StatCtr

Saturday, March 8, 2014

A Série Pella - Capítulo VIII


 

CÉUS SOMBRIOS

CAPÍTULO VIII

ELISSA DUNCAN

Tradução: Neusa Reis





                Estou muito dolorida... embaixo... lá, e cada passo que o cavalo de Alex dá é um lembrete dolorido de onde ele esteve. Oh, Deus! Eu tive todas as formas de atos sexuais com esse homem nas últimas vinte e quatro horas, e eu estou completamente atraída por ele. Meu sexo está deliciosamente dolorido. Meu sexo está dolorido. Meu sexo está dolorido... Porque Alex Pella me reivindicou para si. Eu fico repetindo isso na minha cabeça como um mantra. Estou segura de que eu estou dolorida o suficiente para me lembrar dele. Eu o conheço há dois míseros dias e estou mais ligada a ele do que a qualquer outra pessoa que eu tenha conhecido toda minha vida! Se existir uma fórmula para alterar a minha vida de forma irrevogável, ela foi inteiramente aplicada a todos os eventos de ontem. E agora, eu chego a me importar e gostar deste homem mais do que eu me importei com qualquer um na minha vida. Eu mais do que gosto dele. Mas, agora que eu tenho todas as evidências para acreditar que minha vida está em perigo, eu vou estar colocando a vida de Alex e seus homens  em perigo. Na verdade, eu os coloquei em perigo; Anthony quase morreu ontem à noite por minha causa e tudo o que ele estava fazendo era me dar uma carona de volta para casa. Estou dividida, porque o que eu sinto por Alex é diferente de tudo que eu já senti antes. Dizer que eu gosto dele, ou até mesmo o amo de uma forma indefinida, seria muito simples e cru. Eu abri meus olhos para um mundo diferente ontem, e nesse mundo eu o quero só para mim com uma intensidade imensurável.

No entanto, eu não tenho o direito de ser egoísta sobre ele. Alex e cada um a seu redor estão em perigo claro e atual por minha causa. Conhecer este fato tão claro como o dia me apavora. Eu não posso suportar a idéia do mal que vem para ele por minha causa; tenho de me distanciar dele, e ir embora. Meu fardo não é dele; iria me estraçalhar se alguma coisa acontecesse com ele. Meus olhos estão vazios; ainda que cheios de determinação e tristeza pelo que estou prestes a fazer. Um estremecimento passa através do meu coração e ele pulsa com uma emoção desconhecida. Sinto melancolia, talvez loucura, e o pensamento de deixá-lo me traz a angústia da morte e uma catástrofe, tudo num só. Minha respiração me abandona, como se uma mão invisível estivesse me sufocando com todas essas emoções embora  nós estejamos ao ar livre, e o ar seja fresco. Eu fecho meus olhos em agonia, mas firmemente tomo minha decisão: hoje à noite ou amanhã, então. O pensamento de nunca mais ver Alex me faz tremer.

            "Ellie? O que há de errado?" Pergunta ele, seus olhos fixos em mim.

            Eu viro minha cabeça em direção a ele, e sacudindo a cabeça, eu forço um sorriso, "nada..." eu gaguejo; em voz baixa. "Só um pouco dolorida, isso é tudo."

Alex move sua égua à frente do cavalo que eu estou montando, segurando suas rédeas e comanda o cavalo para parar. "Whoa!" Ele esfrega a cabeça dele para acalmar o animal assustado. "Acalme-se,rapaz! Shhh...Mitescere Bucephalus..." Então, ele olha para mim depois que o cavalo que eu estou montando para, e calmamente bufa.




           "Elissa Cassandra Duncan,” ele diz meu nome suavemente enquanto examina meu rosto. "Eu desejo que você seja sincera comigo. Há algo errado, e você não está me dizendo o que é," diz ele focando intensamente seu olhar abrasador. Eu fecho meus olhos, meus lábios entreabrem em um esforço para acomodar minha respiração aumentada, mas ainda tentando esconder dele minha ansiedade.

"Você está lamentando a perda de sua virgindade?" ele pergunta enquanto ele encaminha lentamente sua égua para estar lado a lado, mas para trás do cavalo que eu estou montando, a cabeça de um cavalo está alinhada com o traseiro do outro cavalo para que ele possa estar cara a cara comigo e sua mão acaricia lentamente meu rosto.  

            "Sem arrependimentos!" eu respondo abrindo os olhos. "Nenhum..." Só existe verdade em minhas palavras. Ele balança a cabeça, sem piscar.

            "O que então está preocupando você?"

            "Por que você pergunta isso?" Eu retruco de volta com uma pergunta, mexendo-me desconfortavelmente na sela, procurando outro lugar.

            "Como você se sente?" Ele pergunta examinando meu rosto.

            "Muito dolorida, na verdade," eu respondo sentindo o rubor rastejar até meu cabelo, mas também aliviada de que ele não está prosseguindo na linha de questionamento que ele começou.  

            "Gostaria de dizer que sinto muito, mas eu não quero mentir. Você não sabe como estou feliz em saber que você está dolorida. Porque cada vez que você se mova, isto irá lembrá-la de que eu estava dentro de você, reivindicando, fazendo amor, fodendo... você... Deixando minha marca Nephilim em você, de forma que nenhum outro Nephilim pode reivindicar você sem passar por mim," diz ele com um arrogante sorriso.

            "Alex Pella! Você não tem vergonha!" Eu digo completamente envergonhada e cubro meu rosto com minhas mãos.

            "Não clamo possuir tal emoção,” diz ele, suavemente removendo minhas mãos do meu rosto. "Foi sua primeira vez.  Mas, devo confessar... Sabendo que você é um Nephilim e você irá se curar rápido, quis ter certeza que você estivesse dolorida."

