não ser muito para o tipo de pessoas de Mitchell, Dakota do Sul, mas isso me deu esperança na humanidade. Eu queria dar-lhe uma prova de nossa gratidão. Pague o seu equipamento com este dinheiro, ponha de lado algum, e leve sua esposa Evelyn e seu filho Trevor para um período de férias em algum lugar. Trevor vai receber um seguro médico e o restante de suas despesas médicas será pago pela minha empresa e ele está sendo encaminhado para um neurologista, até que ele se recupere.

Você é um maldito bom homem, um bom marido e um bom pai. Não desista da esperança na saúde de Trevor, eu tenho quase certeza que pode ser resolvido. A esperança é uma coisa boa. Uma das melhores coisas da vida. Continue fazendo o que você tem feito; basta passar adiante. Foi uma honra conhecê-lo.

Christian Grey"

Eu assino o meu nome, e coloco a nota no envelope a ser enviado junto com o dinheiro.

Então eu olho para o meu Blackberry na mesa e corro a mão pelo meu cabelo, sopro uma golfada de ar, e tomo uma inspiração profunda. Eu marco minha mãe.

"Christian?” ela responde.

"Oi mãe,” eu digo em um tom uniforme.

"Bom dia, filho. Como você está?” Diz ela com preocupação em sua voz.

"Eu estou bem, mãe."

"Está realmente? Eu estava tão preocupada ontem, estávamos todos... e sua pobre namorada... Ela estava tão transtornada. Nós todos estávamos...” diz ela engasgando com suas palavras.

"Eu sei, mãe. Sinto muito que vocês passaram por isso,” eu digo, ainda em respeito à sua angústia e preocupação em relação a mim.

"Você ainda está vindo para sua festa de aniversário. Você não vai fugir de nós, não é? "

"Eu não sonharia com isso, mãe. É por isso que eu estou chamando você. Eu quero dar-lhe uma boa notícia para variar, e eu preciso pedir um favor a você. "

"Oh,” diz ela, agradavelmente surpreendida. "Ok, o que você precise, querido."

"Cerca de uma semana atrás, eu propus casamento a Anastasia, e ela não me deu uma resposta, então..." Eu digo e ouço minha mãe fazer um som que nunca a ouvi fazer antes.

"Mãe? Você está bem? "

"Tudo bem? Querido, estou em êxtase! O que ela disse?"

"Bem, a resposta dela foi cuidadosamente embalada como um presente de aniversário, e eu pensei o tempo todo que ela estava relutante em responder."

"Oh, Christian! Você sempre pensa o pior de tudo. E ela disse sim?” ela pergunta esperançosa. Meu sorriso é tão grande que meu rosto dói.

"Sim! Ela disse!" Eu digo com entusiasmo.

Eu ouço um grito alegre do outro lado do telefone.

"Eu sinto muito, querido! Eu não queria gritar em seu ouvido, mas estou tão feliz por vocês dois. Ana é uma menina tão doce. Nós a amamos muito! Você marcou uma data?"

"Não mãe, ela apenas disse que sim. Mas, eu não fiz um trabalho muito bom propondo a ela. Não foi muito romântico. Mas eu quero corrigir a situação. Eu queria saber se eu poderia usar o seu ancoradouro. Eu quero criar um ambiente romântico para fazer a proposta a ela adequadamente e dar-lhe o anel."

"Querido! Nada me faria mais feliz. Você quer que eu mande entregar as flores?"

"Não, obrigado, mãe. Eu vou cuidar disso. Mas, nem uma palavra a ninguém, por favor. Queremos anunciá-lo hoje à noite, na minha festa. "

"Você tem o anel?"

"Para falar a verdade, eu comprei depois que a pedi em casamento, e eu queria saber se você poderia colocá-lo entre as flores que eu vou mandar entregar. Eu vou dar a você depois que chegar. "

"Nada me faria mais feliz! Posso já dizer ao seu pai? "

"Bem, sim, você pode, mas certifique-se que ninguém mais sabe. Eu não quero que Anastasia sinta uma brisa disso sob quaisquer circunstâncias. "

"Eu prometo. E você conhece seu pai. Ele pode manter um segredo como Fort Knox mantém ouro!" (N.T. pequena cidade americana e base do Exército dos Estados Unidos. Depósito de grande parte do ouro guardado pelo governo do país.)
"Obrigada mãe. Há mais uma coisa,” eu digo, o meu tom mudando para um frio. Ela percebe a mudança.

"Qual é o problema, querido?"

"Meu assessor para segurança recomenda uma maior segurança para todos nós, até que meu incidente com o helicóptero esteja completamente resolvido."

Sua resposta está atada com preocupação.

"Ele acha que foi criminoso? Oh Christian! Quem faria um atentado contra sua vida, filho?"

"Nada para se preocupar, mãe. Tenho certeza de que ele está exagerando para cobrir seu traseiro. Mas é sempre bom ser cauteloso. Eles devem ser enviados durante o dia de hoje. Eu espero que você entenda; a segurança terá de estar seguindo vocês, por enquanto. É para a nossa paz de espírito. "

"Quando eles virão?"

"Muito em breve, talvez até mesmo dentro da próxima hora, mãe."

"Oh, Christian, tão em breve? Oh, querido. Você sabe como é Mia. Ela odeia segurança andando junto,” ela responde com um suspiro. "Se você acha que é melhor,” diz ela em um tom meditativo. "Eu vou falar com seu pai. Mas eu acho que você deveria dizer-lhe “a outra coisa”. Eu acho que ele ouviu a maioria da nossa outra conversa,” diz ela fazendo uma má tentativa de esconder "a outra coisa". "Ele está esperando na porta. Ele deve ter se perguntado por que eu gritei,” diz ela em um tom feliz.

"Claro, mãe. Obrigado, por tudo..." Eu digo com muito significado.

"Eu te amo, filho. Baby, feliz aniversário!” Ela responde fungando enquanto sua voz quebra e ela estende o telefone para meu pai.

"Ei filho! Feliz Aniversário! "

"Obrigado, pai. Uhm, escute, eu tenho algumas boas notícias para você. Mas, por enquanto, são só para os seus ouvidos e os de mamãe."

"É claro, filho,” ele coloca o seu tom sério de advogado.

"Eu pedi a Anastasia para ser minha esposa, e ela consentiu. Estamos anunciando o noivado esta noite na minha festa de aniversário,” eu digo pausando.

"Parabéns, Christian! Estou tão feliz por vocês dois! Você marcou o grande encontro?"  Eu tenho o telefone diante de meu rosto e olho para ele incrédulo.

"Não, pai. Eu só soube ontem à noite que ela aceitou ".

