StatCtr

Wednesday, October 23, 2013

LIVRO IV - CAPITULO XI - Christian e Anastasia Fan-Fiction

 

CAPÍTULO XI

Tudo e nada



Taylor e eu chegamos ao Escala, mas Anastasia não é vista em nenhum lugar. Eu vou para o nosso quarto para ver se ela está lá, mas ela não está no quarto também. Confuso eu saio para a sala de estar e me encaminho para a sala de jantar. Há uma enxurrada de atividades da Sra. Jones na cozinha. Ela parece estar cozinhando para um exército em vez de duas pessoas.

"Sra. Jones, onde está a Sra. Grey?"

"Ela estava aqui há cerca de 30 minutos, senhor, eu acredito que ela saiu para ir ao seu quarto, depois de me pedir para preparar comida para a companhia."

"Companhia? Qual companhia?" Eu pergunto.

"Eu não sei exatamente, senhor. Acredito que seis pessoas estão chegando. Ela estava indo explicar, mas ela recebeu um telefonema e não voltou desde então."

"Ela comeu?" Eu pergunto.

"Ela começou, mas ela tem recebido um telefonema após o outro."

Uma energia nervosa toma conta de mim. Tenho a sensação de que isso é obra de José. Eu não sei o que ele fez, mas ele mexeu a panela em algum lugar, de alguma forma.

Eu vou para a biblioteca para ver se ela está lá. Geralmente, Anastasia encontra a biblioteca calmante, relaxante. É um bom lugar para sentar e conversar. Mas, com quem ela estaria falando?

Eu sinto meu telefone vibrar no meu bolso. Eu o retiro e verifico o identificador de chamadas. Eu franzo a testa quando eu vejo quem chama. Eu ando para o meu escritório para atender a chamada. Depois que eu fecho a porta atrás de mim, eu respondo.

"Eu pensei que eu tivesse lhe pedido para não entrar em contato comigo de novo!" Eu sibilo. Minha mente ainda está na minha esposa, perguntando-me onde ela poderia estar.

"Eu sei, eu sinto muito, Christian! Eu não teria,  se eu não tivesse ouvido o que aconteceu."

"E o que seria isso?" Pergunto sem dar qualquer informação.

"Christian, mesmo os surdos ouviram que Anastasia e Mia foram seqüestradas. Apesar do que você pode pensar de mim, eu ainda me importo com sua família. Sua mãe foi minha amiga por muitos anos. Claro que eu me contive de chamá-lo, mas Linc me ligou esta tarde, depois de todos esses anos! Eu não falava com ele desde o divórcio,” diz Elena. Volto para o meu lugar atrás da minha mesa. 

"Por que isso me interessa? Ele é seu ex, não meu,” eu digo, não dando nada de graça.

"Bem, meu ex," ela diz enunciando, ”resulta ter pagado a fiança do sequestrador de sua esposa e de sua irmã. E ele fez uma ameaça contra você e os seus. Embora não esteja explicitamente expressa, eu conheço Lincoln, e eu sei do que ele é capaz. É verdade que você vendeu a Madeireira Lincoln sob ele? "

Quando eu não respondo, ela continua a falar.

"Eu vou tomar o seu silêncio como uma admissão. Mas, Christian, por favor, por favor, por favor, não o leve de ânimo leve. Lincoln não usa perdão, dar a outra face, e quando se trata de vingança, ele não vai para isso até que ele tenha todos os seus patos alinhados e ele vai para matar. Não importa o quão sombrio, muito ruim, você pode pensar de si mesmo para ser, você é um cidadão cumpridor da lei. Lincoln tem a aparência de um bom cidadão. Mas, ele pode entregar ao diabo o próprio rabo!"

"Obrigado pelo aviso. Eu posso cuidar de mim mesmo,” eu respondo pronto para desligar.

"Você viu o que ele fez comigo,” ela grita, sua voz um tom mais alto. "Você viu! Isso foi apenas por US$ 100.000 dólares! Cem mil não é nada para ele! Quatro das minhas bolsas mais caras custam mais do que isso,” ela grita. Eu não tinha ouvido Elena gritar em um tempo muito longo.

"Ele não surrou-a por dinheiro, Elena! Foi porque estávamos fodendo! "

"Cresça, Christian! Você não era o único que eu estava fodendo,” diz ela. E isso não é uma revelação para mim. Apesar de que ela bateria a merda fora de mim, se alguém me olhasse com apreciação carnal, eu tinha uma suspeita de que ela estava fazendo isso. "Linc trouxe homens e mulheres para nossa cama! E você foi para a faculdade. Eu o via uma vez por mês quando você estava na escola; isto é dificilmente o suficiente para me satisfazer. Você conhece os clubes Dom/Sub que eu frequentava. Eu utilizava os serviços deles amplamente. Você acha que eu ia ficar sem sexo por tanto tempo? Mesmo que eu escondesse minhas atividades extracurriculares de Linc, ele não teria ficado furioso se ​​soubesse sobre elas. Para ele, era apenas o principal das coisas: controlando o que eu fazia, ele me controlava. Eu quebrei o protocolo e fui contra o mestre dominante que ele é. É por isso que ele me bateu até quase me matar para me mostrar quem era o verdadeiro mestre. E você, alguém que eu fodi,  venceu-o em um jogo que ele achava que não tinha ninguém para rivalizar com ele. Você sabe, ninguém o vence em seu próprio jogo e sai impune! Lembre-se, ele esperou sete malditos anos para se vingar de você por me foder sem a permissão dele. Sete anos! Sabe a que distância ele iria para puni-lo e todos aqueles que você ama por tomar  e desmantelar sua empresa?"

Ela sabe que chamou minha atenção. Eu posso lidar com alguém que deseja me punir. Mas, minha esposa, meu filho, minha família são zona proibida. Se alguém me quiser foder ferindo-os, estaria assinando seu próprio atestado de óbito.

"Vamos supor por um minuto que o que você diz é verdade. Ele não tem os meios para infligir qualquer tipo de dano a mim. Ele não tem a empresa, o dinheiro ou associações," eu afirmo, esperando para ver como ela vai me contradizer. Eu ainda não tenho certeza se este é o caminho de Elena para voltar para a minha vida ou uma preocupação genuína. De qualquer maneira, isto  vai me custar ouvi-la.






"Arghhh,” ela geme no telefone. "Para um homem muito brilhante Christian, alguém cuja mulher acaba de ser espancada quase até a morte, você não consegue ver os paralelos. Você se lembra de como eu parecia?"

"Sim!" Eu respondo, crescendo a tensão. Eu sei onde ela está tentando chegar.

"Se sua mulher não atirasse em seu agressor, e se você e seus homens não chegassem a tempo, você não estaria apreendendo apenas um agressor, mas possivelmente o assassino dela. E acredite em mim quando eu digo isso, aquele cara não era preparado... "

"Despreparado? Eu sibilo,” em voz baixa. "Você acha que ele era despreparado, quando ele quase matou a minha esposa?"

"Se fosse Lincoln,” ela levanta sua voz uma oitava, falando através dos dentes,” ele teria terminado o trabalho! E eu não digo isso para ser má, Christian. Estou tentando muito forte levá-lo a entender com o que você está cara a cara. Esse cara deve ter sido uma oportunidade de último minuto para Linc; e talvez ele não fez sua lição de casa, como deveria, dadas as restrições de tempo. Meu ex-marido poderia ter causado a dor que ele queria que eu aguentasse, e teria me matado. Mas ele fez questão de que eu não estivesse morta!  Ele fez questão que eu sofresse por um tempo muito longo. Levei meses para cicatrizar! Morte, ele sabe que é uma curta viagem à terra do nunca,” Elena ri amargamente. "Ele não ataca até ele saber que ele tem tudo o que ele quer, todas as suas vinganças cumpridas. Ele aprende com seus erros e nunca os repete! Nunca! E quando se trata de Lincoln cobrando suas dívidas, ele é como um poço sem fundo. Você é agora seu inimigo número um ! "


Am I not Merciful? - The Gladiator

"Por que você não prestou queixa, se ele era um homem tão horrível?" Pergunto, a curiosidade obtendo o melhor de mim.