"Por que você faria isso?" Pergunto incrédula. Eu pensei que ele tinha tentado ser gentil comigo. Mas, então, novamente, eu queria que ele me pusesse dolorida hoje.

"Simples. Eu queria permanecer dentro de seu corpo e mente um pouco mais de tempo, para lembrar você do meu desejo, da minha intensa atração por você," diz ele, enquanto seu polegar traça linhas sobre meu lábio inferior, "e meu vínculo com você. Então, me diga, por que você ainda quer me deixar?" ele pergunta casualmente, enquanto ele empurra suavemente meu cabelo para trás da minha orelha, e gentilmente esfrega um lugar no lóbulo da minha orelha, me fazendo sentir seus efeitos como se ele tocasse meu sexo. A descontração de sua pergunta e a eletricidade de seu toque me faz levar um minuto para registrar seu significado.

"O que você quer dizer?" Eu pergunto em um tom mais alto do que eu pretendia, evitando contato visual com ele, enquanto minha respiração acelera. Como ele soube?

"Ellie..." ele respira com voz rouca. Sua voz está envolta em tanta dor na pronúncia do meu nome com saudade, como se estivéssemos a milhas de distância, embora seus dedos acariciem minha bochecha. "Eu já ouvi todas as formas de adeus em toda minha existência, com ou sem palavras,” diz ele, num tom tal que ele está além de alcance. Ele fecha os olhos para apurar seus outros sentidos, como se estivesse escutando a minha voz interior. Ele inala profundamente. Ambos os cavalos bufam e balançam suas cabeças simultaneamente para cima e para baixo, mas Alex nem percebe. Quando ele abre os olhos de novo, eles são vulcões em chamas, fixos no meu rosto. De repente, eu o sinto tentar ler minha alma, como se tal coisa fosse possível. Seu olhar conhecedor me lembra Rochester de Jane Eyre. Isso parece que diz o que Rochester disse para Jane Eyre:

" Eu li tanto em seu olho (cuidado, a propósito, com o que você expressa com esse órgão, eu sou rápido em interpretar a sua linguagem). Então tome minha palavra para isto, -- eu não sou um vilão: você não deve supor isto -- para não atribuir a mim qualquer má superioridade; mas, o que é devido, eu realmente acredito, mais pelas circunstâncias do que por minha inclinação natural, eu sou um banal pecador comum, banal em todas as pobres dissipações mesquinhas com que o rico e inútil tentam  colocar sobre a vida."

Alex olha para mim com olhos que conhecedores, e eu tento esconder meus planos de partir, olhando para ele com olhos assustados, perplexos. Eu sei que não serei capaz de enganá-lo.

"Não parta... mesmo após a semana. Se, o que nós..." ele pára e fecha seus olhos, “o que eu,” ele continua,”criei entre nós ..."

"Não, Alex! Eu estava mais do que desejosa... eu queria..." Eu digo, mas ele levanta o dedo até meus lábios para me silenciar suavemente e arrumar seus pensamentos e discurso, como se estivesse custando um esforço deste homem articulado.

"Se a intensidade física do que temos entre nós é o que está incomodando você, eu prometo cessá-la... do meu fim. Vai ser uma das coisas mais difíceis que eu farei, mas eu..." ele diz e pára, fecha seus olhos e espera um longo minuto, com uma luta interna imensamente difícil como se eu lhe apresentasse o julgamento de Salomão. Quando ele abre seus olhos, eles são inescrutáveis, sua mandíbula cerrada e, finalmente, seu discurso muda de marcha. "Você precisa ser protegida. Você tem sérios inimigos," diz ele, tendo firmemente chegado a uma decisão árdua. Sua voz é resoluta, e seu rosto veste um escudo impenetrável, que torna impossível ler o que ele está pensando. O que eu vejo diante de mim não é Alex, mas a personificação do valor primordial no rosto de um antigo comandante de um exército invencível; aquele que está pronto para enfrentar o inferno a um custo pessoal. Um calafrio percorre-me como se alguém acabasse de pisar na minha sepultura. Eu tenho um enorme sentimento de que ele está sacrificando alguma coisa, mas eu não sei o que é. A postura e o olhar em seu rosto me fazem lembrar de um imperador implacável fora dos livros de história empoeirados. Ele não poderia estar mais longe do homem urbano que conheci ontem de manhã.

"Eles não são pessoas; por isso, não pense que você pode fugir, esconder-se, superá-los. Eles não estão vinculados com leis humanas, e eles não são destruídos por armas humanas. Eles são imortais! Como você viu ontem à noite," diz ele, puxando o freio de volta de sua égua efetivamente parando-a e repreendendo-a ao mesmo tempo. Então, ele continua, "eles podem muito facilmente empregar e influenciar os seres humanos, como eles influenciaram a mulher que deu à luz a você ... eles podem até influenciar um grande amigo seu, ou um vizinho, agora que eles sabem quem você é."

"Mas meu tio e minha babá! Eles não são humanos! Eles me protegeram, e talvez ainda possam me proteger..." Eu digo sem convencer; a minha voz um sussurro no final. E eu me arrependo imediatamente lembrando as palavras de meu tio: "sua vida não pertence a você !"



"Tenho a sensação de que você não quer isso."

"Não..." murmuro.

"Por quê?" Ele pergunta.

"Porque, eu quero ter minha vida, tanto quanto é possível. Isso é pedir muito?" Ele balança a cabeça, os olhos suavizando imperceptivelmente.