"Oh, eu tenho certeza que há tempo de sobra. Você acabou de conhecê-la, de qualquer maneira. "

"Eu não quero um longo noivado. Se dependesse de mim, eu voaria com ela para Vegas amanhã para me casar."

"Não faça isso! Nós gostaríamos de ser uma parte do casamento de nosso filho. Quando você tiver seus próprios filhos, você vai entender,” diz ele fazendo-me estremecer. Filhos? Não tão cedo, se eu puder evitar. Quero Anastasia para mim por um longo tempo. Talvez dez anos na estrada, depois de eu ter mostrado a ela o mundo.

"Claro que não, pai. Gostaríamos que fizesse parte da nossa felicidade. "

"O que você vai fazer sobre o contrato pré-nupcial? Tenho alguns colegas conhecidos muito bons que são especialistas em...” diz ele, mas eu interrompo rudemente.

"Não! Sem contrato! Nenhuma assinatura, além do seu nome na certidão de casamento junto com o meu.”
"Mas, filho! Você, entre todas as pessoas deveria saber disso. Não é um bom negócio para um homem de sua estatura. Mesmo as pessoas comuns estão fazendo isso agora,” diz ele me implorando.

"Você e minha mãe não têm um!" Eu refuto.

"Não, não temos. Por outro lado, sua mãe e eu nos conhecemos quando éramos estudantes. Nós dois tínhamos a mesma posição social. Anastasia é uma grande garota, mas você está trazendo muito mais para o casamento do que ela jamais poderia. Todos os tipos de coisas podem dar errado em um casamento. Você tem que proteger os seus interesses."

"Pai, eu a amo, e ela me ama! Essa é toda a segurança que eu preciso dela. Eu quero casar com ela por toda a vida, e não por um tempo. Eu confio nela implicitamente. Portanto, absolutamente nenhuma maneira no inferno que eu iria pedir-lhe para assinar um acordo pré-nupcial!"

"Tudo o que eu estou dizendo é só para pensar nisso. Basta manter isso em mente. "

"Vai ser um dia frio no inferno se eu alguma vez pedir-lhe isso!"

"O que o seu advogado tem a dizer sobre isso?"

"Você acha que eu vou discutir um assunto íntimo como o casamento com o meu advogado? Eu não estou levando o meu advogado para meu leito conjugal! Que tipo de precedente isto traria? Então, por favor, deixe-o, pai! "

"Mas...” diz ele, e eu ouço minha mãe repreendê-lo.

"Carry! Cai fora dos assuntos dele! "

"Grace! Seu futuro está em jogo! "

"Eu disse cai fora!"

"Tudo bem, querida...” diz ele, e o assunto está encerrado. Mas eu tenho a sensação de que está encerrado apenas por agora.

Meu Blackberry vibra em minha mão alertando-me para uma mensagem de e-mail entrando, quando eu estou meio que discutindo com meu pai. Eu clico no meu laptop, e leio a mensagem, enquanto meu pai tagarela.



__________________________________________________________________
De: Anastasia Steele
Assunto: almoço
Data: 18 de junho de 2011 13:11
Para: Christian Grey

Querido Sr. Grey,

Estou enviando-lhe este para informar-lhe que o almoço está prestes a ficar pronto. E que eu tive alguma kinky fuckery alucinante hoje cedo. Kinky fuckery de aniversário é para ser recomendada.
E outra coisa: eu te amo.

A  x
(Sua noiva)
_________________________________________________________________

Ver sua mensagem coloca um grande sorriso no meu rosto, e uma tenda na minha virilha. Alucinante kinky fuckery, hein? Eu gostei de ter sua opinião sobre isso.
__________________________________________________________________
De: Christian Grey
Assunto: kinky fuckery
Data: 18 de junho de 2011 13:14
Para: Anastasia Steele

Qual aspecto era alucinante, baby? Eu estou tomando notas.

Christian Grey

Faminto e definhando Após Esforços da Manhã CEO, Grey Enterprises Inc.
PS: Eu amo a sua assinatura entre parênteses
PPS: O que aconteceu com a arte da conversa?
__________________________________________________________________
De: Anastasia Steele
Assunto: você está faminto?
Data: 18 de junho de 2011 13:17
Para: Christian Grey

Querido Sr. Grey,

Eu gostaria de chamar sua atenção para a primeira linha do meu e-mail anterior, informando que seu almoço está na verdade quase pronto... assim nada desse absurdo faminto e definhando... E com relação aos aspectos alucinantes da kinky fuckery... bem, francamente, toda ela. Eu estaria interessada em ler suas notas. E eu gosto da minha assinatura entre parênteses também.
E outra coisa: eu te amo.

A  x
(Sua noiva)
PS: Desde quando você tem sido tão loquaz? E você estava no telefone.
__________________________________________________________________

“Eu só estou pensando em você, filho. Agora, sua mãe está com raiva de mim... Mas..."

"Uhm... Sim, ótimo, pai. Falaremos sobre isso mais tarde! Eu tenho que ir!" Eu digo, e ouço seu adeus surpreso antes de eu desligar.

Eu rapidamente me encaminho para a cozinha, de onde aromas  deliciosos de peixes e legumes frescos estão emergindo. Acho Anastasia ocupada trabalhando para preparar o nosso almoço por trás da ilha da cozinha. Eu quase a ataco por trás da ilha, pegando-a em meus braços e beijando-a, deixando-a sem fôlego e tonta.

"Isso é tudo, Srta. Steele. Continue,” eu digo, soltando-a e passeando de volta para o meu escritório, com meus pés descalços. Eu amo a minha mulher na minha cozinha. É sexy como o inferno!

Enquanto eu me encaminho de volta para o meu escritório, eu encontro o número de telefone, agora familiar, no meu Blackberry, e pressiono ligar.

"Primary Colors, aqui é Janice, como posso ajudá-lo?"

"Oi Janice, aqui é Christian Grey..." Eu digo.

Poucos minutos depois, eu tenho tudo coordenado com Janice, e sem pegar metade de um fôlego, meu Blackberry vibra novamente, desta vez com uma chamada de Welch.

"Sr. Grey. Welch aqui. A segurança foi enviada para a casa de seus pais, e eles já estão no local ".

"Bom,” eu respondo.

"Não tão bom, senhor. A Srta. Grey não está lhes permitindo entrar. Na verdade, eles estão do lado de fora esperando instruções." Eu dou um suspiro exasperado.

"Deixe-os permanecer lá. Vou ligar e esclarecer a situação."

"Obrigado, senhor,” ele diz, e eu desligo.

Eu disco o número do telefone celular de Mia. Ela responde após o quinto toque. Ela sabe por que eu estou ligando.

"O que, Christian?” ela rosna como sua saudação.

