StatCtr

Monday, February 11, 2013

Livro 1 - Capítulo XI - Christian Grey e Anastasia Steele


CAPÍTULO ONZE
Doctor’s In

Tradução: Neusa Reis                                                                                                                                             Revisão/Edição: Beatriz Reis




(O desenho é cortesia de: http://www.forestadesign.com/bookmarks/)

Uma vez que eu já estou desperto, e o sono me deixou, eu vou para o meu laptop e leio o último e-mail de Anastasia, uma e outra vez. Meu humor muda com os detalhes de sua resposta. Ela pode se comunicar comigo, por escrito, muito melhor do que ela faz quando está falando comigo. Eu devo ter um maior efeito sobre ela do que eu pensava inicialmente. Mas, uma vez que ela está negociando, eu coloco meu rosto de negócios, e escrevo sua resposta:
_________________________________________
De: Christian Grey
Assunto: Suas questões
Data: 24 de maio de 2011 04:58
Para: Anastasia Steele

Querida Srta Steele

Eu cuidadosamente examinei suas questões, e agora eu sinto a necessidade de chamar sua atenção para a definição da palavra "submissa".

submissa [suhb-mi- ssa] - adjetivo

1. inclinada ou pronta a se submeter; sem resistência ou humildemente obediente: servos submissos.

2. marcada pela, ou indicando submissão: uma resposta submissa.

Origem: 1580-1590; sub + mi+ ssa

Sinônimos: 1. tratável, compatível, flexível, acessível. 2. passiva, resignada, paciente, dócil, mansa, subjugada. Antônimos: 1. rebelde, desobediente.

Eu gostaria, por favor, que você mantivesse isso em mente para nossa reunião de quarta-feira.

Christian Grey
CEO, Grey Enterprises Holdings Inc.
_________________________________________

O que você diz sobre isto, Srta Steele? 


Eu quero que ela se submeta a mim, porque eu posso cuidar dela, porque eu posso protegê-la,  enquanto ela explora as profundidades e alturas de sua sensualidade, de sua paixão;  eu posso levá-la a lugares que ela nem sabe que existem, fazê-la sentir prazer que ela não sabe que é possível. Isto não pode ser feito sem ela se dar a mim completamente, criando a confiança entre nós. Isto é, essencialmente, confiar na pessoa no controle. Você cai, eu pego. Ela tem que deixar de lado a dúvida de que eu não vou pegar. Trata-se de confiar um no outro. Eu quero, não, eu preciso que ela confie em mim para o nosso acordo funcionar. Eu tenho que ter controle. É tudo que eu sei, é o que funciona para mim, e é quando eu tenho ordem no caos que me rodeia.

Eu decido malhar. Eu corro vários quilômetros, e levanto pesos e soco e chuto um saco de pancadas, para sair da minha frustração de durante a noite. Nas últimas duas noites, os pensamentos da Srta Steele conseguiram fazer duas coisas: deram-me o maior sonho molhado que eu já tive, e o pior pesadelo da minha vida. Ela é tanto o veneno como o antídoto. Ela me confunde até mesmo durante o sono. Seu fascínio, sua atração, sua gravidade são inescapáveis. Ela me tortura com um de seus olhares, uma de suas expressões, um de seus comentários espirituosos. Por que Anastasia, por que e como você me tortura assim? Apesar de eu amar sua perspicácia, e adorar a forma como ela se ergue para me encarar, eu também gosto de dominar essa boca inteligente. Porque isto me assusta até o âmago! Assusta-me que ela possa estar partindo, me assusta que ela pode se machucar, e eu não tenho qualquer poder para prevenir isso,  porque ela é como o vento.

Taylor vem para treinar, como sempre, e ao ver-me batendo a merda do saco de pancadas, ele sabiamente não diz nada, acena com a cabeça, e cumprimenta "Sr. Grey , " e começa sua rodada de treinos

Pump It by Black Eyed Peas

Uma vez que eu termino de malhar, eu digo a Taylor que eu vou voltar para a minha suíte.

"Devo encontrá-lo na sua suíte, senhor?"

"Não. Encontre-me no térreo às 7:30 h. No restaurante ", eu digo.

"Sim, senhor." Ele responde.