"Tanto Gabriel como Stella podem ajudar na sua proteção, mas confie em mim quando eu digo isto: ninguém pode protegê-la melhor do que eu."

"O quê?" Pergunto atônita. "Por que você? O que faz suas habilidades melhores do que dois anjos do céu? "

Ele olha para mim com olhos imperturbáveis, inescrutáveis, mas eu posso ver que sua máscara está tomando toda a sua concentração e esforço. Quando ele abre seus lábios para falar, eu posso ver um lampejo, um deslize na sua máscara, e o que eu vejo é um homem no purgatório; consumido no inferno de Hades. O que está doendo? Quero me aproximar e acalmar sua alma ardente. É preciso um esforço hercúleo para me impedir. Meu cavalo dá um passo, mas eu distraidamente afago sua cabeça grande enquanto eu puxo seu freio. 

"Eu conheci seu pai..." ele começa, "seu. Real. Pai." Suas palavras staccato; sua boca está definida como uma linha sombria. "Ele salvou sua vida várias vezes, mas seus inimigos estavam atrás dele também."

"Huh?" Um gemido escapa dos meus lábios. Estou chocada com a sua declaração aliás. É verdade então. Nosso encontro não foi um acidente.

"Prometa-me que você me escutará," ele murmura com uma voz áspera, irreconhecível. A expressão espantada no meu rosto momentaneamente o preocupa.

"Talvez, você deva descer do cavalo. Vamos sentar ali,” diz ele apontando para um grupo de três algarobeiras proporcionando sombra. Há algumas rochas vermelhas espalhadas nas imediações. Incapaz de formar uma frase coerente de qualquer tamanho, eu concordo com a cabeça. Ele salta de seu cavalo com a agilidade de um predador. Quando ele estende suas mãos para me ajudar a descer, eu balanço minha cabeça.

"Não!" Eu digo com firmeza, minha voz saindo mais cortante do que eu pretendia. "Eu consigo isso." Minhas palavras o espetam, mas, ele dá um passo para trás e me dá a distância que eu procuro. Ele permanece de pé rigidamente; suas mãos em punho como martelos de aço, os nós dos dedos ficando brancos. Eu posso sentir a tensão vibrando através dele. Ele está se impedindo de estender a mão para mim com um esforço monumental. Seu comportamento cavalheiresco finalmente ganha e ele abre a mão para indicar a sombra das árvores, como se ele estivesse oferecendo o assento mais confortável em seu apartamento de luxo em Los Angeles.

Dou um passo em direção às árvores, paro e olho para trás para ele por um instante e capturo a agonia em sua expressão, misturada com determinação; seus olhos estão em chamas. O único ruído ao redor é o trote dos cavalos. Confusa, eu despenco em meu caminho para as árvores, e sento-me em uma das pedras. Ele vem atrás de mim e se curva na minha frente.

"Você me disse que o seu conhecimento de mim foi uma coincidência!"

"Não..." ele diz cuidadosamente. "Eu disse 'você nunca considerou a possibilidade de que seja uma coincidência?’ "

"Isso é muito malditamente descarado vindo de você Alex!"

"O que eu deveria ter dito, anjo? Você teve dificuldade em aceitar o que você é, que você é um Nephilim. Como isso iria acabar? E, acredite ou não, achar você ainda foi uma coincidência. O conhecimento de você, Elissa Cassandra Duncan, você , em sua vida atual ainda é desconhecido para mim," diz ele, e eu estou confusa. Eu decido começar a fazer-lhe perguntas desde o início.

"Quem era meu pai?" Pergunto em um sussurro. "Ele ao menos gostou de Sarah?" Isso é uma tentativa de meu pai para acalmar sua consciência culpada, ter Alex localizando a mim? Mas por que Alex precisaria investigar para ele e procurar-me? É evidente que ele não precisa do dinheiro ou do trabalho. São os serviços de investigação de Alex um favor para o meu pai? Um pagamento de uma dívida? O pensamento me destrói por dentro. Alex suspira, revirando os olhos.

"Ele nunca colocou os olhos em Sarah..." ele começa.

"O quê?" Uma pergunta áspera escapa de meus lábios chocados. "Como é que eu vim a existir se ele nunca pôs os olhos em Sarah ou teve sexo com ela? Ou será que não é assim que os filhos dos anjos são concebidos?" Pergunto amargamente.

"O nome do seu pai era Marcus,” ele começa. "Ele era o único entre todos os Watchers apaixonado por uma mulher de sua escolha. Você foi a criança concebida pelo puro amor entre um anjo do Éden e uma mulher mortal. Os outros Nephilim foram concebidos apenas pela  luxúria, e não pelo amor. Isso é o que a torna única. Você nasceu sem pecado. Essa também é a razão por que os outros Fallen estão atrás de você."

"Eu sou a filha de um anjo caído que não teve a capacidade de desejar minha mãe?" Pergunto com desprezo. Seu sorriso de resposta é lascivo.

"Eu não diria isso. O tipo de amor que eles tinham é sempre acompanhado por luxúria. Mas a luxúria por si só não é acompanhada por amor. "

"O que, então? Os outros estão atrás de mim porque eu sou um acidente da natureza? Se o que você está dizendo é verdade, esse..." Eu digo, indicando com a mão: "Esse Marcus foi meu pai, mas nunca se preocupou em me proteger, me deixou aos cuidados de outras pessoas. Que diferença faz se ele amava minha mãe, ou não? eu digo, nenhuma maldita diferença!" afirmo amargamente, incapaz de impedir a mim mesma. O poderoso Anjo do Éden foi meu pai, mas nem sequer me protegeu e me deixou nas garras de Sarah, que estava pronta para me entregar aos inimigos deles e meus.