"E, em seguida, fazer o quê? Se eu prestasse queixa, ele iria me expor como sua amante. Seus pais iriam suportar uma vergonha pública como se eles simplesmente ignoraram o caso de seu filho com uma esposa troféu, porque você tinha 21 anos. Não havia como esconder isso; você não era menor de idade! Você pode imaginar as conseqüências disso; o  filho adotivo de uma pediatra e de um advogado respeitado? Tivemos um caso de seis anos. Quem iria acreditar neles, mesmo que nós dois jurássemos para cima e para baixo que ninguém sabia sobre isso? Mesmo que eles acreditassem em nós, em seguida, seus pais teriam sido chamados de  impróprios como pais, por não verem algo acontecendo por todo esse tempo. Sua divulgação teria sido simplesmente devastadora para muitas pessoas. Você estava apenas começando no negócio. Isto teria matado seus esforços, mesmo antes de começar.

Se eu fosse mais longe, ele iria expor o que tivemos desde que você era menor de idade...” diz ela.

"Eu não consigo ver como ele teria feito isso sem expor a si mesmo como estando no cenário. Além disso, o que você disse sobre os meus pais também iria para o outro lado. Sua divulgação também teria feito a polícia ou o público suspeitar que ele também sabia do caso de 6 anos. Ele pode ter assumido que o caso se tornou inconveniente para ele. Eu estava no início do negócio. Eu iria sobreviver. Mas ele, como um agressor da esposa e alguém que pode ter ignorado sua esposa se aproveitando de um menor, teria tido consequências piores no mundo dos negócios."

"Oh Christian! O que eu disse é apenas o melhor caso da situação! Linc ainda tinha álibi sólido como rocha mostrando-o ausente no momento em ele me agrediu. Ele sempre teve os meios para fazer-nos desaparecer sem deixar vestígios. Ele teria feito isso de tal maneira que ninguém teria qualquer forma de saber que era ele,” diz ela permanecendo em silêncio por cinco segundos. Sua voz baixa: "Eu queria viver e colocar a experiência para trás. Então você terminou comigo. Assim, era hora para mim de começar de novo.

Mas agora que você tomou o que ele valoriza mais, você corta suas bolas fora, o torna impotente no mundo dos negócios. Não é uma questão de se ele vai se vingar, mas quando."

"Você sabe onde ele estaria escondendo o dinheiro?"

"Que dinheiro?"

"Que ele desviou de sua própria empresa. Há milhões de dólares faltando. Nós só localizamos uma pequena percentagem do mesmo ".

"Eu não sei. Eu nunca entrei em seus negócios. Essa empresa era sua amante. Ele não iria compartilhar as informações de suas contas secretas."

"Você disse que ele me ameaçou. O que exatamente ele disse?" Pergunto com uma voz perigosamente baixa. Minha paciência se esgotando com o passeio pela pista da lembrança.

"Ele disse," começa Elena, limpando a garganta, e aprofundando sua voz, “ ’o seu ignóbil garoto ex-amante fodeu minha empresa, roubando-a bem debaixo de mim. Eu tenho que entregá-la a ele. Ele é tão diabólico como eu sou; sua tutela dele sob seu chicote pagou-o regiamente. Ele sabe como infligir dor corretamente. Eu liguei para parabenizá-la. Vou algum dia retribuir o favor a ele, e uma parte dele, com o que ele tem de mais caro',” diz ela parando. "Se você for falar com a polícia sobre isso, eu vou negar cada palavra disso. Gosto muito da vida que levo, do meu negócio e meu submisso. Eu não estou disposta a participar com o que eu valorizo, ainda. Não, nem mesmo para você Christian. Então, basta ter cuidado."

"Vou mandar Welch falar com você."

"Não, eu disse tudo o que há para dizer."

Eu de repente levanto do meu assento. Minha cadeira rola para trás de mim protestando contra a força que eu exerci sobre ela. Eu seguro a borda da minha mesa, e inclino-me como se ela estivesse sentada na mesma sala comigo. "Seja como for, ele é meu conselheiro  de segurança, ele pode descobrir algo que eu não pensei. Você me deve isso!" Eu articulo. Ela solta um suspiro exasperado, pronta para protestar.

"Ele vai encontrá-la esta noite. Ele vai chamá-la e informá-la de onde você vai encontrá-lo."

"Eu tinha planos...” ela começa.

"Eu acomodei você tempo suficiente. Seus planos estão agora mudados! Reveja-os! "

"Oh, tudo bem!” Ela sussurra. "Como está Anastasia?” ela pergunta mudando de tática.

"Ela está bem. Se isso é tudo que você tem a dizer, eu tenho assuntos a tratar," eu a corto secamente.

"Boa noite, Christian,” diz ela.

"Boa noite, Elena. Espere Welch chamá-la. Se você não responder, você sabe que ele tem maneiras de encontrar você,” eu aviso e desligo.

Parado no meio da sala, eu tento me recompor, passando minhas mãos em meus cabelos, exasperado. Depois de tomar duas respirações profundas, eu disco para Welch com  minhas instruções. Depois de uma breve explicação a ele sobre o que Elena tinha me informado, digo-lhe para entrar em contato com Elena, e questioná-la sobre o telefonema que ela recebeu. A conversa é breve e direta ao ponto.

"Ok, me ligue ou me envie mensagem quando você descobrir alguma coisa,” eu ordeno.

"Sim, senhor. Além disso, eu fortemente recomendo que coloque alguém atrás da bunda de Lincoln para segui-lo e detalhar suas atividades. Isso é algo que não fizemos com Hyde e custou-nos,” ele me lembra.

"Eu concordo. Peça a alguém que tenha experiência em operações secretas, logo que possível e eu quero o currículo detalhado dele," eu comando antes de desligar.

Eu deixo cair meu telefone no bolso das minhas calças, e deixo o meu estúdio em passos seguros, como uma pantera em espreita. Preciso encontrar minha esposa. Eu sinto falta dela, ainda mais agora.

Quando eu me encaminho para a sala, eu ainda não vejo Anastasia.

"Sra. Jones, onde está a Sra. Grey? "

"Ela estava procurando por você também. Na verdade, ela acaba de ir para o seu quarto para ver se você estava lá. Seus convidados devem chegar em breve."

"Eu estava no meu quarto 10 minutos atrás. Ela não estava lá."

"Sinto muito, senhor, é onde ela disse que estava indo procurar você,” responde Gail.

"Quem está vindo?"

"Sra. Grey apenas me informou que é a sua família, senhor."

Por que eles estão vindo em um dia de semana, de todos os dias? Viro-me e me encaminho para o nosso quarto. Anastasia está acabando de sair do nosso quarto. Ela está em um belo vestido envelope preto, elegantemente amarrado com um lindo laço em seu lado direito. Seus saltos altos a estão fazendo pelo menos dez centímetros mais alta. Ela colocou o cabelo em um bonito rabo de cavalo, e sua maquiagem é natural, acentuando o que ela já tem. Em suma, ela está irresistivelmente fodível.






"Sra. Grey, eu estava procurando por você,” murmuro, depois de bebê-la com os olhos. Meus olhos escurecem com lascivo desejo enquanto minha mão se estende para seu rosto.

"Estava, Sr. Grey?” Ela responde, com voz rouca.

Eu inclino-me e a beijo. Minha mão desliza para baixo, para a parte baixa de suas costas. Eu pego suas nádegas na minha mão e empurro-a para minha virilha, aprofundando nosso beijo. Suas mãos correm em meu cabelo, agarrando-os. Eu levanto-a do chão e ando para nosso quarto chutando a porta fechada com o calcanhar dos meus sapatos.

"Christian, a sua família está chegando,” ela murmura entre beijos. Eu gemo.

"Agora, baby, eu não me importo se o próprio Papa está nos visitando prometendo o céu. O que eu quero,”  eu enfatizo, "e o que eu preciso são uma e a mesma coisa. E é você!"




Anastasia levanta os olhos e seu olhar está bloqueado no brilho devasso ávido de meus olhos. Ela engole em seco. Seu braço esquerdo se envolve em torno de meu pescoço enquanto sua mão direita acaricia meu bíceps. Eu ando para a nossa cama com passos firmes e deposito minha esposa sobre o colchão, em seguida pairo sobre ela. O peso dos meus quadris a imprensa, então habilmente angulo  meus quadris sobre a junção de suas coxas, deixando-a saber, fazendo-a sentir o quanto eu a desejo, o quão dura a minha ereção cresceu, e quão profundo eu quero fodê-la. Eu sinto Anastasia estremecer debaixo de mim, com desejo. Eu inclino sua cabeça, ajustando-a para perfeitamente capturar seus lábios carnudos. No momento em que nossos lábios se tocam, o fogo engolfa minhas veias, me sacudindo para a consciência, fazendo-me desejá-la ainda mais.


