StatCtr

Sunday, November 17, 2013

LIVRO IV - Capítulo XV - Christian e Anastasia Fan Fiction


CAPÍTULO XV
O MESTRE DE MINHA ALMA
Aquele que controla os outros pode ser poderoso, mas aquele que é mestre de si mesmo é mais poderoso ainda.
Lao Tzu
Tradução: Neusa Reis



"Welch! Quero algumas fodidas respostas! Como é que esta notícia vazou? Eu quero que você encontre a fonte, e eu quero que você ache quem está mexendo a panela espalhando rumores maliciosos sobre a minha mulher!"
"Eu já despachei alguns dos meus homens para se informar, senhor."
"Quanto tempo você pode ter retorno para mim?"
"Nós podemos ou comprar a informação a partir da fonte principal, ou trocar informações. Mas eu não recomendo isso com os tablóides. No entanto, é melhor ter uma porta de emergência aberta para casos como estes.”



"Sem troca de informações com os tablóides. Meu PR está indo definir alguma coisa com uma das principais revistas.”
"Sim, senhor. Mas, mesmo se a entrevista exclusiva, imagens, o pacote completo for feito com uma revista principal, os paparazzi vão fazer 'a vigília da barriga do bebê'. Você é 'notícia', senhor.”
"Como assim? Eu guardo a minha privacidade ciumentamente! "
"Sr. Grey, você tem sido um CEO trabalhador, jovem, e para todos os efeitos, livre e inacessível. Quando, a Sra. Grey capturou sua atenção, as pessoas ficaram curiosas. Elas querem saber quem é essa jovem. Porque, como você não foi visto com uma mulher em público antes, os cães estão farejando ao redor para ver o que fez a Sra. Grey especial para você. Eu não ficaria surpreso se eles fossem farejar seu antigo local de trabalho, amigos ou locais frequentados, tentando cavar um defeito, um ex-namorado ou qualquer coisa dessa natureza. Eles estão procurando por uma história de Cinderela que eles possam manchar, dados os eventos atuais com Hyde,” diz ele e eu cerro os dentes de raiva.
"Descubra o que ou quem está por trás disso! Eu também lhe encaminhei a mensagem de Pella. É mais do que paparazzi. Algo está se formando, e eu preciso que você entre em contato com ele e descubra o que ele já ouviu falar! Todas estas coisas não poderiam ser uma grande coincidência.”
"Tudo bem. Eu vou entrar em contato com ele imediatamente,” diz ele, antes de desligar.  
Eu corro minhas mãos sobre o meu cabelo. Eu percorro todos os nomes na minha cabeça que poderiam causar um problema. A lista é liderada por ninguém menos que Roger fodido Lincoln. Mas ele não tem como saber da gravidez de minha esposa a não ser que ele tenha alguém nos seguindo ou a ela. Tal vazamento iria beneficiá-lo ao máximo.
A conformidade é quebrada por José Rodriguez, que teve um ataque e quase um colapso nervoso quando descobriu a gravidez de Anastasia. Ele tem algumas ligações com o Portland Printz, mas estas foram os paparazzi. Não poderia ser Elena. Ela não sabia sobre a gravidez. Isso deixa a família. Mas nenhum deles iria vazar isto intencionalmente.
Eu pego meu Blackberry novamente. Percorrendo números, eu encontro o dele. O telefone toca quatro vezes antes de ser atendido. Sua voz está entrecortada, como ele tivesse acabado de ter relações sexuais ou corrido uma maratona.


"Yeah!” Ele responde enquanto respira rapidamente. Não há nenhuma agitação se eu não o inquieto.
"José, aqui é Christian Grey."
Seu tom esfria vários graus. 
"O que foi, cara?"
"Você falou com a imprensa ou qualquer pessoa sobre a gravidez de Anastasia?"
"A imprensa?” Ele pergunta surpreso. ”Claro que não. Eu não falei com ninguém depois que eu recebi uma bronca do meu pai e Ray todo o caminho para casa!” Diz ele bufando.
"Tem certeza?" Prossigo. ”Havia apenas umas poucas pessoas que sabiam da gravidez dela e você é a única pessoa que capotou sobre isso!"
"Olha, cara! Sinto muito. Eu me sinto horrível... na verdade terrível sobre isso! Ana não está atendendo minhas chamadas desde aquele dia. Você acha que eu iria entrega-la para um jornal, assegurando ainda mais a morte da nossa amizade?” Pergunta ele, irritado. ”Ela é minha amiga! Eu tenho tentado fazer com que ela me perdoe,” diz ele, em voz baixa. ”Eu errei e deixei merda entrar na minha cabeça. Agora, eu não posso pegá-la de volta! Eu estraguei tudo, então. Eu nunca iria traí-la assim. Mas, por que você está me perguntando se eu falei com a imprensa sobre ela?” Ele pergunta genuinamente.
"Porque ela foi emboscada pelos paparazzi em seu local de trabalho, que não foram nada bons para ela."
"O quê?” Ele berra. Eu ouço um barulho alto, e algo quebrando. ”Oh, porra!" Um gemido de dor vem depois. ”Eu sinto muito que ela foi emboscada! Eu nunca ia causar algo parecido para ela. Espero que isso não esteja nada relacionado com a cena que eu causei no hospital. Oh cara! Por favor, me diga que não é a razão,” ele dispara rápido, completamente ansioso agora. Eu não quero confortá-lo, mas eu também estou convencido agora que ele não causou isso, pelo menos não intencionalmente.
"Eu não acho que foi nada relacionado ao incidente do hospital. Tudo bem...” Eu exalo uma respiração profunda. ”Se eu descobrir que você vazou algo para a imprensa sobre a gravidez dela ou falou com a imprensa sobre a minha esposa, eu vou chegar até você, e você vai pagar por isso!" Eu sibilo.
"Isso é bastante justo. Mas, eu não fiz, e eu nunca, jamais iria fazer isso com ela. Como você pode pensar que eu faria tal coisa para machucá-la?" Ele pronuncia soando ferido com a minha acusação.
"O fato é, José, que você não apenas machucou-a, mas você a envergonhou na frente de seu médico, segurança do hospital, meus seguranças pessoais, seu pai e o pai dela! Você questionou Ana sobre sua gravidez como se ela fosse uma menina de 14 anos, engravidada pelo primeiro garoto, que ela nunca tinha visto! Anastasia é uma mulher casada! Quem diabos você pensa que é para questionar MINHA esposa sobre sua gravidez do nosso bebê? Se eu quero engravidar minha esposa, eu não peço permissão a ninguém. Isso é entre MINHA esposa e eu! Como você ousa questioná-la como se você tivesse algum direito sobre ela? Como alguém se atreve? Mas este não é mesmo o seu primeiro delito. Você tirou suas fotos espontâneas e colocou-as em uma galeria de arte para outros a cobiçarem e comprarem suas fotos como se ela fosse uma mercadoria! "
"Mas, você as comprou e me disse que amou as fotos!” Ele retruca.
"Esse não é o ponto. O ponto é que você tem feito isso tudo sem a sua permissão. Não importa o quão inócuo você pode pensar que seu comportamento é, quando você faz algo para ela sem a sua permissão, você a machuca! Você ainda tentou forçar-se sobre ela, tentando beijá-la sem sua permissão! "
"Por favor, diga-me que ela está bem!” Diz ele com uma voz rouca.
"Bem, José, ela NÃO está bem! Ela estava apavorada! "
"Ela está em casa?"
"Não. Ela está trabalhando.”  
"Eu sinto muito. Eu realmente sinto. Ana é minha amiga...” ele começa a dizer, mas eu o interrompo.
"Eu não tenho tempo para aliviar sua mente, ou confortar sua consciência! Eu estou tentando proteger minha mulher! Assim, certifique-se de não puxar merda, como você fez no hospital, ou falar sobre ela para alguém, ou fazer qualquer coisa que seja remotamente dolorosa para ela! Se você contribuir para sua miséria, vou bater a merda fora de você!" Eu sibilo antes de desligar. No entanto, sinto-me mais confuso do que nunca. Estou completamente convencido de que o filho da puta miserável não tem nada a ver com o ataque paparazzi de hoje. Quem diabos está atrás de minha esposa e por quê? Mas eu sei que a minha mulher não é o objeto do ataque, eu sou o objeto e ela é o meio para chegar a mim.
Quando chegamos a Grey House uma enorme pilha de trabalho para realizar está esperando por mim. Andrea me segue no meu escritório com a sua eficiência eriçada de costume.
"Onde está, uhm..." Eu franzo minha testa "Janelyn,” eu pergunto. Espero que eu não tenha outra estagiária incompetente como Olivia.
"Ela está encaminhando a seus assentos seu próximo grupo de encontro, na sala de reunião. Ela vai estar atendendo-os com as suas bebidas até você chegar à sala de reunião, senhor.”
"Quem é que nós temos?"
"Compradores europeus, senhor. É uma empresa chamada Unlimited Luxury. Eles têm várias encomendas e seu encontro com eles está na programação, dentro dos próximos trinta minutos. Ros estará na sala de reuniões dentro de alguns minutos. Eles gostariam de falar com você sobre a obtenção de iates sob encomenda, em base regular, para os seus clientes existentes em vários países europeus. Eles disseram que há apenas três empresas no mundo que podem lidar com esse tipo de pedido e GEH está no topo da lista por causa da nossa forte via de segurança.”
Claro que eu conhecia a Unlimited Luxury. É uma empresa que está crescendo e com uma conta bancária muito grande, servindo os mais ricos quando se trata de jatos particulares, iates, ou veículos de ultra-luxo do mundo. Eles gostam de ser o principal distribuidor na Europa e têm ambições de expansão para a Ásia. Isso pode ser um negócio rentável se o preço for justo.
Antes de ir para a reunião, eu mando e-mail a Anastasia:
De: Christian Grey
Para: Anastasia Grey
Data: 01 de novembro de 2011
Horário: 09h37