"Não!" Alex me repreende enquanto ele levanta o dedo indicador para cima bruscamente.

"Não fale sobre Marcus assim!" Quando ele abre a boca de novo, eu sei que ele está pesando as nuances de cada palavra que ele está proferindo. "Eu estou tentando fazer você entender o seu pai contra o meu melhor julgamento!" diz ele, com raiva. "Porque eu sei que se eu não falar sobre ele, você vai estar partindo. E você definitivamente vai ser vítima de um de seus inimigos e eles vão sacrificar você! Você disse que quer ter a sua vida, tanto quanto você puder. Eu vou ver você através dessa provação, e eu vou lhe dar a posse de sua vida. Mas, como seu tio duramente lhe disse ontem, a sua vida não pertence a você, por enquanto; muitos Fallen, Darklings e os asseclas de Hades estão atrás de você! Então, não parta," diz ele sofrido.

"Que diabos você quer dizer que a minha vida não pertence a mim? Como é que é justo que sua vida pertença a você, mas a minha não me pertença?" Eu grito com raiva espetando um dedo acusador em seu rosto. Ele balança a cabeça.

"Minha vida não pertence a mim, também,” diz ele em voz baixa.

"Huh?,” Eu respondo chocada, incapaz de pronunciar uma palavra significativa.

"Ela não me pertence,” diz ele enunciando, desejando que eu compreenda. "Você sabe o que é um Rudiarius?"  Eu balanço minha cabeça negando, em resposta, os olhos arregalados.

"Um Rudiarius era um gladiador a quem havia sido concedida sua liberdade. Ele poderia ou obtê-la bravamente, distinguindo-se em uma briga específica ou sobrevivendo trinta lutas na arena ou cinco anos. A cerimônia de concessão da Rudis de madeira ," diz ele, e eu olho para ele sem expressão. Ele sorri, "é uma espada de madeira simples," explica. "A cerimônia era bastante incomum. O Imperador,” ele diz com um orgulho distinto, deveria ir para o centro da arena e dar a Rudis, o símbolo da liberdade para o bravo, valente gladiador. Esse simples gesto assinalava que o gladiador já não era um escravo, mas um homem livre, um Rudiarius."

"O que isso tem a ver comigo? E esses gladiadores... Eles viveram um par de mil anos atrás. Caso você não tenha notado, não vivemos em um momento como esse, Alex," eu digo com fervor.

"Não? Todo mundo é escravo de alguma forma. Eles não são chamados assim, é claro. Escravo de uma doença, escravo de trabalho, escravo de dívida, hipoteca, escravo de responsabilidades, de normas sociais, de seus chefes, escravo das leis que os regem, escravo de religiões que eles não entendem, escravo da ignorância, escravo do conhecimento, escravo do amor, escravo dos nossos pensamentos, medos, de nossa própria mente ... Chamar isso de um nome diferente não muda o que é. Às vezes, nem sequer temos uma palavra a dizer sobre o  tipo de escravidão que queremos em nossas vidas e talvez algumas outras vezes, podemos ter uma palavra a dizer nisto. Mas isso não muda o fato de que eles ainda governam nossas vidas. Você deve configurar a mente livre primeiro. Quando a mente está livre, nenhuma cadeia pode prendê-la. Quando você se submete pelo seu próprio livre arbítrio para qualquer coisa que você escolha, então esse é o maior presente."

"E é isso que eu quero! Quero escolher o que rege a minha vida! Não me ser dito que eu devo obedecer a um destino escrito antes de eu nascer! "

"Daí a razão da minha história..." diz ele em voz baixa. "Ninguém consegue escolher o tipo de vida na qual vai nascer.Você, Elissa Cassandra Duncan pode não ter nada a ver com as mãos com que foi tratada, mas você deve escolher a maneira pela qual você quer lidar com isso. Você deve fazer o seu esforço para ganhar esse Rudis . Está nas suas mãos. Eu farei tudo em meu poder para conceder-lhe essa liberdade. Tudo!" ele diz, com determinação feroz em seus olhos azul-turquesa. Como alguém pode envolver tanto significado em uma simples palavra? Tudo! Ele disse. Eu não tenho o direito de tomar 'tudo' dele. Ele olha para mim como se ele soubesse o que eu estou pensando. Ele estende sua mão para mim timidamente, perto de tocar, mas buscando permissão. Concordo com a cabeça. Seus dedos lentamente acariciam minhas mãos, me acalmando imediatamente.

"Havia dois famosos gladiadores romanos; Verus e Prisco que viveram durante a época do imperador Tito. Prisco nasceu escravo da Gália, e Verus nasceu livre, mas como o destino queria, ele se tornou um escravo de suas circunstâncias. Eles tiveram diferentes começos, mas acabaram na mesma situação, no mesmo lugar e na mesma luta. Naquele dia fatídico," diz ele com os olhos brilhantes, como se ele estivesse lá com esses gladiadores, "durante a inauguração do Coliseu, ambos os gladiadores lutaram bravamente. O combate foi longo, e a batalha foi igual para ambos os lados. Os espectadores foram à loucura, em voz alta pedindo para cada homem ser liberado, gritando com seus polegares para cima. Porque, tanto Verus como Prisco conseguiram conquistar os corações e as mentes dos espectadores. Mas é claro que César seguiu sua própria lei, que era para lutar sem escudo até seu polegar ser levantado. Tanto nos olhos do imperador como dos espectadores, somente a coragem hábil receberia o seu prêmio. Como você poderia fazer a distinção sobre que gladiador era melhor quando ambos Verus e Prisco foram iguais na luta, e iguais em ceder?