"Mia, há uma nova equipe de segurança esperando lá fora. Você precisa deixá-los entrar."

"Vamos lá, Christian! Eu não quero ser seguida por vários Rambos!"

"Maldição, Mia! Existe uma ameaça à segurança que pode estar ligada ao meu incidente com o helicóptero. Estou apenas tomando precauções."

"Mas, como isto se relaciona com a gente? Comigo? É mortificante!"  Minha irmã pode ser exasperante às vezes. Anastasia vem até a porta do meu escritório, e seu olhar está me avaliando. Ela não perde nada, do meu cabelo pós foda, para minha camisa branca, para meu jeans e meus pés descalços. Eu ainda estou no telefone com Mia e eu não quero nenhum argumento dela.

"Basta deixá-los entrar e deixá-los sozinhos. Você entendeu, Mia?" Pergunto sibilando em tom quase ameaçador, enquanto eu rolo meus olhos.

"Não precisa estressar-se, Grey! Muito bem! Vou deixá-los entrar,” ela concorda, relutantemente.

"Bom!"

Anastasia olha nos meus olhos e faz mímica ‘comer’, e eu sorrio para ela, concordando com a cabeça. Em meio a todos esses problemas, e um possível lunático atrás de mim, por que eu estou sorrindo como um idiota?

"Eu só estou fazendo isso, porque é seu aniversário. Feliz Aniversário, Christian! É melhor você não estar perdendo sua festa de aniversário,” ela me repreende. "Você está vindo, certo?"

"Sim, eu a vejo mais tarde."

"Laters,” diz ela, e eu desligo.

Anastasia está esperando com expectativa. "Só mais uma chamada?" Eu pergunto.

"Claro."

Eu olho para ela, e o vestido que ela está usando é pouco abaixo de suas coxas. Eu não quero a escolta cobiçando minha mulher.

"Esse vestido é muito curto," eu observo.   

"Você gostou?” Ela pergunta me dando um giro de 360 graus. Eu gosto dele, mas para os meus olhos apenas.

 Sheena Easton –For your Eyes Only

Quando ela gira eu posso ver suas coxas. Ela está de dar água na boca, totalmente ‘fodível’. Porra! Se eu posso ver isto, qualquer coisa com um pau pode ver isso também. Eu franzo a testa. Seu rosto despenca com o meu desagrado.

"Você parece fantástica assim, Ana. Eu só não quero que ninguém mais a veja assim,” esclareço.

"Oh! Estamos em casa, Christian. Não há ninguém além do pessoal. "

Eu tento esconder meu sorriso. Há membros do sexo masculino na minha equipe, e eu não os quero admirando ela. Os homens da minha equipe exalam mais hormônios masculinos do que uma cidade cheia de homens em qualquer lugar. Mas, hoje eu quero escolher minhas batalhas. Ela está em casa. Isso deveria ficar bem. Eu finalmente concordo com a cabeça, com relutância. Eu não quero brigar com ela antes de meu último telefonema.

Ela sorri e caminha de volta para a cozinha.

Eu tomo uma respiração profunda, e percorro a minha Lista de Contatos no meu Blackberry. Meu polegar paira sobre o botão verde "Call". Eu finalmente o pressiono. O telefone toca quatro vezes antes de ser atendido.

"Olá?” Responde uma severa voz rouca.

"Oi, Ray!" Eu digo um pouco nervoso. Eu ajusto meu tom na minha próxima frase: "Aqui é Christian".

"Oi, Christian,” diz ele pausando. Eu nunca o chamei antes. Ele parece preocupado. "Está tudo bem? Ana está bem? "

"Ela está perfeitamente bem, Ray. Ela está na cozinha preparando o almoço para nós,” eu digo. Ele parece surpreso.

"Isso é bom de saber. Como tem passado, Christian? "

"Tenho estado ótimo, Ray. Ouvi dizer que você e José, e José Pai estão indo pescar. "

Ele ri. "Sim, estamos. Mas nós adiamos para amanhã cedo."

"Nós também devemos ir pescar um desses dias. Eu ouvi de José que você pegou um de 18 kg! E eu pensei que era um bom pescador com uma truta prateada de 15 kg."

Ele ri.

"Você vai chegar lá. Tenho anos de prática. Mas, eu tenho certeza que você não me ligou para se aconselhar sobre pesca. Em que posso ajudá-lo, Christian? "

Eu tomo uma respiração profunda.

"Ray, eu me apaixonei por sua filha. Eu não posso viver sem ela. Eu a pedi em casamento, e ela aceitou. Eu liguei para pedir sua permissão, para pedir a mão dela em casamento a você,” eu digo em um só fôlego.

Há um silêncio na outra extremidade do telefone.

Quando ele percebe que eu estou esperando sua resposta, ele limpa a garganta.

"Você disse que Ana aceitou?"

"Sim, ela aceitou," Eu digo com firmeza.

Você não acha um pouco rápido? Vocês estão absolutamente seguros que é isto que ambos querem? Eu acho que você deve dar-lhe algum tempo. Vocês dois são muito jovens. "

"Não, senhor. Não há mais ninguém para mim. Nunca haverá ninguém mais para mim. Eu nunca estive apaixonado por ninguém em toda a minha vida. Nunca. Ela é a única que eu quero para o resto da minha vida. Nós queremos a sua bênção,” eu digo na minha voz homem-de-negócios.

"Ela está grávida?"  O quê?

"Não!" Eu digo com firmeza. Ele exala alto.

"Deixe-me falar com Ana em primeiro lugar, antes de eu responder à sua pergunta, Christian."

"Vou buscá-la para você,” eu digo e caminho rapidamente para a cozinha.

Eu seguro o telefone na frente de Anastasia, e murmuro: "Eu tenho Ray para você." Eu me sinto no limite. E se ele disser não? Continuo cauteloso. Eu tenho que encontrar um plano B para convencê-lo, se isso não funcionar. Os olhos de Anastasia ampliam imediatamente em horror. Relutantemente, ela pega o telefone da minha mão e cobre o microfone.

"Você disse a ele,” ela sussurra. Eu concordo, impassível. Eu não sinto nada, porém.

"Oi pai,” diz ela, enquanto seus olhos deixam os meus. Eu posso ouvir Ray falar.

"Christian acaba de me perguntar se ele pode se casar com você,” afirma o óbvio.

"O que você disse?” Ela pergunta em voz baixa.

"Eu disse que queria falar com você primeiro. Você não acha que é meio repentino, Annie? Você não o conhece há tempo suficiente. Quero dizer, ele é um cara legal e tudo, e conhece sua pesca... mas isso é tão prematuro." O olhar de Anastasia dardeja para mim, e vê o meu olhar ansioso.