Set Fire to the Rain - Adele



Suas mãos viajam para minha jaqueta, tentando empurrá-la das minhas costas. Eu a ajudo jogando-a através do quarto. Quando eu me inclino para fundir os nossos corpos, seus dedos estão tentando desabotoar a camisa com pressa. Quando ela não pode, ela se contorce sob mim com impaciência. Quando ela consegue desabotoar um, ela não consegue desabotoar o próximo. Com frustração, ela puxa minha camisa fazendo os botões se espalharem na cama e ao redor da sala.

"Selvagem,” eu sussurro. " Eu, amo isso!"





"Nós não temos muito tempo, mas eu quero você agora, marido! Rápido e forte, por favor! Tome-me! Possua-me! Faça-me sentir que eu sou absolutamente sua!” Ela implora. Eu não sei o que a levou a se sentir desta forma, mas isso é exatamente o que eu preciso!

"Sim, senhora!"

Eu não sei como os outros casais se comunicam. Mas, nós não somos como as outras pessoas. Nós nos comunicamos através do sexo. Minha paixão intensa e desejo por ela explodem aos trancos e barrancos.

Quando eu me inclino para beijá-la novamente, eu sinto o franzir de seus mamilos apertados sob o vestido, roçando sobre meu cabelo no peito, enviando descargas elétricas, endurecendo meu pau, aumentando a dor que eu tenho por ela, que só pode ser saciada sendo enterrado dentro dela. Seus lábios são suaves, e exigentes. Ela choraminga quando eu chupo seu lábio inferior. A reação imediata de seu corpo me faz dar um gemido gutural profundo. Eu mantenho meu torso levantado utilizando meu antebraço, pensando no último minuto em sua gravidez e com a outra mão eu empurro a saia de seu vestido para cima, sentindo seu sexo encharcado.



"Oh, Ana! Você está tão molhada para mim!" Murmuro em seus lábios. Eu engulo seus pequenos gemidos. Ela arqueia sua cabeça e suas costas baixando automaticamente os meus olhos para os seus montes perfeitos empurrando através de seu vestido. Meus lábios roçam sobre o tecido do vestido, e capturo um mamilo enrugado entre os dentes e puxo, não tão gentilmente, fazendo Anastasia gemer com prazer. Seus quadris levantam tentando encontrar meu pau, famintos por atrito, tentando derreter em mim, fundir comigo. Suas mãos viajam para minhas costas; um ato que teria me feito pular fora da minha pele, está me deixando duro, ferozmente faminto por minha esposa. Ela escava as unhas em minhas costas e arranha para baixo. Suas mãos descem para minha cintura, mas restringidas pelo meu cinto.



"Suas calças! Fora! Por favor," ela consegue arquejar sua demanda. Eu desato o cinto, desabotoo e abro minhas calças. Anastasia gruda a mão na minha cueca liberando minha ereção. Seu polegar corre sobre a coroa da minha ereção em círculos rítmicos. A corrente de seu toque me faz inclinar a cabeça para trás, a minha boca num silencioso O.




"Oh, baby! O que você faz para mim! "

Sua mão vai do punho até a ponta dolorida, lentamente embora avidamente lambendo seus lábios. Eu desato o laço do vestido, abrindo-o.

A necessidade que sinto por ela é urgente, como a sede de um homem no deserto. Não tenho paciência para puxar delicadamente sua calcinha. Eu insiro o meu indicador e o dedo médio em sua calcinha. Meus dedos correm sobre  as dobras de seu sexo. Sua umidade me faz gemer. Eu rapidamente viro minha mão e prendo meu dedo na renda de sua calcinha, rasgando-a em pedaços.

 Paul McDonald e Nikki Reed 

"Aquelas... aquelas custam quinhentos dólares,” ela lamenta.

"Baby, eu não me importaria agora se fossem cinqüenta mil dólares!"

Sento-me de joelhos e abro a aba de seu vestido. Seus seios estão empurrando através de seu sutiã de renda preta. Eu me inclino para baixo e passo meu nariz entre os picos suaves de seus seios. Eu corro o meu dedo indicador por baixo da taça rendada do sutiã liberando seu seio esquerdo. Depois, inclino-me para seu monte sedutor e avidamente sugo o mamilo na umidade quente da minha boca, com profundos, doloridos puxões.

"Por favor,” ela pede.

Eu sorrio entre os puxões. Minha mão dardeja até seu sexo pulsante, inchado com o seu desejo. Com a outra mão, eu liberto seu seio direito.  Seu mamilo negligenciado se anima, e endurece implorando por atenção. Eu lambo e belisco meu caminho para o outro seio. Capturando a auréola na minha boca, eu lambo o mamilo vagarosamente, em pinceladas sensuais profundas.  Gemendo, Anastasia arqueia de volta empurrando seus quadris, tentando encontrar minha ereção pesada, buscando essa conexão.




"Taylor! Ana não está bem, e ela nos disse para vir aqui. Eu preciso ver minha amiga!" Ouvimos fora da nossa porta.

"Srta. Kavanagh, tanto quanto eu gostaria de acomodá-la, o Sr. Grey é seu marido e ele está com ela. E até que saiam, não posso permitir que você invada seu quarto!" Eu ouço a voz autoritária de Taylor logo fora da minha porta.

Porra Kavanagh! Um homem não pode ter um sossego hoje?

"Eu só quero bater na porta para ver se ela está bem!"

"Não, senhora! Eles vão sair quando eles estiverem  prontos."

"Taylor, e se Ana está doente, e meu irmão não pode pedir ajuda?" Eu ouço a lógica boba da minha irmã.

"Você não precisa se preocupar com a Sra. Grey. Temos protocolos em vigor para esse tipo de situação. Quando a porta do Sr. e Sra. Grey está fechada, eles exigem privacidade,” Taylor as bloqueia.

"Bem, pelo menos que eles saibam que estamos aqui ou algo assim!” Diz Kavanagh.

"Eu vou informar ao Sr. Grey. Por favor, tome um assento na sala de estar e aprecie a comida e bebidas. "

"Que inferno!" Anastasia sussurra. 

"Eu não vou deixar este quarto sem fodê-la!" Eu sibilo através dos meus dentes, e Anastasia levanta os quadris para encontrar os meus com um sorriso lascivo, satisfeita de finalmente conseguir o que quer. Eu empurro-lhe as pernas com os joelhos. Segurando minha ereção pesada na minha mão, eu corro minha mão para cima e para baixo sobre o meu comprimento e sinto as veias pulsando. Eu me inclino para baixo e passo a coroa do meu pênis sobre a umidade de seu sexo.



"Agora, por favor! Rápido e forte! "

"Nosso objetivo é agradar, Sra. Grey," eu digo, empurrando minha ereção para as profundezas do seu sexo. Uma vez que eu estou até o punho, profundamente,  ela envolve suas pernas em volta do meu torso tentando me empurrar ainda mais profundo. Eu habilmente angulo meus quadris tentando esfregar e localizar esse ponto suave, secreto, dentro dela. Eu a agarro pelas nádegas, e levanto-a. Quando seu peso é, naturalmente, empurrado para baixo no meu pau, eu toco todos os sinos e assobios.

Tonight - Enrique Iglesias

"Este é o mais profundo," eu sibilo. Eu seguro-a para cima, e erguendo-me empurro para cima, enquanto eu desço o peso de Anastasia para baixo de forma rápida, continuamente perfurando dentro dela.

"Sssiiimmm!" Ela geme. "Mais! Por favor! "



Enquanto eu a movo para cima e para baixo no meu pau, deslizando para dentro e para fora de seu sexo, seus seios empurram para frente pela borda de seus copos do sutiã, intimamente esfregando sobre meu peito. Quando eu  a empurro para cima, o mamilo se alinha com a minha boca, e eu o capturo, sugando em puxões profundos. Quando meu pau entra nela novamente, seus músculos de seu sexo contraem dentro.



  
"De novo,” ela pede.

Eu capturo o outro mamilo em minha boca. Sugo-o forte. Ela empurra a cabeça para trás enquanto eu enfio meu pau duro dentro dela. Eu movo o ângulo de suas nádegas, inclinando-as para cima, e giro os quadris quando eu entro nela e localizando o meu lugar favorito, eu esfrego e massageio em círculos com meu pau, estimulando a nós dois. Suas mãos encontram minhas costas, as unhas roçando através delas, me ligando mais quente. Os saltos de seus sapatos cavam a minha bunda em seu esforço para nos unir.

Finalmente eu me elevo novamente, e empurro meu pau nela rápido e duro, em rápida sucessão, enquanto eu levanto suas nádegas e a desço para minha ereção conquistadora. Eu sinto a contração, e o puxão dos músculos de seu sexo em seu esforço para me ordenhar seco. Ela grita seu prazer enquanto seus dentes se agarram em meu ombro.