Oi esposa,
Como está se sentindo? Estou com saudades. Eu gostaria de poder tirar toda a mágoa e a dor que você sentiu esta manhã .
Não, isso ainda não diz o que eu quero transmitir para ela... Como posso expressar que ela é o centro do meu universo, que o que a machuca, me dói mais? Eu quero levar tudo o que a fez miserável para longe dela e simplesmente fazê-la feliz. E o desejo de punir aqueles que lhe infligiram essa dor está corroendo a minha alma.
Deixe-me tentar de novo...
Baby,
Eu a amo.  É muito simples, realmente.
Eu a amo muito, desesperadamente; meus sentimentos me deixam à sua mercê. Eu a amo com tudo o que sou, tanto que qualquer coisa que a machuca me irrita, e me enche com uma raiva tão feroz, que eu estou pronto a assumir qualquer coisa que a aborreça, que a deixe infeliz. Eu amo a sua centelha. Eu amo seus comentários espirituosos. Eu amo a sua boca inteligente. Eu amo a sua intensidade; eu adoro a sua vontade de lutar para ser você mesma. Eu amo que você me ame, que você ame nosso bebê dentro de você. Você é o meu universo. Neste ponto, eu sou simplesmente um homem que está loucamente apaixonado por sua esposa. Seja o que for, quem estiver do lado de fora e tentando nos machucar, não importa. Outros não importam. Eu sou grande, mau e poderoso o suficiente para fazer isso ir embora. Confie em mim. Confie que eu a amo. Confie que eu vou proteger você e nosso bebê. Confie que não há nada, ninguém mais importante do que você e o nosso filho que você está carregando. Eu vou proteger vocês dois.
Eu já não sou o mesmo homem fodido de quando você me conheceu. Eu ainda estou fodido, em muitos aspectos, mas você me faz inteiro; você me forçou a sair do meu canto escuro do qual eu me recusava a sair. Você e só você me deu razão para mudar. Você me faz querer ser um homem melhor. Você me deu esperança no futuro; eu me apaixonei por você  de forma inesperada, de forma rápida e desesperadamente, Ana. Eu continuaria a amá-la, mesmo se você não me amasse. Porque, meu amor por você não tem pré-requisito; não é condicional. Mas saber que sim... que você me ama, me faz me esforçar mais para ser merecedor de seu respeito. Você, Anastasia Rose Grey, é minha. Minha esposa! 
E você tem minha promessa de que farei isso ir embora.
Christian Grey
Loucamente apaixonado CEO, Grey Enterprises Holding Inc.
________________________________________________________
Levanto-me para ir para minha reunião; minha mente ainda está ocupada com a minha esposa. A porra do meu Blackberry está ficando sem carga. Eu coloco-o aos cuidados de Andrea para tê-lo carregado.
"Andrea, se a minha esposa chamar, ela é para ser colocada de imediato, não importa o quão ocupado eu esteja. Só me alcance. Lembre Janelyn, também," eu ordeno.
"Claro, senhor. É a sua ordem permanente. Eu vou lembrar Janelyn imediatamente.”
Quando eu passo pela porta, eu digo a Andrea para trazer meu laptop. Se Anastasia responde o e-mail de volta, eu preciso ter acesso aos meus e-mails durante a reunião. 
Vê-la assim perturbada como hoje, deixando-a no trabalho e não trazendo-a comigo, vai contra todas as células do meu corpo. Mas, eu não posso deixá-la perder a coragem. Eu tenho que ensinar a minha esposa como estar no comando de seu entorno, mesmo se todo o seu ser quer gritar e fugir. Eu fui um enigma, um segredo bem guardado antes. Minha esposa, que é ainda mais enigmática do que eu, desconhecida de todos há apenas poucos meses, é insanamente quente e grávida. Ela conseguiu um solteiro convicto, um homem que alguns pensaram ser gay, os outros que conheciam meu estilo de vida nunca sonhariam que eu um dia iria casar. Inferno, eu nunca pensei que eu poderia ter isso; que eu poderia amar alguém tão indelevelmente, tão completamente. Mas agora, até mesmo imaginar a vida sem ela, no hipotético, é impossível. Naturalmente, a existência de uma mulher tão rara na minha vida torna-se um item de notícia. Mas, eu gostaria de mantê-la longe desta atenção indesejada, especialmente dos paparazzi.
Portanto, é de extrema importância que ela possa me alcançar a qualquer momento em que ela precise de mim. Meu telefone está sem carga e eu preciso estar em uma reunião para, potencialmente, um negócio lucrativo. Taylor abre a porta para eu entrar. Ros está lá, assim como está Warren. Ela parece uma jovem inocente, mas isso é a derrocada da maioria das pessoas  de negócios, quando se trata de subestimá-la. Ela pode fazer o diabo usar seus sapatos ao contrário.
Quando eu entro na sala de reunião, Taylor pega o seu lugar de sempre no canto, em um ponto privilegiado, de onde ele pode examinar e observar toda a sala. Andrea acena para Janelyn imperceptivelmente. Ela coloca a última garrafa de água em cima da mesa, na frente de um dos empresários e caminha para atender Andrea.
"Bonjour, Monsieur Grey," cumprimenta-me o CEO de Unlimited Luxury em seu sotaque parisiense.
"Bonjour, Monsieur Decoux,” eu respondo com um sorriso profissional enquanto eu pego sua mão estendida. «Avez-vous fait un bon voyage  Eu pergunto sobre sua viagem, embora eu não me importe nem um pouco se  a viagem dele foi agradável ou não. Ele não sabe isto pela minha fachada profissional, reservada para o mundo dos negócios. A fachada que diz que eu sou extraordinariamente auto-confiante, tacitamente dominante; a personificação do mestre e comandante de tudo que eu examino. Não surpreendentemente, as pessoas respondem a isso de forma submissa. A única exceção para isso seriam outros machos alfa onde eu sempre declaro minha dominância acima de todos. Só pode haver um alfa. Caso contrário, nós não ficamos no mesmo lugar por muito tempo. É uma questão de território. E este é o meu território. 
Depois das reapresentações, discutimos o plano de negócios com os empresários e empresária franceses. Eles estão ansiosos para fazer negócios com o GEH, porque nós simplesmente construímos os melhores e mais seguros navios.
Quase duas horas na reunião, e eu ainda não recebi uma resposta de Anastasia para o meu e-mail. O pensamento disso me distrai e eu tenho que prestar atenção extra para seguir a linha da reunião.
Finalmente um e-mail de resposta chega. Meus olhos imediatamente giram para meu laptop e eu movo o mouse para abri-lo imediatamente, efetivamente escondendo minha ansiedade. Eu abro minha garrafa de água e tomo um gole. Depois de ler a saudação de Anastasia, tomo outro gole para parecer ocupado e atento à proposta dos empresários franceses. Decoux começa a fazer suas considerações finais. Minha mente está apenas metade entendendo o que ele está dizendo. No entanto eu pego sua piada em fazer um discurso de vendas pobre, porque ele não conseguiu ler totalmente o meu rosto sobre o que exatamente eu pensava de sua proposta e faz uma piada sobre culpar seus antepassados ​​que não desejaram se tornar o destinatário infeliz de ‘dérogeance’, ou em outras palavras, perda da nobreza devido às atividades comerciais e manuais que tornaram gerações futuras com falta de tais habilidades, também fazendo uma referência à sua linhagem nobre.
"Eu lhe asseguro, Monsieur Decoux, estou favorecendo sua proposta, e vamos dar a nossa completa diligência ao examiná-la e voltar a você com uma contraproposta que será benéfica para ambas as partes envolvidas." Minha resposta faz Decoux sorrir e ele continua com seu discurso de encerramento. Eu volto para o e-mail da minha esposa enquanto eu tomo mais um gole de água.
______________________________________________
De: Anastasia Grey
Para: Christian Grey
Data: 1 de novembro de 2011
Time: 11:48

Marido,
Que mensagem bonita para receber de meu homem, o amor da minha vida. Você NÃO TEM IDÉIA do que a sua mensagem me fez, como ela me exaltou  como uma vida a preservar, como ela me levantou. Obrigada!
Espanta-me que você possa ser tão romântico, tão articulado em expressar seu amor. Sabendo que você não fez a coisa amor no passado, estou além do êxtase de ser a primeira, e única destinatária de sua afeição. Isso me diz que você é meu em todos os sentidos possíveis, assim como eu sou sua.
Depois que você me empurrou para encarar o trabalho hoje, eu tenho que admitir que eu estava simplesmente no piloto automático e tinha dado toda a minha atenção aos meus projetos em espera, lendo e anotando manuscritos, para me manter tão ocupada que eu esquecesse o incidente da manhã. Não significa que eu gosto mais dos paparazzi neste momento, mas você, marido, você me fez sentir imensamente melhor. No momento em que tivemos a reunião dos editores, eu estava me sentindo um pouco mais eu. Mas foi a sua mensagem, a declaração de seu amor que me levantou. Eu só a li há poucos minutos, porque eu me assegurei de estar ocupada durante toda a manhã. Agora eu gostaria de ter visto isso antes. Ver suas ternas palavras me fez sentir saudades. Realmente sinto sua falta... Obrigada por me amar tanto. Obrigada por me fazer, por nos fazer sentir seguros.
Em outra nota positiva, que eu sei que vai fazer você feliz, eu me sinto vorazmente faminta. Sawyer tinha me dado um sanduíche de peru, salada grega, em seguida, um croissant com queijo cream cheese e chá quente Twinnings. Estou  envergonhada de dizer que eu comi todos eles cerca de uma hora atrás, e fiquei com fome novamente. Eu também estou feliz de informar que eu não senti nenhum enjôo matinal até agora (claro, eu vou estar cruzando os dedos depois que eu teclar ‘enviar’).
Eu quero lhe dizer que eu também o amo apaixonadamente, desesperadamente, às vezes com uma intensidade tão chocante que o desejo dolorido que eu sinto por você é completamente indecente, vulgar, imoral, obsceno e lascivo, incrivelmente voraz e só ficou pior depois que você me abateu... quero dizer desde que engravidei. Eu desejava todas aquelas coisas antes de engravidar, mas esse desejo está ficando incrível! Aqui estou eu, uma mulher de 22 anos, com um trabalho como editora de uma empresa editorial respeitável e eu sou incapaz de me concentrar em uma tarefa simples como ler um belo manuscrito. Ao invés disso eu me pego pensando nas mãos do meu marido sobre meu corpo e seu pau dentro de mim! Eu ainda devo estar perturbada de hoje de manhã e ainda estou cobiçando meu marido para me distrair...  
Acho que a magnitude do meu amor e desejo amplificaram-se muitos níveis. Eu não acho que isso são apenas os hormônios da gravidez chutando dentro. É você! Você é o meu vício. Gravidez só me fez um pouco mais ousada. Eu nunca pensei que um amor como esse seria possível. Isto costumava me assustar e, em alguns aspectos, ainda o faz. Mas o nosso amor também se tornou a minha salvação. Estou infinitamente feliz que você, Christian Grey, seja o meu marido, todo meu para ter e manter, para amar, e ter você me fodendo em cruzes de madeira, e para você me espancar até que você me faça gozar gritando o seu nome, e para ser beijada por você em todos os lugares, enquanto minhas mãos estão algemadas, e para jogar com você no Quarto Vermelho da Dor ( pleeeease? ) e para fazer amor mais tarde e cuidar para sempre e sempre. Você é minha alma. Você é tudo para mim. Eu amo você!

Ana
PS: Note que eu estou enviando do meu Blackberry e não do e-mail da SIP. Veja, eu posso ser dócil ocasionalmente.   :)
______________________________________________
Porra! Porra! Porra! Não só eu tenho uma enorme ereção, de maneira inesperada, luxuriosamente, em um momento muito inoportuno, no meio da maldita reunião, e com uma sala cheia de empresários que viajaram de Paris para entabular um novo negócio, mas eu, Christian Grey apenas engasguei com a minha água da garrafa, chamando a atenção de todos para mim. Olhares curiosos e alguns preocupados ​​estão todos voltados para mim.
"Monsieur Decoux, você não é apenas um homem de negócios astuto mas também muito divertido com seus comentários espirituosos. Deve ser uma característica dos charmosos homens franceses da nobreza. No entanto,"  Ros diz batendo nas minhas costas levemente com a mão duas vezes, "o Sr. Grey é muito suscetível ao humor francês por ter vivido em Paris no passado. Só não afogue o meu patrão com sua perspicácia. Nós ainda precisamos dele aqui,” diz ela sem problemas, com um sorriso encantador, causando uma gargalhada ao redor da mesa. Então, lembrando que eu não gosto de toque, ela pergunta, "Você está bem aí, Sr. Grey?"
"Sim,” eu digo tossindo novamente, sorrindo para seu benefício. A reunião está quase no fim, mas eu me encontro num estado de excitação, e uma enorme ereção, no meio da minha reunião de negócios, bastante desajeitadamente, incomodamente, e claramente. Isso nunca aconteceu comigo, nunca. Não é assim! Estou sempre no controle do meu corpo.
Assim que Alain Decoux e seus altos oficiais de gestão preparam-se para encerrar a reunião e sair, eu me viro para eles e para dar ao meu pau alguns momentos para ser domado e distrair minha mente, acho rapidamente uma pergunta aleatória para fazer. De alguma forma, o e-mail de Anastasia encontrou o desvio de emergência do meu cérebro e  assumiu  o controle do meu pau!
"Monsieur Decoux, agora que quase terminamos nosso encontro, eu queria perguntar-lhe a sua opinião sobre uma produção francesa. Eu ouvi um monte de coisas boas sobre o filme Intouchables. É previsto estar saindo amanhã aqui nos EUA. Eu li o livro, é claro. Desde que você tem aristocracia em sua linhagem, eu me perguntava se você leu o livro e se você viu as prévias do filme.”