A escolha era óbvia para os espectadores, mas era César, quem deveria escolher. E, no fim, ele encontrou a divisão igual da coragem valente necessária, e enviou espadas de madeira e palmas para ambos sinalizando sua liberdade. E ambos atravessaram a Porta da Vida como Rudiarii . Os Romanos chamavam esse tipo de luta como Stantesmissi, um empate com ambos os lutadores mandados embora de pé. Ambos vencedores. Ambos vivos. Ambos honoráveis. E ambos livres. Quero isso para você, diz ele com fervor. "Eu quero que você seja mandada embora de pé. Então, Não. Fuja. Elissa. Por favor," diz ele com os olhos arregalados e suplicantes. "Se você ficar, mais de uma vida vai ser mandada embora de pé,” diz ele, e eu me pergunto que outra vida vai ser mandada embora de pé. A sua? Eu engulo incapaz de tomar essa decisão. Ele sabe disso.

 "Se você for, tudo que Marcus fez por você terá sido em vão. Ele nunca foi Fallen . O amor não é um pecado do céu, Elissa. Sabe, a maioria acredita na herança do pecado original, daí o castigo da morte. Você era desprovida dele, por causa de sua natureza dupla e o amor com que você foi concebida."

"Você acredita no pecado original?" eu pergunto incrédula. "Você realmente acha que um bebê que nunca existiu antes poderia herdar o pecado de dois seres humanos míticos?"

Ele me dá um sorriso amargo. "O que eu acredito ou não acredito faz pouca diferença. Eu não escrevi  as regras do universo. Eu só sei como jogar bem com elas."

"Você está dizendo que então você não é um pecador já que você é um imortal?" eu pergunto.

"Pelo contrário, eu cometi cada um dos pecados mortais.Eu cobicei,” diz ele sorrindo impenitente. "Obviamente. Eu tenho orgulho, ganância, inveja e a minha ira é invencível. Eu matei muitos asseclas de Hades, lutei inúmeras batalhas, eu esqueci do número final séculos atrás. Eu não estou destinado ao Elysium, mas eu posso conquistar o Inferno por todos os seus portões ... Há seres imortais que são pura maldade. Nossa imortalidade não significa que estamos sem pecado. Significa apenas que não somos humanos. Não completamente, de toda maneira. "

"O quê?" Pergunto horrorizada, esquivando-me dele. Ele está deliberadamente tentando me fazer odiá-lo?

"Eu estou dizendo a você o que eu sou, Elissa,” ele diz por entre os dentes cerrados. "Eu não me arrependi, porque eu não me arrependo de nada que fiz. Eu sou sem salvação,” diz ele com firmeza, os olhos em chamas.

"O que você é?"

"A primeira geração Nephilim, como você," é sua resposta desconectada.

"O que significa isso?"

"Há diferentes tipos de Nephilim. Você e eu somos a única primeira geração de Nephilim que restou. Um puro," diz ele indicando a mim com um gesto suave de seus dedos longos, enquanto ele me oferece um sorriso gentil, "e um que merece as profundezas do Hades,” ele diz com um sorriso triste. Eu olho para ele, quando ele abre as mãos para cima, como se dissesse 'lide com isso'. Como pode este homem lindo que salvou minha vida ontem à noite, colocando a vida de seus homens em perigo por mim, ser merecedor de Hades? Como poderia ele delicadamente, ternamente, fazer amor comigo e ser merecedor do inferno? Ele está apenas tentando me afastar?  Mas, então, ele não estaria me pedindo para ficar.

"Nossos pais são anjos. O meu é caído, o seu não é. Ambos os seus pais estavam apaixonados. Minha mãe estava apaixonada, mas era desejo para meu pai. No entanto, todos os outros Nephilim existentes são todos geração XVI e além. Aqueles que eram como nós têm sido todos destruídos nas mãos dos anjos do céu, assim, em troca odiando seus pais,” diz ele, praticamente, sem raiva, rancor ou tristeza.

"Mas, por mais que eu queira entender e acreditar em tudo o que você está dizendo, eu realmente não poderia ter sido a primeira geração. Ou você está enganado, ou eu não compreendo o que você está dizendo. Você conheceu minha mãe na noite passada. E aquela mulher que tentou me vender aos meus inimigos para ser sacrificada, ou me matar," eu digo balançando a cabeça tristemente," ela teve um caso de uma noite, enquanto ela estava completamente fora de si durante uma rave na faculdade. Eu lhe asseguro, nenhum amor esteve envolvido em minha concepção e nem Sarah lembra o homem que a engravidou. Eu não acho que o meu pai biológico saiba mesmo que eu existo. Eu sou apenas o produto de uma temporária luxúria bêbada de dois jovens universitários," eu digo, dando de ombros. Ele balança a cabeça.

"Não, o seu nascimento através de  Sarah foi apenas a décima sexta vez que você se matriculou graças a Marcus, assim você escapou da ira do Céu,” ele diz para a minha expressão estupefata. Não entendo. Como eu iria matricular dezesseis vezes? Reencarnar? Isso é impossível.

"Por que eu iria ser o alvo da ira de Deus? Eu não fiz nada de ruim para ninguém, muito menos para o céu!" Eu digo rindo. Certamente, isso é completamente absurdo. Um conto fantástico... Mas um conto, nada mais. Eu não posso ver o benefício Alex vê em contar essa estranha, mas apenas uma história tipo mito. Ele lê a minha expressão corretamente. Com velocidade da luz , ele captura meus braços, segurando meus pulsos.