"Pooorrra! Ana!" Eu sibilo quando eu jorro em seu sexo, rígido e grosso, marcando minha mulher, minha esposa, lavando-a em meu sêmen. Meus olhos perdem o foco durante o pico do meu êxtase, minha boca se abre em um O e, em seguida, os dentes se fecham, ar sibilando através, com uma mistura de prazer e luxúria. Como seu sexo está completamente envolvido no meu pau como uma luva firmemente empunhada, eu empurro nela mais quatro vezes. Os choques do orgasmo podem ser sentidos nas pontas dos meus dedos dos pés.

Finalmente, nossos lábios se encontram e a sensação das ondas de orgasmo são transferidas de um para o outro.

"Ana! Ana! Ana! Eu amo amar e amar você, baby! "

Eu finalmente puxo meu pau para fora dela. Está meio domado. Eu poderia seguir a noite inteira, mas temos pessoas esperando do lado de fora. Pelos seus argumentos com Taylor, posso dizer que eles virão se intrometer em nosso quarto.

"Sra. Grey, você teceu alguma magia poderosa."


Black Magic Woman - Santana

"Você também,  Sr. Grey,” ela responde.

"Você sabe por que eles estão aqui?" Pergunto sem descê-la.

Ela suspira e faz um movimento para mim para levantá-la.

"Kate me ligou. Aparentemente José mandou uma mensagem de texto para ela perguntando se ela estava preocupada com meu  bem-estar por qualquer motivo. "

Eu endureço imediatamente. Meu olhar se transforma em pedaços de gelo.

"O que Kate disse em resposta?"

"Ela não respondeu ao seu texto. Ela chamou-me, obviamente, preocupada e igualmente curiosa sobre por que ele perguntaria uma coisa dessas."

Eu levanto uma interrogativa sobrancelha incentivando-a a continuar.

"Quando eu expliquei a Kate que eu fiquei doente quando eu fui ver o meu pai, ela ficou muito preocupada, bem, não como José, mas em sua própria maneira, ela estava me repreendendo,” diz ela revirando os olhos. "Kate também assumiu que era o resultado do choque que eu tive e me repreendeu por voltar a trabalhar muito cedo." Ela suspira. "Estou cansada de ser repreendida e receber lições de meus amigos. Mas quando ela quis vir e me ver com seus próprios olhos, para se certificar de que eu estava bem, eu lhe dei um tempo e disse-lhe para que deixasse os outros saberem e virem juntos. Acontece que ela e Elliot saíram para beber com Mia e Ethan. Quando o resto do grupo ouviu que eu não tinha me sentido bem mais cedo, todos se preocuparam e quiseram ver-me. Mia estava mais porque ela estava se sentindo responsável por meus ferimentos,” diz Anastasia sacudindo a cabeça. Eu recolho minha esposa do chão, e caminho até o banheiro. Eu aceno com a cabeça encorajando-a a continuar.

"Uma vez que todos eles queriam vir, eu queria alguém para estar do nosso lado quando nós anunciássemos a notícia de Blip. Liguei para sua mãe e pedi-lhe para vir com o seu pai. Dessa forma, ela pode me apoiar. Eu só não queria uma repetição dos incidentes desta tarde."

"Eu não acho que eles vão reagir da mesma forma que José fez. Ele tinha segundas intenções..." Eu resmungo tentando esconder o quão furioso estou com José pela merda que ele aprontou esta tarde e com mais raiva ainda por mandar mensagens de texto para Kate. Pelo menos ele não entornou a notícia neste momento. Eu poderia ter que ter uma conversa com ele. Anastasia balança a cabeça.

"Eu não quero pensar sobre o que ele disse, Christian. Eu ainda estou fervendo de raiva sobre isso. Ele feriu meus sentimentos. Este é o meu bebê, eu preciso protegê-lo,” diz ela.

" Nosso bebê!" Eu a corrijo enquanto eu a ponho de pé no banheiro. Tomando alguns lenços umedecidos, eu me ajoelho diante de minha esposa, e delicadamente limpo seu sexo. Ela se agarra a meus ombros para se firmar. Eu tomo outro lenço umedecido e recolho  e limpo o sêmen descendo pela parte interna da coxa dela. Minha marca nela é muito fodidamente sexy.  

"E é o meu trabalho proteger a ambos,” eu digo espalhando minha mão em sua barriga. "Jose, Kate ou qualquer um tem que passar por mim: Eu sou o marido, eu sou o protetor de vocês dois..." Eu digo em voz baixa. "Você entende? Você não precisa fazer nada a não ser ficar segura. Eu sou seu marido, e o pai deste pequenino. Vocês dois são meus! Eu protejo o que é meu,” eu digo enunciando.

Sua respiração acelera, e os lábios entreabrem enquanto o seu olhar está bloqueado no meu.

"Tudo limpo. Bem, eu vou me limpar enquanto você se veste e é melhor fazê-lo rapidamente e chegar lá antes deles tentarem invadir o nosso quarto, enquanto meu pau ainda está pendurado para fora,” eu digo e Anastasia explode em gargalhadas.

"Sra. Grey, eu sou tão engraçado? "

"Sr. Grey, seu vocabulário delicado não conhece limites. Mas, na verdade,” acrescenta, suas risadas diminuindo quando eu me levanto, seu olhar está fixo no meu pênis, “não há nada de engraçado nisso, marido,” ela sussurra, os dedos se envolvendo em torno de meu pau meio domesticado.

"Agora não, baby. Nós nunca seremos capazes de sair do quarto, e temos companhia impaciente lá fora." Seu rosto ligeiramente cai. Eu levanto sua mão aos meus lábios e a beijo, aliviando a picada de minhas palavras.

Quando Anastasia e eu conseguimos sair do nosso quarto, ela está vestida com um vestido envelope diferente. Seu cabelo está de volta em um rabo de cavalo, seus lábios estão com gloss, e ela está em seus saltos altos. Eu tenho os meus jeans e t-shirt preta.

"Já era tempo de vocês saírem! Estávamos querendo saber se devíamos enviar as equipes de resgate para o seu quarto com instruções sobre como desmontar,” Elliot brinca sorrindo, fazendo Anastasia corar.

"Elliot," repreende mamãe.

Kate bate na perna dele.

"Realmente, Elliot! Ana esteve doente. Tenho certeza que ele estava cuidando dela,” ela o repreende.

"Oh, eu não tenho nenhuma dúvida de que ele estava cuidando dela,” ele sorri ainda mais. "Parabéns a propósito, você se graduou em serviço rápido," ele continua a brincar, verificando o relógio.

"Vai se foder, Elliot!" eu o repreendo.

"Eu adoraria, mas eu preciso muito mais tempo do que você, então eu tenho que esperar até eu chegar em casa,” Elliot continua a brincar, rindo neste momento. Ele está impossível esta noite. Enquanto isso, a mandíbula de Ethan Kavanagh cai aberta, chocado, à luz das piadas de Elliot envolvendo parcialmente sua irmã.

"Você acabou?" Papai  repreende Elliot. "Você está envergonhando seu irmão e sua esposa."

"Ok, ok, acabei. Vocês podem todos relaxar. As meninas estavam todas em pânico pensando que Ana estava doente, mas eu estava apenas tentando demonstrar que..." ele não consegue terminar a frase. Kate dá uma cotovelada nele.

"Ana, como você está querida?" Mia vai até Ana e a abraça apertado Mmmmm! Eu senti saudades. Quando Kate recebeu uma mensagem de texto do seu amigo dizendo que você não estava bem hoje e quase desmaiou no quarto de hospital de seu pai, estávamos muito preocupados com você!" Mia segura o alto dos ombros de Anastasia e dá um passo para trás para dar uma boa olhada nela.

"Você parece um pouco pálida. Você está tendo dores de cabeça, dor de estômago, algum tipo de dor?” ela pergunta.

"Mia! Ana vai ficar bem, querida," minha mãe censura minha irmã quando ela vem em socorro de Ana dando em minha esposa um pequeno abraço.

"Olá menina querida! Como você está se sentindo?” Ela pergunta em um suave sussurro. Ana balança a cabeça concordando e sorri em resposta.

"Muito bem, Grace."

Kate tem sua vez com Ana lhe dando um abraço.

