StatCtr

Thursday, May 2, 2013

Livro II - Capítulo XIX - Christian Grey e Anastasia Steele



CAPÍTULO DEZENOVE
TERAPIA CONJUNTA

Tradução: Neusa Reis


Eu me dirijo para o Audi SUV onde Taylor está esperando. Ele sai correndo e abre a porta de trás do passageiro. Assim que eu entro, eu disco para Roach.

Ele atende o telefone imediatamente. A ansiedade exalando de sua voz me diz que ele pensou que eu estou a ponto de liquidar a empresa.

"Roach aqui,” diz ele humildemente.

"Grey,” Eu respondo.

"Como posso ajudá-lo nesta manhã, Sr. Grey?" Ansioso para entrar no meu lado bom.

"Eu preciso da atualização do status de Hyde!" Eu lhe ordeno.

"Seu último salário e verbas rescisórias serão enviados para ele. Mas o seu trabalho foi permanentemente encerrado, e ele não vai ter nenhuma referência da empresa, senhor. "

"Bom. Sua assistente, Srta. Steele?" Eu pergunto.

"Você quer que a gente encerre seu vínculo de emprego?"

"Claro que não,” eu sibilo bruscamente.

"Para dizer a verdade, senhor, na ausência de Hyde, podemos precisar de sua ajuda, de qualquer maneira. Ela sabe tudo sobre os autores de Hyde já que  ela estava em contato com eles, e ela tem escrito algumas sinopses bastante impressionantes de manuscritos de alguns potenciais autores que Hyde estava considerando. Seria para nosso benefício mantê-la ".

"Eu concordo,” eu digo.

"Há mais alguma coisa que eu possa ajudá-lo, senhor?" Ele pergunta timidamente.

"Isso é tudo,” eu digo desligando.

Quando chegamos à GEH, Taylor dirige para a garagem no subsolo, e estaciona o SUV. Tão logo ele desliga o veículo, ele sai e abre minha porta. Nós nos encaminhamos para os elevadores. Eu marco o botão de chamada do elevador e, sem olhar para Taylor eu digo: "Obrigado por sua ajuda na noite passada, Taylor," com uma voz impassível.

Taylor, não sendo acostumado a receber um agradecimento ou um elogio, cora até o couro cabeludo, e se mexe onde ele está de pé, claramente desconfortável. Depois de limpar a garganta, ele diz, "apenas fazendo o meu trabalho, senhor." Eu concordo para seu bem. Felizmente a porta do elevador ‘ding’ aberta, e ambos somos salvos pelo gongo, e o assunto está encerrado.

Assim que eu entro em meu escritório, Andrea e a saltitante Olivia ficam em pé imediatamente, ambas repicando em uníssono "Bom dia, Sr. Grey!"

Andrea agarra rapidamente seu iPad para checar a programação, e está segurando uma pilha de documentos de trabalho para mim. Mas eu levanto minha mão para pará-la. "Eu ligo quando eu precisar de você,” eu digo, impassível. Ela para onde está, e o pé suspenso no ar para ir para frente é recolhido e levado de volta. Percebo uma fração de um sorriso nos lábios de Taylor.

"Que tal o seu café, senhor?"

"Traga-o," eu digo e entro no meu escritório sem esperar a resposta dela. Eu ligo o meu computador enquanto eu me sento na minha cadeira. Taylor toma seu lugar habitual no meu escritório. Enquanto eu abro o meu aplicativo de e-mail, meu Blackberry toca. Eu pesco meu Blackberry do meu bolso e verifico o identificador de chamadas. É Anastasia. Lembrando-se do humor com que eu a deixei na SIP, eu atendo o telefone com preocupação:


"Anastasia, você está bem?"

"Sim. Estou recebendo o comando do  trabalho de Jack Hyde no momento,” diz ela em um só fôlego. Huh... Eu esperava que Roach mantivesse Anastasia na SIP, mas eu não esperava que Anastasia  conseguisse uma promoção temporária.

"Você deve estar brincando,” eu digo completamente surpreso. Mas o que Anastasia pergunta-me a seguir me surpreende mais.

"Você tem alguma coisa a ver com  minha nova promoção?” ela me questiona bruscamente.

"Não, absolutamente nada. Eu não quero ser mesquinho nem nada, mas você só está na SIP há uma semana ou menos." Eu não esperava que Roach ia entregar a ela a posição de Hyde mesmo que temporariamente.

"Sim, isso é o que está confuso. Aliás, me disseram que Jack Hyde me avaliou corretamente,” diz ela fazendo todos os meus músculos ficarem rígidos. Claro que ele a avaliou. Ele estava pronto para mergulhar em sua calcinha, até ontem à noite, para dar-lhe a pontuação perfeita! O nome de Hyde muda meu comportamento para níveis árticos; eu poderia congelar o café que Andrea está me trazendo.

"Foi?" Eu murmuro em tom glacial. Mas, eu não quero o nome do filho da puta nublando a nossa disposição hoje. Isso é algo para comemorar. Eu sou o primeiro a admitir que Anastasia é uma garota talentosa. Eu aceno para Andrea, e ela sai rapidamente.

"Bem, baby, se eles acham que pode fazer o trabalho, eu tenho certeza que você é capaz de fazê-lo. Parabéns! Onde você gostaria de ir para  um jantar comemorativo depois que tivermos visto Flynn?"

"Hmm ...” diz ela remoendo o que eu tinha acabado de propor que façamos.  "Você está absolutamente certo de que isto não é você que  está fazendo?” Ela pergunta, desconfiada. Sua desconfiança me deixa chateado imediatamente. Eu sou sempre sincero com ela. Eu lhe disse que não tinha nada a ver com a sua promoção. Por que ela questiona minha sinceridade? Conto na minha cabeça para afastar o meu temperamento. Dez ... Nove ... Oito ... Sete ... Seis ... Cinco ... Quatro ... Três ... Dois ... Um ... Porra! Ainda furioso!

"Você duvida de mim, Anastasia?" Eu sibilo furioso. "É exasperador que você o faça!"

Ela faz uma pausa por um segundo no telefone, e, finalmente, repreendida, pede desculpas. "Sinto muito por ter duvidado de você, Christian,” ela respira suavemente. Sua resposta amolece meu coração.

"Anastasia..." Eu persuado suavemente. "Se você precisar de alguma coisa, eu estou aqui para você. Você me avisa por favor. E, Ana?"

"O quê? ” Ela pergunta.

"Use o seu Blackberry em todos os momentos," recordo-lhe em tom brusco.

Ela suspira e responde. "Sim, Christian."

Finalmente Anastasia está concordando com alguma coisa, sem qualquer dúvida sobre o assunto. E na verdade ela parece obediente. Eu me envolvo nesta solidão momentânea. Vou levar o que quer que eu receba de minha namorada desconfiada. Só com essas duas simples fodidas palavras ela derrete meu coração.

"Falo sério, baby ... Se você precisar de mim, eu estou aqui para você. "

"Eu sei, Christian. Obrigada. Eu te amo,” ela diz e tudo está bem no meu mundo. Eu sorrio como um idiota, possivelmente tornando Taylor curioso sobre o que ela disse.

"Eu também te amo, baby,” eu respondo suavemente.

"Eu vou falar com você mais tarde, então."

"Laters, baby,” eu digo e ambos desligamos.

"Taylor!"

"Sim, senhor,” ele responde vindo à minha mesa.

"Qual era o nome da florista que nós usamos?"

"Sinto muito, senhor, eu esqueci. Talvez a Sra. Jones possa se lembrar. Posso perguntar a ela se você quiser,” diz ele.

"Não, eu vou chamá-la,” eu digo enquanto eu disco o telefone celular da Sra. Jones.

O telefone chama e a Sra. Jones responde no segundo toque.

"Sim, Sr. Grey," ela responde em seu tom sempre presente. Taylor pode ouvir a voz dela, e eu noto que suas feições suavizam.

"Sra. Jones, por acaso você se lembra do nome do florista que usei da última vez?" Ela sabe do que eu estou falando, é claro.

"Sim, senhor. Ela chamava-se ‘The Primary Colors’."

"Obrigado. Eu tenho uma outra pergunta: "Eu digo, parando um pouco, timidamente. Eu limpo minha garganta.

"Sim, Sr. Grey,” ela responde em seu tom suave.

"Da última vez você me falou sobre o significado de rosas brancas. Existe alguma outra flor que significa apreciação, amor e gratidão? "

"É claro, senhor. Geralmente todas as rosas são um símbolo de amor e gratidão. Mas rosas cor de rosa, senhor, são as predominantes entre as rosas dos jardins antigos, e elas são as mais fortemente associadas com estes sentimentos. Elas também têm a conotação de graça e elegância, doçura, assim como romantismo poético. "

"Wow! Eu não tinha idéia! Você já trabalhou para um florista, Sra. Jones?" Eu pergunto.

Ela dá uma risadinha. "Não, senhor, mas, eu sou uma mulher, e eu administrei casas por algum tempo agora. Essas são coisas que uma mulher mais cuidadosa deve prestar atenção. Mas devo lembrá-lo o significado dos tons de rosa, senhor. Diferentes tons de rosa têm seu próprio significado. Por exemplo, senhor, se você enviar as rosas a alguém que você gostaria de agradecer por algo que fez por você, então seria melhor enviar cor de rosa escuro, porque eles são a forma tradicional de envio de uma mensagem de agradecimento uma vez que elas  são símbolos de gratidão e apreço."

"Só um segundo, deixe-me escrever isto,” eu digo e procuro uma caneta. Taylor me estende a sua, e eu concordo com a cabeça. "Vá em frente, Sra. Jones,” eu a instruo para continuar.

"Claro, senhor. No entanto, rosas cor de rosa escuras não são a melhor escolha para enviar para fins mais íntimos. Se a mensagem que deseja transmitir é gentileza e admiração, então rosa pálido seria a melhor escolha. Elas também transmitem elegância e requinte e comunicam agradecimento e admiração ".

"Rosa pálido,” murmuro, e sublinho-o.

"Se você quiser usar rosa pálido, senhor, eu recomendo que você as tenha misturadas ao buquê com rosas brancas, então o significado que você deseja transmitir não pode ser confundido com qualquer outra coisa."

"Sra. Jones, você é um gênio!" Eu digo enquanto eu desligo, e eu noto que Taylor ostenta um imperceptível olhar presunçoso em seu rosto.