"Eu não tenho nenhuma razão para contar a você um mito, anjo. Olhe,” diz ele, enquanto ele levanta seus próprios pulsos para cima junto com os meus. As marcas – marcas de nascença que ele tem em seus pulsos combinam com as  minhas.

"Que inferno! Somos irmãos?" Pergunto com a bile subindo na minha garganta. Eu tenho sentimentos por ele, e deixei-o foder-me loucamente!

"Não!" Diz ele laconicamente puxando suas mãos como se eu o queimasse. "Eu fui marcado por seu pai."

"Oh, Deus! Eu não entendo! De que diabos você está falando? Você me conheceu antes? Você disse que não me conhecia e que nós nos conhecemos..." eu sussurro horrorizada.

"Eu lhe disse isso! Ontem foi a primeira vez que eu coloquei os olhos em você, Elissa Cassandra Duncan," diz ele, e eu ouvi verdade em suas palavras. "...nesta existência."

Ele espera para que eu compreenda o peso de suas palavras. "Esta existência? Então, você tinha me conhecido em outra existência?"

"Elissa, eu só disse que eu conheci seu pai."

"Mas isso não significa que você me conheceu. Quantos anos você tem? "

"Mais velho do que você,” diz ele enigmaticamente. Eu balanço minha cabeça.

"Você tinha me conhecido antes?"

Um arrepio o percorre.

"Estou tentando contar a história de como eu encontrei o seu pai. Você quer ouvi-la? Você está pronta para isso?" Ele pergunta, ignorando completamente minha questão.

Minhas mãos voam para o meu rosto distraidamente alisando e empurrando meu cabelo para trás. Eu tomo uma respiração profunda.

"Estou perplexa. Você entende o quão absurdo tudo parece, não é? Ou eu realmente sou louca, ou o que você está me dizendo é... " Eu digo abruptamente levantando-me. Ele segue o exemplo, e ele paira sobre mim em sua magnífica altura, seu olhar penetrante está fixo no meu rosto. Ele pega as minhas mãos e as prende em minhas costas. Me puxa para ele, fazendo-me sentir sua ereção; nossos corpos rentes.

"Por que seria, Elissa? Ontem de manhã, tanto quanto você sabia os humanos eram as espécies dominantes; nada era acima dos humanos... e, claro, a história foi escrita pelos vencedores, e os registros de nossa espécie tinham quase sido efetivamente apagados. Decidimos que era melhor manter-nos fora do radar humano, filhos prediletos de Deus," diz ele, de uma maneira prática, "e nós nos tornamos uma coisa que pertence à mitologia. Beneficiou e ajudou o restante de nossa espécie para prosperar, é claro. Mas, tanto quanto você sabia até ontem à noite, nada melhor, superior, nada imortal..." diz ele fazendo uma pausa "existiu. Aqui estamos nós, dois Nephilim: Filhos de Anjos do Éden e mulheres humanas. Você provavelmente pensou que os anjos eram uma coisa dos livros religiosos e mitologia que, claro, também foi provado para você, ontem, estar errado. O fato é..." diz respirando fundo, suavizando sua voz," eles têm estado ao redor toda sua vida, procurando por você. Você viveu com dois anjos toda sua vida. Então você conheceu alguns asseclas de Hades na noite passada que provavelmente eram as criaturas que existiam nas páginas dos empoeirados livros mitológicos que seu tio fez você ler. Depois de tudo que você já viu nos últimos dois dias, você ainda duvida de mim, Ellie?" Diz ele com uma voz enganosamente suave.




"Eu suponho... eu... eu acho que eu poderia ter de ouvir o que você tem a dizer," eu murmuro, minha voz embargada. Os cavalos momentaneamente me distraem. Eles estão ouvindo com olhos inteligentes, mas eu os dispenso. Ambos bufam em uníssono, balançando a cabeça para cima e para baixo.

Alex estende suas mãos para as minhas. "Eu terei que lhe mostrar," diz ele com firme determinação.

"Mostrar-me, como?"

"Compartilhar minhas lembranças... Você tem certeza que quer isso?"

"Que diabos..." eu digo resignada: "Eu já estou no Buraco do Coelho. Eu vou beber," eu digo. Ele inclina sua cabeça para o lado.

"Alice no País das Maravilhas,” eu respondo. Ele balança a cabeça concordando, com um sorriso que não alcança seus belos olhos.

"Então, você vai me contar a história?"

"Não, você estará observando a lembrança de como isso aconteceu; nada menos, nada mais. Eu vou deitar no chão. A melhor maneira seria se você ficasse em cima de mim. Faça exatamente como eu lhe pedir, e não se mova, não importa o quanto você deseje se mover ou parar. Você vai querer parar e se afastar. Eu vou segurar você. Eu não posso enfatizar o suficiente quanto isso é perigoso," diz ele suspirando com uma indecisão momentânea. Ele inala bruscamente. "Devo estar delirando, mas, você não me deixou escolha! Não apenas sua vida, mas o equilíbrio do universo está em jogo. Mas isso eu prometo: Eu não vou deixar você cair. Eu não vou deixar você fugir. E eu estarei com você, mesmo que você não possa me ver ou me ouvir.Apenas se concentre em me sentir. Isso vai ajudar você a ancorar-se neste momento do tempo." Por que eu iria querer mover-me ou fugir? Estamos em terreno plano, não há lugar para cair fora.

" Remaneo B! " diz ele se dirigindo a seu cavalo. Ele encontra um lugar entre as árvores com capim seco e superfície bastante plana, chuta o chão verificando algo com suas botas. Sentindo-se satisfeito, ele caminha de volta para o seu cavalo e tira um cobertor e um outro artigo. Ele se senta sobre ele, e me faz sinal para vir com a curva de seu dedo. Eu engulo, mas ando em direção a ele.