"Sim. É súbito... Espere um segundo,” ela diz e deixa a cozinha. Ela sai para a varanda. Eu ando em redor do local. Eu estou muito nervoso.

Eu paro e me esforço para ouvir o que ela está dizendo.

"Ele é tudo." Ela se cala para ouvir.

Eu não posso ouvir o que mais ela diz, porque ela está falando muito baixinho. Eu ando para mais perto da varanda.

"Obrigada, papai. Vou entregá-lo de volta para Christian. Seja gentil com ele. Eu o amo,” diz ela. Ele está aceitando? Oh Deus, por favor!

Ela caminha de volta para o quarto, e me dá um olhar maligno enquanto ela me entrega o telefone. Eu pego o telefone de volta, divertido com sua expressão. Mas, baby, nada iria me impedir de pedir sua mão em casamento. Eu nunca quis nada tanto!

"Olá Ray," eu o saúdo novamente.

"Christian,” ele diz friamente.

"Ana disse que ela o ama e ela também quer se casar com você. Jovem, você é todos os tipos de rico. Eu sou apenas um ex-soldado. Mas eu só tenho uma filha. E é ela. Eu a amo muito. Eu pessoalmente estou tornando-o responsável por sua felicidade. "

"Eu farei tudo em meu poder para fazê-la feliz, Ray. Eu a amo. "

"Eu sei. Então, não me resta mais nada senão dar a minha bênção. Ela me pediu para entregá-la no casamento,” diz ele, finalmente, com a voz embargada.

"Nós ficaríamos honrados, Ray".

"Você tem a minha permissão, e minha bênção. Vá e faça a minha garotinha feliz ".

"Obrigado, Ray!" Eu digo como se eu tivesse intermediado a maior fusão e aquisição da minha vida!

Volto para a cozinha e declaro: "Eu tenho a bênção, um pouco relutante, de seu padrasto." Eu tenho esse sorriso dividindo meu rosto de orelha a orelha, e ela ri.

 "Venha, sente, o almoço está pronto,” ela me leva à barra.

Eu dou uma mordida no salmão que ela fez, e ele se derrete em minha boca. É porque eu estou muito feliz que tudo tem gosto mais que maravilhoso, ou será que ela apenas cozinha perfeitamente ou uma combinação de ambos. Comemos em silêncio, com o renovado sentido de saber que nada mais está no nosso caminho. Podemos nos casar, a qualquer momento! Estou consumido com pensamentos felizes de nosso futuro juntos, e não consigo parar de sorrir para Anastasia. Quando eu finalmente como o último bocado do meu prato: "Porra, você é uma boa cozinheira, mulher!" Declaro. Eu levanto a minha taça de vinho branco para Anastasia, e tomo um gole. Anastasia cora, e sorri em resposta.

Quando ela cora, eu quase quero preservar essa imagem inocente em uma foto. Bonita, sedutora e completamente minha. Talvez eu vá tirar uma foto um dia. Oh, espere, ela me pediu para não tirar fotos dela. Por que ela iria pedir isso? Ela encontrou alguma foto das subs? Mas isso é impossível. Elas estão no cofre. Como é que Anastasia teria acesso ao cofre?

"Ana? Por que você me pediu para não tirar uma foto sua?" Pergunto com uma voz suave.

Ela olha para seu prato, e seus dedos começam a retorcer-se em seu colo. Ela só faz isso quando tem alguma notícia ruim, ou está muito nervosa. O que aconteceu? O que a está incomodando? Ela está sinistramente silenciosa.

"Ana," eu exclamo nervosamente. "O que é?" Eu odeio quando ela esconde algo de mim. Eu quero saber tudo sobre ela.

"Eu encontrei suas fotos,” diz ela em um sussurro.

Oh merda! É o que eu pensava que era. "Você esteve no cofre?" Pergunto em um tom incrédulo.

"Cofre? Que cofre? Não. Eu nem sabia que você tinha um cofre."

Eu franzo a testa surpreso. Onde ela as encontrou? "Eu não entendo, então."

"Elas estavam em seu closet. Havia uma caixa. Eu estava procurando por sua gravata, e a caixa estava colocada sob seu jeans... você sabe, o que você normalmente usa na sala de jogos. Exceto hoje,” diz ela corando vermelho.

Porra! Estou chocado e bravo. Quem poderia colocá-los lá onde Anastasia pudesse encontrá-los? Eu corro a mão pelo meu cabelo exasperado. Não a Sra. Jones. Taylor? Claro que não. Claramente não Hyde... Merda! A única que poderia ter feito isso é Leila! Tenho que creditá-lo a ela! Ela quer que Anastasia saiba que há outras... muitas outras que são como ela. Não há nenhuma outra como Anastasia, mas Leila não sabe disso. Leila, mesmo em seu estado de espírito perturbado, foi muito astuta. Tenho que admirar isto em uma pessoa. Eu busco o olhar de Anastasia, e a preocupação está escrita por todo seu rosto. Oh, não!

Eu junto minhas mãos diante de mim como se estivesse em uma súplica, e dou todo o poder do meu olhar para Anastasia.

"Não é o que você pensa, baby. Eu tinha esquecido completamente tudo sobre elas. Essa caixa foi movida. Essas fotos pertencem ao meu cofre,” eu explico.

"Quem as moveu?” Ela pergunta em um sussurro.

Oh merda! Eu tenho que explicar. "Há apenas uma pessoa que poderia ter feito isso."

"Realmente... Quem, então? E o que exatamente você quer dizer quando você diz: 'isso não é o que eu penso? "

É como se meu passado estivesse colidindo com o meu futuro, como um acidente com um  trem desgovernado, me encontrando em qualquer momento feliz ou terno, pronto para destruir a minha felicidade, se eu permitir. Eu suspiro; isso é embaraçoso para explicar a Anastasia. Eu inclino minha cabeça para o lado, e começo.

"Isso vai soar frio, mas, essas fotos são uma apólice de seguro,” eu explico em uma voz baixa sussurrante.
"Apólice de seguro,” ela pergunta confusa. Eu quase posso ouvir os  grilos cantando em sua cabeça. Claro... Anastasia nunca pensaria nisso. Eu sou o único que é fodido...

"Contra exposição,” esclareço.

Sua boca cai aberta. "Oh," ela consegue murmurar engolindo. Ela fecha os olhos, tentando processar o que eu acabei de revelar. Porra! Ela está desapontada comigo, e magoada. "Sim. Você está certo. Isso soa frio,” ela murmura, e se levanta, pega os pratos e começa a limpar, não sabendo mais o que fazer. Ela não quer olhar para o meu rosto.

"Ana," eu a chamo, preocupado.