"Sério, você estava tão doente hoje à tarde? Rodriguez mandou uma mensagem que você os assustou. O que aconteceu? Por que você ficou tão doente de repente? Foi muito cedo para que você voltasse ao trabalho? Será que os médicos falharam em alguma coisa? Você fez check up?” Ela pergunta, e inclinando-se ao ouvido de Ana, ela pergunta: "Você se sente segura em casa?" Os olhos de Ana dardejam em mim imediatamente, tentando avaliar se eu ouvi Kate. Um olhar para o meu rosto e ela sabe que eu ouvi.

"Eu me sinto bem e segura,” ela sussurra sua resposta à Kate.

Meu pai vem e beija a testa dela, e dá-lhe um pequeno abraço ao cumprimentá-la. Elliot tem a sua vez, segurando minha esposa e girando-a em volta.

"Uau, Ana! Você perdeu peso, mocinha! Como você se sente?"

"Elliot, você pode largar a minha esposa agora,” eu digo, puxando Anastasia para o meu lado. Finalmente Ethan Kavanagh a cumprimenta, e eu estreito meus olhos quando ele  dá um abraço em minha esposa, levantando-a do chão.

Cristo! Que diabos está acontecendo com outros caras querendo agarrar minha esposa?

"Aqui, Ana! Nada que uma taça de vinho não possa curar!" Meu irmão diz a Anastasia, entregando-lhe uma taça de champanhe. Minha mãe, Sra. Jones e eu devemos ter todos uma  expressão idêntica em nossos rostos.

"Obrigado, Elliot,” eu digo e tomo a taça de champanhe da mão de Ana, em meio ao olhar confuso do meu irmão. Ana lentamente abaixa a mão.

Kate fecha a cara  para mim, entendendo mal a expressão surpresa de Anastasia sendo entregue uma taça de champanhe na direção errada.

"Você sabe, Christian, você precisa parar de mandar na minha amiga por aí! Se a garota quer beber uma taça de champanhe, ela pode beber! Não é um crime, você sabe! Você está preocupando os amigos dela!"  Meu olhos escurecem com a raiva crescendo dentro de mim. Eu odeio pessoas dando palpite em nossas vidas e fazendo suposições.

"Sim, cara! Por que não deixa ela beber? Mesmo que ela não consiga lidar com a bebida, eu tenho certeza que uma taça não é tão ruim assim!” Diz Elliot.

"Aqui, Ana querida, eu vou lhe dar a minha. Eu não a toquei ainda!" Mia entrega a taça de champanhe, então ela bate no meu ombro, tentando me repreender.

"Parem! Parem! Parem! Todo mundo precisa parar suas preocupações distorcidas sobre mim!" Ana grita.

Todos eles se calam quando minha tranquila Ana levanta a voz para os convidados na casa.

"Sim, eu tive uma concussão, uma fratura no crânio, costelas, músculos e tecidos recentemente danificados. Eu também vomitei no quarto do hospital do meu pai, espetacularmente e sem glamour, tornando todos preocupados ​​por mim. Mas eu não estou doente,” diz ela parando. "Bem, pelo menos não da maneira que vocês pensam,” ela qualifica.

"O que você quer dizer, não da maneira que pensamos?”

Ana suspira. Ela olha para mim, e eu estendo minha mão para ela, balançando a cabeça. Eu puxo minha mulher para baixo do braço, apertando nossas mãos. Minha mãe e meu pai tentam sorrir para nos tranquilizar.

"Nós queríamos esperar para lhes dizer isso. Mas eu acho que não pode ser mantido escondido por muito tempo, porque todo mundo está ficando preocupado com minha saúde, confundindo minha doença da manhã com a concussão que eu tive. A razão que eu estou doente agora, ou eu tinha estado doente recentemente, é que Christian e eu estamos esperando um bebê..."

Há um silêncio ensurdecedor em primeiro lugar, como se fosse a última coisa que eles esperavam ouvir, mas no segundo que as palavras de Anastasia se registram, ouço os mais altos gritos das duas garotas que estão pulando para cima e para baixo. A próxima coisa que eu sei é que Ana está sendo puxada de  debaixo do meu braço, como se duas damas de honra particularmente cruéis estivessem brigando pelo buquê de flores da noiva.Tudo isso para dar o primeiro abraço de parabéns na minha esposa!

" OhmeuDeus! OhmeuDeus! OhmeuDeus! OhmeuDeus! " Mia grita em rápido-fogo como se ela tivesse perdido a capacidade de expressar-se diferente de 'oh-meu-deus! Ela puxa Ana em seu abraço, lutando pelo primeiro abraço, como o fullback tentando proteger o quarterback do time adversário, ou seja Kate.

"Um bebê! Um pequeno bebê!  Ana, estou tão feliz por você!" Kate grita empurrando minha irmã para fora do caminho, pegando o buquê prêmio na forma de minha esposa e abraçando-a com força.

"Você tem um bebê aqui?” ela pergunta espalhando a mão sobre a barriga lisa de Ana depois de finalmente soltar Ana. "Como um milagre!" Kate explode. Katherine Kavanagh realmente explode e está feliz por sua amiga. Mia toma seu lugar no outro lado de Ana. Tanto minha irmã como Kate conversam uma com a outra, completamente eufóricas. Bem, talvez a gravidez de uma mulher altere o comportamento de todos os seus amigos.

"Bem, Christian ajudou, eu não poderia ter criado um milagre por mim própria," Ana sorri, olhando para mim.

"Parabéns, mano! Estou tão feliz por você, cara!” Diz Elliot abraçando-me, realmente feliz por nós. "Você sabe como fazê-lo depois de tudo, irmãozinho!” Diz ele, brincando, batendo no meu braço com uma mão, bem humorado.

"Oh, cale-se, Elliot!" Eu finjo repreendê-lo.

"Sério,mano! Estou muito feliz por vocês dois. Eu realmente estou! Nossa família está crescendo! Isso faz apelo à celebração.  Sra. Jones, podemos conseguir algo não-alcoólico para Ana?” Ele grita.

"É para já!" A Sra. Jones responde alegremente.

Tanto meu pai como minha mãe vêm e me abraçam, muito felizes.

Ethan Kavanagh parece que está tentando sorrir depois que ele perdeu uma aposta e tinha sido forçado a engolir um sapo bastante desagradável.

"Parabéns a ambos,” diz ele com uma voz plana, com aquele sorriso estranho. O seu aperto de mão é fraco.

"Não é maravilhoso, Ethan?" Mia explode de excitação, segurando seus braços com pura alegria.

"Sim, ótima notícia,” diz ele buscando um entusiasmo mas não conseguindo.

"Cheers!” Diz ele levantando a taça até mim, e esvaziando o copo com um único gole. Ahhh! Outro admirador desiludido. Quem diria? Nosso bebê, meu bebê, está dissuadindo outros admiradores mais rápido do que briga entre dois homens, em um concurso de mijar, pelo amor da mesma mulher. Meu filho é a prova de que eles perderam o concurso de mijar e admitiram, embora de má vontade, a minha compra, a minha marca de propriedade de minha esposa. É fodidamente interessante que se a minha mulher tivesse o meu nome tatuado e minha posse no braço dela, em tinta vermelha, em negrito, não teria dissuadido qualquer um deles, tanto quanto o bebê do tamanho de feijão-fava que ela carrega dentro dela! Esse é o meu garoto lá!

Eu puxo minha mulher em meus braços, acariciando-a. Passando os braços ao redor da cintura, eu coloco minhas mãos sobre sua barriga, em silêncio, declarando meu território. Mas minha declaração não poderia ter sido mais alta se eu estivesse gritando isso. A respiração de Anastasia suspende, e um rubor doce se arrasta até a linha dos cabelos com a minha demonstração de afeto e de propriedade de nosso bebê. Ela torce a cabeça para olhar para mim. Eu desço meus lábios nos dela e beijo-a castamente. Meus pais se abraçam sorrindo, vendo nossa alegria. Meu irmão puxa Kate em seus braços, e eles se abraçam. Minha irmã vai para Kavanagh e segura a mão de Ethan. Ele tem mais um copo na mão. Desta vez é um copo com um líquido âmbar no mesmo. Enquanto Mia o abraça com entusiasmo vertiginoso, ele traga a sua bebida e limpa os lábios com as costas da mão. Yep!  Não é apenas José Rodriguez. Ethan Kavanagh está com ciúmes, também. Mas pelo menos ele faz o possível para escondê-lo. Sim, esta é a minha esposa grávida do meu filho.

"Oh! Quando é a data prevista?" Pergunta Mia.

"Por que não vamos todos sentar-nos?" Eu os encaminho para o grande salão.