Intouchables

Ele está um pouco confuso, mas me responde. 
"Eu não acredito que eu tenha visto, senhor Grey. Existe uma razão especial para o seu interesse no filme? Perdoe-me, eu não sei o contexto completo do livro ou o filme. Já ouvi falar dele, mas não tive a oportunidade de ler o livro."
"Bem, eu tinha a intenção de levar minha mulher para vê-lo durante o Festival Internacional de Cinema. Eu queria ter a opinião de alguém em primeira mão. A maioria das vezes os filmes podem não fazer justiça aos livros.”
A mulher braço direito de Decoux limpa a garganta.
"Se eu puder interromper, senhor Grey. Eu li o livro e vi o filme durante uma exibição especial apenas na semana passada,” diz Julianne Durant, com uma admiração mal disfarçada. Ela é uma bem preparada, bem-falante, mulher aristocrática bem-educada, que está com seus 30 e poucos anos. Alta, magra, loira, segura de si, mas ainda tem um longo caminho para encher os saltos Manolo Blahnik que ela está usando e para ter o calibre de Ros.
"E a sua opinião sobre isso?" Pergunto fingindo interesse.
"Eu totalmente recomendo."
"Por quê?" Pergunto enquanto Ros olha para mim com tanta curiosidade como se ela estivesse tentando resolver um quebra-cabeças difícil.  
"É sobre um milionário deficiente nobre francês encontrando com um imigrante Africano, um potencial cuidador atrevido, que estava tentando enganar o sistema sendo rejeitado para a vaga aberta para que ele possa receber seus cheques de auxílio desemprego. Eles são duas pessoas que não poderiam ser mais diferentes em contextos sociais ou raciais, contudo, eles são o que eles precisam um para o outro. Um sangue é tão azul quanto possível, e o outro tão comum quanto é humanamente possível. No entanto, como vocês dizem aqui nos Estados Unidos? É o que o médico recomendou.”
"Eu não sabia que você tinha um lado literário, Julianne,” diz Decoux com interesse aguçado. 
"Meu sangue é tão azul quanto o seu Monsieur Decoux. Formando-me na Sorbonne e, mais tarde Cambridge, me fez apreciar a boa literatura, mas, há outras razões pelas quais eu particularmente gostei deste livro, bem como o filme na sessão privada,” diz ela articulada. ”O personagem principal é bastante rico. Ele possui todos os luxos da vida, coisas como os antigos sangues azuis, mas também está de posse de carros rápidos, jatos particulares, iates, até mesmo um castelo, mas, infelizmente, ele é incapaz de apreciar os requintes da vida, porque ele está paralítico. O personagem mais desfavorecido finalmente faz o rico Philippe perceber o que ele tem e mostra-lhe como aproveitar suas posses e aproveitar a vida mais uma vez. Qualquer coisa que vai fazer as pessoas apreciarem as coisas boas da vida, luxos que estamos oferecendo na Europa e na Ásia, em geral, é uma visão bem-vinda para mim e boa para os negócios,” diz ela sorrindo, como se para me mostrar que ela pode ser uma astuta mulher de negócios.
Eu vejo Taylor na minha visão periférica discretamente olhando para seu Blackberry,  lendo um texto e fechando a cara. Por que ele está carrancudo?  Será que Welch entrou em contato com ele? Ou é sobre Anastasia? Se ela tivesse me chamado, Andrea sabe que ela precisa levar o meu telefone para mim. Ela me enviou email há apenas meia hora atrás. Será que ela ficou doente? Oh merda! Ela provavelmente está doente de novo. Meu olhar fica sério e eu olho para Taylor com olhos questionadores.
Ele se aproxima da mesa e se inclina e sussurra com voz aparentemente discreta, mas que ele sabe ser alta apenas o suficiente para que os outros possam ouvir. 
"Desculpe-me, senhor. Desculpe interromper a reunião. Temos uma pequena emergência que requer sua atenção o mais cedo que puder,” diz ele com um rosto taciturno.
Eu olho para ele interrogativamente; a intensidade do meu olhar curioso examina seu rosto para qualquer sinal de emergência. Quando travamos os olhos, eu sei imediatamente que é, de alguma forma, sobre Anastasia. No momento em que confirmo que há algo acontecendo com minha esposa, eu sinto ansiedade e preocupação crescendo dentro de mim. Mas externamente, eu dou o olhar predador. Com cacos de gelo frio cobrindo o meu olhar, eu me levanto com a facilidade e a agilidade da graça animal. Virando-me para o grupo de empresários franceses, eu apresento minhas desculpas, pronto para fazer a minha saída.
"Senhoras e senhores,” eu digo abotoando o paletó, ”parece que o trabalho de um CEO nunca está terminado. Meus colegas Srta. Bailey e o Sr. Warren vão ajudá-los a finalizar o documento, enquanto eu tenho um assunto urgente que está exigindo minha atenção atualmente. Monsieur Decoux, é um prazer fazer negócios com você. Vamos remarcar uma reunião final depois de analisar os documentos que você apresentou. E merci beaucoup, Mademoiselle Durant pela recomendação do filme,” e eu aceno com a cabeça para o resto deles enquanto os empresários levantam em resposta ao meu adeus precipitado. Eu aceito rapidamente a mão estendida de Decoux, e ordenando a Ros para assumir com o meu olhar, eu saio da sala de reunião.
Assim que Taylor fecha a porta atrás de nós, eu viro para ele e pergunto: "O que diabos há de errado?" 
"Era um texto de Sawyer. Parece que chamou para seu telefone celular, mas a nova estagiária disse que você estava na reunião, e não lhe passou.” Mas que diabos?
"Eu vou lidar com ela mais tarde! Por que ele estava mandando mensagem?"
"Sr. José Rodriguez apareceu na SIP e, aparentemente, a Sra. Grey sabia de sua chegada. Ela foi almoçar com ele. O texto de Sawyer disse que ele estava se desculpando o tempo todo e inicialmente a Sra. Grey estava relutante em ir para o almoço, mas ele insistiu para que ele pudesse pedir-lhe perdão.”
"Onde diabos estava o bastardo? Eu pensei que ele estava em Portland! "
"Não, aparentemente quando você o chamou hoje, ele estava em Seattle. Sentia-se mal com o que aconteceu com a Sra. Grey e veio até o trabalho dela rastejar e pedir desculpas,” ele repete.
"Merda!" Eu alertei o bastardo da angústia da minha esposa e levei-o direto  para a minha mulher! Eu esqueci de dizer-lhe que minha mulher está proibida para ele?
"Sim, senhor. Mas eles não estão longe. Sawyer levou-os a um pequeno restaurante mexicano fora dos locais usuais.”
Eu ando em direção ao meu escritório e paro em frente à área da recepção. Tanto Andrea como Janelyn saltam de pé. Eu estendo minha mão para o meu telefone. Ignorando completamente Janelyn, me viro para Andrea.
"Por que eu não fui informado do chamado de Sawyer?" Eu pergunto. 
O rosto de Andrea parece surpreso, e depois a boca cai aberta entendendo o que Janelyn tinha, ou melhor, não tinha feito. Ela fecha a boca e abre novamente.
"Sinto muito, Sr. Grey. Eu não estava ciente do chamado de Sawyer. Eu teria imediatamente trazido o telefone para você.”
"Sinto muito, Sr. Grey," Janelyn responde envergonhada. ”Eu tinha a impressão de que apenas chamadas de telefone da Sra. Grey eram para serem passadas, e eu peguei as mensagens para as outras chamadas. Eu fiz algo errado, senhor?"
"Sim! Você fez! Sawyer é o guarda-costas de minha mulher e você sabe disso! Você não o deixou falar comigo!"
"Peço desculpas, Sr. Grey. Eu... eu estava tentando seguir as regras e... Eu sinto muito,” diz ela, finalmente, quando ela vê minha raiva crescente.
"Não. Sempre. Me. Interrompa! Eu vou lidar com isso amanhã,” eu digo em voz baixa. Muito baixa para ser confundida com qualquer outra coisa menos malícia. Janelyn fica marrom-arroxeada e está pronta para chorar.
"Vamos lá!" Ordeno a Taylor. À medida que entramos no elevador, eu verifico meu Blackberry. Há duas mensagens de texto de Anastasia.
* Christian, José está aqui para pedir desculpas. Ele quer ir almoçar comigo para fazer as pazes. Eu irei e vou ouvi-lo. Eu quero dar uma chance a ele em vez de fazer suposições sobre o que ele fez. Depois desta manhã, eu percebi que eu não quero que os outros façam suposições sobre mim. Eu deveria ser gentil e retribuir da mesma maneira. *
A próxima mensagem veio 10 minutos após a primeira.
* Ou você está ocupado ou está tudo bem de eu ir almoçar com José. Estaremos no Tia Rosa. Sawyer está nos levando. Eu ligo quando eu voltar para a SIP. *
Que diabos minha mulher está pensando? José! Sair com José! E o que diabos José está fazendo? Eu não o repreendi apenas esta manhã sobre paparazzi  perseguindo minha esposa? O que ele faz? Ele vai e encontra minha esposa para conseguir se fazer perdoar, sabendo muito bem que uma simples foto, não importa quão inocente, pode ser mal interpretada. Estou me contorcendo de raiva. Quando o Térreo ding aberto eu assumo a liderança com passos rápidos e Taylor caminha rapidamente para me acompanhar.
"Sr. Grey?” Ele pergunta.
"O quê!" Eu retruco. 
"Sawyer está no telefone, senhor." 
"Onde diabos você está?" Eu sibilo.
"Em um pequeno restaurante mexicano chamado Tia Rosa, junto à rua principal. A Sra. Grey está segura, o restaurante não está movimentado.”
"O que ela está fazendo?" Pergunto enquanto Taylor abre a porta do SUV. Ele fecha a porta depois que eu entro.
"Ela ordenou tacos de marisco e chimichanga. Ela está sentada com os braços cruzados, recostando-se na poltrona, ouvindo o Sr. Rodriguez falar com ela,” ele responde.
Sentada recostada com os braços cruzados é bom. Isso significa que ela está fechada para o que quer que ele esteja tentando dizer, ou como ele esteja tentando impressioná-la.
"Por que não insistiu em falar comigo?"
"Sr. Grey, eu tinha apenas alguns minutos, porque eu estava primeiro tentando evitar que o Sr. Rodriguez visse a Sra. Grey após o incidente do hospital, pelo briefing que tivemos. Mas, em seguida, a Sra. Grey saiu e disse que ela estava esperando o Sr. Rodriguez, e que eu deveria trazê-lo quando ele chegasse à  SIP. Ele já estava esperando na área de recepção até então. Com base em seu comportamento da última vez, eu não sabia como ele iria se comportar e queria impedi-lo de causar uma outra cena. Mas, a Sra. Grey disse que estava tudo bem, e ela seria informar você sobre sua visita. Eu queria seguir o protocolo e informá-lo de qualquer maneira. Quando a nova estagiária disse que você estava em uma reunião importante, eu não quis perturbá-lo. No entanto, Taylor tinha insistido em que ele devia ser informado sobre cada viagem não programada, ou visitante inesperado, então eu mandei uma mensagem para ele. Eu não podia falar, porque eu tinha que ir para o escritório da Sra. Grey com o Sr. Rodriguez, e quando ele voltou para a recepção para esperar a Sra. Grey, enquanto ela recolhia suas coisas, eu mal tive tempo para rapidamente fazer uma chamada para você e quando eu não consegui alcançá-lo, a Sra. Grey já estava fora e pronta para ser conduzida. Então, eu imediatamente mandei uma mensagem para Taylor.”
"Havia algum paparazzi quando você saiu?"
"Não, senhor. A polícia se ocupou de todos eles esta manhã e os homens de Welch foram patrulhar o raio em torno da SIP, para evitar qualquer paparazzi que os policiais possam ter perdido. Um dos homens de Welch já nos seguiu para o restaurante. Ele está examinando a área caso precise."
"Nós estaremos lá em poucos minutos."
"Sim, senhor. A Sra. Grey está sentada em uma cabine perto do pátio de trás. Siga o corredor principal da sala de jantar e vire à direita, por favor.”
"Como parece o comportamento do Sr. Rodriguez? Irritado, ansioso, confrontacional, quer dizer, ruidoso?" Eu pergunto.
"Suplicando. Ele parece estar mendigando. Ele está falando em voz baixa, mas falando rapidamente. E parece que ele poderia chorar se a Sra. Grey dissesse uma palavra concisa. Apenas limpou o olho direito com a palma de sua mão,” diz Sawyer ,como se estivesse dando um relatório de jogada por jogada.
Ele está jogando no lado suave e de perdão da Ana. Ele deveria ter pensado nisso antes de começar a sua competição de gritos no hospital sobre a gravidez da minha esposa. Não planejada, eu admito, mas isso não é da sua maldita conta. Minha esposa não tem que explicar porra nenhuma a esse idiota!
"Estamos bem na esquina. Vamos vê-lo em breve,” eu digo e desligo.Taylor faz uma direita rápida para o estacionamento do restaurante. Se algum paparazzi estiver aqui, seria como se estivéssemos todos reunidos para o almoço. Entro no restaurante e Taylor me segue. A recepcionista levanta os olhos e ela engole.
"Quantas pessoas, senhor?” Ela pergunta.
"Vou me encontrar com a minha festa aqui. Apenas uma.” Ela olha para Taylor confusa, mas não diz nada. Ela, então, embaralha e deixa os menus, murmurando um pedido de desculpas em voz baixa. Então, pegando um menu, ela olha de relance em minha direção, em seguida, mostra o caminho. Eu localizo minha esposa, e na mesma instância, ela sente minha presença. Fixando-a com o meu olhar, eu ando para a sua cabine. Ela ainda está sentada para trás, mas seus braços não estão mais cruzados, e José está inclinado para a frente, com os cotovelos sobre a mesa, com as mãos na direção de Ana, em um gesto inconscientemente suplicante. Seu olhar segue os olhos de Ana, e quando ele me localiza, ele endurece. Meus olhos se concentram em seus braços chegando para a minha esposa. Inclinando a cabeça para o lado, eu levanto as sobrancelhas com um rosto reticente. Meu olhar é frio, cacos de gelo. Em passos lentos, mas seguros, com uma presença declarando meu domínio, eu alcanço a cabine que eles estão ocupando.
"Olá," eu digo em uma voz baixa, interrogativa. 
"Christian," Ana responde com uma voz ofegante. Seus olhos me examinam com um pouco de temor, um pouco de intimidação e fome voraz mal disfarçada. Há também um tom de irritação. Ela estreita os olhos, me questionando o que eu estou fazendo aqui. José imediatamente se inclina para trás e puxa os braços para fora da direção de minha esposa. Ele primeiro se parece com um adolescente repreendido. Eu o prego em seu lugar. Em seguida, voltando-se para minha mulher errante, "Sra. Grey," eu digo tanto enfatizando como declarando minha posse dela.
"O que você está fazendo aqui?" Anastasia pergunta, com a voz entrecortada. 
"Ouvi dizer que os tacos de peixe deles eram ótimos. Você conhece a mim e boa comida. Claro, boa comida na companhia de minha esposa, juntamente com  o e-mail dela mais cedo me dizendo quão faminta ela estava,” eu digo com uma voz sedutora, "Eu queria ter certeza que eu iria satisfazer todos os seus apetites.”
A recepcionista fica vermelha, perturbada, José parece que  engoliu um inseto desagradável, e Anastasia primeiro pisca, em seguida, sua boca se abre. Ela quer dizer algo, mas chocada demais para dizer. Ela fecha a boca, em seguida, abre-a novamente. Ela está tanto chocada, como ligada e corada, tudo ao mesmo tempo. Eu me volto para a recepcionista com um sorriso deslumbrante.
"Eu não preciso do menu. Tacos de peixe e uma garrafa de água, por favor. Obrigado,” eu digo e incapaz de dizer uma palavra de volta para mim, a recepcionista concorda com a cabeça, e rapidamente recua murmurando, “santa merda!  ¡ Muy caliente! Hot! Hot! Hot! "
"José," Eu aceno com a cabeça com um olhar frio.
Eu deslizo para dentro da cabine com elegância ao lado de minha esposa. 
"Oi baby,” eu sussurro travando o meu olhar com o dela. Ela instintivamente se aproxima de mim, mesmo que eu possa sentir sua agitação comigo. Eu me inclino, pedindo com meus olhos sua permissão para beijar. Ela se chega, e eu capturo seus lábios com os meus, beijando-a possessivamente como se não houvesse amanhã. Ela cora carmesim, sem fôlego quando eu termino com ela.  Ela é incapaz de olhar para o amigo nos olhos.