Encontramos o número de telefone para as ‘The Primary Colors’ online, então eu chamo em seguida a florista.
"Florista Primary Colors. Aqui é Janice. Como posso ajudá-lo?"

Eu coloco minha ordem com a florista. Na nota que eu mando anexar, lê-se:

Parabéns Srta. Steele ... Você fez tudo por conta própria!

Sem nenhuma ajuda de seu excessivamente amigável megalomaníaco vizinho CEO

Com amor,

Christian




Eu as tenho programadas para serem entregues antes das 15:30h. Estou tremendo as pernas com nervosismo para ouvir a reação dela. Taylor levanta uma sobrancelha, mas rapidamente o rosto alisa como se livrando das rugas em uma folha.

Eu pressiono o interfone.

"Sim, Sr. Grey,” responde Andrea.

"Mande Barney aqui, Andrea!" Eu ordeno. Quando ela ouve a urgência na minha voz, ela redobra seus esforços.

"Agora mesmo, senhor."

Cinco minutos mais tarde, há uma batida na minha porta. Barney entra com seu MacBook Air debaixo do braço. Ele entra desajeitadamente no meu escritório, com um fio pendurado de um braço. Ele está vestindo jeans cor azul escuro com suspensórios. Em sua camisa branca os dois primeiros botões estão abertos, exibindo parte de seu peito sem pêlos, as mangas da camisa estão dobradas pelo menos três vezes de um lado, e talvez o dobro do outro lado. Ele também está usando botas pretas, o tipo geralmente usado por policiais, mas elas só estão amarradas no tornozelo e ele parece ter dobrado seu jeans dentro dela, enquanto  as abas de suas botas estão florescendo como uma flor de primavera sobre as barras de sua calça de brim. Estou surpreso que ele não tropeça nelas.

Um lado de seus suspensórios está pendurado para baixo, mas ele não parece notar. Barney é apenas dois anos mais velho do que eu. Seus olhos azuis brilhantes estão obscurecidos com seus óculos escuros sem aros. Seu cabelo é preto, desgrenhado e paira sobre a gola de sua camisa branca. A maneira como ele está se apresentando agora está dando um ar de um estudante universitário que foi para a cama com suas roupas, depois de toda-uma-noite-de-estudos, e acordou tarde e correu para a escola para chegar na hora, sem arrumar-se. Mas isso é o look tradicional do Barney. Acho que ele está indo para o geek chic. (N.T. "Geek chic" refere-se a uma tendência de moda que surgiu em meados da década de 2000 em que os indivíduos jovens adotam modas estereotipadas"nerds", como grandes óculos negros de tartaruga, suspensórios e calças Highwater. Os óculos, às vezes usados ​​com lentes sem receita médica, ou sem lentes, tornaram-se rapidamente o aspecto que define a tendência).  O que quer que seja bom para ele... Eu geralmente não me importo como Barney se veste. Ele é um gênio quando se trata de computadores.

Ele vem para diante da minha mesa, e empurra os óculos mais para cima do nariz.

"Barney, parece que você tem um fio pendurado para baixo em seu braço," eu digo.

"Sim. Eu estava no meio de supervisionar os servidores. É para descarga estática, senhor. "

"Como é que vai a instalação do novo sistema de supressão de fogo?"

"Muito bem, senhor. Eu inspecionei tudo. "

"Dê-me a informação detelhada sobre o novo sistema, e mande por e-mail os relatórios,” eu digo para Barney.

"Senhor, você sabe que eu sempre me opus a ter qualquer tipo de sistema de aspersão de água perto de nossos servidores, que era o que tínhamos, embora não na sala do servidor, mas eles estavam nas proximidades. Porque eles podem causar danos catastróficos ao ambiente do computador e nós não seríamos capazes de recuperar nada. Mas, senhor, a política da GEH é para sistemas de supressão ecológicos e, sinceramente, os antigos não estavam fazendo isso, e  não eram ecológicos. Além disso, senhor, eles necessitavam uma atualização, e, infelizmente, os sistemas mais antigos e até mesmo as tecnologias subseqüentes são muito caras para comprar e instalar,” diz ele. Concordo com a cabeça, mas em oposição a ele.

"Mas este não é barato. Na verdade, é muito mais caro do que o sistema antigo que tínhamos. "

"É verdade, mas eu garanto que vai valer a pena seu peso em ouro, caso haja uma emergência, senhor. Nós vamos ser capazes de recuperar a maior parte de tudo ".

"Que tipo de gás ele está usando?"

"Ele é chamado de Inergen. Tem gases inertes nele, senhor. Cerca de 52% de nitrogênio, 40% de argônio e 8% de dióxido de carbono. "

"Você tem a lista de preços com você?" Eu peço e ele me entrega uma pasta. Eu a abro e assobio.

"Eu sei que eu aprovei, mas isso ainda é muito caro. Quais os benefícios especiais que você vê neste tipo?" Pergunto duvidando de seus benefícios monumentais.

"A única desvantagem é o grande espaço para os tanques de armazenamento, mas não há nenhuma perda no caso de uma emergência. E isso é muito importante, senhor,  porque temos um Sistema de Armazenamento de Dados e Servidores muito caro que envolvem toda a empresa. A  perda  disto  seria...” ele balança a cabeça, "devastadora para a empresa, para dizer o mínimo. O que este sistema faz em particular é que ele reduz o nível de oxigênio durante os incêndios, não se criando uma névoa, e é respirável, durante a descarga. E é claro que é muito eficaz, senhor. "

Eu  examino o papel.

"Barney, isto diz que, após a descarga, a alta pressão deve ser aliviada para evitar danos para o ambiente. E se alguém estiver na sala do servidor? "

"Nosso sistema é projetado de maneira que um técnico, ou eu mesmo posso entrar na sala do servidor, mas apenas por um tempo limitado. Nesse tempo, o sistema de computadores sabe que tem que manter uma certa pressão e uma certa porcentagem de oxigênio no ambiente. Assim que saímos, o sistema reconhece que não há ninguém na sala, e a pressão e o nível de oxigênio são alterados. Temos ambientes resistentes à pressão, e eles são projetados exatamente para esta finalidade. Além  disso, o Potencial de Aquecimento Global desta marca em particular é zero, e assim como a Depleção Potencial de Ozônio". Ele diz empurrando os óculos para cima do nariz pela terceira vez. "É bastante seguro para o meio ambiente e também se houvesse dano para o sistema seria mínimo, aumentando a eficácia ao nível mais alto possível, senhor,” diz ele com orgulho, como se estivesse falando sobre o seu futuro filho Barney, Jr.

Barney de alguma forma sempre diverte Taylor. Ele não conseguiu esconder seu  sorriso quando viu Barney. Ele observa os gestos animados do Barney.

"Tudo bem então. A próxima coisa na agenda... Conte-me sobre o computador de Hyde. Você já descobriu mais alguma coisa no servidor SIP? "

Barney limpa a garganta, e abre o seu MacBook Air colocando-o na minha mesa como se ele tivesse pedido permissão, mas eu não disse nada. Ele arrasta uma cadeira barulhentamente,  e senta-se diante do seu laptop, e por algum motivo estranho Taylor está tentando reprimir um sorriso, girando a cabeça para outro lado. Barney senta seu 1,80m na cadeira, empurra seus óculos escuros sem aro, mais uma vez, e se inclina para o laptop como se se ele detivesse os segredos do universo.

"O que você está fazendo?" Pergunto impassível.

"Iniciando sessão no servidor SIP, senhor,” diz ele.

"Por quê?"

"Bem, é mais fácil mostrar ao senhor do que  tentar explicar,” diz ele inclinando-se para a pequena tela empurrando, os óculos irritantes novamente.

"Este é o mapa do servidor SIP, mapa de rede e seu servidor de correio,” diz ele.

"Esta é a maneira como ele realmente se parece?" Pergunto espantado.

"Não,” diz ele timidamente. "Eu criei isso para torná-lo mais visual, senhor."

Apontando para uma imagem de conjunto, ele diz: "Você vê que temos a internet aqui." Então, ele aponta para uma imagem redonda. "Este é o roteador para o SIP, e aqui temos o Firewall,” diz ele, indicando uma imagem parecendo uma parede de tijolos. "Em seguida, passamos para o interruptor aqui,” diz ele apontando para o fim da linha, movendo-se com as setas. Que se abre para a WAN,” diz ele. Então facilita para meu esclarecimento.

"Essa é Wide Area Network, senhor,” diz ele, e eu aceno com a cabeça. "Aqui está a coisa interessante,” diz entusiasmado. Eu nunca vi um homem ficar tão excitado sobre computadores como outro ficaria sobre sexo. Ele tem um brilho em seus olhos quando fala. "A SIP possui cerca de quatro servidores diferentes: Proxy, Web, FTP e correio. Então, ela deve ter um outro interruptor indo para o  LAN, ou como é  mais conhecida, a Rede de Área Local (N.T. Local Area Network). Então nós temos a Base de Dados, um outro Firewall depois passando para os PCs dos clientes que são os computadores que são usados ​​na empresa. "

"Eu ainda não estou vendo o que é interessante aqui,” eu digo olhando para o mapa.

Então, Barney move o mouse, e clica em outra imagem.

"Senhor, é assim que deve ser olhado. Mas do jeito que parece é este...” diz ele apontando para outro slide de imagem.

"Você vê aqui, nos PCs dos clientes, existem vários computadores cada um marcado com o nome do usuário."  O de Jack Hyde atrai minha atenção.

Então, Barney aponta para PC do Hyde e diz: "PC de cliente do Sr.Hyde ignora o firewall, e vai para o FTP e o servidor de correio, bem como para a base de dados. Ele também tem acesso directo para o PC cliente intitulado como A. Steele. " Minha cabeça se vira imediatamente para olhar para Barney.

"O quê? Como? " É tudo que posso perguntar.

"Backdoor,” diz ele simplesmente. (N.T. Porta dos fundos)

"O que é isso? Um vírus, um software, um fio, uma ligação? O que?" Pergunto impaciente.