Eu sento Anastasia perto de mim, e coloco meu braço em torno dela. Eu seguro as duas mãos em uma das minhas.

"Bem, vamos lá, Ana, para quando é o bebê?" Kate pergunta animadamente.

"Eu estou com apenas 8 semanas e 4 dias de gravidez. Assim, a minha data prevista será 11 ou 12 de maio. Minha médica disse que ela pode ser capaz de nos dar uma data mais definida quando o bebê crescer mais. Mas eu imagino que vai ser mais ou menos na mesma data, uns dias a mais ou a menos,” ela responde.

"Que? Oh, não! Nós temos que mudar a data do casamento? Porque se tivermos o casamento em torno de sua data prevista, podemos arriscar a minha dama de honra entrar em trabalho de parto. Se programá-lo para depois, você ainda pode estar se recuperando e o vestido da dama de honra pode não se encaixar caso você cresça mais, ou podemos não ter o tamanho correto logo depois de ter o bebê!"

Jesus! As coisas que as mulheres  se preocupam!

"Kate... Kate... Relaxe baby! Temos cerca de 7 ou 8 meses até o nosso casamento. Tenho certeza de que meu irmão pode se dar ao luxo de ter dois vestidos feitos para sua adorável esposa se se chegar a isso."

"Elliot, eu não estou preocupada com vestidos! Eu não sou tão superficial! Eu só quero ter certeza de que a minha melhor amiga, Ana, seja a minha dama de honra. O lugar que meus pais estão pensando em fazer o casamento tem os horários reservados com um ano de antecedência! Eu tenho que pegar as datas certas para garantir que Ana poderá ser minha dama de honra!" Eu nunca vi Katherine Kavanagh perto de hiperventilar. Na verdade, seria engraçado vê-la, se ela não estivesse aumentando a preocupação de Anastasia.

"Kate, eu vou ver a minha médica em cerca de duas semanas. Eu não sei exatamente, mas acho que posso ter a data prevista com muito mais aproximação. Ela também disse que os primeiros bebês estão quase sempre um pouco atrasados. Eu acho que seria mais seguro se você tivesse o casamento antes de termos o bebê. Eu poderia não me sentir bem o suficiente, imediatamente após o bebê, para participar do ensaio, ou cansar-me facilmente."

"Oh! Isto é muuuito emocionante! Não é Ethan? Christian e Ana vão ter um bebê logo perto da data que Kate e Elliot vão se casar! Nossa família está crescendo!" Explode Mia animadamente segurando sua mão. Ele tenta sorrir sem dizer uma palavra, acenando com a cabeça.

"Você acha que você vai ter um bebê logo, Elliot, como Christian e Ana estão tendo?"

Meu irmão está sem palavras, para uma mudança.

"Jesus, Mia! Nós nem sequer nos casamos ainda, e você está perguntando sobre os filhos que vamos ter. Dá um tempo!” Responde ele, nervoso.

"Sim, Elliot! Vocês dois deveriam ter um bebê imediatamente para crescer com o seu primo," eu o levo de volta para suas piadas anteriores.

"Touché, Christian," Elliot responde, vermelho carmesim.

"Bom, para Ana e Christian, que vão nos fazer avós orgulhosos!" Meu pai levanta seu copo.

"Hear, hear!" Nós levantamos nossos copos.

*****      *****

Enviamos a minha família para seu destino. Dirijo-me a Anastasia.

"Como você acha que foi a nossa revelação?" Eu pergunto.

"Bem, Christian, ela foi muito bem, uma vez que conseguimos revelar minha gravidez. Mas maldição! Meus amigos têm muitos hormônios e alterações de humor ao expressar sua preocupação sobre mim, o que eu acho um pouco chato...” ela responde.

"Mais uma vez, Anastasia, você tem uma incrível capacidade de abrandar os fatos,” eu digo balançando a cabeça. "Venha, hora de dormir." Eu puxo sua mão em direção ao nosso quarto.

"Mas nós temos pratos na cozinha."

"Sra. Jones pode lidar com eles. Agora, eu quero levar minha esposa para o nosso quarto, e deixá-la pronta para a cama. "

"Sim, senhor!” Diz ela, me parando no caminho. Eu me viro para olhar para Anastasia, meu olhar escurece e as minhas narinas estão chamejando. Eu a puxo, e coloco-a nivelada comigo. Examino seu rosto. Ela deliberadamente morde o lábio inferior.

"Sra. Grey, você sabe como me excitar com uma única palavra. Você sabe o quão excitante você parece agora? "

Ela balança a cabeça sem dizer nada.

"Não morda seu lábio," eu sussurro rouco, puxando seu queixo. "Eu quero fazer isso,” murmuro inclinando-me para baixo, e puxando o lábio delicioso entre meus dentes. Ela geme, com as mãos chegando até meu rosto e passando, para se envolverem em meu cabelo.

O beijo gentil acende o fogo e se aprofunda. Sua língua hesitantemente faz o seu caminho em minha boca, lambendo em movimentos suaves, quase acariciando. Encontrando minha língua, o nosso tango sensual começa. Engolindo os gemidos um do outro, nos beijamos e mesclamos nossas almas.

Quando quebramos o nosso beijo, estamos ambos sem fôlego.

"O que você faz para mim, Anastasia!" Murmuro.  "Você e sua magia poderosa. Você me colocou sob seu feitiço. Não vejo nada mais, ouço mais nada, e me perco em você."

"E você, Christian? Eu perco minha razão com você."

Eu olho para a minha esposa por um longo minuto, meu olhar escurece, o meu desejo cresce por ela. Welch deixou uma mensagem de texto me pedindo para chamá-lo quando for conveniente. Bem, não é conveniente no momento.

"Bem, Sr. Grey...” sussurra Anastasia. "O que você quer fazer?"

"Você. Cama. Agora!"

"Sim, senhor!"

*****      *****


Eu acordei antes das primeiras luzes do dia se escoarem através de nossa janela. Anastasia ainda está dormindo. Como de costume, estou envolvido em torno dela como a bandeira da vitória. Deus! Eu amo essa mulher! Eu olho para ela por um momento. O lençol está mal cobrindo os topos de seu peito. Seu cabelo está espalhado sobre o travesseiro. Seu braço esquerdo está estendido para o meu travesseiro em sua busca noturna por mim. Seu outro braço está cruzando o peito em cima dos lençóis. Seus lábios estão entreabertos, ela se parece com um anjo dormindo. Eu lentamente me levanto e vou para o meu closet. Lá, em uma das prateleiras, eu pego o meu presente que ela comprou no dia em que pegou o Jet ski durante a nossa lua de mel. A Nikon.


Meus pés gentilmente pisam de volta para nosso quarto. Eu tiro várias fotos de Anastasia, enquanto ela está em seu sono. O som do obturador faz Anastasia mexer na cama. Eu paro, ficando completamente em silêncio. Ela rola, o braço vai para baixo em sua barriga. Mesmo durante o sono, ela está tentando proteger nosso bebê. Eu tiro mais algumas fotos, sem acordá-la, e levo minha câmera de volta à sua localização no armário onde eu gostaria de mantê-la, à mão, para tirar fotos de momentos espontâneos como estes.

Eu coloco meu moletom para malhar. Eu preciso usar o meu excesso de energia se eu tenho que convencer minha esposa para passar metade do dia em casa. Assim que eu saio do closet, Anastasia tenta correr para o banheiro com pressa, como se ela estivesse em chamas.

"Ana?" Eu corro atrás dela preocupado.

"Enjôo...” diz ela incapaz de trazer o resto de sua resposta, ela deposita o conteúdo do estômago no vaso sanitário, arfando.

Eu puxo o cabelo de Anastasia em um rabo de cavalo improvisado, enquanto ela se ajoelha diante do vaso sanitário com as pernas e braços trêmulos. Porra! Isso é normal? Foi isso que Ray, José e o Sr. Rodriguez viram ontem?

Acho que Anastasia vomitou tudo o que pôde, mas eu posso ver sua barriga trabalhando para expulsar qualquer coisa que possa estar dentro de seu estômago. Ela tem arrepios por todo o corpo, e os mamilos estão enrugados, mas o que eu sinto não é nada sexual. Ela ainda está arfando. Com as mãos trêmulas ela dá a descarga. Tenta se levantar, mas suas pernas estão vacilantes. Apenas um ataque do seu enjôo da manhã deixou Anastasia fraca, trêmula e exaurida. Por um minuto, eu vejo o que Rodriguez tinha visto. Eu teria ficado preocupado ao vê-la assim, se eu não soubesse o que havia  exatamente de errado com ela. Inferno! Eu sei o que está errado com ela e eu estou preocupado. Esse enjôo da manhã deveria ser assim violento? Estaria forçando seu corpo a expulsar o bebê?  Merda! Eu não sei nada sobre essa coisa de gravidez...