"Sente-se no meu colo como se você estivesse me cavalgando,” diz ele com um leve indício de um sorriso. Eu imediatamente obedeço e encontro-me feliz em fazê-lo.

"Você confia em mim, Elissa?" Diz ele inclinando a cabeça para um lado. Por alguma estranha razão, eu confio neste homem com todas as fibras do meu ser. Concordo com a cabeça, sem pestanejar. Ele mostra uma pequena faca peculiar. Ela tem um brilho sobrenatural, e com forma do dente de um lobo com uma tira de couro. Parece antigo e novo ao mesmo tempo. Ele faz duas pequenas picadas em cada um dos seus pulsos. Pequenas gotas de sangue se formam dos furos formando quatro meniscos de tamanho idêntico. Em seguida, essas gotas movem-se lentamente para os cumes das marcas de nascimento em seus pulsos, preenchendo-as e animando-as. Ele parece com dor em primeiro lugar como se estivesse mantendo sua mão no fogo, inclinando sua cabeça para trás. Em seguida, levanta seus pulsos.

"Alinhe os seus com os meus," ele sussurra com a voz rouca. Eu levanto os meus pulsos, e ele toca os meus com os dele. Eu sinto seu sangue transferindo-se e enchendo os sulcos nos meus pulsos. O calor se espalha pelo meu corpo. Minha visão fica embaçada, os sons parecem começar a aumentar distantes. Sinto Alex deitar-se e me abraçar forte em seus braços de aço, e me ordenando para não resistir e fazer o mesmo. Sua voz soa muito longe.

"Ellie! Segure... apertado! Abrace-me, Elissa!" Ele quer que eu faça alguma coisa, mas eu não posso manter-me consciente. Sinto-me deslizando para longe. Eu estou tão cansada. A escuridão está me engolindo, o sono cobrindo minha mente, atrapalhando meus pensamentos, e minha compreensão. Eu vagamente sinto a preocupação na voz de Alex. "Ellie!Permaneça acordada!" Ele rosna. Sinto um beliscão, não, uma mordida nas minhas costas que momentaneamente aguça os meus sentidos. Foi o cavalo?
"Elissa! Continue olhando nos meus olhos, anjo! Por favor!" Eu o ouço me implorando. Eu quero fazer isso, eu realmente quero fazer, mas minhas pálpebras pesam uma tonelada, e eu não vejo como mantê-las abertas; o sono está lentamente me atraindo como uma sereia. "Abra seus olhos!" ele grita, mas sua voz está ficando distante. A escuridão está vindo através do túnel... Um túnel familiar com um revestimento prateado fosco. Eu o sinto empurrar na vertical e empurrar algo em mim enquanto suas unhas rasgam a parte de trás da minha camiseta e me raspam forte. Calor líquido nas minhas costas me faz pensar em fluxo preguiçoso de sangue carmesim. Mas eu mal posso sentir a dor. Alex gira seus quadris e sua ereção escava e  esfrega em mim através de suas calças e das minhas. Oh,  que sentimento doce! Eu quero isso. Mas eu quero dormir também. Uma melodia triste e doce está me acenando, chamando continuamente. É uma chamada que eu não consigo resistir, um som familiar. Sinto-me compelida a atender ao chamado; realmente preciso, para acalmar esta alma aflita. Então, eu sinto a calma de um mar azul, me balançando suavemente... Eu ouço isso no refrão suave de vozes.

Nocturnes III (Sirenes) - Claude Debussy


" Nós vamos dizer-lhe o seu futuro e seu passado também.
Você vai ouvir isso no interior do seu coração, e o que os deuses querem para você,
Tudo isso vai acontecer em terra fértil, nós o conhecemos, e conhecemos você mais que todos.
Os rugidos dos leões são muito mansos para as hordas uivantes de Cerberus..."



Assim que eu sinto a cortante pungente dor no meu lábio inferior, as vozes sedutoras ligeiramente se afogam e desaparecem no fundo. Eu provo o acobreado gosto salgado de sangue na minha boca, e engulo um gemido familiar. Sou empurrada com força para trás quando eu quero ir para frente para ouvir as vozes novamente. Viro-me para trás, tentando fugir, me encaminhar para as melífluas sereias. Mas a rapidez e a força do acentuado rasgar das minhas roupas e a velocidade com que arranha minhas nádegas e pernas, tirando sangue, me param, me puxando para trás. Em seguida, a sensação de perfurante penetração... no meu sexo. Estou muito dolorida, muito cansada, mas eu quero isso instintivamente. Mas as sereias... elas estão me chamando, me prometendo serenidade, calma, e não existência. Sou empurrada para lá e para cá. Eu quero ir para diante, e quero permanecer atrás. Outro gemido, desta vez mais alto, e eu o sinto entrando e saindo de mim sem descanso, sem a delicadeza que ele me mostrou. Áspero, duro, metódico, preciso, sabendo exatamente onde bater, me acordando até o meu núcleo, insaciavelmente penetrando em mim, e eu quero a ele. Eu quero responder. Encontro meus lábios moldando sobre os seus,  lentamente no início, distraída. Ouço duas águias distintas na distância, afogando os sons da canção sedutora. Ele empurra forte em mim de novo, desta vez mais profundo e eu encontro-me sem opção senão retribuir.