Eu me encaminho de volta para a minha suíte, tomo meu banho, coloco minha calça e camisa branca, e me dirijo para o restaurante do hotel. Taylor já está lá, sendo discreto, mas sempre presente. Ele pode parecer enganosamente desinteressado, ou distante, ou olhando para longe de você, mas ele está sempre atento às pessoas com as quais eu estou tendo o café da manhã. A reunião-café da manhã segue sem problemas.

Uma hora mais tarde, eu estou de volta em minha suíte, e Taylor está lá, se fazendo invisível. Eu chamo John Flynn.

"Olá,  Christian", ele responde com confiança, depois do terceiro toque.

"John", eu digo com firmeza em forma de saudação.

"Eu não vi você esta semana. Deduzi que você está ocupado , " diz ele. É a sua maneira de sondar para ver qual é o problema.

"Estou em Portland", eu digo.

"Aha," interpretação: o que houve?

"Eu vou entregar os diplomas na  cerimônia de formatura da WSU nesta quinta-feira que vem", eu digo.

"Mas eu entendi que você não aparecia há quase uma semana e tinha cancelado nosso compromisso por causa da formatura. É por esta razão que você está me chamando?"

"Sim", eu digo com firmeza.

"Christian, de todo esse tempo que eu conheço você, como um amigo, e um paciente, você não foi assim fechado com qualquer assunto. O que está tornando você tão reticente agora? "

"Eu conheci alguém, e ela é a razão de eu estar aqui,  chamando tão cedo", eu digo.

Acho que ouvi um som abafado,  quase asfixiado.

"Você está bem?" Eu sondo qual é a causa.

"Sim", sua voz soa como um grito. Depois, ele limpa a garganta, e responde em um tom mais controlado. "Sim, eu estou muito bem, Christian. Eu estava, ahhh... de qualquer maneira, o que você estava dizendo? ", diz ele com muito entusiasmo em sua voz, completamente interessado, quando normalmente me fala em seu tom profissional, quando temos as nossas sessões, e dada a minha escolha deste estilo de vida nada, nada surpreende muito a ele, quando vem de mim. Ele conhece tudo sobre minhas submissas, e ele sabe que eu sou um dominante e estou interessado apenas neste tipo de relacionamento, visto que este é o único tipo de relacionamento que eu conheço e no qual tenho experiência.

"Eu conheci uma garota, completamente por acaso. Ela veio me entrevistar para o jornal da escola WSU. Ela não estava prevista de estar me entrevistando! Na verdade, era sua colega de quarto que era para me entrevistar, e ela ficou doente, você sabe, com resfriado ou gripe ou alguma merda assim... E eu estou realmente feliz que ela teve isso! Não contente que ela estivesse doente, mas que ela não pôde vir! Porque ela pediu a sua companheira de quarto, Anastasia, " Eu digo com uma admiração inesperada no tom da minha voz, e John nota isto, porque ele faz outro som chiado. Eu deveria fazer isso mais vezes com ele, já que ele nunca está surpreso comigo.

"e Anastasia foi a que realmente veio para me entrevistar", digo finalmente, tomando uma pausa para tomar fôlego. John ou Dr. Flynn, como seus pacientes o conhecem, toma minha pausa como uma deixa para fazer uma pergunta.

"Estou feliz por você estar mais detalhado comigo agora, Christian. E você descobriu que esta Anastasia é outra submissa? Ela é uma mulher que prefere o seu estilo de vida? " Ele pergunta muito interessado. Eu teria quebrado o nariz de qualquer outra pessoa que me fizesse este tipo de pergunta, mas eu pago ao Dr. John Flynn uma pequena fortuna para me perguntar essas coisas, e ele assinou um NDA, então ele não tem medo de fazer-me a sua pergunta de sondagem, não se eu desejo que ele me ajude.

"Não, ela não é", eu digo sem demonstrar emoções.

Eu ouço outro som asfixiado.

"Dr. Flynn... John, você está bem? Eu deveria agendar uma consulta com você? Eu realmente prefiro que não," não que eu me importe, de qualquer maneira, e ele sabe disso, eu não estou no negócio de acomodar os outros. Estou habituado a fazer do meu jeito.  "Mas eu prefiro não o fazer, a menos que você esteja tendo uma emergência médica, John, já que não parou de asfixiar-se desde que eu chamei você", eu digo secamente. E continuo: "Porque eu realmente preciso falar com você hoje sobre isso! Eu tive uma noite ruim... pesadelos, mas desta vez Anastasia estava envolvida."