"Backdoor é,  senhor, um meio de acesso a um programa de computador que ignora os mecanismos de segurança. Geralmente, um programador, às vezes, pode instalar uma porta dos fundos  de modo que um programa em particular possa ser acessado para resolução de problemas ou para outros fins. Mas este não está instalado para esse fim. Os invasores usam backdoors para explorar. "

"Eu não entendo. Eu teria pensado que Hyde tinha acesso a todos os servidores da empresa. Por que criar isso? "

"Bem, senhor, quando você acessa através de meios legítimos, você deixa um rastro. Pessoas como eu iriam descobrir onde ele esteve, e quais as mudanças que fez, se houverem, e quando. Pense desta forma, senhor. Você vai a um edifício bem protegido com o top de linha da segurança. Você sabe, os trabalhos;  o que verifica sinais biológicos e até mesmo verifica o seu background. Imagine alguém que não tem tempo para passar por tudo isso para entrar e sair toda vez. Ele só pode criar uma saída por trás, talvez só para sair para fumar um cigarro. Bem, isso é o que estamos vendo aqui com Hyde, e é uma boa também, e é o único que ultrapassa toda esta segurança até mesmo tornando-a disponível para ele ser capaz de acessar a partir de um PC remoto." Calor aquece o meu rosto, e eu sinto a raiva vindo em ondas.

"Diga-me que você bloqueou toda sua entrada a partir do exterior, ou qualquer acesso para os servidores!" Eu sibilo através dos meus dentes.

"É claro, senhor,” diz ele presunçosamente. "E tem outra coisa, senhot. O Sr. Hyde não deveria ter tido acesso ao servidor de e-mail. Caso contrário, cada funcionário poderia espreitar e recuperar ou ver o conteúdo de todos os outros e-mails. Desde que a Srta. Steele trabalha para ele, ele pode ter tido um acesso anteriormente concedido. Mas, mesmo assim, há um administrador que está no comando das contas de e-mail. Sr. Hyde claramente não está. Então, eu trabalhei por uma boa parte da noite para corrigir esse problema,” diz ele. Então, ele ficou e, eventualmente, dormiu com suas roupas. Isso explicaria sua espécie de aparência desgrenhada, mas, novamente, esta é a sua aparência tenha ele ficado a noite toda ou não. Barney, assim como Ros, ou Taylor ou Andrea têm sido os meus melhores achados no que diz respeito à qualidade dos empregados que iriam atender minhas exigências e iriam  milhas extra para realizar a tarefa exigida. Encontrei-o logo que ele se formou no seu mestrado em Ciência da Computação, terminando-o em um ano. Naquele  momento ele tinha 21 anos, tinha um curso de mestrado em Ciência da Computação da UCSD (N.T. Universidade da Califórnia – San Diego) e tinha voltado para Seattle para estar perto de sua família.

"Obrigado Barney,” eu digo sinceramente. Ele olha para mim e pisca algumas vezes, empurrando os óculos para trás. Eu tenho que comprar-lhe um par de óculos novos para o Natal ou algo assim. Faço uma nota mental disso. Não estando acostumado a me ouvir agradecendo por algo que ele fez, por um minuto ele fica mudo.

"Uhm, sim, não é um problema, senhor,” ele diz não sabendo como receber o elogio. Os olhos de Taylor, eu noto,  se ampliam por um segundo, mas ele também está impassível no minuto seguinte.

"Isso seria tudo, Barney. Envie Andrea quando sair,” eu digo.

"Claro, senhor,” ele diz fechando o MacBook Air, e quando ele está saindo, eu noto que ele deve ter feito uma tentativa de colocar a camisa para dentro na parte de trás da calça, mas Andrea deve ter acendido uma fogueira debaixo dele , então ele deve ter se apressado para meu escritório. Eu vejo a sua boxer xadrez espreitando da calça jeans pendurada um pouco abaixo, enquanto o suspensório está tentando segurar as calças para cima, uma vez que sua bunda não existente não está fazendo o trabalho. Isso é o que Taylor deve ter achado divertido um pouco mais cedo. Eu vejo o mesmo humor atravessar seu rosto novamente.

Quando Barney se encaminha para fora do meu escritório, a porta fica aberta e eu ouço Barney falar com Andrea em seu caminho para fora.

"Frosty! O chefe quer você lá!” Diz ele, sua voz ecoando fora do escritório, enquanto ele está indo embora. Gelada? Não é um termo carinhoso.

O resmungo de Andrea pode ser ouvido, "Geek" (N.T. Nerd) e a próxima coisa que eu ouço são seus saltos e ela entra em meu escritório com o seu iPad e arquivos em seus braços. Taylor muda seu olhar para algum canto da sala para esconder seu sorriso.

"Você está pronto para conferir sua programação, senhor?” Ela pergunta em seu comportamento profissional habitual.

"Em um minuto. Primeiro eu quero que você faça uma consulta para mim para ver uma propriedade esta noite. "

"Certamente, senhor.  Por acaso você sabe onde esta empresa está localizada?  Ou quem devo contatar?"
"Não é uma empresa. É uma casa,” eu digo com indiferença, e tanto a cabeça de Andrea quanto a de  Taylor disparam  olhando para mim. Esta é a primeira vez que consigo chocar os dois ao mesmo tempo.


*****

O dia de trabalho flui ocupado. Eu inspeciono o novo sistema de extinção de incêndios para os servidores, juntamente com Ros. Taylor leva nós dois,  Ros e eu,  para o restaurante francês de luxo para o nosso almoço de negócios. É um ambiente informal para uma potencial aquisição de negócios. Estou testando as águas, e vendo o que eles podem oferecer. A empresa está ansiosa. O preço parece ser certo. Mas eu sempre analiso os números. Ros é muito esperta quando se trata de negócios. Ela pode fazer homens crescidos, com anos de experiência em negócios, agitar-se em suas botas com o seu know how. O velho está disposto a vender a empresa. Ele não está disposto a deixar o júnior assumir. Este  Júnior não é o tipo de gerir uma empresa. Mas a empresa tem um conselho de administração. Alguns estão mais do que ansiosos para ter a empresa absorvida pela GEH. Eles acham que suas ações vão subir do dia para  a noite. Eu não tenho parceiros; e eu certamente não faço estoques dentro da minha empresa. Eles nem sequer fizeram sua lição de casa antes de virem ao meu encontro. A única pessoa com quem eu preferia estar fazendo negócios era com o velho. Não com seu filho patético e não com  sua equipe inútil. Eles estão todos tentando me lisonjear para obter o negócio que eles querem. Ros está revoltada com o aspecto disto, e eu não estou nada satisfeito também.

Para mim fazer negócios é tão fácil como foder. Eu sou bom em ambos. Mas eu sou aquele que faz a escolha e eu gosto de ficar sempre no controle, e não o contrário. A diretoria e o  filho parecem hienas ansiosas, e o velho é como um leão velho; esses filhos da puta estão prontos para derrubá-lo a qualquer momento. Mas a coisa boa é que o velho tinha a parte de leão da participação acionária, e ele controla a maioria. Essa foi a única coisa inteligente que ele fez com sua empresa. Mas o resto do grupo está quase lambendo as costeletas, de tão ansioso. Suas vendas estão em baixa, o custo está subindo, os funcionários são ineficientes, e ninguém parece se importar com o que levou este homem a construir sua empresa e continuar por quase quarenta anos. Eu vou tomar meu tempo com isso, e quando for a hora certa, eu vou comprá-la, e me livrar do conselho inútil, ou corrigi-la, ou liquidá-la. Eu preciso triturar os números em primeiro lugar.

No caminho de volta depois da reunião de duas horas, eu me volto para Ros e pergunto: "Qual é a sua opinião sobre o velho, o filho, e o conselho?" Eu digo com desgosto quando eu penso sobre os dois últimos.
"Eu não me importaria de fazer negócios com o velho,” diz ela imediatamente. "Seu filho, porém, é um inútil, mulherengo pelo jeito que ele estava tentando fazer a sua jogada para mim, e é triste que este tipo de homem tenha sido produzido por este velho decente,” diz ela refletindo exatamente o que eu senti.

"O que dizer sobre o conselho...” diz ela, como se ela estivesse em profunda meditação. "Honestamente, Sr. Grey, eu não sabia onde sua bunda terminava, e os lábios deles começavam, pela maneira que eles estavam ficando na fila para beijar seu traseiro,” ela diz, me fazendo rir em voz alta. "Mas de  todo o lote, o único com quem vale a pena fazer negócios é com o velho. O resto são abutres."

Quando meus próprios instintos estão alinhados com os de Ros, eu sei que as minhas decisões estão confirmadas. Nós só vamos lidar com o velho, e largar as malditas hienas inúteis.

Quando Taylor entra para o estacionamento da GEH, meu Blackberry vibra e o remetente coloca um pequeno sorriso no meu rosto. Ros me olha com curiosidade. Eu não digo nada. Seus olhos procuram Taylor no espelho retrovisor e ele olha de volta para ela, impassível.
________________________________________

De: Anastasia Steele
Assunto: Megalomaniac ...
Data: 16 de junho de 2011 15:42
Para: Christian Grey


... é o meu tipo favorito de maníaco. Obrigada pelas lindas rosas. Elas chegaram em uma cesta de vime gigante imediatamente me fazendo pensar em piqueniques e cobertores.

X
________________________________________

Espero chegar no meu escritório para escrever uma resposta, longe dos olhos escrutinizadores de Ros, não que eu me preocupe com isso. Mas eu não quero que ninguém ponha o nariz onde não é chamado.
________________________________________
De: Christian Grey
Assunto: ar fresco
Data: 16 de junho de 2011 15:54
Para: Anastasia Steele

Tipo favorito de maníaco? Tenho certeza que o Dr. Flynn pode ter algo a dizer sobre isso.
Você quer ir a um piquenique, Anastasia? Poderíamos realmente ter um monte de diversão ao ar livre.
Como está indo o seu dia até agora, baby?

Christian Grey
CEO, Grey Empresas Holdings Inc.

________________________________________

Há uma série de novas atividades que eu adicionei recentemente às minhas favoritas ao ar livre, e todas elas incluem Anastasia.
________________________________________

De: Anastasia Steele
Assunto: dia agitado
Data: 16 de junho de 2011 15:59
Para: Christian Grey

O meu dia foi muito ocupado, ele apenas voou. Eu não tive sequer um minuto livre para mim, para pensar em nada que não fosse apenas trabalho. Eu sinto que eu posso fazer isso! Eu vou lhe dizer mais sobre isso quando eu chegar em casa.
Sobre o exterior ... parece muito interessante.

Eu te amo.

Um x

PS: Não se preocupe com Flynn.
________________________________________

É difícil não me preocupar... Eu sou um homem que sempre gosta de estar no controle. Juntando duas pessoas, sobre as quais eu quase não tenho qualquer controle, para discutir algo sobre mim, quando ambos sabem como sou fodido, isto me preocupa, especialmente se o resultado de sua conversa pode mudar a minha vida de forma irrevogável.
________________________________________

De: Christian Grey
Assunto: Eu vou tentar ...
Data: 16 de junho de 2011 16:08
Para: Anastasia Steele

... não me preocupar.