"As garotas sabem? As subs?” Ela pergunta,  voltando a olhar para mim com os olhos vazios.

"É claro que elas sabem,” eu digo, franzindo a testa.

Ela raspa os pratos com força, como se tivessem secado e tivessem comida queimada neles. O primeiro cai barulhento na pia quando ela o deixa cair, e pega o outro, e começa a raspar novamente. Oh merda! Ela pensa que eu as mantive porque eu sinto falta desse estilo de vida! Oh merda! Merda! Merda!

Estendo a mão para ela, e a agarro e puxo em meus braços.

"Essas fotos deviam estar no cofre. Eles não são para uso recreativo." Eu quero ser sincero. Eles não são recreativas agora, na verdade eu não quero nem olhar para elas. "Talvez elas fossem quando originalmente tiradas." Ela vira a cabeça para longe de mim. Eu levanto minha mão para seu queixo para fazê-la olhar para mim, implorando-lhe. "Mas, elas não significam nada para mim, baby. Nada. "

"Quem as colocou em seu armário?” Ela pergunta.

"Só pode ter sido Leila".

"Ela sabia a combinação do seu cofre?" Pergunta Anastasia incrédula.

Eu dou de ombros. "Eu não ficaria surpreso se ela soubesse. É uma combinação muito longa, e porque eu a uso muito raramente, eu não mudei. Eu a tenho escrita em algum lugar." Eu suspiro e balanço a cabeça. "Eu me pergunto o que mais ela sabe, e se ela tirou mais alguma coisa fora do cofre." Eu tento executar um inventário do cofre na minha cabeça, mas eu não consigo me lembrar de tudo. Anastasia não diz nada. "Olha Ana, eu vou destruir as imagens. Agora, se você quiser." Eu quero que ela se sinta segura comigo. Tenha confiança em mim.

Ela encolhe os ombros. "Elas são suas fotos, Christian. Faça o que quiser com elas,” ela murmura, olhando para longe.

"Ana, não fique assim,” eu imploro. Seguro sua cabeça em minhas mãos, e olho em seus olhos com a intensidade do meu amor por ela. "Eu não quero aquela vida. Eu quero a nossa vida, juntos."  Seus olhos estão arregalados. Com medo mesmo. Eu não quero estragar a minha relação com ela por causa do meu passado. Eu não tenho sentimentos por qualquer uma dessas meninas! Ela está silenciosa e preocupada.

"Ana, baby, eu pensei que nós tínhamos exorcizado todos os fantasmas esta manhã. Pelo menos eu me sinto assim. Você não?" Pergunto suplicante. Ela pisca como se limpando seus medos.



Um pequeno sorriso vem aos seus lábios. "Sim... Sim, eu me sinto assim também.” Ela responde.

"Bom,” eu digo com alívio na minha voz. Eu me inclino e a beijo, segurando-a em meus braços como se ela fosse voar. "Eu vou rasgá-las,” eu sussurro. Para ela, eu faço qualquer coisa. "Então, eu tenho que ir trabalhar. Sinto muito bebê, mas eu tenho toneladas de trabalho para repassar esta tarde,” eu digo me desculpando.

"Tudo bem. Eu tenho que ligar para minha mãe de toda forma,” diz ela, fazendo uma careta. "Então, eu vou fazer algumas compras e assar um bolo de aniversário para você."

Eu pisco. Anastasia vai fazer um bolo para o meu aniversário? Eu sorrio tão amplamente quanto possível, como uma criança de quatro anos.

"Um bolo?" Eu pergunto, e ela acena com a cabeça, concordando, em resposta.

"Um bolo de chocolate?" Pergunto sorrindo. Um homem pode ter uma escolha. É meu aniversário, afinal.

"Você quer um bolo de chocolate?” Ela pergunta, espelhando o meu sorriso. Concordo com a cabeça em resposta.

"Bem, então eu vou ver o que posso fazer, Sr. Grey."

Essa é a minha mulher! Eu a beijo com mais paixão do que nunca.


 Set Fire to the Rain - Adele

*****
"Welch? Onde você está?"

"Estou no local do acidente, senhor. Certificando-me de que as imagens e vídeos foram tomadas, e nenhuma evidência está comprometida, e as devidas precauções estão tomadas para não estragar as evidências."

"Bom,” eu digo fazendo uma careta.

"Você deve ter boas habilidades de pilotagem, Sr. Grey. Você fez uma pequena cratera, mas poderia ter sido muito pior. Eu tenho alguns especialistas aqui também. Todos concordam. "

"Quando Charlie Tango vai estar na Boeing?"

"Eu não tenho uma ETA (N.T. Estimated Time of Arrival – Hora aproximada de chegada) ainda, senhor. Agora, tudo o que eu quero que eles façam é recolher as provas, e levá-lo carregado corretamente. "

"Envie-me um texto quando ele estiver a caminho,” digo antes de desligar.

Sento-me diante de meu monitor do computador, e começo a passar por montes de e-mails. Há um outro de Elena desta tarde. Eu o excluo depois de deslizar sobre ele. Mesma coisa: Chamá-la. Sem chance!

Sinto o olhar de Anastasia em mim, e quando eu levanto os olhos, vejo que ela está de pé na porta.

"Estou indo para a mercearia para pegar alguns ingredientes para o bolo."

"Ok,” eu digo, e olho para o vestido. É muito curto. Eu não quero que as pessoas a vejam assim. Percebendo minha cara feia, ela pergunta: "O quê?"

"Você não vai colocar um jeans ou algo assim?"

"Christian, são apenas pernas,” diz ela exasperada.

Eu estreito meus olhos para ela. Eu não quero que minha noiva seja  fodida com os olhos na loja. Ela revira os olhos para mim, e sua reação faz com que minhas palmas das mãos formiguem.

"E se estivéssemos na praia?"

"Nós NÃO estamos na praia."

"Bem, você teria se objetado a este vestido se estivéssemos na praia?" Está coberto o suficiente para a praia, mas para onde ela está indo com essa linha de questionamento?

"Não."

Ela revira os olhos de novo para mim, sorrindo. "Tudo bem, então, imagine que estamos. Laters,” ela murmura rapidamente e foge para a saída. Eu voo atrás dela soltando meu Blackberry no chão. E na hora que eu chego ao hall de entrada, as portas do elevador já estão fechando e ela acena para mim, rindo! Porra! Ela está sendo deliberadamente desobediente! Que lembranças você evoca Srta. Steele quando você se comporta como tal? Eu não sei se me divirto ou fico frustrado com ela. Ela evoca sentimentos gêmeos em mim como ninguém mais. Eu quero amá-la, e espancá-la ao mesmo tempo! Eu ainda posso fazer isso quando ela voltar. Eu sempre me preocupo que eu vou me deixar levar. Por que ela me desobedece? Por que ela não pode simplesmente fazer o que lhe é dito? Eu amo quando ela está assim, mas depois, ela me leva ao ciúme. Eu suspiro quando eu volto para o meu trabalho acumulado suficiente para carregar o caminhão de Len. Eu tenho que terminar a maior parte dele antes de irmos para a casa dos meus pais.