"Ana, baby?" Pergunto tentando avaliar como ela está.

"Eu preciso escovar os dentes,” diz ela com a cor desaparecida de seu rosto. Ela não está apenas pálida, mas ela está amarela. Ela tem gotas de suor na testa. Com as mãos trêmulas instáveis, ela tenta colocar um pouco de creme dental em sua escova de dentes. Eu firmo a mão dela com a escova de dentes com uma mão, e deposito a pasta de dentes com a outra. Nossos olhares se encontram no espelho. O dela confuso, o meu com medo, com medo por ela.

Tenho reuniões esta manhã. Mas eu, certo como o inferno, não irei para o trabalho quando minha esposa está assim. Eu estou tirando o dia hoje, e Anastasia também. Então, eu vou enviar Taylor para me comprar os livros de gravidez. Preciso lê-los hoje, e descobrir o que ela... não, o que nós temos que atravessar adiante com a gravidez.

Percebo então. É por isso que Anastasia nunca me disse que tinha o enjôo da manhã. Ela sabia que eu ia ser fodidamente protetor com ela.

Quando ela termina de escovar os dentes e enxágua a boca com antisséptico bucal, trêmula, ela deposita sua escova de dentes no copo na pia. Em seguida, a mão vai até a boca de novo, e com a velocidade da luz eu a coloco no banheiro.

"Você não está indo para o trabalho esta semana!"

"Chris..." ela começa a protestar, mas não pode terminar quando ela solta seus ácidos do estômago no vaso sanitário porque não restou conteúdo para vomitar.

"Porra! Ana!"

Estou tremendo ao ver minha esposa drenada de energia e cor. Ela está prestes a desmaiar!

"Sra. Jones!" Eu grito do banheiro enquanto Ana continua a arquejar. "Sra.Jones!  Gail! "

Ouço passos correndo em direção ao nosso quarto. Há mais do que um par. Ouvindo Anastasia vomitando, a Sra. Jones corre para o banheiro, e se inclina para baixo.

"Ana, querida, eu estou com você,” diz ela suavemente.

"Sr. Grey? " Eu ouço Taylor.

"Taylor, chame o médico da Sra. Grey. Dra. Greene... Ela precisa vir para cá agora! "

Anastasia é o meu tudo. Eu não posso... eu apenas não posso perdê-la assim... eu não sabia. Eu apenas não sabia que ela estava assim doente. Culpa, medo e preocupação me afogam.


The Boom Circuits – “Everything and Nothing”

"Sr. Grey? "

"Hmmm..." Eu respondo distraidamente.

"Você poderia, senhor?"

"Eu poderia o quê?"

"Trazer-me uma t-shirt e shorts para a Sra. Grey."

"Claro... sim, shorts,” eu digo distraidamente, tentando não perder o fôlego.

Se Ana se for, eu não tenho nada. Eu não posso ter isso.

"Sr. Grey!" Eu olho para trás e me encontro apenas de pé no banheiro.

"Shorts e camiseta, por favor," a Sra. Jones enuncia pacientemente. Ana ainda está arfando e tremendo. Shorts e camisetas. Então, o médico. Talvez, talvez a gravidez não é a melhor coisa para a saúde de Ana. Porra! Ela vai me odiar por perguntar isso... Eu só não posso ter uma mulher morta. Eu não posso. Eu vou enlouquecer. Merda! Merda! Merda!

Médica... Aguardar a  médica. Eu respiro fundo e entro no closet para buscar... O que eu estava indo buscar?


30 comments:

Anonymous said...

Ebaaa capítulo novo!!!!
Quis olhar antes de dormir, sabia que ia ter um novo!!!
Amei amei amei!!!!

Joenes Carvalho said...

Neusa obrigada por esse início de semana com um capítulo novinho para nós, obrigada também por seu trabalho maravilhoso de tradução, minha gratidão eterna por seu carinho conosco mesmo com seu trabalho, família vc arranja um tempo e não nos deixa sem novidades, uma ótima semana para você, fica com Deus, bjssssss

Natii said...

Meu Deus que capitulo é esse hein meninas!Essa Emine e Neusa são as melhores viu, ja tava quase surtando e implor ando por mais um capitulo quando ao despertar do meu sono as 01:30hs da manha e corro para o blog para se ja estava disponivel,e simplismente me deliciei com cada palavra, essa família é muito unida... Que delicia começar a segundona com o meu casal preferido, ameiii como sempre ansiosa pelos proximos e como sempre meninas elas arrasam, e gente estou amando a mulherada no face, bom demais!!!

Até o proximo capitulo... grande beijo da Natii e desejo uma maravilhosa semana :)

Alice said...

Emineeee, Neusaaaa.... Desta vez eu estou sendo a primeira.
Simplesmente maravilhoso esse capítulo. Suspense em relação ao Lincoln e a vingança que esta sendo tramada contra o CG certamente envolvendo a Ana que e o seu maior bem.
E os enjoos da Ana?! Coitado do CG ...
Princesas que vocês não vivem por conta desse livro, sabemos, mas e que a estória e tão boa que a gente acaba esquecendo e nos tornamos impacientes pelo sabor do quero mais. Também quem mandou serem tão boas no que fazem né?!
Beijo pra vc Emine, beijo pra vc Neusa.
Beijos amigas do blog.
Agora vou mimi .... bem feliz. :0)

Alice said...

Corrigindo... Uma das primeiras !
Amigas unidas até na leitura da madrugada..
Beijos turma.

ana paula said...

Tadinho do CHRISTIAN
que capitulo lindo,esse CG gravido é simplismente demais.
Obrigada meninas,neusa,emine,voceis são demais
Meu dia nao poderia ter comecado melhor
Ai quero o xll.
Beijos e amo voceis.

Anonymous said...

Que capitulo delicioso !! A proteçao de Cris... Sexo selvagem antes do jantar...esperando anciosa pelo proximo!!
Boa semana para todas!
Bjs Lala

deapaulo said...

Que maravilha meninas ..esperei ontem o dia todo e hj o presente .Boa semana!

Alice said...

Amigas unidas até na leitura da madrugada!
Bom demais.
Bom dia gente.
Bom dia Emine!
Bom dia Neusa!
Um ótimo início de semana para todas nos.
Beijos

Anonymous said...

Bom diaaaaaa meninas bom inicio de semana já na segunda cedo mais um capitulo maravilhoso, começamos bem a semana cada dia fico mais ansiosa para esse desfecho CG e Lincoln,EMINE e NEUSA vocês são fantásticas (sendo repetitiva), beijos a todas e que venha o capitulo XII
Rosi

Fer G. said...

Oi Neusa,começar a semana com o Christian ,não tem preço.Ainda mais ,ele assim tão protetor.De tirar o fôlego! Só não gosto da Elena,detesta ela ainda ligar pra ele e ele atender arghhh!! Enfim...tudo maravilhoso! beijos para Neusa e para Emine.

Hosana Carelos said...

Amei, amei, amei o capítulo novinho.
É tão bom poder continuar matando nossa curiosidade a respeito dessahistória mais que... TUDO.
Cristian grávido é muito fofo.
Na verdade Cristian de qualquer jeito é muitooooo bom.
Obrigada Neuza por esse presente.
Estou vendo que esta alcançando a Emine!!!!
Não quero ficar sem minha leitura favorita.

Bjos

Daysi Cristina said...

Como é bom, não, é MARAVILHOSO começar a semana com um capitulo novo dessa história que me faz suspirar... Tadinho do Christian, haja coração para tantas emoções, lidar com um amigo ciumento, com Lincoln, com a família preocupada e ainda com a Ana tendo enjoos desse tipo?! Nossa..

Ele é lindo, tão atencioso, querendo ler livros sobre gravidez para lidar melhor com esse momento é sensacional.

Sendo repetitiva sempre, não tem como não repetir, Emine sua mente é brilhante, obrigada por compartilhar conosco sua imaginação, o Christian de seus pensamentos, pra mim vc é a melhor. NEUSA.. Vc é maravilhosa!! Obrigada sempre por sua disposição em traduzir. O que seria de nós sem vc?! Teríamos dias mais tristes com certeza.

Meninas amigas do blog e do face, amando conhecer um pouco de vcs a cada dia.