Dr. Flynn está tendo uma sobrecarga sensorial, quase um orgasmo freudiano com minhas declarações. Eu posso sentir seu cérebro recuperando-se de toda esta informação, que ele está recebendo de 165 km de distância!

"Eu não tenho nenhuma intenção de sair do telefone com você, Christian. Porque, você poderia estar tendo um avanço. Deixe-me primeiro deixar uma coisa clara. Não foi esta jovem mulher que perseguiu você primeiro? "

"Não", eu confirmo.

"Então, você foi para Portland ...", ele faz uma pausa ", desde Seattle perseguindo essa jovem?"

"Sim." Eu digo com firmeza.

"E esta jovem não compartilha seu estilo de vida, que eu entenda."

"Ainda não, mas eu gostaria", eu digo.

"Entendo ..." diz o Dr. Flynn e pausa. "No entanto, ela está um pouco informada deste estilo de vida que você está tentando apresentá-la?", Ele pergunta detalhes.

"Ela não tem déia. Ela é..."  eu me corrijo,  "era virgem", eu digo.

Outra voz asfixiada seguida por tosse forte. Desta vez, eu espero. Eu não quero causar a morte do, até agora, meu melhor psiquiatra.

"Você está bem, John?" Pergunto realmente preocupado neste momento.

Sons de tosse continuam longe do telefone. Eu ouço sua voz falando em um interfone distante, ainda meio asfixiada, "Eleanor, poderia trazer-me um copo de água, por favor?" Ele continua a tossir.

Eu ouço a voz urgente de sua assistente na distância, "Imediatamente, Doutor Flynn!" Eu espero. Isto pode ser por um tempo. Eu ainda o ouço tossir. Forte. Poucos minutos mais tarde, sua tosse desaparece, e ele está de volta ao telefone.

"Sinto muito, Christian. Você teve uma revelação hoje, e após todos os anos de terapia que eu lhe tenho proporcionado, eu não achei que eu ouviria essas palavras vindas de você. Você, perseguindo uma virgem!" Ele lutou um tempo para afastar a incredulidade de sua voz. "Você é muito específico com o tipo de parceira que você escolhe, e uma inexperiente não-submissa, uma virgem, não preencheria a sua cota. Estou muito interessado em saber o que mudou nas suas condições ", diz ele.

"Nós corrigimos a situação. Ela não é mais virgem,", eu digo.

"Entendo", ele diz pensativo. "E o que ela achou de sua prática sexual pesada?"

"Nós apenas fizemos amor na primeira vez. Sem brinquedos..." eu digo, mas modifico a minha  escolha, "bem, se você não contar a minha gravata de seda prateada. Mas, foi o meu primeiro baunilha," eu digo calmamente.

Ele começa a engasgar novamente. Quando ele para com sua explosão de tosse, eu digo exasperado, "Você acha que podemos continuar essa conversa sem você morrer, John?"

"Absolutamente. É que você nunca revelou que tinha interesse em baunilha, ou fazer amor. Você tem um conjunto de regras que você exige que todas as suas parceiras sigam, " diz ele, e eu o interrompo.

"E esta é a coisa! Ela não se encaixa no projeto de nenhuma maneira! Exceto, talvez, porque ela é uma morena. Mas,  além disso, mesmo que eu tenha presumido que ela estaria inclinada a ser uma submissa, porque ela era toda 'sim senhor', 'não senhor', ela ainda é muito tímida. E eu não acho que há um só osso de  submissa em seu corpo! E antes que você engasgue de novo ", eu dou-lhe uma advertência: "Eu tenho outras revelações. " Eu digo.

"Eu estou ouvindo", diz ele, segurando a respiração.

"Ela dormiu na minha cama três vezes comigo. Você sabe... Dormir, dormir. Nós também fizemos amor na minha cama. Eu também penso nela a cada minuto de cada dia, e isso significa  todo o tempo em que  estou acordado. E, à noite, ela está em meus sonhos! "

"Curioso!" Pronuncia Dr. Flynn com seu sotaque londrino. "Que tipo de sonhos você tem tido?"

"A noite de anteontem, eu tive meu maior e melhor sonho molhado. Ela estava tão fodidamente real! Eu nem sabia, ou pensei, ou compreendi que era um sonho! "  Eu digo.

"Muito interessante", ele observa e parece que ele está tomando suas notas habituais em sua pasta de couro. "Vá em frente", ele persuade.