*****
Eu estou muito focado no meu trabalho; eu fico assustado com o meu Blackberry vibrando na minha mesa.
"Grey,” eu respondo com firmeza.

"Welch aqui. Senhor, nós coletamos todas as evidências relacionadas ao acidente, tiramos fotos e, toda a recuperação foi filmada a partir de diferentes ângulos. Charlie Tango está carregado, e está em seu caminho para a Boeing, senhor."

"Você já conseguiu entrar em contato com Pella?"

"Assim como eu suspeitava, ele está fora do país no momento. Mas a sua empresa irá entrar em contato com ele logo. Uma vez que eles são os maiores revendedores autorizados da Eurocopter no país e GEH comprou-o de sua filial de Los Angeles, eles já contataram a Eurocopter e um especialista está chegando da Alemanha segunda-feira à tarde."

"Ótimo. Quando você acha que você pode obter alguns resultados preliminares? "

"Isso seria difícil de dizer, senhor. Precisamos identificar todas as provas, e procurar tudo, todas as impressões digitais, e materiais estranhos. Tomamos muito cuidado para não contaminar qualquer das evidências. Mesmo assim, ele pode demorar um pouco para analisar. Podemos ter os resultados preliminares dentro de uma semana, senhor."

"Não é bom o suficiente,” eu digo. "O especialista da Eurocopter pode determinar se eu tive um problema mecânico, ou crime." Eu odeio quando as coisas estão fora do meu controle.

"Eu quero ter os resultados iniciais sobre o acidente imediatamente."

"Mas, senhor, não queremos uma investigação mal feita. Pelo menos, dê-lhe dois dias."

Eu penso sobre isso por um segundo. Eu vou lhe dar 24 horas no máximo. Outros podem reunir provas, e eles podem investigar até que ele chegue. Isso serão cerca de 36 horas de tempo adicional em que podem realizar muito.

"Você disse que o especialista da Eurocopter é esperado segunda-feira à tarde?" Pergunto tentando confirmar.

"Sim, ele está pegando o primeiro voo amanhã, senhor."

"Bom. Basta manter-me informado. Diga-lhes que vou precisar de suas conclusões iniciais ou segunda-feira à tarde, ou terça-feira de manhã." Eu desligo e giro minha cadeira ao redor e encontro Anastasia em pé na porta. Meu coração se acalma, meu olhar impassível. Eu quero ver o que ela vai dizer sobre a maneira como ela se comportou antes.

 Sun Goes Down – Robert Downey Jr.

"Oi,” ela sussurra. Eu continuo olhando para ela, impassível, sem uma palavra. Seu olhar travado com o meu, ela caminha em minha direção, em torno de minha mesa, com passos cautelosos. Meus olhos seguem-na, sem pestanejar. Ela está na minha frente.

"Estou de volta, Christian. Você está com raiva de mim? "

Eu amo e odeio e amo isso! Ela me deixa fora de mim, a cada passo, me deixa louco; me deixa insano, me deixa com ciúmes o suficiente para arranhar a minha própria pele, me faz sentir desamparado! No entanto, eu me sinto vivo com ela.

Eu suspiro cedendo no meu desespero, a minha mão se estende para a dela, e eu a puxo para mim com força, fazendo-a aterrissar no meu colo. Meus braços se envolvem em torno dela, e eu a abraço forte, enterrando meu nariz em seu cabelo, inalando seu perfume inebriante.

"Sim,” eu respondo a sua pergunta. Eu ainda estou louco.

"Sinto muito. Eu só não sei o que aconteceu comigo, Christian,” diz ela desculpando-se, enrolando-se no meu colo como um gatinho. Ela envolve seus braços em volta do meu pescoço e inala o meu cheiro. Estamos  ainda muito sintonizados um com o outro. Seu remorso quebra algumas correntes em mim. Eu não quero limitá-la. Por outro lado, eu tenho que ter controle. Eu não posso viver sem ele. E tanta coisa aconteceu fora do meu controle, eu não quero perdê-lo em casa. Mas, eu tenho que escolher minhas batalhas. Este vestido, em particular, não deve ser uma delas.

"Eu também não. Use o que você gostar,” eu digo em um murmúrio, surpreendendo-a. Minhas mãos correm até sua perna, e sua coxa. Minha ereção entra no modo de saudação total. "Além disso, este vestido tem suas próprias vantagens,” eu digo, e inclino-me para beijar seus lábios. No segundo em que nos conectamos, o choque de eletricidade entre nós passa através dela para meu corpo na velocidade de um raio, e ela faz um som de um gemido dentro dela como se estivesse suspirando e ansiando, e fogo queimando profundo, tudo ao mesmo tempo. Suas mãos se fecham no meu cabelo, atando e me puxando para dentro dela, como se ela fosse incapaz de conter a paixão e o fogo queimando em suas veias e ela tem que ter uma saída. Me colocando em chamas com sua paixão! Eu faço um profundo gemido gutural, respondendo na mesma moeda, e retribuindo à reação de seu corpo.

Meus dentes beliscam seu lábio inferior, viajando para seu queixo, sua orelha, sua garganta, voltando para a boca, minha língua mergulha em sua boca quase forçando, agredindo-a, como se eu estivesse dando a ela um exame de amígdalas! Fodendo-a com a minha língua em sua boca. Minha ereção está tentando rasgar minha calça, e eu não posso mais conter meu desejo pulsando na minha virilha! Eu abro o zíper de minhas calças, puxo Anastasia montada, e afundo meu pau pulsante em seu delicioso, florescente sexo. Anastasia agarra a parte de trás da minha cadeira, e os meus dedos afundam na carne macia de suas nádegas, e eu a guio movendo-a para cima, e sincronizo nossos movimentos. Quando ela desce no meu pau, eu empurro mais e mais para dentro dela, fazendo-a arquear as costas e guiando-a, girando seus quadris.

Logo, a nossa paixão desgastante constrói seu clímax, e Anastasia e eu aceleramos o nosso ritmo, e ela quase grita o meu nome, desequilibrando a balança e eu derramo tudo o que tenho dentro dela, apertando seu corpo, meus olhos rolando para trás na minha cabeça. Ela cai em cima de mim, e fica imóvel enquanto seu orgasmo corre através de seu corpo em ondas e passa para o meu. Enquanto os nossos corações em disparada abrandam para a velocidade normal, eu a beijo suavemente neste momento.