"Olá. Deduzo que recebeu meu texto,” ela murmura.
"Claro. Eu teria vindo mais cedo, mas eu estava ocupado.”
"Ocupado,” ela pergunta estreitando os olhos. Isso é ciúmes? Eu gosto dela com ciúmes de mim. Minha esposa declarando sua posse de mim na frente de outros homens é simplesmente quente e uma enorme ‘ligada’.
"Sim. Empresários e empresária franceses. Eu tive uma reunião.”
"Empresárias francesas ?"
"Empresária. Singular. O resto eram homens de negócios. Claro que depois de receber o seu e-mail, eu estava muito... distraído... para me concentrar na tarefa em mãos.”
"Nós estávamos apenas tendo um pouco de comida mexicana e limpando o ar sobre... você sabe."
"Então, eu me reuni,” eu digo com um rosto impassível novamente. 
"Eu não sabia que você estava na cidade, José," eu o acuso. 
"Eu estou por mais outro dia. Eu tenho que voltar para a escola, entretanto,” acrescenta apressadamente. ”Desde que eu já estava na cidade, eu queria falar com Ana e pedir desculpas a ela mais uma vez. Nada vale a pena destruir minha amizade com ela. Eu só queria que ela soubesse que eu sou sempre seu amigo, não importa o quê, e ela pode sempre contar comigo. Apesar de não ter sido um bom amigo como eu deveria ter sido, talvez ela vá me dar uma chance de fazer as pazes,” diz ele com duplo sentido. Ele está basicamente dizendo que ele estaria à espera nos bastidores se eu estragasse as coisas com ela, meu filho e tudo.
"Isso não é muito atencioso de você? Ana precisa de bons, fiéis amigos abnegados que estão interessados ​​em nada mais além do  seu bem-estar. Eu não gostaria de nada perturbando minha esposa, especialmente em sua condição de gestante," murmuro em um tom uniforme a José com olhos fixos.
"Como você se sente hoje, baby?" Viro-me e pergunto a Anastasia com uma voz excessivamente solícita. 
"Bem. Sem enjôo matinal até agora,” diz ela, cruzando os dedos de ambas as mãos. ”Só com muita fome,” ela acrescenta. Eu olho para o prato mal tocado.
"Você não comeu muito. Existe uma razão pela qual o seu apetite está suprimido?" Eu pergunto.
"Nããoo,” diz ela colocando o guardanapo na mesa apressadamente. Eu sinto a tensão crescente na mesa.
"Como está seu pai, José?" Pergunto mudando de assunto. ”Ele ficou melhor desde o acidente?"
Ele toma um grande gole de ar, como se ele tivesse acabado de atingir a superfície, das profundezas do oceano. 
"Sim, ele está muito melhor. Ainda tem fisioterapia, mas ele pode fazer algumas das atividades divertidas que ele costumava desfrutar. Meu pai, Ray e eu estávamos assistindo os Mariners jogar no Safeco Field recentemente.”
"Ray estava bem o suficiente para ir ao estádio?" Eu pergunto. Eu não sei por que isso me irrita, José passando o tempo com o padrasto de Ana.
"Eles têm acesso para deficientes físicos, mas sim, ele estava muito bem,” disse José responde finalmente comendo um pedaço de sua ‘enchilada’ intocada. 
Uma garçonete diferente traz meus tacos de peixe e garrafa de água. 
"Obrigado,” eu digo, com um sorriso, e ela choraminga batendo os cílios.
"Você é bem-vindo, senhor,” responde ela, com voz entrecortada. Anastasia estreita os olhos para a garçonete que se afasta para longe quanto ela reconhece o olhar ameaçador de Anastasia após a resposta submissa da garçonete.
"Por que você não nos traz a conta?" Anastasia pede a garçonete. 
"Vocês não comeram e nem eu," eu acuso.
"Eu vou comer no tempo em que ela vai trazer. Vou levar o resto comigo para o trabalho.”
"Você ainda vai voltar a trabalhar?" Pergunto incrédulo. 
"Sim, eu saí apenas para o almoço. Eu tenho um monte de trabalho para passar.”
José olha-nos com curiosidade. 
"Posso convencê-la a voltar para casa comigo?" Eu pergunto.
Os olhos de Anastasia dardejam para José enquanto ela cora até o couro cabeludo. 
"Eu ainda tenho mais quatro horas para trabalhar, Christian. E desde que eu me sinto bem hoje, eu acho que eu deveria passar por elas,” ela murmura.
A garçonete volta com a conta, e eu dou uma nota de US $ 100 e coloco-a com a conta antes que ela coloque sobre a mesa. 
"Fique com o troco,” murmuro com um sorriso. 
"Eu estava indo pegá-la, Christian,” diz José com petulância. 
"Está tudo bem. Seu dinheiro não é bom aqui,” eu respondo. Eu não vou deixar que outro homem pague a refeição da minha esposa. Em seguida, voltando-me para Anastasia, eu pergunto: "Você gostaria de vir a GEH comigo, então?"
Anastasia suspira.”Christian, tenho muito trabalho a fazer. Muitos manuscritos para ler e anotar, resumir e sumarizar. ”
"Nós podemos parar e pegar o seu trabalho, e você pode levá-lo com você. Venha comigo,” eu sussurro em voz baixa com nada além de uma sedução diabólica. Ela imediatamente reconhece a minha intenção.
"Posso falar com você em particular?” Ela pergunta em um sussurro. 
"Sim, claro,” eu digo, e levanto-me. Estendendo a mão, eu ajudo Anastasia a levantar.
"Estaremos de volta em um minuto, José,” ela sorri brevemente, e ele franze a testa, jogando o guardanapo sobre a mesa. Suas narinas se abrem, mas não há uma maldita coisa que ele possa fazer sobre isso.
Anastasia caminha de volta para o pátio. Não há clientes sentados lá, e a multidão do almoço só está sentada dentro.
Assim que a porta volta e fecha, Anastasia vira para mim. Taylor está guardando a porta do outro lado.
"Por que você está fazendo isso, Christian,” ela pergunta carrancuda.
"Você sabe por que,” eu digo em voz baixa.
"Não, eu não! Esclareça-me, por favor. É porque os paparazzi estavam me acusando de deslealdade para com você? Se for...”
"Pare de falar!" Eu rosno, inclinando-me para seus lábios. Nós estamos a apenas um sussurro de distância um do outro. Eu posso sentir os batimentos cardíacos de Anastasia.
"Eu não dou uma merda para o que alguém diz e muito menos algum  desprezível paparazzi. Eu nunca dou. O que me interessa é você. A pessoa que eu quero proteger é você, e a pessoa que você está carregando dentro de seu ventre. Você e este pequeno,” eu digo espalhando minha mão direita em sua barriga e minha mão esquerda acariciando a baixa de suas costas, "são meus. Os dois. Eu farei tudo em meu poder para proteger vocês dois. Cuidar de vocês... Eu estava preocupado hoje quando soube que José veio até você. Porque ele veio logo depois eu liguei para ele hoje,” eu digo.
"O quê? Você ligou para ele? Por que você chamou-o?"
"Eu liguei para ele porque você foi emboscada esta manhã pelos paparazzi e apenas poucas pessoas sabiam de sua gravidez, e só uma dessas pessoas teve um ataque depois de ouvir que você estava com uma criança,” murmuro. 
"Eu queria ter certeza de que ele não estava lá para lhe machucar."
"Ele é meu amigo, ele não faria isso,” ela retruca. 
"Seja como for, Ana... Ele tem um histórico que diz o contrário. Eu não vou deixar essa lista crescer à sua custa.”
"Que histórico?"
"Onde devo começar? Pressionando você, para não mencionar sua  língua, quando eu vim para salvá-la de seu estupor alcoólico. Tirando suas fotos espontâneas, sem a sua permissão e, em seguida, colocando-as em uma exposição de arte para outras pessoas comprarem.  Fazendo comentários acusatórios que você estava se casando comigo pelo meu dinheiro...” ela estreita os olhos com a minha última observação.
"Como você sabe disso?"
"Eu o ouvi falar com você. Mesmo que foi atado com uma piada, isso é o que ele estava pensando. Minha gota d'água foi quando ele a envergonhou na frente de seu médico e dos funcionários do hospital, acusando-a de ter ficado grávida! Eu tive tudo que eu posso aguentar de José."
"Ele queria se desculpar e fazer as pazes."
"Isso é bom; ele fêz isso. Mas a amizade requer ida e volta de respeito. Ele não respeitou as suas decisões ou escolhas, porque elas não estavam a favor dele. Esse não é o comportamento de alguém que se preocupa com o amigo.”
"Christian..." ela exala longo. ”Você está fazendo isso porque você está com ciúmes?"
"É parcialmente isso,” eu confesso. ”Mas isso não é a principal razão."
"Qual é a razão Christian,” ela pergunta. ”Não posso simplesmente almoçar com um velho amigo?"
"Baby, se José fosse apenas um velho amigo que queria almoçar com você, eu não estaria tendo um momento difícil. Bem," eu emendo, "meu antigo eu estaria. O que José está fazendo, ou tentando fazer, é lutar pelo seu afeto.”
"O quê? Isso é ridículo! Ele sabe que eu sou uma mulher casada,” ela retruca.
"Oh, sim, ele sabe disso muito bem, mas baby, ele ainda está lutando por você, por seu respeito."
"Nããão...” diz ela incrédula.
"Eu sei que você não se vê como os outros homens a vêem. Mas, Ana," eu sussurro em seus lábios, "qualquer homem lutaria por você. Você é linda, doce, inteligente, atrevida, boca inteligente; você é simplesmente um espécime delicioso de uma mulher. Eu pretendo continuar lutando por seu respeito e atenção. Você é minha esposa, e eu sou apenas um homem mortal que está profundamente, loucamente, irrevogavelmente apaixonado por sua esposa.”