Laters, baby.
X

Christian Grey
CEO, Grey Empresas Holdings Inc.
________________________________________

Taylor pega o telefone para ler um texto que deve ter acabado de chegar.

"Sr. Grey, Bastille está no ginásio lá embaixo. "

"Ótimo!" Eu digo. "Vamos descer em um minuto. Deixe-me encerrar aqui."

Está sendo um dia agitado, e eu preciso trabalhar esse estresse se aproximando, fora do meu sistema. Taylor e eu pegamos os elevadores até o ginásio. Me troco rapidamente no vestiário e vou ao encontro de Bastille. Ele já está aquecido, e depois de eu fazer meu aquecimento, começamos a praticar MMA com Bastille. Quinze minutos de exercício, eu pego Bastille com sua guarda aberta. Eu agarro sua panturrilha esquerda, serpenteando meu braço direito em torno dela tão perto de seu tendão quanto possível. Ele está completamente chocado que eu possa fazer isso com ele tão cedo no jogo. Com o meu antebraço direito eu começo a pressionar seu tendão de Aquiles.


Ofegante, e lutando contra um Bastille em dificuldades, eu deslizo meu joelho esquerdo sobre a coxa direita e empurro o peito com a mão esquerda para que ele não se levante. Então eu caio para trás no meu lado esquerdo, enquanto eu jogo simultaneamente a perna direita sobre a de Bastille. Eu pressiono firmemente o meu pé direito contra o seu corpo e deslizo a perna esquerda através da abertura de suas pernas. Bastille está bastante surpreendido com tanto progresso. Mas eu incansavelmente sigo em frente. Eu, então, levo os meus dois pés firmemente contra o corpo de Bastille e pressiono com eles. Meu antebraço direito cava duro em seu tendão enquanto eu agarro meu próprio pulso esquerdo, enquanto arqueio para trás e pressiono meus quadris para frente. Rapidamente olhando por cima do meu ombro, que é um movimento crucial que me permite usar o pleno vigor de meus músculos e apertando meus joelhos juntos, eu afundo o bloqueio mais fortemente. Eu finalmente o tenho num aperto de submissão utilizando uma das técnicas de Bloqueios de Compressão, o Bloqueio de Tornozelo.

Depois de lutar para fora do meu aperto e começando a registrar a dor, Bastille bate no chão e eu o liberto do aperto.

O resto do treinamento continua sem um ceder muito ao outro, mas Bastille tenta igualar o placar, soltando um pontapé num ângulo inesperado. Ele usa a técnica de Muay Thai. Essa realmente é uma técnica muito eficaz, porque se ele conseguisse me bater, eu teria me sentido como se eu tivesse sido atingido por um taco de beisebol na melhor das hipóteses, e num cenário da pior das hipóteses, ele poderia ter me nocauteado. Mas eu consegui desviar seu ataque e combatê-lo com um chute baixo visando sua coxa, apenas sobre o seu joelho e enfraquecendo sua perna fazendo-o cair sobre seu traseiro no chão e aumentando a minha pontuação para dois pontos. Ao fim de pouco mais de uma hora de treino, eu só consegui entorpecer os limites  do meu nervosismo sobre o encontro com Flynn que se aproxima.

Tendo tomado um banho rápido, eu ponho minha roupa, e Taylor me leva ao Escala. Anastasia estará dirigindo hoje. Estou um pouco nervoso sobre isso, já que ela se distrai facilmente dirigindo, por algo tão simples como um rádio.

Eu me encaminho para a cobertura enquanto Taylor está estacionando o SUV. Depois de entrar no apartamento, eu vou para o meu quarto. Eu tiro minhas roupas de trabalho e escorrego em meus jeans de cintura baixa e uma t-shirt branca. Eu vou para a cozinha e me sirvo de  um pouco de vinho branco. Tomo um gole do vinho, e eu provo do frescor refrigerado enquanto ele desce suavemente. Eu fecho meus olhos e saboreio o gosto por um segundo. Enquanto eu tomo outro gole, eu sinto o meu Blackberry vibrando. Eu o pesco para fora do bolso do meu jeans, e olho o interlocutor. É Ros.

"Grey,” eu atendo o telefone.

"Sr. Grey, Ros. Você já falou com Barney hoje? "

"Eu já." Ela espera que eu dê mais detalhes.

"O que você precisa saber?"

"Uma vez que adquirimos a SIP,” ela começa dizendo, e ela tem toda minha atenção.

"Eu queria saber se nós vamos mantê-la ou vendê-la mais tarde."

"Tenho toda a intenção de mantê-la,” eu digo secamente.

"Bom, porque se for esse o caso, eu estava pensando que poderíamos economizar dinheiro se fundirmos seu sistema de rede com o nosso. Em vez de manter dois departamentos de TI separados, seria mais sábio, e para não mencionar rentável, absorvê-lo no nosso. Uma vez que você investiu milhões de dólares para o novo sistema de TI, eu acho que isso seria benéfico para o GEH,” diz ela.

"É verdade, mas eu ainda gostaria de mantê-lo como uma entidade separada. Mesclá-la e movê-la pode incorrer em custos inesperados. Acho que Barney pode avaliar isso melhor, e pode vir até com os números para nós a longo e curto prazo,” eu digo. Considerando como Anastasia é, se ela achar que não quer mais trabalhar para a SIP, posso vendê-la. Mas meus planos a longo prazo incluem dar a SIP a Anastasia pelo caminho. Eu dreno o restante do vinho em meu copo, e caminho até as janelas panorâmicas olhando para o lado de fora, observando o horizonte da cidade e o sol escurecendo.

"Eu falei com Barney, e ele disse que o sistema deles não é muito complicado, e é até mesmo ultrapassado. Teríamos que atualizar o sistema, e isto incorre em um custo bastante grande , embora, obviamente, não tanto quanto nós já gastamos na nossa. Barney estava dizendo que o sistema de absorção da SIP no nosso, com uma fácil separação da unidade aqui, iria tanto nos permitir fácil acesso a ela, como corrigir, caso necessário a manutenção de alguma coisa."

"Isso realmente não é uma má idéia,” eu digo sabendo que vai me dar um pouco mais de influência e acesso a Anastasia e também poderia protegê-la melhor caso ela tivesse conseguido outro chefe que fosse amistoso demais como o anterior. Eu sinto um puxão e uma corrente de eletricidade pegando meus  nervos,  me colocando em alerta logo em seguida. Eu sinto seu olhar antes de eu ver seu rosto. Eu imediatamente viro, e tudo está bem no meu mundo, mais uma vez, porque Anastasia está aqui. Eu não posso deixar de sorrir para ela tão grande quanto eu posso, depois de ver seu lindo rosto. Minha mente saiu da conversa que estava tendo com Ros.

"Eu estava apenas brincando com os números, e eu perguntei a Barney parte do custo, acho que isso faria...” diz ela, mas eu não a deixo terminar a frase.

"Ros, isso é maravilhoso. Diga Barney que vamos seguir de lá... "

"De onde Christian?” ela pergunta confusa.

"Até logo".

"O quê? Espere,” ela diz e eu desligo.




Estou muito ansioso para estar com Anastasia para pensar em algum servidor neste momento. Não é tão premente. Eu deposito o meu Blackberry de volta no bolso e avanço para Anastasia. Ela está tão doce e crocante como estava esta manhã. Eu sinto a força magnética puxando na direção dela. Como se ela fosse o sol, e eu fosse o planeta.

"Boa noite, Anastasia," murmuro e inclino-me para beijá-la. Meus braços se enrolam em torno de seu corpo, e eu a envolvo. "Parabéns pela promoção, baby,” eu sussurro, mordiscando sua orelha. Ela inspira o meu perfume, sua cabeça empurrando em meu peito.

"Você tomou uma ducha,”  ela murmura.

"Eu acabo de treinar com Bastille,” eu explico.

"Oh, entendo,” diz ela, se envolvendo no meu perfume.

"Foi ótimo. Eu consegui derrubá-lo em sua bunda duas vezes ,” eu digo sorrindo. Eu posso me gabar um pouco com a minha namorada, afinal eu não consigo derrubá-lo com freqüência. Geralmente é o contrário.

Ela sorri para mim.

"Então, não é isso que acontece muitas vezes?"

"Não, não realmente. E quando isso acontece, é muito gratificante. Você está com fome? "

Ela balança a cabeça de forma negativa e seu rosto despenca. Eu fico preocupado imediatamente.

"O quê?" Pergunto franzindo a testa. Qual é o problema?

"É só que eu estou nervosa sobre o Dr. Flynn,” diz ela, e suas palavras refletem o que eu venho sentindo durante todo o dia.

"Estou muito nervoso também,” eu confesso. "Mas, diga-me sobre o seu dia,” digo tentando nos distrair dos nervos.

"Oh! Christian, eu estava tão nervosa esta manhã. Assim que cheguei ao escritório, encontrei uma nota dizendo-me para ir ao escritório de Elizabeth imediatamente. Eu pensei que, com Jack tendo partido, ela ia me dizer que já não precisava de mim. Então eu entrei em seu escritório, e nós estamos apenas olhando uma para a outra. Meu coração está na minha garganta, então ela finalmente diz que ela tem algumas notícias tristes, e que Jack deixou a empresa de vez, de repente, como se ele fizesse isso fora da bondade de seu coração,” diz ela estremecendo. Concordo com a cabeça, incentivando-a a continuar.

"Então, ela me diz que sua saída criou uma vaga e eles gostariam que eu a preenchesse no momento, até que haja uma substituição. Eu fiquei nervosa, é claro. Eu não tinha certeza se eu poderia fazer o trabalho. Seu raciocínio era que Jack defendeu minhas habilidades e, aparentemente, ele tinha grandes esperanças em mim,” diz ela fazendo uma careta. Com isso, a minha mandíbula aperta, meus lábios ficam em uma linha esticada, e meus olhos escurecem. Eu deveria ter batido mais naquele filho da puta na noite passada!

"Bem, nós sabemos sobre o que eram essas grandes esperanças!" Eu digo amargamente.

"Sim, bem, você salvou o dia,” diz ela sorrindo, e envolvendo os braços em volta de mim, aliviando a tensão. Eu beijo o topo de sua cabeça, e pergunto-lhe o que mais tinha acontecido.