Beijos e beijos a todas!
Q não demore o prox capítulo :D

Tati said...

Adorei Adorei Adorei o capitulo novo Emine Neusa vcs são demais!!! o povinho preocupado com a Ana hein??? e Jose ainda fazendo besteiras!!!!e CG mais preocupado do que nunca!!!

Rosangela Maria Cabral Corvalan said...

Boa tarde meninas!!!

Outro grande capítulo...spo não gosto quando a megera da Elena entra na estoria...oh mulherzinha insuportável viu...eu sei eu sei que ela está preocupada com ele e só com ele..acho que no fundo no fundo ela ainda tem esperanças!!

O José fazendo uma "M" atrás da outra heim..e O Ettan por que ele continua com Mia então se ele tem ciumes da Ana??? Acho que a Mia merece uma pessoa que a ame mais do que ele demonstra!!!

E o nosso CG que amor que preocupação e que cena de sexo caliente..uiiiii!!!

Neusa minha querida você é demais, obrigada por tudo, por sua dedicação, seu empenho e sua sensibilidade!!

Emine...você é fantástica...você realmente nos trás a essência e nos ajuda a desvendar esse homem maravilhoso!!


Andrea Leôncio por onde andas minha flor..estou com saudades mande um e-mail pra mim...por favor!! Bjs querida!!

Meninas amigas do face e do blog desejo que tenham uma semana maravilhosa e nos "falamos" ou via blog ou via face

Beijos à todas e até mais

Rosângela

Kátia said...

Viva! Mais um excelente capítulo!!! Obrigada e beijos a todos! E pro cafezinho, iogurte natural de ameixa!!!! Até mais! :)

Claudia Ferreira Peixoto said...

Neusa e Emine valeu a espera capitulo maravilhoso.BEIJOS.

Cora said...

Neusa e Emine! Adoreiiii (como sempre aliás)!
São tantas emoções: primeiro me deu um calorrr...rsrsrs...que cheguei a ficar vermelha...
E depois esse paizinho de primeira viagem tão preocupado e doce!!!
Essa estória na mente da Emine rende muito, obrigado queridas!
Obrigado Neusa!!!

Mara Lins said...

Começar a semana com um capítulo novo, depois da ressaca do aniversário da Emine. Só me faz pensar que ela (Emine) e a Neusa resolveram nos presentear, para compensar as supresinhas... rsrsrs
Que capítulo envolvente. A bruxa da Mrs. Robinson se reaproximando dele (que ódio!!!), certamente cheia de más intenções e ele novamente começando a esconder as coisas da Ana (isso nunca acaba bem).
Neste capítulo houve a famosa "rapidinha", que nem por isso deixou de ser eletrizante e maravilhosa.
Neusa quero o próximo capítulo logo. Não deixe a Ana passando mal no banheiro por tanto tempo... rsrsrs
Beijos meninas, beijos Neusa, beijos Emine.

Viviane Oliveira said...

Olá pessoas, como vão?? Eu certamente mto melhor depois desta maravilha de capítulo.
Emine "O que você faz para NÓS" "Você e sua magia poderosa. Você NOs colocou sob seu feitiço..." O poder é todo seu!!! Vc consegue nos deixar cada vez mais apaixonadas por essa estoria maravilhosa... Ou seria Vc conseguiu deixar "mais" maravilhosa uma estória que já éramos apaixonadas? Da forma que for é o seu talento que faz toda a diferença.
Vc consegue transformar até mesmo uma 'rapidinha' em uma cena caliente que me fez me abanar.
Amei a decisão da Ana contar logo sobre a gravidez pra acabar com a preocupação descabida, nesse ponto sou igualzinha ao CG. odeio que fiquem se metendo onde ñ são chamados.
Amei a histeria da KAte e da Mia, pareceu minhas amigas qdo contei da minha 1a gravidez...
Amo a união da família e concordo com a Rosangela, se o Ethan ñ gosta da MIa como ela merece ser amada, que pegue o próx. vôo pra......
Fico em alas com suas pitadas do que está por vir, a ameaça velada de Linc, Elena de novo tentando se achegar??? E esses enjôos, só isso mesmo?? E os casamentos.. Será que vc vai descrever o de KAte e ELiot e o de Taylor e Gail? Será que na sua estória a mãe de Ana será mais participativa? Pq sabemos a importância das mães nesse momento... Affffffff.....
Emine repito, vc é YAR e ñ tenho dúvida de que seu talento é nato. Obrigada sempre.
Neusa minha querida, obrigada por mais essa tradução tbém perfeita. Amo e admiro seu talento pra isso. Por favor, na medida do possível, ñ nos deixe com sede por mto tempo.
Meninas todas um UPA apertado e tenham todas um ótimo dia.
Bjo
Vivi Oliveira

Glenda Suely said...

Oh meu Deus,que capítulo mais lindo!
Que lindinho esse momento na vida desse casal,rapidinhas,rsrs,e a primeira gravidez,nossa lembrei de mim a 24 anos atrás,foi assim mesmo!No momento da descrição dos enjoos de Ana,eu voltei no tempo,me sentia exatamente assim,e meu maridinho que nem Cristian,sempre preocupado.Nossa que viagem!
Obrigada minhas queridas amigas Emine e Neusa,vcs são um presente pra mim.
Abraços as minhas amiguinhas do Grupo,vcs fazem meu dia muito divertido.

Kátia said...

Bom dia! Ontem vi em um site Dakota Johnson e Jamie Dornan na capa de uma revista caracterizados com Christian e Ana. Gostei! Estão lindos!!!!! Louca por mais!!!! :)

Clarice Martin Aguilar Sansão said...

Boa Noite! fiquei muito triste, acabei de ler o capitulo XVI em Inglês, quando abri o blog para ler o capítulo XVII, tem uma mensagem dizendo que o blog não existe, e não foi aberto, será que está com algum problema? Obrigada.

joana dark said...

olá......eu já li o último livros (50 tons de liverdade vol 2).....mas não tem fim......onde eu encontro o final...(para na parte onde o ex de Elena retorna do Caribe e Ana está grávida de 3 meses.....).....alguém poderia me ajudar onde encontro???!!!!

joana dark said...

olá......eu já li o último livros (50 tons de liverdade vol 2).....mas não tem fim......onde eu encontro o final...(para na parte onde o ex de Elena retorna do Caribe e Ana está grávida de 3 meses.....).....alguém poderia me ajudar onde encontro???!!!!

Anonymous said...

olá......eu já li o último livros (50 tons de liverdade vol 2).....mas não tem fim......onde eu encontro o final...(para na parte onde o ex de Elena retorna do Caribe e Ana está grávida de 3 meses.....).....alguém poderia me ajudar onde encontro???!!!!

Daniela Martins said...

Bom dia Emine e Neusa!
Bom dia meninas do cafezinho!
É surpreendente ver o quanto Christian se torna cada vez mais preocupado e atencioso com Ana!
Coitado, sofre ao ver o que Ana passa com os enjoos!
Meninas, nosso cafezinho tem que continuar!
Qual a sugestao de vcs?
Bjkas p todas e super parabens para Emine por sempre nos surpreender com essa historia maravilhosa!
Dani
;-)

Daniela Martins said...

Olá, meninas!
Eu nao tenho experiencia na area, mas estar gravida pela primeira vez e ser mae de primeira viagem deve ser uma "aventura" e tanto!
Esses enjoos da Anastasia fazem tanto que ela e Christian se sintam assustados e cheios de duvidas!
Mesmo lendo tanto a versao original como este POV nao consigo entender a relaçao entre Mia e Ethan! Da para entender que Mia é totalmente alheia aos sentimentos de Ethan por Ana, mas nao da para compreender porque ele alimenta as ilusoes de Mia!
Boa noite, Emine!
Muito obrigada por este lindo capitulo.
Bjkas
Dani
;-)

Lulu said...

Estou lendo pela segunda vez esta estória atraves do blog enquanto aguardo os capítulos finais do livro 04. Parece que a Emine está muito, muito ocupada. Será que vai dar prá terminar a estória?

Priscila Pessotto said...

Olá girls!
Você que está começando a ler o blog agora ou que já é leitora, agora a Série Pella disponível aqui no blog foi publicada em livro – ECOS NA ETERNIDADE- e em português.
A Emine Fougner colocou a versão em português do Ecos na Eternidade na Amazon, apenas esta semana, por apenas R$ 3,94. Corram para aproveitar o preço porque na próxima semana voltará ao preço normal.
É só acessar a pagina da amazon: www.amazon.com.br.
Vamos aproveitar!
Beijos,
Pry