Verdadeiramente, profundamente, Madly - Savage Garden
"Oh, Christian,” ela respira enquanto eu lentamente a faço andar de costas para a parede e prendo-a entre o confinamento do meu corpo e da parede, enquanto meus braços a mantêm em meu cativeiro. 


"Venha para casa comigo...” eu sussurro. ”Eu tenho estado duro desde que eu li o seu e-mail... muito publicamente, e, inesperadamente, eu poderia acrescentar. Só você tem o poder de me fazer perder o controle."


"Eu não tenho sido eu mesma todo o dia, mas eu acho que você estava certo, esta manhã. Eu preciso, para ganhar o controle no trabalho e aprender a lidar com as críticas, ou pelo menos não me preocupar com isso, para que eu possa ser eu mesma o resto do tempo. Mas, eu estou tentada a ir para casa sabendo que eu deveria voltar ao trabalho. Você não está tornando isso fácil, Christian,” ela sussurra.
"Baby, você me tenta constantemente, e desde que recebi seu e-mail hoje eu tenho sido uma arma engatilhada, excitado, e faminto pelo seu toque."
Quando a última palavra deixa os meus lábios, Anastasia coloca suas mãos no meu peito e me pressiona para trás. Suas mãos viajam sob minha jaqueta envolvendo minha cintura, chegando até minhas costas. Meus olhos escurecem; minha respiração sibila por entre os dentes. Meu pau latejando e dolorido para estar dentro dela, dentro do calor úmido dos lábios deliciosos.
"Compromisso... Deixe-me terminar o meu dia de trabalho hoje. Eu prometo que você pode cumprir tudo o que eu pedi no meu e-mail.”
"Liderando do fundo de novo, Sra. Grey?" Murmuro pressionando contra ela. 
"Como se você iria entregar o controle para mim, Sr. Grey,” ela sussurra carnalmente. 
"Você não tem idéia do que eu iria deixá-la fazer, baby. Eu apenas faria qualquer coisa por você. E agora eu tenho essa necessidade irresistível de foder você. Fazer amor com você até você gritar meu nome, e ter você tão saciada que você não vai se lembrar do nome de qualquer coisa masculina por algum tempo!"
Os lábios de Anastasia se entreabrem e ela engole em seco. Há imenso desejo em seu olhar, misturado com outras emoções: amor, luxúria, ternura e satisfação primitiva de uma mulher que sabe que ela tem o seu homem seguro.
"Contra-oferta... Você trabalha duas horas e eu vou buscá-la às 3:00 h" murmuro beliscando e chupando seu lábio inferior. 
Ela geme. 
"Quatro horas".
"03:30 h,” eu sussurro pressionando de encontro a ela.
"Feito,” ela responde com seu sangue aquecido. 
"Agora, vamos dizer adeus ao seu amigo, e eu vou levá-la de volta para a SIP antes que eu decida tomá-la no espaço privado mais próximo,” eu digo, segurando a mão de minha esposa e puxando-a atrás de mim.
José é incapaz de fazer contato visual com Ana enquanto ela agradece a ele por fazer as pazes com ela e lhe diz adeus. Quando ele consegue olhar para ela, ele sussurra:
"Você realmente é feliz, Ana?"
"Sim, José. Sou incrivelmente feliz com meu marido,” diz ela apertando minha mão, enquanto a outra mão distraída e protetoramente viaja para sua barriga.
"Então, eu estou feliz por você. Mas,” diz ele baixando a voz, "sempre que você não estiver, eu estou aí para você. Eu sou seu amigo,” diz ele deixando suas palavras não ditas de como ele desejava que ele fosse mais.
"Obrigado. Você é meu amigo, o irmão que nunca tive. Eu gostaria de vê-lo feliz com alguém que se importasse com você e o amasse do jeito que você merece ser amado,” Anastasia diz a ele. Então abaixa a voz, ”mas, eu não sou essa pessoa. Eu sou uma mulher casada, apaixonada por seu marido. Loucamente apaixonada...” em seguida, ela dá um passo para longe de mim e segurando José em seu cotovelo, ela anda a poucos passos de distância de mim. ”Eu desejo isso, para você, para sua vida. Não alguém que não pode amá-lo do jeito que você a ama. Nunca haverá ninguém mais para mim. Nunca.  Há apenas Christian. Haverá apenas Christian. Eu não posso amar ninguém como eu o amo. Ele é meu marido, ele é a minha vida,  e ele é todo meu universo.”
"Ele é controlador,” José sussurra baixinho.
"Ele é meu, e eu sou dele. Eu não o quero de outra maneira. Eu o amo com todas as suas falhas, com toda a sua ‘fuckedupness’, com seu comportamento controlador. Eu o amo e não por quem ele é, mas pelo que eu sou quando estou com ele. Eu sou inteira, completa, feliz e eu sou minha melhor versão por causa dele. Completamos um ao outro. Por favor, entenda isso. Se você quiser um amigo, eu sou sua amiga, eu sou sua irmã. Isso nunca vai mudar e eu espero que isso seja o suficiente. Se você quiser algo mais, saiba que eu nunca posso ser isso para você ou para qualquer outra pessoa. Será sempre Christian para mim.”
"Eu sei, mas...” ele começa em um murmúrio.
"Antes de dizer qualquer coisa mais, José, eu quero que você pense bem sobre o que você gostaria de dizer para mim, por favor. Eu gostaria de mantê-lo como meu amigo, mas se você pensar em mim como algo mais, vou cessar meu contato com você, apesar do fato de que eu o amo e valorizo ​​a nossa amizade, José. E nunca questione o amor ou respeito por mim do meu marido. Não é o seu papel de fazê-lo. Ele é meu homem e só meu!” Diz ela, sua voz um sussurro fervente. ”No minuto em que você parar de respeitar o meu relacionamento com o meu marido, eu não vou impedi-lo em quaisquer medidas que ele queira tomar, a fim de saber que você não está transgredindo em seu território. Por mais que Christian Grey seja meu, eu também sou dele. Eu sou sua esposa grávida e não uma garota disponível solteira. Mostre-nos o respeito para o nosso relacionamento, para que possamos retribuir-lhe na mesma moeda. Você entende a minha reticência? Você diz que você valoriza a minha amizade, mas o seu comportamento diz o contrário. Você está forçando a minha mão no corte de minha amizade com você, talvez com relutância, mas é sua própria ação...” José abre a boca para dizer algo, mas Anastasia levanta seu dedo.
"Esta é a sua chance de me dizer de uma vez que a amizade que eu lhe ofereço é o suficiente, ou você vai silenciar para sempre."
"Sua amizade é suficiente, Ana. Tem que ser.”
Eu estive orgulhoso de minha esposa antes, mas neste momento, Anastasia assumiu o comando de seu amigo e colocou-o na linha, e colocando minha mente tranquila, me fez me apaixonar por ela mais uma vez. Ela ia ser um muito bom dom. Então, outra vez, eu sei que ela é um ‘switch’. Porra! Eu não posso esperar até esta noite!
*****          *****
"Sr. Grey, eu posso ter alguns minutos com você?" Ros pergunta depois que eu volto para GEH.
"Tenho 15 minutos para a minha próxima entrevista. Meu escritório...” eu digo e abro a porta para ela.
Ela toma um assento em uma das cadeiras em frente da minha mesa. Eu contorno o canto da minha mesa e sento-me. Cruzando a minha perna esquerda por cima do meu joelho direito, eu pergunto: "O que está em sua mente?"
"As primeiras coisas primeiro... Senhorita Julianne Durant deixou esta nota para você,” diz ela com desgosto quando ela me estende um envelope lacrado. ”Tenho certeza que não é relacionado com negócios porque ela teria me dado para abrir. Embora tenha me assegurado que ela soubesse que você está muito bem casado com uma mulher espetacularmente bonita. Eu também quero parabenizá-lo e à Sra. Grey pela notícia da gravidez,” diz ela. Eu arco minhas sobrancelhas imediatamente e meus olhos se estreitam, fixando-a em seu assento, intrigado.
"Segure-se em suas calças, chefe! Eu não estou tentando meter o nariz em sua vida privada. Temos que manter contato com você através dos blogs de fofocas e revistas, para que possamos efetivamente defender o seu nome, senhor, e, claro, contra avanços indesejados dos outros,” diz ela se referindo a Mademoiselle Durant.
"Mas, eu suspeito que você não esteja aqui para tomar conta de meus assuntos pessoais".
"Meu Deus, não, chefe! O negócio francês pode ser lucrativo. Eu gosto de Decoux. Acho que Durant também pode ser uma mulher de negócios sensata embora ela esteja ainda cheia de sua hierárquica classe de merda. Eu estava pensando...” diz ela limpando a garganta, ”posso ter as honras de endireitá-la, ou você deseja fazê-lo? Eu gosto de finalizar o negócio deles, mas eu não gosto dos europeus esfregando nossos narizes em seus sangues azuis e sua linhagem aristocrática. É ferver o inferno fora de meu sangue americano vermelho. A única distinção de classe que me interessa é a que se baseia no mérito. Ela não me mostrou isso ainda. Decoux sim, e tem um bom senso para negócios. Mas Durant me esfregou da maneira errada e já que estamos indo para fazer negócio com eles a longo prazo, eu prefiro estar em pé de igualdade.”
"Eu não. Estou acima deles. Igualdade é superestimada. Você pode, claro, estabelecer sua igualdade, mas eu não desejo alimentar a noção de ninguém que eu sou igual a ela, ou igual a ele. Eu sou melhor. Eles vieram para minha empresa para o negócio, e este é o nosso território. Aja como tal. Títulos não significam nada para mim. Eu olho para as realizações baseadas no mérito. Esse é o único critério digno no mundo dos negócios.”
"Sim, senhor,” ela responde. ”Bem, então, é melhor eu voltar para o meu trabalho. Eu usei os meus 15 minutos. Obrigado, Christian,” ela diz com um largo sorriso em seu rosto enquanto ela se afasta, batendo seus saltos altos sobre o piso de mármore.
Eu abro o envelope. 
"Four Seasons Seattle - Quarto 407. Podemos falar mais sobre filmes e Paris se assim o desejar.”
Eu rasgo a nota em pedaços, e atiro-a no lixo. 
Eu pego o meu Blackberry  e disco. 
"Sim, chefe?"
"Espero o seu melhor desempenho em sua lição particular de distinção de classe. Mas, não estabeleça igualdade. Só superioridade.”
"E você tem uma resposta para, uhm, a mensagem dela?” Diz ela, sem nenhum remorso. 
"Estou tomado de forma irrevogável. Nós só fazemos negócios na GEH. Qualquer coisa menos do que o maior profissionalismo se tornaria o motivo da recusa da sua proposta de negócios.”  
"Eu ficarei absolutamente encantada de passar a mensagem,” diz Ros e eu posso ouvir seu riso no meu Blackberry.
*****          *****
"Como você está,  Sra. Grey?" Pergunto enquanto Anastasia desliza para a parte traseira do SUV. Um sorriso tímido se arrasta até seus lábios.
"Eu estou bem, Sr. Grey. Você teve um dia agradável?” ela pergunta.
"Depois de almoçar com minha esposa, e obter certas promessas dela, eu acho que o meu dia só vai ficar melhor, Anastasia," murmuro com um sorriso lascivo. Tomo sua mão na minha, então puxo-a em meus braços.
"Eu senti sua falta, Sra. Grey," eu sussurro em seu ouvido.
"Nas últimas três horas? Você tornou isso difícil para mim, Sr. Grey. Mas, novamente, é apenas justo.”
"Por quê?"
"Porque eu consegui pior."
"Como está o Júnior?" 
"Muito bem,” diz ela com admiração em seus olhos. 
"O quê?"
"Nada,” diz ela balançando a cabeça.
"Ana, nunca é "nada" com você. O quê? "
"Não é possível uma garota ter admiração por seu bonito, sensível, sensual, quente marido? Isso é tudo... ” ela responde.
"Isso é tudo,  Sra. Grey?" 
"Há mais, mas por que derramar tudo ao mesmo tempo."
"Aperte o cinto, Sra. Grey," Eu zombo repreendendo-a. Eu quero vocês dois seguros.”
"Sim, senhor,” ela responde fazendo meu pau se contorcer.
*****          *****
Taylor nos deixa em frente aos elevadores. Sawyer está dirigindo o outro SUV da SIP.
"Você está com fome?" Pergunto no elevador, o calor do meu olhar cativando-a.
"Não de comida."
"Bem, eu também não."
"Você tem certeza que quer ir para a Sala de Jogos?" Eu pergunto. 
"Você vai dar para trás em sua palavra?” Ela pergunta, ansiosa.
"Não. Mas, eu quero ter certeza de que é isso que você quer, não o que você acha que eu quero.”
"Sr. Grey, eu tinha a impressão de que a Sala de Jogos também era minha. Você mesmo disse. ‘Se você disser sim, Anastasia, toda esta Sala de jogos pode ser sua.' ” diz ela em uma boa imitação da minha voz.
"O que eu adoraria fazer com sua boca inteligente,” eu sorrio com desejo devasso.
"Eu sei o que eu quero."
"E o que é?"
"Eu quero que você me ensine como ganhar o controle do meu corpo para que eu não perca inesperadamente o controle das minhas emoções para outros, como esta manhã. Eu quero que você assuma o controle nas próximas horas para que eu limpe minha paleta mental. Eu quero que você me dê prazer, e me peça para dar prazer a você. Faça-me, faça-nos nos perder a nós mesmos um no outro...” ela diz e faz meus olhos escurecerem, a libido disparar através do telhado, e meu pau forçar em minhas calças, doendo para ser enterrado dentro de minha esposa. Eu empurro minha mulher para a parede do elevador e selo  meus lábios nos dela.