"De qualquer forma, porque eu tinha estado em contato com os autores principais de Jack e eles tomaram conhecimento das notas dos capítulos que eu escrevi, eles acham que eu sou capaz de fazer o trabalho. E o resto do dia continuou com uma reunião e outra ,” diz ela me liberando.

"Ah, eu esqueci de te dizer. Era para eu ter almoçado com Mia hoje,” diz ela. Eu não sabia disso. Como é que ela nunca mencionou isso antes?

Eu levanto uma sobrancelha inquisitiva e digo: "Você nunca mencionou isso antes."

"Eu sei, eu esqueci completamente. Mas eu não pude ir por causa da reunião, e Ethan Kavanagh a levou para almoçar em meu lugar,” diz ela em uma respiração rápida.

Minha irmã com o companheiro Kavanagh? O que ele estava fazendo vindo ao trabalho de Anastasia, afinal? É uma tentativa de avançar sobre ela? Eu não ficaria surpreso depois do que aconteceu no apartamento de Anastasia.

"Entendo,” eu digo sem rodeios.

Anastasia vê meu olhar escurecendo, e nervosa, morde o lábio. A energia escura está entrelaçada com o desejo que eu sinto por ela agora.

"Pare de morder o lábio, Anastasia".

Ela rapidamente para de morder e diz que vai refrescar-se antes de sair para o escritório de Flynn, e rapidamente ela sai do quarto, antes que eu possa questioná-la sobre Kavanagh e minha irmã me deixando quente e incomodado, de pé aqui.
*****

Nós nos dirigimos ao escritório de Flynn na Saab do Anastasia. Anastasia fica surpreendida com a curta distância. Eu digo a ela que eu combino meu exercício e minha terapia, correndo para o seu escritório. Ela sorri. Estou completamente satisfeito com a forma como ela lida com o seu carro; sua segurança está em boas mãos.

Ela parece distraída.

"Sim, uhm. Eu também penso assim,” diz ela sorrindo, mas sua mente está em outro lugar. Seu peito está respirando ansiosamente;  seu olhar está combinando com seu coração. Ela está nervosa também.

"Christian ...” diz ela fazendo um 'o' com os lábios exalando e respirando fundo. "...Eu,” diz ela engolindo. Qual é o problema? Por que ela está extremamente nervosa? Será que ela está pensando em terminar comigo aqui?

"Qual é o problema, Ana?" Pergunto refletindo sua ansiedade.

Finalmente ela cava em sua bolsa, e pega alguma coisa, e sustenta este artigo pequeno o suficiente para caber em suas mãos. "Aqui,” diz ela. Eu olho para baixo confuso. É uma pequena caixa de presente colocada no meio da palma da mão envolta em papel pardo e amarrado com corda.

"Eu tenho isso para o seu aniversário. Gostaria de dá-lo agora, mas só se você prometer que não vai abri-lo até sábado, em seu aniversário, ok? "

Eu não recebo muitos presentes, porque as pessoas geralmente não sabem o que me dar, já que aparentemente tenho tudo, e posso pagar tudo. Mas, tudo que Anastasia faz ou me dá é um tesouro. O fato de que ela pensou em mim... Eu engulo em seco. Isso significa muito. Esta pequena caixa é grande o suficiente para mim para guardar o universo dentro dela. É de Anastasia! Eu olho para ela tentando piscar para longe as emoções que estão forçando sua saída, e só posso murmurar "tudo bem" para ela.

O meu olhar está  fixo nessa caixinha.


Ela puxa uma golfada profunda de ar como se fosse seu último, e coloca a caixa dentro da minha mão aguardando. Eu me sinto oprimido, espantado, congelado, paralisado, tudo ao mesmo tempo - tudo com a delicadeza desta pequena caixinha. Eu finalmente seguro a pequena caixa entre o polegar e o dedo indicador, e a agito perto da minha orelha. Ela chacoalha. Hmm. O que poderia ser? Não é um anel. Seria uma ilusão pensar! É mais pesado do que um anel, e um anel não chacoalha. Ele mantem-se com firmeza.

São abotoaduras? Seria mais que um estalo se a caixa tivesse abotoaduras. Não um chocalho. Argh! A curiosidade está me queimando de dentro para fora! Eu a mantenho na palma da minha mão e olho para ela. Eu não tenho visão de raio-x do Superman. A frustração me faz franzir a testa. O que poderia ser? Anastasia, isto é pura tortura! Hoje só é quinta-feira! Dois fodidos dias para esperar!

Eu finalmente sorrio. Eu posso esperar para abri-la no sábado! Isto é de Anastasia. Eu vou mantê-la perto de meu coração por um par de dias por segurança dentro da minha jaqueta de risca de giz.

Enquanto eu o coloco dentro da minha jaqueta, Anastasia me avisa: "Você não tem permissão para abri-la até sábado."

"Eu entendo. Mas, por que você está me dando isso agora?" Se ela não quer que eu abra até sábado, não faz sentido ela dá-lo para mim agora. Ou não? Há algum significado?

A resposta de Anastasia tira-me dos meus devaneios. "Porque eu posso, Sr. Grey,” diz ela sorrindo e me fazendo sorrir em resposta ao seu sorriso, mesmo que ela tenha roubado meu bordão!

A recepcionista de Flynn, uma senhora idosa, Eleanor,  nos cumprimenta.

"Boa noite, Eleanor,” eu respondo a sua saudação.

"Dr. Flynn está esperando por você, senhor. Por aqui,” diz ela, enquanto ela sorri para nós, ou talvez para mim, e os olhos de Anastasia estreitam para ela. Ciumenta? Sua resposta me faz me sentir um pouquinho melhor. À medida que entramos no escritório de Flynn, Anastasia repara na decoração. Ela olha a sala verde pálido com sofás verde escuros, e poltronas  de couro. Flynn se levanta de sua mesa no canto extremo e caminha para nos cumprimentar. Percebo que Anastasia dá um rápido olhar começando na calça preta de Flynn, na camisa gola aberta azul pálido, e, finalmente, parando em seus olhos azuis. Flynn me cumprimenta primeiro, estendendo a mão.





"Christian,” diz ele sorrindo.

"John,” eu respondo enquanto eu seguro a mão dele. "Você se lembra de Anastasia?" Eu digo, como forma de reapresentação.

"Claro. Como eu poderia esquecer? Bem-vinda, Anastasia ,” ele a recebe calorosamente em seu sotaque londrino.

"Chame-me Ana, por favor,” diz Anastasia.

"Ana,” ele responde. E ele nos leva para o cômodo. Faço um gesto para um dos sofás para Anastasia, e ela senta-se embora parecendo muito nervosa. Ela cruza as pernas, e decidindo contra isso, cruza os pés nos tornozelos. Ela tenta colocar os braços sobre o apoio do braço, mas  também é desconfortável para ela, e, finalmente, ela coloca em seu colo. Eu sento no sofá ao lado dela, colocado em um ângulo reto. Há uma mesa lateral com um pequeno abajur de mesa sobre ela, entre nossas cadeiras. Eu me sento no sofá cruzando as pernas e descansando meu tornozelo no meu joelho. Dirijo o meu braço para a  parte de trás do sofá, e avanço para encontrar a mão nervosa de Anastasia, e a aperto para lhe dar alguma tranquilidade, embora eu não sei se é para o seu benefício, ou o meu. Flynn toma seu lugar na cadeira ao lado, seu bloco de notas de couro na mão,  pronto para observar.

"Ana, Christian pediu que o acompanhasse a uma de nossas sessões. Só para informá-la, nós tratamos estas sessões com sigilo absoluto,” diz Flynn. Mas Anastasia o interrompe.

"Oh, sim, eu entendo, Dr. Flynn... Eu já assinei um NDA,” ela murmura mal-entendendo o médico. Eu libero sua mão como se suas palavras me chocassem com uma sacudida de eletricidade.

"Desculpe, o quê? Você quer dizer um acordo de não divulgação?” Ele pergunta e Anastasia concorda, confusa. Flynn me olha questionando, e eu casualmente encolho os ombros.

"Só por curiosidade Christian... Esclareça-me se você quiser...” diz ele pigarreando. "Você começa todos os seus relacionamentos com as mulheres com um Acordo de Não Divulgação?"  É claro que todos os meus funcionários assinam um, todos os meus médicos assinam um, na verdade mesmo Flynn assinou um. Ele deve ter uma idéia disso sabendo quem eu sou e o que eu faço com as mulheres.

"Eu faço com as contratuais,” eu respondo. Flynn tenta reprimir um sorriso.

"Você já teve algum outro tipo de relacionamento com mulheres?” Ele pergunta em um tom divertido.

"Não, acho que não,” eu digo sorrindo, vendo a ironia nisso.

Isso, claro, confirma as suspeitas de Flynn. "Nesse caso, não temos nada com que nos preocupar sobre confidencialidade. No entanto, desde que eu entendo que você está entrando em um relacionamento extra-contratual, eu gostaria de sugerir para você rever e discutir o NDA em algum momento. "

"Espero entrar em um tipo diferente de contrato com ela,” eu digo, num suave  murmúrio, e vislumbrando Anastasia que agora está corando profusamente. Flynn me olha com curiosidade, estreitando os olhos. Em seguida, balançando a cabeça, ele se vira para Anastasia e diz: "Ana, você tem que me perdoar, mas talvez eu sei muito mais sobre você do que você pode pensar. Christian foi muito sincero. "Os olhos de Anastasia dardejam para mim frenéticos, questionando.

A pergunta de Flynn divide seu olhar e ela volta sua atenção para ele.

"Ana, então, assinou um NDA... Isso deve ter sido um choque para você. "Anastasia olha e pisca, e balança a cabeça negativamente.

"O choque do NDA foi inconsequente comparado às revelações mais recentes do Christian,” ela responde com sua voz suave, ansiosa.

Flynn acena sorrindo para Ana: "Eu tenho certeza,” ele responde. Então se vira para mim e pergunta: "Então, Christian, o que você gostaria de discutir hoje?"

Eu dou de ombros com indiferença embora eu estou nervoso como o inferno. É isso aí!

"Foi Anastasia, que quis vê-lo hoje. Talvez você deve dirigir a pergunta a ela," Eu digo a Flynn que parece surpreso, mas veste o rosto profissional, e se vira para Anastasia questionando. Anastasia imediatamente fica tímida, seu olhar mergulha nos dedos entrelaçados. Ela não está acostumada a ser o foco central.