"Eu gosto da sua versão de desculpas" Eu respiro em seu cabelo, agora cheirando a Anastasia, ar livre, suor, sexo e eu.

"E eu gosto da sua,” diz ela rindo, e sua cabeça se aconchega contra meu peito. "Você já acabou?"

Meu Deus! O que foi que eu criei aqui? Uma mulher insaciável?

"Jesus, Ana, você quer mais?"

"Não,” ela diz envergonhada. "Eu quis dizer o seu trabalho."

"Oh... Vou terminar em cerca de meia hora,” eu digo, e meu olhar suaviza. "Eu ouvi a mensagem de voz que você deixou ontem. Você parecia preocupada,” eu digo baixinho. O rosto dela despenca e ela me abraça apertado.

"Eu estava muito preocupada. Não é seu jeito você não responder." Eu fecho meus olhos maravilhados com o seu amor por mim. Eu beijo o topo de sua cabeça. Sinto o seu sorriso.

"O bolo deve ficar pronto em meia hora,” diz ela escalando fora de meu colo e quebrando nossa conexão. Por alguma razão, sinto-me desolado com a perda dela. Mas eu produzo um sorriso a seu favor.

"Ansiando por isto. Cheira delicioso, evocativo, mesmo enquanto você ainda está assando-o.” Ela olha para mim sorrindo timidamente e, finalmente, se inclina e me recompensa com um pequeno beijo no canto dos meus lábios.

*****

Meu Blackberry vibra com uma mensagem de texto:


"Sr. Grey, se você terminou seu trabalho, você poderia me honrar com sua presença na cozinha, por favor? "

Quando eu chego, ela está esperando por mim com um belo bolo de chocolate com uma única vela dourada nele. De repente, eu me sinto tão especial, tão querido, tão imensamente valorizado com este gesto, eu sorrio de orelha a orelha, e ela canta Parabéns prá Você para mim com sua voz suave. Eu fecho meus olhos, e faço o meu desejo. 'Espero que ela goste do que eu planejei para ela hoje! Espero que seja inesquecível! Espero que ela nunca me deixe!’  Isso é muito para esperar, mas um homem pode sonhar. Abro os olhos e apago a vela.



"Eu fiz o meu desejo,” eu digo com uma voz rouca; meu olhar intenso sobre ela, e ela cora por toda parte de novo.

"A cobertura ainda está mole, mas eu espero que você goste dela assim mesmo." Eu me sinto como uma criança, um filho amado! Um valorizado, filho querido... "Eu mal posso esperar para prová-lo, Anastasia,” murmuro, e eu faço um som gutural profundo como se eu estivesse tendo um orgasmo alimentar. Normalmente, se alguém me dissesse que o caminho para o coração de um homem é através de seu estômago, eu diria que deve ser reprovado na sua geografia, mas agora me descubro um firme crente de que pode não ser o ponto de partida inicial para o coração, mas com certeza pavimenta um caminho lateral para ele. Pode não ser via expressa, mas é rota panorâmica. Anastasia corta para cada um de nós um pedaço e me dá um prato.

Eu avanço como um urso faminto. Cheira divino, e o gosto é ainda melhor! "Mmm..."  Eu gemo. Oh, meu Deus! Ela é tudo que eu quero em uma mulher. "É por isso que eu quero casar com você,” eu digo em apreciação, e ela ri da minha declaração.

*****
Estamos vestidos e prontos para ir para a minha festa de aniversário. Anastasia está vestindo um vestido de coquetel verde esmeralda com um cinto largo. Ela parece ser boa o suficiente para comer! A viagem para a casa dos meus pais é tranquila. Eu dirijo o R8 e Taylor segue atrás. Eu estaciono o carro na garagem dos meus pais.

"Pronta para enfrentar minha família?" Eu pergunto quando eu desligo a ignição.

"Sim. Você vai dizer a eles?” Ela pergunta.

"Claro. Estou ansioso para ver suas reações." Eu não quero dizer a ela que eu já lhes informei, porque isso pode estragar o meu disfarce para o que  tenho planejado para mais tarde.

Anastasia puxa sua capa em volta dela mais apertada, enquanto a brisa da noite cumprimenta-nos, soprando da baía. Eu pego a mão dela com orgulho, entrando na casa dos meus pais, pela primeira vez, com a minha noiva. Quando eu levanto minha mão para bater na porta da frente, meu pai abre.

"Olá, Christian! Feliz aniversário, meu filho!” Diz ele, e em vez de tomar a minha mão estendida, ele me envolve em um abraço, me surpreendendo completamente.

"Uhm... Obrigado, pai."

"Ana, é adorável vê-la novamente,” diz a Anastasia, e a abraça também.

Seguimos meu pai para a sala, e Kate, a trituradora de bolas, caminha para nós, pelo corredor, como um elefante-macho no cio, completamente enfurecida. Seu vestido vermelho combina com a cor de seu rosto. Qual é o seu problema?

"Vocês dois! Eu quero falar com vocês,” ela rosna. Anastasia olha para mim nervosamente. Eu dou de ombros. Ela era sua companheira de quarto. Meu pai parece completamente estupefato com o comportamento dela, mas não diz nada. Nós a entretemos e seguimos para a sala de jantar. Assim que ela fecha a porta, ela se vira para Anastasia tão rápido que se você piscou, você perdeu isto. Ela deve ter estacionado sua vassoura do lado de fora. Eu quase me pego procurando os sapatos de rubi em seus pés. (N.T. Os sapatos de rubi são os sapatos mágicos usados ​​por Dorothy no filme O Mágico de Oz.)

"Que porra é essa?" Ela rosna para Anastasia, enquanto acena com um pedaço de papel. Anastasia parece confusa, e pega o papel, e assim que ela olha para o papel, o sangue foge de seu rosto completamente. Seus olhos se arregalam e ela fica entre mim e Kate. Meu pulso acelera, sinto-me ansioso. Alguma coisa está terrivelmente errada!





23 comments:

Olidelgi said...

Amei... Amei... Sou apaixonada por este casal, suas vidas e conflitos. Este CG é mesmo maravilhoso. (suspiros)
Bem, não me canso de elogiá-las por esta criação, a Emine é realmente demais, e vc, Neusa, muito competente em sua tradução. Parabéns, mais uma vez e aguardando o próximo capítulo, o embate de Ana com a Mrs. Robinson, vai ser demais. Bj
Olidelgi

Neusa Reis said...