"Ontem à noite, foi a pior noite de todas em que eu tenho pesadelos," eu digo.

"Você teve um sonho com o cafetão?", ele pergunta.

"Sim", eu digo, mas eu não posso impedir minha respiração de suspender "ele causou a morte de Anastasia em meu sonho, e eu estava arrasado. Não parecia com nenhuma outra perda que eu tive. Nenhuma perda que se possa comparar com esta! Eu não acho que eu sentiria tanta dor e perturbação se eu tivesse perdido alguém da minha família, " eu digo com sentimento de culpa, quase inaudível.

"Você gosta dela", diz John categoricamente.

"Esta é a sua opinião profissional?" Eu digo zombando secamente. "Achei o máximo."  Mas o Dr. Flynn está imperturbável.

"O que você acha que sente por ela, Christian?", Pergunta ele.

"Não é amor!" Digo fervorosamente tentando fazer a mim mesmo acreditar nisto.

"É muito interessante que você diga isso," ele diz interessado. "Por que você tirou essa conclusão?"

"Eu não faço amor, John! Eu acho que é uma mistura de gostar, reverência, admiração, desejo, luxúria, gostar... " Eu digo me calando.

"Você disse isso", ele exclama.

"O que?"

"Gostar ...", diz ele, "você indicou que gostava dela já duas vezes", diz ele. Onde ele está indo com isso?

"Eu gosto dela. Bastante, de fato. Na verdade, eu me pego pensando nela, sonhando com ela, querendo-a, desejando-a, em uma constante interminável, não, numa taxa crescente! Apesar do fato de que ela não tem um único osso, obediente, submisso, em seu corpo, como estou descobrindo", eu digo exasperado.

"E, no entanto, você ainda deseja estar com ela... Curioso!" Diz o Dr. Flynn, como se estivesse vendo a sua versão favorita de "O Melhor de Freud."

"Fale-me sobre seu pesadelo", diz ele. Eu conto-lhe os detalhes do meu pesadelo.

"Você tem medo de que ela vá deixar você?", Pergunta ele.

"Eu pensei que ela estava me deixando sem me deixar dizer uma palavra na noite de anteontem. Ela me mandou um e-mail dizendo que era legal ter me conhecido! " Eu digo com  minha voz subindo uma oitava.

"E como foi que você se sentiu?", Pergunta ele, e eu rolo meus olhos, já que este é o bordão favorito dos psiquiatras.

"Louco! Perdido... Eu não tenho nada com que comparar o sentimento. Nunca me senti assim antes! " Eu digo com emoção.

"Certamente, você já teve outras submissas com as quais você não era compatível, ou que queriam mais do que você pode oferecer, e das quais você se separou sem qualquer escrúpulo nem um segundo pensamento. Você está amando esta jovem?," Pergunta ele, sua pergunta me pegando totalmente desprevenido.

Eu olho para o meu telefone incrédulo: "Não!" Eu digo com fervor. "Eu não faço amor! Eu não posso amar. Eu sou ruim para ela, mas eu não consigo ficar longe dela! Ela sente o mesmo em relação a mim! É como a mariposa para a chama. " Eu corro a mão pelo meu cabelo tomando uma profunda inspiração.

"Mas, ainda assim, você diz que isso não é amor. O seu medo de perdê-la está se manifestando em seus pesadelos onde geralmente o cafetão e sua mãe biológica desempenham um papel primordial. Ele é o ator principal na maioria de seus pesadelos; um medo residual de sua infância, se você quiser, e ainda assim ele conseguiu inserir-se da maneira mais profunda em seu maior medo: a perda desta jovem mulher. Isto é o seu subconsciente lhe dizendo que você vai precisar mudar seus caminhos decorrentes dos danos que sofreu em seus primeiros anos, se você quiser continuar mantendo um relacionamento com ela ", diz ele.

"Você pode estar certo. Mas eu não estou interessado em qualquer outro tipo de relacionamento, exceto o de Dominante e submissa, " eu digo com fervor.

"Suas palavras podem indicar isso, mas você está pronto para acomodar suas necessidades no relacionamento, como fazendo amor com ela...", diz ele, mas eu o corto rapidamente.

"Isso foi apenas um meio para um fim. Então, nós poderíamos passar para o próximo passo da introdução, " eu digo.

"Como ela se sente sobre isso?"