Então o porra do  Flynn faz  a ela uma pergunta que me deixa nervoso como o inferno!

"Ana, você estaria mais confortável se Christian nos deixasse um pouco?" O olhar de Anastasia imediatamente dardeja para mim, e eu olho para ela com a esperança de que ela estaria suficientemente confortável com a minha presença para ser capaz de discutir o que a está preocupando.

"Sim,” ela sussurra e meu coração aperta. Eu abro minha boca para protestar, franzindo a testa. Eu olho de uma pessoa para outra. Eu fecho a minha boca. Eu posso fazer isso... Eu posso fazer isso... Eu me levanto de mau humor.

"Eu vou estar na sala de espera,” eu digo a ninguém em particular. Meus nervos estão tão tensos, e eu estou tão no limite, que eu me sinto como um arco firmemente esticado pronto para atirar a flecha. Eu expiro lentamente pelo nariz como um touro,  enquanto  meus dentes estão cerrados e minha boca fica em uma linha reta.

"Obrigado, Christian,” diz o Dr. Flynn imperturbável.

Viro-me e olho para Anastasia, procurando seu olhar. Por que ela não me quer aqui? Será que isso significa que ela não me quer, afinal? Eu não ficaria surpreso. O que ela poderia querer falar com ele sem a minha presença aqui? Eu estou muito pronto para arrastá-la para fora do escritório de Flynn, e nunca mais voltar. Mas, isso iria retornar para mim. O que fazer? O que fazer? Levá-la para fora, ou esperar e ver como as coisas andam? Eu tenho que fazer algum controle de danos? Eu poderia ter que fazer... Eu não vejo nenhuma apreensão nos olhos de Anastasia, mas isso não significa que ela não está apreensiva. Muito bem! Eu vou dar isso a ela. Trinta minutos, a partir de agora! Porra! Flynn pode dizer a ela minha história de vida em 30 minutos. Ele assinou um NDA. Ele não deveria divulgar informações sobre mim. Mas, novamente, eu entreguei Anastasia a ele com minhas próprias mãos, porra! Eu não posso levá-lo ao tribunal,  posso, se ele transmitir informações pessoais sobre mim, posso? Depende do que ele disser  a ela.

Eu ando para a sala de espera, e Eleanor olha para mim. Sento-me casualmente em um dos sofás de couro.
"Gostaria de algo para beber Sr. Grey?" Eleanor pergunta amavelmente.

"Não, obrigado,” eu digo secamente.

O meu olhar está fixo no corredor onde Anastasia e Flynn estão fechados juntos conversando. Falando sobre nós ... Decidindo sobre o nosso futuro! Eu não posso fazer uma porra de uma merda sobre isso! Eu não deveria ser uma das pessoas que têm uma palavra a dizer sobre essa decisão? Faltam vinte e seis minutos e 13 segundos.

Eu cruzo meu tornozelo esquerdo por cima do meu joelho direito. Meus braços estão descansando contra o encosto do sofá. Não, isto não é confortável. Eu recupero os meus braços para o meu colo, levanto a bunda do sofá, e recupero o meu Blackberry para parecer ocupado para o bem de Eleanor que está me olhando como se eu fosse um experimento de laboratório.

Eu percorro meus e-mails. Ros no negócio de aquisição, Ros no estaleiro coreano, Ros na fusão dos servidores SIP com os nossos, Barney assumindo a imersão do servidor, progresso de Welch em Hyde - não há muito o que informar ainda, no entanto, Barney novamente sobre o custo de nossa última atualização da sala do servidor, Andrea me enviando email sobre projeto de agricultura da WSU e possível atualização em progresso, e a reunião amanhã, e a última mensagem de Anastasia de e-mail. Está me dizendo para não me preocupar com Flynn. Devo prestar atenção a ela? Como não me preocupar quando ela praticamente deixa Flynn me expulsar da sala? É este o comportamento de uma namorada que lhe diz para não se preocupar? Ela teria dito: "Eu não tenho nada a esconder de Christian. Ele pode permanecer..." Não! Tinha que me expulsar! Por quê? Será que ela me ama menos agora? Eu ainda a intimido tanto assim? Eu balanço minha cabeça para afastar os pensamentos.

Tenho que achar algo para ocupar minha mente... Eu percorro o conteúdo do meu telefone e encontro um jogo que envolve algumas aves que me olham irritadas. (N.T. Angry Birds) Bem, que bom! Eu sei exatamente como vocês se sentem. Meus dedos estão tremendo enquanto eu tento destruir as caixas empilhadas atirando nos pássaros de caras zangadas. Minha mente não está se concentrando.

"Sr. Grey, você está bem, senhor? "Uma voz preocupada pergunta se curvando. Eu pisco e levanto os olhos.

"Sim, por quê?" Eu digo, levantando os olhos, franzindo a testa.

"Você parece estar tremendo, senhor. Você está com frio aqui? "

Eu olho para as minhas pernas, e eu tenho esse gesto nervoso novamente. Eu lentamente ponho minha perna para baixo.

"Eu posso ter aquela  água agora, Eleanor. Obrigado,” eu digo distraindo-a.

Ela escapa afastando-se para obter-me uma garrafa de água. Eu verifico o meu tempo novamente. Dezoito minutos e 27 segundos. O tempo tem sido sempre a essência, mas até que eu conheci Anastasia, eu nunca contei os segundos. Eu me sinto como Anthony Constantino agora. Suas palavras soam na minha cabeça e quão verdadeiras elas são. "Só quando eu aprendi a amar você  eu entendi a relatividade do tempo; então, eu queria abraçá-la para sempre, esperando que a eternidade durasse apenas alguns minutos mais." Só que o meu amor está dentro da sala, enquanto eu estou sentado aqui, me atormentando!




Levanto-me da cadeira e começo a usar uma faixa no tapete turco de Flynn na sala de espera. Eleanor vem, e me dá a água. Eu a pego distraído. Meu coração está na minha garganta. Eu não posso aguentar essa espera! Eu me sinto como se eu tivesse sido amarrado e amordaçado e aterrorizado e castrado, e lobotomizado, tudo ao mesmo tempo, mesmo que ela escreveu em seu e-mail para não me preocupar com Flynn. Como posso, quando estou sentado aqui... bem, andando aqui, e Flynn está muito possivelmente, recomendando-lhe para despejar a minha bunda! Minha mão chega dentro do meu bolso. Eu pego a pequena caixa na minha mão. Eu a mantenho na minha mão como se fosse a salvação que Anastasia jogou para mim. Ela me ama. Ela me ama. Ela me ama, eu canto na minha cabeça.

Treze minutos ...

O amor que tenho por Anastasia me assusta. Mas o que me assusta mais é não tê-la me amando de volta, ou pior, parando de me amar... Pior ainda seria não tê-la em minha vida. Eu tenho que ter seu corpo e alma e coração. Qualquer coisa menos do que isso iria me destruir ...

Não foi Benito Behar  quem escreveu:

"Tudo que eu faço é agir sobre a minha paixão e  eles chamam isso de pecado.

Tudo que eu faço é dizer a verdade e eles me chamam de hipócrita.

Tudo o que eu sinto é dor e tristeza e eles chamam isso de amor.

Tudo que eu faço é colocar meu coração em páginas vazias, e eles chamam isso de poesia ".

O pobre desgraçado devia estar apaixonado! Bem-vindo ao clube, otário! Entre na fila para a dor! Estamos abertos 24/7! Até o momento em que Anastasia disser "sim" para mim, eu vou acabar me tornando um poeta também... Eu paro de repente. E se ela não disser? E se é isso? E se Flynn disser que eu tenho muita merda e ela achar que não vale a pena o esforço?

"Ah, porra!" Eu digo em voz alta, e Eleanor me olha, corando com o meu epitáfio. Eu começo a andar no tapete novamente e ponho a  recepcionista de Flynn nervosa.

Não! Não! Não! Não! Ela é parte de minha existência, parte de mim, parte da minha alma! Onde quer que eu olhe, eu a imagino. Ela está nas minhas esperanças e sonhos, e em cada perspectiva do meu futuro... Eu não vim aqui, e a trouxe aqui para que ela possa me deixar! Eu não estou aqui para perdê-la. Seria um dia frio no inferno se ela me deixar hoje!

Oh Deus! Ela pode me machucar... Ela realmente pode ferir-me por me deixar. Eu não sei o que eles estão falando aí, e eu estou em agonia aqui. Porra!

Quatro minutos! Quatro minutos péssimos!

Eu estou muito ciumento do porra do tempo que Flynn está  passando com a minha mulher, mesmo se ele é o psiquiatra, e a impotência de não estar lá dentro é uma tortura... Eu sou o único que estou fodido de amor por ela, pelo amor de Deus!

Dois minutos... Vou informar-lhes do tempo!

Eu vou para o escritório de Flynn, e bato na porta mostrando nitidamente a porra da minha irritação. Como alguém iria entender esse amor me queimando de dentro para fora? Eu sou um homem em chamas! Eu entro na sala, e fecho a cara, para Anastasia e Dr. Flynn.

"Bem-vindo de volta, Christian,” diz Flynn sorrindo. Oh, cale a boca!

"Eu acredito que seu tempo acabou, John,” eu digo intencionalmente.

"Quase, Christian. Venha se juntar a nós ,” diz ele moderadamente.

Após as torturas dos últimos 28 minutos, não posso ficar a uma polegada de distância de Anastasia. Eu tenho que ter contato físico com ela. Sento-me ao lado dela no sofá, com nossas pernas se tocando como se estivéssemos juntos pelos  quadris, e eu coloco a minha mão sobre seu joelho para deixar Flynn saber exatamente a quem ela pertence. Eu não posso me impedir. Mesmo que ele tenha uma esposa por quem ele está apaixonado, e ele seja o meu psiquiatra, tenho que marcar o meu território. Ela é minha mulher! Minha amante! Minha namorada! Depois de esperar estes horrendos 28 minutos, eu não me importo quem acha que sou possessivo, Flynn ou qualquer outra pessoa! Acho que até Deus concordaria comigo no presente. Eu não sou o primeiro homem enamorado! Mas eu amo Anastasia com toda a minha paixão, toda a minha existência, toda a minha alma, com tudo o que eu sou, fodido ou não. O rei Salomão não viveu um dos maiores amores na história humana, e ele deixou marcado seu caminho na Bíblia com o seu amor? Por que o meu deve ser menos do que em proporções bíblicas?