Quando as portas do elevador ding abertas, eu enlaço meus dedos com os dela e puxo-a para fora do elevador.
Ignorando o pessoal doméstico, tomo a maleta da minha esposa e solto-a em cima da mesa no saguão. Em seguida, puxo-a para o nosso quarto. Fechando a porta atrás de mim com o meu pé, eu me volto para Anastasia.
"Como você se sente?"
"Com tesão,” ela responde copiando um meio sorriso de mim.
"Fisicamente." Eu emendo.
"Muito bem, Sr. Grey. Tudo que eu quero fazer é...”
"Eu sei o que você quer, e nós atendemos a todos os desejos e sabores, Sra. Grey. Eu só quero ter certeza de que minha mulher pode tomar o que eu tenho para oferecer a ela. Então, deixe-me perguntar-lhe novamente. Como você se sente? "
"Eu me sinto bem, Christian!” Diz ela revirando os olhos. 
"Não revire os olhos, Sra. Grey! Eu quero que você vá para o Quarto de Jogos, tire tudo, menos esses Louboutin deliciosos e sua calcinha. Eu tenho sonhado com aqueles saltos em volta dos meus ombros, minha cintura ou minha bunda o dia todo.” Sua boca cai aberta.
"Corra agora, e sente-se como eu lhe mostrei ao lado da porta,” eu digo, enquanto eu dou uma palmada forte por trás. Ela grita.
"Ow!"
"O quê?"
"Sim, senhor,” ela responde enquanto ela se apressa para o Playroom.
Eu rapidamente me livro do meu terno, gravata, camisa, cueca, sapatos e meias. Eu pego o meu jeans lavado, rasgado e coloco-o. Deixando o botão de cima aberto, eu me encaminho para a cozinha. Enchendo um copo com gelo, eu pego uma garrafa de Sancerre gelado e vou para a Sala de Jogos. Quando eu entro, encontro Anastasia sentada perto da porta, nua, exceto por sua calcinha e seus saltos altos. Sua cabeça está para baixo, e as suas mãos estão espalhados nos joelhos. Sem dizer nada eu me encaminho para a cômoda. Deposito o copo de gelo e a garrafa de Sancerre. Eu escolho cuidadosamente os brinquedos que quero utilizar nesta cena. Então eu lentamente faço o meu caminho para o aparelho de som.


Quando a música começa a tocar, a cabeça de Anastasia encaixa-se e seu olhar encontra o meu, quando Michael Buble e Laura Pausini começam a cantar "Você nunca vai encontrar outro amor como o meu,” uma reminiscência de nossa lua de mel, lembrando-a de que ninguém pode amá-la tanto quanto eu posso. 

Michael Buble and Laura Pausini - You'll Never Find
Eu levanto-a do chão, e envolvendo o cabelo em volta do meu pulso, eu a beijo duramente, sugando seu lábio inferior, em seguida, empurrando minha língua em sua boca, acariciando sua boca quente aveludada. Quando eu recuo, nós dois estamos sem fôlego.
"Vire-se," Eu ordeno. 
"Sim, senhor,” ela responde sem fôlego.
Eu tranço seu cabelo enquanto ela silenciosamente estende o laço para segurar o fim da trança.


"Anastasia, estamos aqui porque você decidiu entregar o controle de seu corpo e mente para mim esta tarde. Mas, você é minha esposa. Assim, a qualquer hora que seja demais, eu só quero que você diga, 'pare' e eu vou parar. Não há palavras seguras, ok?"
"Sim, senhor,” ela responde com uma voz ofegante.
"Boa menina. Vou ensiná-la a ganhar o controle de seu corpo e, finalmente, de sua mente.”
"Obrigado, senhor." 
"O que você quer, Anastasia?"
"Você decide, senhor. Eu... ” diz ela, hesitante. ”Eu quero dar o controle a você esta noite."
"Você tem certeza? Diga-me para parar quando ficar muito intenso, e eu irei parar.”
"Sim, senhor,” ela responde com uma antecipação ofegante. 
Eu pego as algemas de couro que são dispositivos de retenção, suaves mas bons. Vendo a barra de extensão, seus olhos se arregalam de excitação e antecipação.




"Venha,” eu digo e levo-a pela mão. ”Deite de rosto para baixo  nesta mesa." Ela obedece imediatamente.
Eu abro suas pernas apenas um pé de distância com os meus pés. Eu esfrego suas belas nádegas e, em seguida, bato com força uma vez. Ela geme em resposta.


"Silêncio agora. Primeira parte do controle é  esperar o inesperado.”
Eu deslizo sua calcinha rendada para baixo, lentamente. Minhas mãos pastando sobre suas coxas e pernas tonificadas, patinando sobre sua pele macia, perfeita. Ela cai em torno de seus tornozelos. Erguendo seus pés, um de cada vez, eu retiro a calcinha e atiro-a na cadeira de couro. Derramando um pouco de óleo de massagem em minha mão, eu cuidadosamente o espalho entre as duas mãos. Segurando os tornozelos de Anastasia, eu lentamente deslizo para seus joelhos. Eu amasso as pernas sensualmente por trás de seus joelhos. Ela dá um gemido mal contido.


"Controle, baby. Eu preciso que você controle seus impulsos. Gratificação atrasada não só ensina você,” eu digo enquanto meus dedos sobem na coluna de suas pernas atingindo o ápice de suas coxas, eu mergulho um dedo em seu reluzente sexo rosado, ”mas também,” acrescento eu, "fornece a intensidade máxima,” eu digo enquanto eu abro suas pernas largamente, com minhas pernas forçando-as a ficar distantes, enquanto eu mergulho um segundo e um terceiro dedo em suas dobras, circulando suavemente, desenhando seu prazer, cobrindo meus dedos com seu creme, “como também o prazer máximo.”


Retiro meus dedos dela, e coloco minha cabeça sobre seu sexo inalando profundo seu perfume. Eu puxo suas nádegas para cima e coloco minha mão esquerda justo sobre seu osso púbico apresentando seu sexo por trás para minha língua pronta para entrar em seu doce sabor. Eu pressiono o clitóris com a ponta do meu polegar, enquanto minha língua invade e conquista seu sexo, mergulhando e retirando várias vezes. Cada vez que ela constrói, pronta para o orgasmo, eu recuo minha língua e mantenho seu prazer controlado.
"Controle, baby..."


"Por favor, Christian,” ela implora. 
"Tudo a seu tempo. Antecipar, esperar, segurar, e apreciar o acúmulo,” murmuro entre cada lambida que dá prazer a ela. Assim que ela atinge seu pico, eu a puxo para cima em posição ereta.
"Agora, fique de costas para a minha frente," eu ordeno. Ela obedece imediatamente. Eu vendo seus olhos lentamente, acariciando seu rosto, pescoço, orelhas enquanto eu beijo, mordisco e chupo o meu caminho até sua garganta.


"Eu quero que você coloque suas mãos em volta do meu pescoço,” eu sussurro. Ela obedece.
Os seios, mais curvilíneos do que nunca com sua gravidez, sobem em minhas mãos graciosamente. Eu corro minhas mãos recém-lubrificadas para baixo em sua garganta, sobre os seios, entre os montes de seu peito, na barriga, e ao longo de seu osso púbico e, lentamente, faço o meu caminho para cima de novo. Ela geme e se contorce sob o meu toque.


"Controle requer absorver a sensação e encontrar aquele lugar em sua mente, onde a intensidade do ato vai chegar até você somente quando você permitir isso,” eu sussurro. O som emotivo de uma mulher grita canções sem palavras, cantando "the Great Gig in the Sky".
Great Gig in the Sky - Pink Floyd
"Sinta minhas mãos, mas encontre esse lugar em sua mente, tranque-se nele, e faça-me trabalhar para chegar até você. A minha recompensa é trabalhar duro para alcançar seus pontos de prazer, não só aqui,” murmuro puxando ambos os mamilos, rolando-os entre os meus polegares e indicadores, arrancando outro gemido de prazer, e o arqueamento das costas dela em minhas mãos.