"Ela está negociando seus termos comigo", eu digo. Outro som de asfixia.

"John, você está comendo? Você parece estar engasgando muito."

"Hipoglicemia. Pequenas refeições e frequentes." Ele diz, depois de um curto tempo, limpando a garganta. "Para ser honesto, você conseguiu me chocar muitas vezes esta manhã, Christian", ele admite humildemente.

"Não sou eu, é ela! Ela põe mesmo meu segurança nervoso, porque eu estou sempre no limite, não sabendo como ela vai se comportar! "  Eu digo exasperado novamente.

"Vamos chegar ao cerne da questão, Christian. Se esta fosse qualquer outra submissa, qualquer outra mulher, você não teria tolerado, porque, como você coloca, você está definido em seus caminhos. Mas, ainda assim, você se acomoda ao que Anastasia quer, suas necessidades, e você vai deixá-la negociar seus termos com você, " diz ele.

"Eu não dei nome a este sentimento ainda. Ela é como o sol, e eu sou como um planeta, incapaz de sair de sua atração... " Eu digo, impotente.

"Sim, o amor faz isso com você. "L'amour est comme un sablier, quand le coeur se remplit, le cerveau se vide", ele me diz.

"John", eu digo secamente: "O amor é como uma ampulheta, quando o coração se enche, o cérebro se esvazia ... 

All about Us by T.a.t.u

O que, você é um filósofo agora? Mas eu tenho uma refutaçãoOn n’aime  que ce qu'on ne possède pas tout entier ", eu respondo.

"Você diz que" nós só amamos o que não possuímos totalmente. "Você gostaria de possuí-la?", pergunta ele.

"De certa forma, sim. Mas eu não sei se ela pode ser possuída. Como você pode conter um furacão?" Eu pergunto.

"Vamos supor que você conseguiu possuí-la, e depois?", Pergunta ele.

"Primeiro, eu gostaria de dar-lhe uma boa surra por me desafiar em cada canto!" Eu digo exasperado.

"Interessante, mas você acha que ela está desafiando você, ou se expressando em seus próprios termos?"

"É a mesma coisa", eu digo categoricamente.

"Mas você gosta dela sendo quem ela é. Sendo expressiva, com uma boca inteligente como você colocou mais cedo. Como você se sentiria se isso tudo se fosse? Você só teria uma concha, mecânica, vazia, da mulher que já foi Anastasia. É isso o que você deseja? "  Ele pergunta  me fazendo ofegar.

"Não! Eu estou apenas tentando protegê-la! De si mesma! Eu amo sua tenacidade e sua boca inteligente, e amo as suas habilidades de negociação, mas às vezes ela pode ser imprudente, visto que  ela não tem habilidades de autopreservação! É disso que eu estou tentando protegê-la. Talvez é este medo que estava se manifestando em meu sonho ", eu digo enquanto uma revelação surge em mim como uma epifania.

"Ou," diz o Dr. Flynn em sua réplica, "que o seu medo de que alguma coisa vai acontecer com ela é tão grande, que torna a sua superproteção prejudicial para o bem-estar dela, e está se manifestando em seu sonho como um aviso de seu subconsciente. Porque você tem uma suspeita de que  poderia fazê-la fugir, e ela poderia se machucar, como resultado, " diz ele. Estou em silêncio.

"Eu odeio suas refutações!" Eu digo, finalmente, sentindo-me petulante. Ele ri.

"Mas a questão é, como você vai reagir? Como você vai acomodar a personalidade dela?" Diz ele.

"Eu gosto de sua personalidade. Eu não gosto é de desafio. Você sabe que eu gosto de controle. Eu sou um fodido sádico," eu digo amargamente.

"Você e eu discordamos nisto, Christian. Você NÃO é um sádico. Você é um homem jovem que teve de suportar coisas horríveis nos anos mais formidáveis ​​de sua vida. Mas não podemos viver no passado, como não temos qualquer controle sobre o que aconteceu; o que passou. Nós só podemos olhar para  frente, e criar um lugar onde você quer estar: uma meta, um lugar pessoal ideal e trabalhar para alcançar esse ideal. O estilo de vida em que você está, foi apresentado a você quando você era muito jovem, e você não tentou mais nada, nem teve o desejo de fazê-lo, até que você conheceu esta jovem.