Flynn olha minha mão possessiva sobre a perna de Anastasia. Sim, dê uma boa olhada! Ela é minha mulher!
"Você tem mais alguma pergunta Ana?” Ele pergunta, em tom preocupado. Por que ele está preocupado? O que ela perguntou? Oh, foda-se! Ela só balança a cabeça nervosamente.

"E você Christian?"

"Não, hoje não, John," eu respondo, meu olhar sem deixar o rosto de Anastasia. Ele apenas acena com a cabeça, concordando.

"Talvez, você pode achar que é benéfico vocês dois virem novamente no futuro. Eu não tenho nenhuma dúvida de que Ana vai ter mais perguntas. "

De quais perguntas ele está falando? Eu concordo sem entusiasmo. Sem pestanejar,e eu ainda estou olhando para Anastasia, e ela cora com o comentário de Flynn. Ela ainda está comigo? Ainda é minha amante, minha namorada?

"Você está bem?" Pergunto preocupado em voz baixa. Ela balança a cabeça e sorri para mim. Eu finalmente exalo um suspiro que eu não sabia que eu estava segurando. Sinto-me apenas uma fração melhor. Com esse pequeno alívio eu aperto sua mão em garantia. Mas ainda assim, eu quero sair daqui com ela e fazer um controle dos danos.

Eu me levanto, e coloco Anastasia de pé.

Quando estamos saindo, finalmente lembro-me de verificar sobre Leila. Em voz baixa, pergunto a Flynn como ela está indo em seu progresso. Ele me diz que ela vai chegar lá.

"Mantenha-me informado de seu progresso,” eu digo, e ele me garante que ele vai.

Então eu viro para Anastasia e pergunto: "Vamos comemorar sua promoção agora?" Um pouco bruscamente. Ela entende o meu tom, e acena com a cabeça timidamente.

Eu mal posso sair do escritório de Flynn, e assim que a porta se fecha atrás de nós, e estamos na rua, eu viro para ela e pergunto-lhe como foi.

"Foi muito bom,” diz ela enigmaticamente.

É isso? Bom? Minha suspeita está crescendo no meu interior, ansioso e nervoso.

Inclinando a cabeça para um lado, ela diz: "Por favor, não me olhe desse jeito, Sr. Grey. Por ordem do médico, eu vou dar-lhe o benefício da dúvida. "


Huh?

"O quê? O que isso significa?" Estou completamente surpreso com sua atitude leve.

"Você vai ver,” diz ela com um brilho nos olhos.

Sua resposta estranhamente me faz sorrir, mas eu controlo para diminuir o meu olhar escrutinador sobre ela, e abrindo a porta do passageiro de seu carro, eu finalmente ordeno-lhe: "Entre no carro".

Mas antes que ela consiga entrar no carro, o seu Blackberry começa a tocar. Ela dá um olhar para o interlocutor, e seu rosto empalidece. Quem é?

"Oi,” ela responde com uma voz estridente. Atrevo-me a adivinhar quem é? Uma voz masculina cumprimenta-a, e o ciúme em mim, sobe muitos graus na escala. Eu olho para ela, desconfiado.

"José,” ela fala sem som para mim. Bastardo filho da puta! Com quantos indutores de stress eu posso lidar em um dia? Meu rosto esconde a minha apreensão, mas é difícil mantê-la fora dos meus olhos.

"Me desculpe, eu não tive a oportunidade de chamá-lo. É sobre o dia de amanhã?” ela pergunta a ele, mas seu olhar está sobre mim. O que ela está me perguntando?

Eu ouvi algo sobre as fotos que eu comprei. Esta deve ser a entrega em mão de cortesia por outro admirador dela! Eu vou pagar pelo transporte o triplo, se precisar, mas ele pode ficar onde ele está!

Anastasia limpa a garganta nervosamente. O que diabos ele está fazendo com ela?

"José, eu estou atualmente ficando com Christian,” diz ela, e virando e olhando para mim, ela acrescenta: "Ele diz que você também pode ficar em seu apartamento, se você quiser." O inferno que eu disse! Estou encurralado em um canto. Ou ele fica com a gente, ou minha namorada vai e fica com dois caras que estão ao mesmo tempo babando em cima dela! Um homem pode ter uma pausa aqui?

Minha boca fica em uma linha esticada, e Anastasia se encolhe. Em seguida, após o filho da puta lhe perguntar alguma coisa, ela vira as costas para mim e começa a caminhar para o outro lado da calçada.

"Sim,” ela responde a uma pergunta que eu não podia ouvir.

Revirando os olhos, ela diz , "Sério". Mil Dólares  que eles estão falando de nós.

Ela está se mexendo onde ela está de pé.

"Sim,” ela responde novamente monossilábica. Tenho certeza de que é tudo sobre mim. O que ela não quer eu ouça? Por que o sigilo?

Ela exala e diz: "É claro que eu estou,” diz ela. Claro que ela está o que?

Ela escuta sua resmungação novamente. "Sim, você pode me pegar no trabalho." Ótimo!

"Eu vou mandar por texto o endereço." Ela escuta novamente. Eles estão organizando um tempo para se encontrar.

"Digamos cerca de seis?"

Ela sorri de orelha a orelha no telefone. Eu não gosto dela respondendo a outro homem dessa maneira. Porque eu acho que um homem nunca deve dar a oportunidade a outro homem para fazer a sua mulher sorrir! Esse é o meu trabalho! Não daquele filho da puta!

"Ótimo. Vejo você amanhã ,” e desliga a chamada.

Estou inclinado sentado sobre a Saab e meus braços estão cruzados sobre o peito.

"Como está o seu amigo?" Pergunto indiferente.

"Ele está bem. Ele vai me pegar do trabalho para ir para uma bebida. Gostaria de vir com a gente? "

Estou tentando avaliar a situação. Será que ele vai ser uma ameaça para Ana? Se ele vai, então eu definitivamente vou estar lá. Se ela acha que ele não vai, eu vou tentar mostrar a ela que eu posso fazer concessões, e ela pode ver seu amigo, sem qualquer interrupção minha. Eu acho que posso lidar com isso.

"Você acha que ele vai tentar alguma coisa com você?" Pergunto friamente tentando avaliar sua expressão.

"Não! É claro que não!” Ela responde agitada. Isso é bom o suficiente para mim.

Eu levanto minhas mãos para concordar. "Tudo bem. Você pode sair com José, e eu vou vê-la no final da tarde. "

Ela dá um passo para trás e olha para mim como perguntando 'quem é você e o que você fez com Christian?’ Me fazendo sorrir.

"Está vendo? Eu posso ser razoável de vez em quando,” eu digo sorrindo.

Mas, claro, com Anastasia, é sempre testando seus limites e tentando encontrar uma fenda fraca.

"Posso dirigir? ” Ela pergunta entusiasmada. Bem, isso não demorou muito.

"Eu prefiro não ser conduzido,” eu respondo.

"Mas isso não é justo! Você não confia na minha condução? Você me deixou dirigir esta manhã, e você sempre deixa Taylor levá-lo,” diz ela com petulância.

"É porque eu confio na condução de Taylor implicitamente." Parece que ela está pronta para uma luta com as mãos cerradas em seus quadris.

"Meu Deus, Christian! Eu estou dirigindo desde que eu tinha 15 anos de idade. Sabe, sua mania de controle não conhece limites!" Eu dou de ombros, como se fosse algo que não me preocupa. Ela caminha até mim com raiva. Apontando para o carro, ela sibila.

"Você comprou este carro para mim? ” Ela pergunta em voz exigente.

"Sim, claro."

"Então, eu quero as chaves. Eu só conduzi este veículo duas vezes – ida e volta para o trabalho. Enquanto isso, você está tendo toda a diversão, e brincando com o meu carro!” Diz ela fazendo beicinho. Jesus! Ela é tão excitante quando ela está com raiva de mim! Tão viva! Tão apaixonada! Eu tento suprimir meu sorriso.

"Mas você não tem idéia para onde estamos indo,” eu digo tentando atrapalhar seu plano.

"Bem, Sr. Grey,” diz ela suavizando seu tom de voz, e transformando-o em uma voz lasciva. "Eu tenho certeza que você pode me esclarecer. Eu sei que isso é verdade; afinal, você fez um ótimo trabalho até agora,” diz ela, enquanto ela corre os dedos acariciando o capô do carro enquanto ela está se aproximando de mim.

Quando ela aprendeu a seduzir-me assim? Ela me atordoa em silêncio, e minha libido apenas subiu para 'tenho que tê-la agora ,” e eu só posso sorrir para ela em resposta.

"Você disse ótimo trabalho?" Pergunto, querendo que ela repita seu reconhecimento.

Ela cora. "Na maior parte, sim,” ela responde.

"Bem, então, Srta. Steele, nesse caso, você pode nos levar,” eu digo entregando-lhe as chaves e dando a volta e abrindo a porta do motorista para ela.




*****


"Coloque-me como um selo sobre o seu coração; como um selo sobre o seu braço; pois o amor é tão forte quanto a morte, e o ciúme é tão inflexível quanto a sepultura. Suas brasas são fogo ardente, são labaredas do Senhor. Nem muitas águas conseguem apagar o amor; os rios não conseguem levá-lo na correnteza.” *




35 comments:

Neusa Reis said...

Meninas, este capítulo está excelente. A parte mais interessante, que me fez rir muito, foram os 28 minutos que o Christian ficou na sala de espera do Dr. Flynn. A Emine conseguiu a perfeição de pensar como o Christian. O que acabou fazendo estes momentos muito engraçados, com os pensamentos dele bombardeando sua cabeça, e a secretária não entendendo nada. E ele contando minutos e segundos também foi ótimo. Um capítulo muito divertido, com a descrição da roupa do Barney também muito engraçada. Foi bom, porque dias mais sombrios virão.
E ao pessoal que está chegando agora e está comentando, obrigada, isto nos aquece o coração.
E Pao, a Emine fez a correção que você pediu.
Beijos a todas. E esta semana que passou foram 3 capítulos, viram?

grace said...

obrigada Neusa, super acompanho e sua tradução é maraaaa

Gizele Santos said...

Amei os cantares de Salomão no final do capítulo! ♥

Anonymous said...

Como sempre, um maravilhoso cap. ansiosa pelo prox.. ja vai ser o aniversario do Christian ne? Adorooo..

Maysa

Daniela Martins said...

ahahahaha! Control freak pirando geral, Neusa! Simplesmente, a Emine é sensacional! E vc uma flôr por se disponibilizar as traduções! Excelente semana p vcs duas e familias!
bjkas

Olidelgi said...