Oi meninas, aqui temos mais um e no próximo capítulo terminamos o livro 2.
Realmente, é um prazer este relacionamento permanente com o casal. Eu os conheço melhor cada vez que leio e releio sua história. Estas confidências trocadas entre eles, quando ele revela que a amou desde o princípio, apenas rejeitava esta idéia, a ternura no relacionamento dos dois derretem nosso coração. E isto só é possível através do trabalho da Emine. O gesto de agradecimento do Christian com o Len, mandando incluir seu filho no seguro de saúde, dando dinheiro para pagar todas suas dívidas e ainda sair de férias com a família, me faz chorar toda vez que leio ou escrevo sobre isso. Este gesto não é de alguém que não tem coração, como ele sempre diz.
E o ódio pela Leila só cresce. As atitudes dela, supostamente justificadas pelo surto psicótico, são de uma pessoa sem caráter. Colocar as fotos em local de fácil acesso para a Ana achar foi muito cruel.
E a Ana realmente é a alma gêmea dele, cuidando dele como se fosse um menino, dando o carinho que ele nunca teve da mãe biológica.
E finalmente, a vadia da Elena sempre cercando a presa, como a predadora que ela é. Pedófila!
Bom, aproveitem, obrigada querida Emine, deixo para você dar as explicações sobre o que vai fazer com o livro 3 se você quiser. Beijos

Natii said...

Voces são simplismente maravilhosas! Amo essa historia fico cada vez mais apaixonada las e vcs fazem um trabalho divino! Parabéns e por favor C.O.T.I.N.U.E.M :) com maiusculas gritantes !

Bjo e anciosa pelo capitulo final do livro II...

Natii said...

Oiii meninas simplesmente apaixonada e cada vez mais fascinada por essa linda historia , que me emociona sempre que leio,quero lhes dizer que vcs fazem um excelente trabalho é uma honrar saber que existe pessoas com tal copetencias e vcs estão de parabéns :) Só posso pedir C.O.N.T.I.N.U.E.M com maiusculas gritantes :)

Obrigada e parabéns!

Natii said...

Oiii meninas simplesmente apaixonada e cada vez mais fascinada por essa linda historia , que me emociona sempre que leio,quero lhes dizer que vcs fazem um excelente trabalho é uma honrar saber que existe pessoas com tal copetencias e vcs estão de parabéns :) Só posso pedir C.O.N.T.I.N.U.E.M com maiusculas gritantes :)

Obrigada e parabéns!

Cute Dream´s said...

Adoreeiiiii!!! Realmente um capítulo melhor que outro!
Estou no aguardo!

Gabi said...

Amei esse capítulo, aliás essa vesão by CG está melhor que a versão original. Parabéns Neusa pela tradução e a Emine por ter escrito um capítulo tão lindo, adoro o amor dos dois... Bjsss

Renata Santos said...

Andava meio sumida, porque li o livro em pdf's perdidos pela net, mas o último (infelizmente) estava incompleto.
Aguardando ansiosa para começa-lo a traduzir.
Mais uma vez parabéns Neusa pelo seu trabalho, graças a Emine claro!

Liliana rodrigues said...

Olá! Estou amando cada vez mais CG e essa tradução está simplesmente maravilhosa!!!!

anne caroline godoi said...

Reta final... Devo confessar que esse livro é o meu preferido.amei do inicio ao fim.
E agora,sabendo a versão do Christian ficou ainda melhor.
Já estou sentindo falta,ainda bem que temos o terceiro...
Parabéns Neusa,pela tradução maravilhosa.

Tati said...

parabéns!! ansiosa!!!!

Lunna Leigh Velasco said...

Esperando ansiosa pelo final *--*

Lunna Leigh Velasco said...

ansiosa pelo final desse livro *--*

Pao said...

Muchas gracias por este capítulo, hermoso gesto de Christian con Len.
Realmente Leila es muy mala es igual que Leila.
Gracias Neusa por tu excelente traducción y Eminé por una hermosa historia. Estoy esperando el final del libro,
¿Neusa empezarás de inmediato con el tercer libro?

Anonymous said...

Olá Neusa como é revigorante a leitura, o que seria de minha vida sem sua tradução !!!
Parabéns pela ótima tradução e o carinho que tens por nós leitoras ansiosa.
Bjus
Kátia

Jordana Sirlaide said...

Que capítulo maravilhoso!! O amor desse casal é, realmente, inspirador e lindo demais. Sem falar no gesto de agradecimento do Christian... difícil encontrar pessoas assim.
Adoro cada palavra dessa história, Emine. Parabéns, você é demais!! Neusa, você arrasando como sempre na tradução. Parabéns!!!
Ansiosa pelo final e início do livro 3.
xx

Anonymous said...

Você sabe quando vai ser postado o próximo capítulo do livro 4? Parabéns sua tradução é maravilhosa.Tambám quero saber sobre o fim do livro 2. Um grande abraço.. Mayalu.

Liliana said...

Por favor não nos mate de curiosidade!!!!!! estou super anciosa pelo próximo captitulo. estou adorando.

Pattystevam said...

Que capitulo mais gostoso de ler..a parte que mais gostei a do bolo..fico imaginando o sorriso do Grey quando Ana falou do bolo e logo disse de chocolate..a felicidade dele com seu bolo..amei amei bjs Emine e Neusa.

Pattystevam said...

Que capitulo mais gostoso de ler..a parte que mais gostei a do bolo..fico imaginando o sorriso do Grey quando Ana falou do bolo e logo disse de chocolate..a felicidade dele com seu bolo..amei amei bjs Emine e Neusa.

Daniela Martins said...

Até que enfim, Christian verdadeiramente começa a assumir que é digno de ser amado e que ama Anastasia!
Como ele mesmo disse, ja gostava de Ana desde o primeiro encobtripi e estava lutando contra estes sentimentos com medo de manchar o mundo dela.
Louca para reler o oroximo capitulo!
A cena do ancoradouro! Flores e coraçoes!
Bjkas
Dani

Rose Camara said...

Olha vou contar uma coisa pra vocÊs, eu sou secretária e estou buscando uma nova colocação profissional, mas se o Grey me chamar eu não vou não. kkk
Gente toda vez que ele fala com a Andrea quem estremece sou eu. #medo

Priscila Pessotto said...

Olá girls!
Você que está começando a ler o blog agora ou que já é leitora, agora a Série Pella disponível aqui no blog foi publicada em livro – ECOS NA ETERNIDADE- e em português.
A Emine Fougner colocou a versão em português do Ecos na Eternidade na Amazon, apenas esta semana, por apenas R$ 3,94. Corram para aproveitar o preço porque na próxima semana voltará ao preço normal.
É só acessar a pagina da amazon: www.amazon.com.br.
Vamos aproveitar!
Beijos,
Pry