Mas, na última semana, você tentou muitas coisas diferentes, que estão fora da sua escolha pessoal, fora do que você está acostumado, e descobriu que você gosta disso, com uma jovem inocente nisso.

Eu acho que esta jovem lhe proporcionou a terapia que eu venho tentando administrar-lhe nos últimos dois anos! Estou admirado com ela. Eu realmente gostaria de conhecê-la!" Diz ele entusiasmado.

Ótimo! Eu faço uma cara carrancuda...  Outro admirador! Será que ela nunca vai deixar de me surpreender, surpreender aos outros? 

All the Things She Said by T.a.t.u

Ela não tem mesmo de fazer qualquer esforço para impressioná-los. Eu sinto esse ciúme crescendo em mim, embora meu subconsciente saiba que eu não tenho nada com que me preocupar com o Dr. John Flynn, que está muito feliz no casamento e no amor, com sua esposa.

"Podemos nos encontrar na próxima semana, então?"

"Sim", eu digo e desligo.

Eu gasto o resto do meu dia tratando de negócios, e do meu trabalho, enquanto o meu Blackberry nunca pára de tocar, e os e-mails continuam fluindo, de Ros e minha assistente Andrea. Minha mente está sempre se perguntando o que Anastasia está fazendo. Preocupando-se com quem ela está falando. Será que ela vai encontrar mais alguém hoje, sem nenhuma das minhas ‘porras fodidas’,  que vai balançá-la?  Isto faz o meu sangue ferver, e eu dou voltas em torno da suíte.

"Senhor, Claude Bastille está aqui", diz Taylor.

Eu olho para ele questionando. "Você me pediu para fazê-lo encontrar tempo para vê-lo esta semana, e eu consegui pegá-lo hoje." Eu fico olhando para ele. Ele sabe que eu estive nervoso e preciso de exercício, e de colocar para fora esta energia reprimida que não está fazendo nada além de se acumular. Concordo com a cabeça.

Claude Bastille entra com seus músculos impecáveis e pronto para treinar-me, derrotar-me. Ele estende sua mão.

 "Grey", diz ele sorrindo.

"Bastille", eu digo pegando sua mão. "Vou encontrá-lo na academia", eu digo sorrindo. Depois dos horrores da noite passada, hoje pode ser o dia em que vou bater o seu traseiro no chão. Taylor me entende tão bem, às vezes eu não tenho que dizer nada a ele e ele sabe o que fazer. Ele prova que ele é um empregado de valor inestimável a cada momento. Nas próximas duas horas, eu treino muito duro. Mesmo que Bastille tenha me derrubado no chão três vezes, eu o derrubei duas vezes, o que me deu uma grande satisfação. Depois do meu treino, eu tomo um banho, peço o jantar, enquanto termino meu trabalho. Eu ainda não recebi resposta para o meu e-mail da noite passada. O que ela poderia estar fazendo? Ela saiu com alguém? O pensamento me dá tanto ciúme que eu quero socar algo e ir até seu apartamento e reivindicá-la. Mas eu controlo meus impulsos. Ela provavelmente está jantando. Eu não quero que ela escreva para mim antes que ela coma alguma coisa, ela já come muito pouco. Eu volto para o meu trabalho de novo.

Meu e-mail ding ! Eu despenco para abrir o programa de e-mail e, para minha decepção é da Ros. Deus! Eu estou como um adolescente que está à espera de receber um simples aceno da garota de seus afetos. Enquanto eu estou lendo a mensagem de Ros sobre um estaleiro que estamos pensando em comprar, o e-mail ding  novamente, e desta vez é Anastasia. Eu abandono a mensagem que eu estou escrevendo para Ros, e mudo para  a mensagem de Anastasia.
 _________________________________________
De: Anastasia Steele
Assunto: Os meus problemas? E sobre os problemas que você tem?
Data: 24 de maio de 2011 18:30
Para: Christian Grey

Caro Senhor

Será que escapou de sua impecável atenção que a data de origem da definição que você tão gentilmente enviou é 1580-90? Posso respeitosamente lembrar que estamos em 2011? Nos últimos 430 anos, muita coisa mudou, e nós já percorremos um longo caminho. Em retrospectiva, eu gostaria de oferecer-lhe outra definição que você deve considerar para a nossa reunião de quarta-feira:

Com.pro.misso  [com-pro-misso] substantivo

1. um ajuste de diferenças por concessões mútuas, um acordo alcançado por ajuste de conflito ou oposição de   reclamações, princípios, etc..., por modificação recíproca de demandas.