"Ou aqui,” eu sussurro lascivamente chupando seu pescoço, enquanto meus dedos executam sua mágica dentro de seu sexo. 
"Eu quero estar aqui,” eu sussurro beijando sua têmpora inclinada, "e aqui,” eu deslizo minha mão entre seus seios. 
"Eu quero que você se renda a mim de tal maneira que você não vai ser capaz de gozar sem eu dizer-lhe que sim. Você precisa submeter aquele controle de seu prazer para mim.”
"Sim... aahhh..." ela geme, "senhor,” ela acrescenta. 
Meu pau está lutando contra o meu jeans macio, pronto para dar prazer a ela. Mas isso é para o benefício de nós ambos. Minha esposa quer aprender a controlar-se, bem como para entregar o controle desta vez. Eu quero conseguir apenas isso.
Eu lentamente levo-a para a cruz de madeira, com os braços em volta do meu pescoço e meu pênis forçando contra suas nádegas. 
"Eu vou algemar seus braços na cruz agora, Anastasia, mas vou conter suas pernas com a barra de extensão," eu a informo.  ”Mas, depois disso, eu não vou lhe dar nenhum aviso. Tudo vai ser inesperado. Você vai precisar segurar seu prazer até que eu diga para gozar, e não sem mim. Você entendeu?" Eu pergunto. Ela acena com a cabeça.

"Eu preciso de uma confirmação verbal, Anastasia," eu ordeno.
"Sim, senhor,” ela responde com uma  voz sussurrada.
"E se for muito intenso?" Eu pergunto.
"Eu vou dizer-lhe para parar, senhor,” ela responde. 
"Boa menina". 
Eu trago o copo com gelo, e tomo um entre meus dedos. Eu lentamente passo sobre um mamilo que imediatamente encolhe, tirando um gemido abafado de Anastasia. Eu corro o gelo ao redor de sua auréola, e, em seguida, recebo o mamilo no calor da minha boca, criando uma sensação contrastante. Eu chupo seu mamilo profundo e forte, enquanto eu passo o gelo na mesma direção no outro mamilo, minha língua faz sexo oral, fazendo com que se anime e tensione para a atenção da minha boca. Anastasia puxa-se contra as algemas, mas ela é incapaz de mover um centímetro. Lentamente, eu passo para o outro mamilo e dou-lhe a mesma atenção que eu presto a seu mamilo direito. As costas de  Anastasia arqueiam, enquanto ela treme de antecipação e desejo intenso. Eu, então, seguro o gelo entre os dentes e executá-lo para cima e para baixo em seu torso. Quando eu chego a seu sexo depilado, o gelo a faz estremecer e a faz implorar.



"Eu preciso do seu pau! Por favor, Christian! Dentro de mim! " Eu tomo o gelo em meus dedos e passo sobre os mamilos novamente.


"Controle bebê, encontre o lugar em sua mente, e me faça trabalhar para destravar a porta para a sua mente." Ela toma uma respiração profunda, trêmula. Finalmente eu corro o gelo sobre seus lábios, fazendo-a lamber os lábios e lamber o cubo de gelo. Eu me inclino e beijo-a com força, deixando seus lábios doloridos e devassos.
Eu pego seu  chicote favorito e o corro sobre os seios, os lados, e, finalmente, mergulho-o em seu sexo. Ela estremece em resposta.
"Prazer e dor... não muito diferentes um do outro," murmuro deslizando o chicote fora de seu sexo, agora brilhando com seu creme. 
"Chhuupe," Eu ordeno e ela obedece imediatamente. 
"Chega,” eu digo puxando o chicote para fora de sua boca ávida. Eu o deixo deslizar para baixo do seu queixo, pescoço, entre o vale de seus seios, ao redor de seus mamilos, lados, e acariciando sua barriga, fazendo-a segurar a respiração. Então, finalmente, eu levanto o chicote e começo a fazer chover ataques contra seu sexo, coxas, mamilos e nádegas, mas nunca em sucessão, e, inesperadamente, sem um padrão, para que ela entenda o conceito de controle. A canção de Pink Floyd começa novamente quando Anastasia atinge seu auge.
"Controle o impulso, Ana!" Eu ordeno quando eu finalmente começo a fazer chover golpes, pequenos porém eficazes,  sobre seu clitóris.
"Christian, eu não posso segurar!"
"Sim, você pode!"
"Eu não posso! Estou perto!"
"Sim, você pode! Sim, você pode! Sim, você pode! Segure-o bebê, até que eu diga para gozar! Só quando eu lhe disser para gozar!" Seus mamilos franzem, e seu rosto aperta como se ela estivesse se concentrando em outro lugar em sua mente.
Quando chove o décimo quinto golpe sobre seu sexo: "Goze para mim agora!" eu ordeno e com uma respiração despedaçada, eu sinto a onda de liberação para fora dela e se espalhando por todo seu corpo. 
Eu rapidamente desamarro suas mãos, e carrego minha mulher para a cama. Eu coloco-a de bruços sobre a cama, e rapidamente me desfaço dos meus jeans. Eu levanto as nádegas de Anastasia no ar, e a golpeio duas vezes, e golpeio sobre seu sexo uma vez. Então eu me afundo em seu sexo com um impulso forte, segurando-me profundamente dentro dela, dentro da minha esposa, onde eu queria estar todo o dia.
Finalmente eu recuo para fora todo o caminho até a ponta, lentamente, fazendo-a sentir cada centímetro de aço de mim, então mergulho de novo. Puxo para fora todo o caminho e apenas insiro a ponta do meu pau, revestindo-o com seu creme escorregadio. Então, finalmente, eu começo empurrando dentro e fora, em rápida sucessão animalesca. Ela apoia-se sobre os cotovelos enquanto eu conduzo para dentro dela.
"Por favor, Christian... senhor! Estou perto!"
"Não! ainda não! Controle. Segure-o, não o deixe tomar conta de você!" Ela grita, com seu corpo mal se segurando no prazer que está esperando à beira do precipício. Seu sexo está inchado, sua abertura é convidativa, apertada como uma luva empunhada. Eu movo meu pau mais fundo, desenhando na maciez de seu núcleo e esfregando-o sobre seu clitóris dolorido. Ela quer fechar as pernas, mas a barra de extensão está impedindo-a e deixando-a sentir todo o prazer.
Eu empurro mais profundo, e levantando as nádegas para cima, eu encontro a localização secreta que esconde seu núcleo de prazer. Angulando meus quadris, a ponta do meu pau martela sobre o local,  dolorosamente lenta.
"Christian,” ela implora.
"Diga meu nome de novo!"
"Christian! Christian! Christian!  Christian Grey! "
"Quando. Você. Vai. Gozar? " Eu assobio entre os dentes com cada impulso.
"Quando você me deixar, senhor!” Ela grita. ”Por favor...” ela pede.
"Goze para mim agora baby!" Eu grito, e ela grita seu orgasmo enquanto a voz emotiva da canção também grita seu êxtase. 
Gozo alto, esguichando meu prazer dentro dela, enchendo-a, declarando meu amor e minha marca de propriedade de minha esposa, eu me sinto completo, e completamente repleto.
Quando finalmente voltamos aos nossos sentidos, eu desato a barra de extensão de suas pernas, e esfrego seus tornozelos. 
"Como foi isso para o controle?"
"Alucinante e completamente educacional,” ela murmura antes que ela adormeça nos meus braços.

Love knows no limit to its endurance, no end to its trust, no fading of its hope; it can outlast anything. Love still stands when all else has fallen.

Coríntios 13:7-10
O amor aceita todas as coisas com paciência, tem sempre confiança e esperança, e se mantém sempre firme.
O amor jamais acaba.
Portuguese New Testament: Easy-to-Read Version (VFL)







Jamie Dornan - as Christian Grey

44 comments:

Anonymous said...

Maravilhoso como sempre.
Obrigada Emine e Neusa.

Mara Lins said...

Li o novo capítulo ontem à noite, e refleti muito sobre o seu trabalho EMINE.

Quem não gostaria de viver o verdadeiro amor e a total entrega. Onde há o verdadeiro amor não há desrespeito. Alguém questionaria que Christian não respeita e ama incondicionalmente Anastasia? Alguém poderia dizer que ele a coloca em risco ou que ele não a protege 24/7? Infelizmente, alguém pode e diz.

Que mulher em um relacionamento intenso, cúmplice e verdadeiro não gostaria de escutar de seu homem coisas do tipo: ... “E agora eu tenho essa necessidade irresistível de foder você. Fazer amor com você até você gritar meu nome, e ter você tão saciada que você não vai se lembrar do nome de qualquer coisa masculina por algum tempo!"

Emine, tenha a consciência de tudo o que você nos proporciona com seu trabalho, o quanto nos faz sonhar e querer viver este sonho. ENTREGA TOTAL de corpo e alma engloba DOAÇÃO IRRESTRITA, dar tudo que seu homem quer e ganhar tudo aquilo o que você quer receber.

Continue surpreendendo, transgredindo, MANTENHA sua escrita como fez até agora. Se incomodar, será a uma MINORIA ÍNFIMA, que deveria estar lendo literatura infantil, ou romances mornos de banca de jornal. Continue agradando os seus VERDADEIROS FÃS, aqueles que sonham com você, que amam o que absorvem de seu trabalho.

NÃO MUDE o que já fez, MANTENHA o original, NÃO PERCA a sua autenticidade, garanto-lhe que aí sim iria conhecer o verdadeiro descontentamento com seu trabalho. E isso não faria bem a você nem a nós, que acompanhamos e admiramos tudo o que você escreve. (Acho que devia ter escrito isso no capítulo 17). Fique bem, tenha consciência do quanto TUDO ISSO AQUI É PERFEITO. Beijos sinceros Emine.

Neusa, mais uma vez nos brindou com seu trabalho limpo e impecável.

Beijos meninas, acho que acordei meio revoltada com essa história toda.

Fer G. said...

Que começo de domingo....Gente, amei o Christian dando aquela bronca no José.Como eu adoro o CG mandão.Afff!!! Obrigada Neusa por tudo.Obrigada Emine.beijoss Obs* como acho vc no facebook?

Natii said...

E.P.E.T.A.C.U.L.A.R, sim meninas estou enunciando cada letra com êxtase, pois esse capitulo esta fantástico como sempre , aiii jesus amooo muitooo tudo isso, nem tenho palavras para descrever meus sentimentos!
Ja estou relendo o livro 2 e me delirando novamente com cada capitulo, sou simplismente apaixonada :)

Neusa e Emine M.A.R.A.V.I.L.H.O.S.A.S...

Meninas nossa pagina no face cada dia mais alucinante com tanto A.Ç.U.C.A.R ... ADOROOOO...

Beijos a todas da Natii

Olidelgi said...

Obaaaaaaaaa!!!!!
Meu domingo ficou muito melhor...
Obrigada Emine e Neusa, vcs são maravilhosas!!!!!
Bjs
Olidelgi

Nair.vieira Sousa said...

Simplesmente lindo, ansiosa já com o próximo rsrsrs Eminem e nessa obrigado

Anonymous said...

Lindo,lindo, lindo capitulo!!!!!!! Que amor é esse gente!!! Concordo com a Mara, a Emine não pode parar, nunca. Sua escrita é verdadeira e inspiradora!
Bjs Lala

janalima said...

muito ansiosa pelos próximos capítulos.......quando será? bjs

janalima said...

lindo,lindo,lindo.... ansiosa pelos próximos capítulos!!!

janalima said...

lindo,lindo,lindo.... ansiosa pelos próximos capítulos!!!

janalima said...

lindo,lindo,lindo.... ansiosa pelos próximos capítulos!!!

janalima said...

lindo,lindo,lindo.... ansiosa pelos próximos capítulos!!!

janalima said...

lindo,lindo,lindo.... ansiosa pelos próximos capítulos!!!

Joenes Carvalho Alves Xavier said...

Obrigada amiga você como sempre maravilhosa na tradução, Parabéns ótima semana para você, bjsssss

Ane said...

Como sempre maravilhosssooooooo

Agatha W F Tobias Santos said...

Olha como sempre maravilhoso....
Parabéns Emine por manter tão real a ideia do livro original, e eu tenho certeza que a série Pella será excelente. Estou super ansiosa para ver seus livros publicados.
Neuza parabéns novamente pela dedicação...
Aguardo o próximo capítulo.
Bjcas

gabriela bittencourt said...