Parabéns por mais este capítulo!! Tire-me uma dúvida, ontem estava vagando na internet e encontrei um site que tem a tradução do livro 1, escrito pela Emine, mas não aparece seu nome como tradutora, existem outros fazendo a tradução tbm???
Não li, por isso não pude comparar, pois acho seu trabalho é impecável.
Obrigada mais uma vez.
Bjs,
Olidelgi

Eminé Fougner @ Cowboyland said...

Hi Olidelgi,

Neusa has done all the translations (Book I and II). She's exceptional in her translation abilities. Always does an impeccable job. I have to go back and check the chapters, but I'm pretty sure her name is there. When I combined the chapters, I made sure I put her name on the cover page.I just checked it and it is on the very first page in bold letters :)

Neusa Reis said...

Obrigada Emine pelas gentis palavras. Existem outras traduções do seu POV Christian circulando por aí. A maioria delas é feita através do Google Tradutor. Algumas estão um pouco melhores do que o Google, embora a concordância dos verbos e a tradução das expressões idiomáticas deixe muito a desejar. Eu acho um desrespeito com a autora, com você Emine, a gente não fazer uma tradução à altura do que foi escrito.E mesmo assim me cobro muito os erros que faço. Mas eu sou pressionada pelo tempo e pela vontade de traduzir, logo para vocês aproveitarem tanto quanto eu, como neste capítulo de hoje. Estive lendo algumas traduções informais de livros, destes da moda, que me impediram de entender o que o autor queria dizer ou me fizeram entender completamente ao contrário. Assim optei por ler apenas no original. Aqui, eu pesquiso o que não domino bem e na dúvida, pergunto à Emine que gentilmente me esclarece. E não se preocupe Emine, meu nome está em todas as traduções. A Leda, minha amiga da fisioterapia a quem eu apresentei o blog, levou um susto porque ela foi ler uma tradução que dizia ser deste blog da Emine, e lá Christian tinha sido traduzido para cristão. Aí ela viu que eu jamais faria uma barbaridade dessas. Rsrsrs...E ela está por aqui, conosco. Nesta caminhada juntas, que nada mais é do que um Hino ao Amor! Beijos

Rozeli said...

Simplesmente lindo!
Aos poucos vamos conhecendo um pouco mais do Taylor também.
É visível como a presença da Ana vai mudando também a relação do Christian com as outras pessoas que o cercam.
Obrigada Émine e Neusa!
Boa semana.

Olidelgi said...

Olá Emine e Neusa,
As traduções da Neusa são impecáveis, como já disse, mas minha dúvida se deu depois que vi este site: , lá não consta o seu nome Neusa e sim de outras tradutoras, e tem a versão do livro 1, que não li pois já tinha lido com sua tradução. Desculpe-me se torno a falar sobre o assunto, mas não achei legal não ter o seu nome, já que a Emine diz que vc é que é a tradutora oficial dos livros.
Bjs e aguardando o próximo capítulo.
Olidelgi

Carmem said...

Ahhhh, que lindo este capítulo, obrigada meninas.

Neusa Reis said...

Olidelgi, as traduções que não têm meu nome não são feitas por mim. E se são feitas por mim e não têm meu nome, não são autorizadas por mim. Para facilitar, leia aqui no blog mesmo. O livro 1 já está completo e o 2 quase pronto. Obrigada pela preferência...Rsrsrs Beijos

Amor e Tudo said...

ola ao pessoal do blog, to amando tudo isso. Vcs estao de parabens a traducao esta otima, ja vi varios pdfs online mais a traducao muito ruim, e aqui foi o lugar que realmente entendi tudo perfeitamente. muito obrigada estou anciosa pelos proximos capitulos :) bjs Adriana

Pao said...

Gracias por el entretenido capítulo e igualmente por la corrección del la pequeña palabra del soneto.
Con respecto a lo que decía una de las chicas efectivamente yo también tengo el primer libro de la Eminé de un blog de Brasil y a través del nombre de la autora llegué aquí me imagino que la traducción la hizo Neusa que lo haces espectacular con un profesionalismo inigualable. En fin gracias por tantos capítulos que has entregado en estas dos semanas, gracias Eminé por un libro realmente lindo y muy entretenido

Tati said...

oi Emine e Neusa!!! esse capitulo foi fantástico ri muito imaginado Taylor achando graça de Barney!!! Como sempre meu marido para e pergunta o que tem de tao bom nesse livro que vc tanto lê hein? kkkkkkkk Adorei Parabéns!!

nair said...

neusa parabens pela tradução.emine,vc ve o christian da mesma maneira que eu.para mim sua fanfiction é melhor que o livro.continue por favor! boa semana

Jordana Sirlaide said...

De volta, depois de alguns dias ausentes.
Adorei os dois últimos capítulos. Christian não cansa de nos surpreender com seus 50 tons. Derreti com a demonstração (bem competente, segundo Ana - rsrsrs) do seu amor no capítulo XVIII e, morri de rir com a ansiedade de Christian no consultório do Dr. Flynn!
Beijos, Eminé e Neusa! Não canso de elogiá-las: Vocês são demais!!!!!

PS: Nem preciso dizer que já estou morrendo pelo próximo, né?! rsrsrs

Pattystevam said...

Capitulo fantastico..mto engraçado adorei esse capitulo e pude dar grandes risadas ao imaginar Barney kkkk e Taylor se segurando pra não gargalhar para Sr.Grey..tradução da nossa querida Neusa impecavel como sempre..e nossa maravilhosa escritora nem preciso comenta neh..me faltam elogios a ela..sinceramente acho que a E.L James deveria ler essa versão da Eminé antes de fazer o filme..acho que seria mais completo filme com as duas versões juntas..enfim quem sabe neh isso não venha acontecer bjs meninas...

Tais Castro said...

Oi Neusa bom eu sou muito agradecida a você por sua tradução maravilhosa e muito mais a Emine por está escrevendo essa versão para nós!Confesso que não tinha imaginado o Barney dessa maneira tão largada foi engraçado...bom eu quero saber se tem como fazer download desse livro pra quando eu quiser ler novamente, eu já tenho o primeiro e quero ficar com os três dessa versão também guardados pra sempre.Ansiosa pelo próximo capítulo que vai ser o acidente né?Beijos e muito obrigado a vocês...

Cute Dream´s said...

Obrigada pela linda tradução. É realmente muito boa.

Gizele Santps said...

Fico imaginando quando a Neusa terminar de traduzir o livro 3 também, o que será de nós sem a história de Grey e Ana ? Eminé, não nos deixe sem eles! ♥

Anonymous said...

Estou encantada!!! Descobri vcs na semana passada e näo largo mais!!!! Emine consegue captar a essencia desse amor!! E a traduçäo da Neusa maravilhosa!!!
Obrigada!!
Lala

joice chiareli said...

Amei este capítulo anciosa pelo próximo e parabéns a tradução perfeita!!!!

Cris Rufo said...

Neusa..estou adorando cada cap.. Esse CG é muito divertido, muito apaixonante...estou alucinada com os pensamentos dele.Gde Bj

lais souza said...

Amei amei amei
Cada capítulo é muito bom ter uma pessoa como Vc Neusa q nos proporciona maravilhosas horas de leitura principalmente relacionadas ao Sr.Grey de fato amei muito....

Edilaine Tank said...


Nossa Neusa..vc me fez paixonar-me de novo pelo CG.. Parabéns pela tradução e não nos abandone..to ansciosa pelos proximos capítulos!!!

Edilaine Tank said...

ttingTONossa Neusa..vc me fez paixonar-me de novo pelo CG.. Parabéns pela tradução e não nos abandone..to ansciosa pelos proximos capítulos!!!

Leda Carneiro said...

Excelente este capítulo Eminé, o Christian na sala de espera foi imperdível, divertido mesmo.Neusa sua tradução não tem comparação, ainda bem que perguntei porque o nome do personagem era traduzido, só assim você esclareceu que estava lendo a tradução errada.
Beijos daqui do DF.

anne caroline godoi said...

Adorei o capitulo ! Bem leve...
,

Michele Dominato said...

Neusa e Eminé,
estou amando! Confesso que estou viciada no blog! Não tem um dia que eu deixe de abrir, só para espiar se possui um capítulo novo!
Bjs

Luxo da Lix said...

Esta mesmo sensacional. Que leitura viciante... Estou super empolgada, e mesmo uma maravilha termos estes textos pra apreciação. Obrigada mais uma vez.

Letícia Pinheiro said...

Alguém poderia me dizer de quem são as fotos de ilustração do Grey?

Daniela Martins said...

Um dos motivos pelo qual eu amo ler este POV é porque nao fica apenas focado na relaçao Anastasia e Christian!
É claro que toda a historia é voltada ao casal (que a gente ama muito), mas aqui a gente conhece mais dos outros personagens e nos divertimos muito!
Capitulo passado vimos mais da personalidade de Taylor, sempre protegendo e sendo fiel a CG!
Neste, dei bastante risadas por causa de Barney!
Aqui neste blog nada é entediante!
Parabens novamente, Emine!
Bjkas

Kris Souza said...

kkkkk devo dizer já, que meu dia hoje foi infrutífero, não consegui fazer mais nada a não ser ficar grudada na tela, devorando cada palavra, me divertido como nunca, as 2:38 da madrugada um silêncio mortal e eu quebrando com minhas gargalhadas....esse Cristian me tira do sério....adorooo, obrigada mais uma vez pela melhor tradução Neusa querida, e torço pra que você ainda leia esses recados, SEGREDO:fico até com medo de ficar sem internet um minuto se quer...estou viciada....mas só pra garantir que isso não aconteça, já salvei no word, mas prefiro como sempre vir aqui pois já esta entre meus favoritos e gosto de ler tbm os comentário....boa noite pra você(já que imagino que vc está do outro lado da tela) obrigada mais uma vez.
kris souza

Priscila Pessotto said...

Olá girls!
Você que está começando a ler o blog agora ou que já é leitora, agora a Série Pella disponível aqui no blog foi publicada em livro – ECOS NA ETERNIDADE- e em português.
A Emine Fougner colocou a versão em português do Ecos na Eternidade na Amazon, apenas esta semana, por apenas R$ 3,94. Corram para aproveitar o preço porque na próxima semana voltará ao preço normal.
É só acessar a pagina da amazon: www.amazon.com.br.
Vamos aproveitar!
Beijos,
Pry