2. o resultado deste ajuste.

3. algo intermediário entre coisas diferentes: a separação em níveis é um compromisso entre uma casa de fazenda e uma casa de vários andares.

4. pôr em perigo, especialmente a reputação; exposição ao perigo, suspeita, etc.: um compromisso da integridade de alguém.

Ana                                                                                                         _________________________________________________________       
                                                                                                                                                                                                     
Deus! Como ela faz isso? Eu amo essa sua boca inteligente! Eu amo que ela esteja interessada e negociando comigo. Ninguém nunca fez isso! Não que eu lhes permitisse fazer isto, ou negociar comigo... É ela! Ela está fazendo tudo isso comigo? O que ela está fazendo comigo? Eu digito uma resposta de imediato.       
                                                                                 
De: Christian Grey
Assunto: E sobre os meus problemas?
Data: 24 de maio de 2011 18:33
Para: Anastasia Steele

Ponto justo,  bem feito, como sempre, Srta Steele. Vou buscá-la em seu apartamento às 19:00 h amanhã.

Christian Grey
CEO, Grey Enterprises Holdings Inc.                                                 
_________________________________________

Sua resposta ding em minha caixa de e-mail em poucos minutos.     


De: Anastasia Steele
Assunto: Ano 2011 - As mulheres podem dirigir
Data: 24 de maio de 2011 18:41
Para: Christian Grey

Caro Senhor

Eu tenho um carro e uma carteira de motorista tornando-me apta para conduzir.

Eu prefiro lhe encontrar em algum lugar.
Onde você sugere que eu o encontre?
Em seu hotel, às 19:00h?

Ana
_________________________________________

O quê? Por quê? Ela está planejando uma rota de fuga. Se eu for buscá-la, então, ela é dependente de mim para levá-la de volta. Por que ela está tentando me desafiar de novo? Minha mão percorre meu cabelo novamente exasperado. Eu escrevo-lhe uma resposta.
_________________________________________
De: Christian Grey
Assunto: Mulher jovem exasperantemente teimosa
Data: 24 de maio de 2011 18:44
Para: Anastasia Steele

Querida Srta Steele

Você poderia, por favor,  voltar para o meu e-mail datado de 24 de maio de 2011 e enviado às 4:58h, e ler a definição mais uma vez?

Você acha que alguma vez você vai ser capaz de fazer o que lhe é dito?

Christian Grey
CEO, Grey Enterprises Holdings Inc.
_________________________________________

Ela não é de todo uma submissa, embora ela tenha o comportamento de uma, por causa de sua natureza tímida. Ela está me confundindo, me desafiando a cada momento, ainda que eu não possa escapar de sua atração. Por que você me tortura tanto Anastasia? Por que você não costuma ouvir?
_________________________________________
De: Anastasia Steele
Assunto: homens intratáveis
Data: 24 de maio de 2011 18:50
Para: Christian Grey

Caro Sr. Grey

Eu realmente gosto de dirigir.
Por favor.     

Ana
_________________________________________

Como ela pode ser tão irritante? Ela deve realmente trabalhar para mim. Ela é um duro maldito negociador! Ela me faz concordar, mas não antes de tornar-me louco. Se ela fosse minha, seu delicioso traseiro estava vermelho e dolorido ainda que minhas mãos ficassem vermelhas e doendo!
_________________________________________
De: Christian Grey
Assunto: homens não tão intratáveis
Data: 24 de maio de 2011 18:52
Para: Anastasia Steele

De acordo.

Meu hotel @ 19:00h.
Vou encontrá-la no Marble Bar.

Christian Grey
CEO, Grey Enterprises Holdings Inc.
_________________________________________

Mesmo minhas palavras digitadas refletem meu humor irritado. Ela me deixa louco! Ela nunca escuta. Nunca faz o que se diz! E se ela fosse qualquer outra mulher, qualquer sub que eu tive, eu a deixaria. Mas, até mesmo o pensamento de deixá-la, ou ainda, ela deixar-me, rasga meu coração enegrecido. Uma resposta dela ding de volta instantaneamente.
_________________________________________
De: Anastasia Steele
Assunto: homens intratáveis
Data: 24 de maio de 2011 18:55
Para: Christian Grey

Obrigada.