Obrigado mais uma vez, maravilhoso como sempre.
Você deixou meu domingo muito melhor, ansiosa para o próximo capitulo.
Beijos para todas.

Kátia said...

Uau!!! O amor é lindo!!!!! Bjim....

Elizabete Basto said...

maravilho como sempre,esse amor incondicional que eles sente um pelo outro é inspirador.Emine continue a fazer seu trabalho que é simplesmente maravilhoso ,amo muito a versão CG e Neusa obrigada pela sua dedicação e carinho com nos fãs pela sua tradução impecável bjss.Estou ansiosa pelo próximo capitulo .

Alessandra Machado said...

Simplesmente MARAVILHOSO! Mais uma vez Emine superou as expectativas. Tenho amado todos os capítulos e mais uma vez agradeço pelo trabalho e dedicação. Obrigada também à Neuza pelo seu trabalho! Ansiosa pelos próximos capítulos. Bjs!

Claudia Ferreira Peixoto said...

Capitulo com sempre maravilhoso.Não vejo a hora de ler o proximo.Beijos

Anonymous said...

como sempre superou todas as expectativas este capitulo, ana se impondo com o seu amigo jose e cg demarcando seu território, bjs para estas duas maravilhosas mulheres, emine e neuza

ivone

Rosangela Maria Cabral Corvalan said...

Boa noite à todas.

Primeiramente quero parabenizar a Mara Lins, você foi muito feliz ao escrever, simplesmente fantástico, que visão você tem, você sintetizou nossos pensamentos, enfatizou nossos sentimentos em relação a esta obra tão bem escrita por essa mulher fantástica que é a Emine e eu só posso juntar-me à você Mara para dizer..EMINE ESSA OBRA É SUA, MANTENHA-A DESSA FORMA, você nos ensina muito a cada capítulo, a cada comentário, a cada detalhe, sempre tudo perfeito e com muita sutileza. Beijos Mara, mais uma vez parabéns!!

Quanto ao capítulo, esse foi maravilhoso...ver a Ana entendendo o ponto de vista do Christain defendendo seu amor por ele e deixando bem claro ao José que para ela, ele é como um irmão e colocando um ponto final na possível esperança que ele tenha, foi surpreendente.
A declaração de amor que CHRISTIAN fez no e-mail, penso que é tudo que qualquer mulher gostaria de ler e ouvir de um homem.

Essas cenas na sala de jogos me dá idéias...estou com meu marido(só eu e ele) em uma pequena viagem e eu
vou providenciar um kit de emergência urgentemente..kkkk

Neusa, minha linda, sua tradução sempre primorosa, como sempre aliás..o que seria de nós sem você!!

E você está alcançando a Emine...você não existe mesmo..só podemos te agradecer sempre!!

Beijos Emine, beijos Neusa e beijos à todas do blog.

Rosângela

Anonymous said...

Meninas finalmente consegui arrumar meu not estou feliz por podr deixa meu comentario Emine ja coloquei anten e falo de novo sua escrita e fantastica continue assim Neusa querida so posso dizer obrigada, e que capitulo e a declaração de amor de um pelo outro meu deus!!!!!! Beijos a todas
Rosi

Anonymous said...

Amo ler esses capítulos, minha preocupação é que não sei o que vou fazer quando acabar! Por mim, podia continuar escrevendo para sempre.

Milaine said...

ansiosa pelos próximos capítulos...

Tati said...

capitulo lindo!!! como sempre adorei tudo!!!obrigada neusa e emine vcs como sempre maravilhosas fazem meu dia mais feliz com essa estória linda de amor e cumplicidade deles!!!

Anonymous said...

Neusa, ta sumida de novo!!! Cade voce?????
To com saudades!!!
Bjs Lala

Anabela Encarnação said...

Amiga Neusa onde voçê anda ta sumida???pelo amor de Deus não nos deixe assim quase no fim dos capitulos.
È competir em uma corrida e morrer na praia.
Dê noticias suas por favor.
Para quando mais um capitulo?? E e imagino que todas nós esperamos com muita ansiedade.
Um beijo

Neusa Reis said...

Oi Meninas, semana meio complicada. Mas começo dizendo que podem ficar tranquilas que estarei acompanhando vocês enquanto a Emine escrever. E agora que eu já a estou quase alcançando, não paro de jeito nenhum. O cap. XVI está saindo agora de noite ou amanhã de manhã. Já mandei para ela, mas ela está sempre sufocada de coisas para fazer, então, sem pressão. Ela está precisando da ajuda das fãs para que o livro dela, que ela publica aqui também e eu espero que vocês já tenham lido, porque vão adorar - a Série Pella seja publicado no Brasil pela Editora Intrínseca. Estamos colocando pressão no Twiter do editor @1BrunoPorto #SeriePella @eminethe1st dizendo que gostaríamos que eles publicassem o livro. Quem puder twitar e retwitar seria ótimo. Se quisermos apoiá-la e mostrar nosso carinho, é o momento.
Temos também um grupo secreto no Facebook, 50 Tons de Amizade, onde conversamos o dia todo, com a participação ativa da Emine. Mas no nosso grupo quem não participa, curtindo e publicando, é excluída. Acompanhamos tudo sobre o filme, com fotos e cenas. Quem quiser participar e nos acompanhar, é só falar.
E tem a Série Pella no Blog, onde vocês podem colocar nos comments, pedindo para publicar o livro. Estamos pedindo ajuda de todos os amigos e conhecidos para pedir e retwitar.
Capítulo preparatório do Cap.XVII, que foi o que causou a maior das discussões do Blog sobre o realismo que a Emine colocou nas cenas. Preparem os corações. Nos falamos de novo no XVII. E por onde andam as leitoras desaparecidas? Voltem, meninas...

Márcia Alves said...

Oi Neusa,em primeiro lugar obrigada mais uma vez por me indicar ao grupo dos 50 Tons de Amizade. estou adooooooooooorando.E mais uma vez sua tradução é ímpar.
Eu faço das minhas as palavras da Rose e da Mara. Que nada faça a Emine se desistimular do trabalho .Eu adoro tudo aqui no blog. Sou fã incodicional de vocês duas (você e da Emine).Afinal vocês duas nos dão minutos do tempo da vida de vocês só para nos proporcionar mais prazer com os sr. Grey.
Obrigada Neusa.Obrigada Emine.
Obrigada também a minhas novas amigas e pareceiras lá do 50 tons de amizade.com todo amor.
Marcia A. Cespedes.

Rosangela Maria Cabral Corvalan said...

Bom dia queridas amigas do blog...passando por aqui para desejar a todas uma ótima semana e para reforçar os p3edidos de nossa querida Neusa....A Emine precisa de nosso apoio agora mais do que nunca!!! Pedimos para TODAS fazerem pressão mesmo....esse é o MOMENTO....vamos mostrar ao mundo o por que somos conhecidos que nós BRASILEIROS NÃO DESISTIMOS NUNCA!!! e o grupo secreto 50 tons de amizade está lá para todas as fãs da Enime e da Neusa...mas, como a Neusa frisou, para participar deste grupo tem que acompanhar ATIVAMENTE nas publicações, curtidas e comentários!! Espero ve-las por lá e no comments da Série Pella e no twiiter!! A nossa força será um diferencial para conseguirmos alcançar esse objetivo..Série Pella publicada pela editora Intrínseca @1BrunoPorto #SeriePella @eminethe1st, no grupo 50 tons de amizade há um post que ensina desde como entrar no twiiter até como twiitar e retwitar..

Beijos contamos com vocês....até


Rosângela Maria Cabral Corvalan

PS: procure-me no face com o nome acima, solicite minha amizade, mande um recedo inbox informando que você é leitora do blog e eu incluirei vcs no grupo....bjs

Ana Paula Silva said...

Lindo D +, admiro cada dia mais o trabalho de vcs

Viviane Oliveira said...

Queridas Emine e Neusa:
Li todo o capítulo, amei masi uma vez, adorei a maturidade da Ana com o José deixando bem claro seus sentimentos e o que ela tem a oferecera a ele, já me vi em uma situação parecida. N esperava menos do Grey diante da proposta da francesa e MUITO menos da Ross em respondê-la; a cena do q.vermelho de tirar o folêgo... mas PAREI/VIDREI nos e-mails de declaração. Dele principalmente. Emine dizer que vc é uma GÊNIA é pouco, realmente vc é uma pessoa única, uma mulher brilhante e imagino que amada por um amor semelhante ou igual ao do Grey pela Ana, pois essa é a única explicação que eu encontro pra vc ter tamanha sensibilidade e saber tanto sobre como seria/e/ou é um amor perfeito, o amor do jeito que todas gostaríamos. e ISSO ME DEIXA MTO FELIZ POR VC.
Li e reli várias vezes. Vou "copiar e colocar" para o meu marido(com a fonte e o autor, claro. hehehe)
PARABÉNS queridas, vcs são yar!
Bjo pra todas.

Ps* Mara Lins, parabéns pelo comentário brilhante. I GREE!
Bj

Dayse Torres said...

passei pra dizer que estou sempre por aqui,lendo e devorando cada capitulo... enfatizar que amo essa historia e que a Emine é iluminda por escrever dessa forma nos fazendo viver cada letra! E Neusa espetacular não só com a tradução mas com o carinho com todas que acompanham o blog. Amo o Blog, amo a história e seus personagens e indico a cada amiga para ler pq isso aqui é simplesmente PERFEITO!

Berenice Focking said...

Capítulo maravilhoso! Parabéns Emine e Neusa Reis pela tradução sempre perfeita!

Poliany Krystene Oliveira said...

Neusa quero participar do grupo 5o Tons de Amizade, me indica...... quero manter contatos com vcs garotas!!!! ótimo cap como sempre!!! Thanks Emine and Neusa.

Bella. said...

Ah, também quero participar do grupo, como faço?

Gisela Zambelli said...

Conheci o blog há pouco tempo, tenho devorado os livros.Toda a história escrita por Emine é muuuito mais que maravilhosa,através dela, podemos conhecer melhor os personagens e aproveitar de maneira mais detalhada todas suas nuances. Além disso, esse livro esclarece, ensina, aconselha, todas nós, mulheres como melhorar nossos relacionamentos. O meu, por exemplo, sou casada há 25 anos, e o sexo já estava meio apagado, depois do livro, eu e meu marido melhoramos muito, voltou a ficar mais apimentado.....rsrsrsrs. Ele também está adorando esta nova fase do casamento. PAARBÉNS e OBRIGADA Emine e Neusa e logo estarei em outros comentários. Obrigada Neusa, pelas dicas no Face. Mil beijos,sinceros desejos de muuito mais criatividade !!! Gisela

Daniela Martins said...

Lindo como sempre este capitulo!
Voce retratou por completo o amor, a cumplicidade e a confiança entre esse casal!
Parabens!
Muito obrigada.
Bjkas
Dani
;-)

Kdesign Acessórios said...

é maravilhoso poder partilhar essas leituras maravilhosas com agente Neusa. Quero participar do grupo 50 Tons de Amizade, como faço, não esto achando no facebook. Aguardo retorno
beijossssssssssssss

Natália Dias said...

preciso do capitulo 29 em diante Neusa, por favor... responde se ja tem

Priscila Pessotto said...

Olá girls!
Você que está começando a ler o blog agora ou que já é leitora, agora a Série Pella disponível aqui no blog foi publicada em livro – ECOS NA ETERNIDADE- e em português.
A Emine Fougner colocou a versão em português do Ecos na Eternidade na Amazon, apenas esta semana, por apenas R$ 3,94. Corram para aproveitar o preço porque na próxima semana voltará ao preço normal.
É só acessar a pagina da amazon: www.amazon.com.br.
Vamos aproveitar!
Beijos,
Pry

Quiteria Joao said...

Amei o capítulo

Será que alguem pode me mandar o livro 4 completo por email. Se sim mande para aqui: quiteriajoao828@gmail.com
Por favor