Ana  x
_________________________________________

Meu coração fodido derrete com sua resposta. Com um simples "obrigado" e um maldito "x", indicando seu beijo. O que é isso que eu estou sentindo por ela? Agh!
_________________________________________
De: Christian Grey
Assunto: Mulheres Exasperantes
Data: 24 de maio de 2011 19:00
Para: Anastasia Steele

Por nada.

Christian Grey
CEO, Grey Enterprises Holdings Inc.
_________________________________________
Eu não posso esperar até que eu a veja... amanhã.



12 comments:

Anonymous said...

O próximo capitulo em português?Porque estou viciada no Christian e a Anastasia...eu adoro....o Christian AMA a Ana é LINDO!

Anonymous said...

Haver um capitulo novo todos os dias é o que alegra a minha vida....por favor poem mais...imploro....
E esta ideia que criar um blog com os pensamentos do Christian e os seus acontecimento foi de GENIO...eu já pensava como seria se o livro fosse sobre ele em vez da Anastasia apesar de ADORAR OS LIVROS.....São um MÁXIMO!!!!!!!!!!!

Anonymous said...

Eu tinha muita curisidade para saber quem seriam e como seriam as 15 submissas de Christian....apesar de conhecemos 3

anne caroline godoi said...

Meu doce maluquinho... Adoro essas trocas de email deles. São muito engraçadas . Estou viciada nesse blog. Bjs Neusa.

Danny said...

Uahu! Estava lendo o segundo livro pela segunda vez , mais atenta aos mínimos detalhes.... E como posso ter demorado tanto pra encontrar esse blog?? Estou amando sedenta por mais e mais..... pena ter meus afazeres de dona de casa , mulher e universitária rsss se não, já teria lido todos os capítulos. Estou encantada Parabéns Neuza ! Amando cada capitulo Bjs Danny

Danny said...

Uahu! Estava lendo o segundo livro pela segunda vez , mais atenta aos mínimos detalhes.... E como posso ter demorado tanto pra encontrar esse blog?? Estou amando sedenta por mais e mais..... pena ter meus afazeres de dona de casa , mulher e universitária rsss se não, já teria lido todos os capítulos. Estou encantada Parabéns Neuza ! Amando cada capitulo Bjs

Anonymous said...

estou viciada no Christian e em sua forte e enlouquecida personalidade... Apaixonada pela historia e pelas traduções! Parabens neusa

Kaila Alekena said...

Bom começo meu comentário desse capítulo agradecendo a revisão de Beatriz Reis, obrigada por está nessa missão com Neusa... Como estudante de Psicologia digo que me encanta dialogo Dr Flyn e Cristian, é um encanto ver como sua mente funciona e a dimensão dos seus traumas em relação a formação de sua personalidade, Como Anne bem ressaltou a troca dos email é um ponto alto de toda tricológica,nos aguardamos ansiosas pelo ding da msg juntamente com Cristian... Eminé excelente capítulo...

Daniela Martins said...

Christian, Christian, Christian!
Porque nao assume logo que AMA Ana!?
Sera que precisa de um leiteiro (assim como diz mae de Ana a ela) estampado na testa de Ana confirmando que ela tambm te ama?!
Para que perderem tempo?
Amei as palavras do Dr Flynn!
Amando tudo!
Obrigada por esse blog, Emine!
Vc nos presenteou com esta linda historia versao Grey!
Bjkas
Dani
;-)

Priscila Pessotto said...

Olá girls!
Você que está começando a ler o blog agora ou que já é leitora, agora a Série Pella disponível aqui no blog foi publicada em livro – ECOS NA ETERNIDADE- e em português.
A Emine Fougner colocou a versão em português do Ecos na Eternidade na Amazon, apenas esta semana, por apenas R$ 3,94. Corram para aproveitar o preço porque na próxima semana voltará ao preço normal.
É só acessar a pagina da amazon: www.amazon.com.br.
Vamos aproveitar!
Beijos,
Pry

Josiane Josi said...

Quando teremos novo capítulo!?!?!?!?!? Já estou roendo as unhas de ansiedade!!!!! Mais de um mês sem post, meu coração não aguenta!!!!!!!!!!

Josiane Josi said...

Quando teremos novo capítulo!?!?!?!?!? Já estou roendo as unhas de ansiedade!!!!! Mais de um mês sem post, meu coração não aguenta!!!!!!!!!!