 "Olhe para mim, baby!" Ele ordena enquanto ele me balança para cima e para baixo sobre sua ereção pulsante. Meus olhos abertos em pequenas fendas, e as suas pupilas estão muito grandes, elas quase cobrem todo o azul de sua íris. "Essa é minha garota!" Ele sussurra e toma meus lábios novamente enquanto meus olhos abrem. No segundo em que nossos olhos, e nossa consciência bloqueiam, ambos caímos com uma velocidade que eu não acho que se sobreviva, sugados para uma profundidade cintilante azul claro, os nossos corpos unidos despejados no tecido do tempo, misturados como uma só alma; girando em torno de nós está uma substância azul prata esfumaçada. Nossa queda é inevitável, inescapável e veloz. Eu não sei quanto tempo, até que ponto ou quantos anos nós viajamos. Eu grito, mas eu sinto os braços férreos apertados em torno de mim, e um invisível porém forte laço me ligando a ele, me tranquilizando que estarei segura. Eu não ouço nenhuma palavra além do meu grito silencioso na minha cabeça, enquanto nenhum som sai da minha boca. Então eu me sinto saltar de volta como um pára-quedista quando abre seu pára-quedas, suspendendo nossa queda. Eu o sinto, mas eu não o vejo. Estamos suspensos no  tempo e no lugar. Eu finalmente sinto minhas pernas novamente, mas é tarde demais; elas estão pesadas, doloridas e imóveis. Cada célula do meu corpo está queimando como se ácido estivesse correndo em minhas veias. Estou na cama e morrendo. Mas, espere! Não sou eu. É um jovem incrivelmente bonito. O meu coração dá uma guinada de imediato, enlutado. Meus olhos, não, seus olhos estão fechados. Quero me desconectar dele. Há um laço que me liga a este homem moribundo me impedindo de fugir. Ele me confina a ele. Visões correm através dos olhos de minha mente. Eu sou uma com este homem. Seus sofrimentos são meus. Eu respiro buscando por ar, e tento abrir os olhos. Nada acontece. Eu não tenho força suficiente para essa tarefa simples.




"Qual é seu nome?" Eu ouço uma voz distante crescendo com urgência, me comandando.

Eu quero dizer Elissa, mas meus lábios se movem por sua própria vontade. "Eu não quero isso..." eu digo ... não, eu não; ele diz sacudindo sua cabeça murmurando em delírio em seu leito de morte. Demoro um pouco para identificar amim mesma à parte dele. "Eu quero..." diz ele em uma respiração superficial forçada. Eu sinto alguém inclinando-se para mim. Dentro dele para ouvir. Eu instantaneamente sei que é um dos seus marechais de confiança. Eu sei disso porque ele sabe disso. Eu sei o que ele sabe, eu sinto o que ele sente, e eu vejo o que ele vê. Neste momento ele é mais eu do que eu sou.




" O que é, senhor? O que posso fazer por você?" uma voz masculina pergunta em seu ouvido. Eu sei, como eu conheço meu próprio corpo, que ele não tem força para piscar os olhos, mas com esforço Hercúleo ele faz isso uma vez. O suor cobre sua pele em grandes gotas.

"Eu quero... Elysium..." ele sussurra quase silenciosamente; mas o seu homem não pode ouvi-lo.

"Elysium, você não vai ter" a voz profunda do rosto invisível diz com urgência. "O peso de seus pecados alcança todas as escalas. Você vai ser arrastado para o Hades," afirma a voz, implorando-lhe. Mas o que a voz está suplicando? Por que ele deveria aplicar punição sobre este belo do homem, se é isso que está por vir? Uma exalação suave escapa de sua boca. Eu quero segurar sua mão, mas eu sou ele, e ele sou eu. Sinto o que ele sente, mas eu também sinto por ele; eu sou duas almas em uma.

"Eu sou o filho de Zeus. Eu não estou sujeito às Leis Divinas," meu bonito homem moribundo diz para o rosto invisível falando através de seus pensamentos.

"Você matou, torturou, teve milhares de asseclas de Hades amontoados, e deixou seus homens com sede de sangue  correrem soltos sobre uma população inteira de Darklings e como humanos, lavando as ruas com sangue. Você acha que seus deuses ou Hades, para este assunto, vai deixá-lo fugir com isso?" pergunta a voz, severamente.

"Deuses fazem isso muito frequentemente... pior na verdade, e mais duro do que qualquer mortal, com apenas um movimento do seu dedo, afogando nações em inundações, enterrando-os sob a terra em terremotos, afundando as suas cidades e ilhas nos oceanos, queimando-os sob o incêndio cuspido do ventre da terra, como se nunca tivessem existido. Por que eles deveriam me punir por fazê-lo de forma justa,” ele fala para a voz, os lábios se movendo, mas nenhum som saindo.

" Senhor, meu imperador, você disse alguma coisa? "pergunta seu marechal novamente, sem entender. "O que você deseja que nós façamos, senhor?" inclinando-se sobre ele sem ver, ouvir ou perceber o homem alto, perto o suficiente para tocá-lo, ereto, nobre e destemido. Sua estatura faria o soldado mais forte na posse deste jovem imperador parecer uma criança magricela embora eles sejam os soldados mais experientes, destemidos e poderosos que o mundo já tinha visto. Será que ninguém via este homem em sua magnífica presença, que usava suas botas amarradas a suas panturrilhas? Ele dá um passo mais perto mostrando o rosto fora das sombras, com brilho de outro mundo. Ele parece muito bonito para ser o anjo da morte. Talvez ele esteja ali para levá-lo para o Elysium. Ninguém mais o ouve falar. Meus olhos olham ao redor com esforço prodigioso para ver através de seus olhos. Ele está em uma tenda de luxo. As luzes estão fracas. Está escuro lá fora. Seus homens, soldados experientes, cada um com orgulhosas cicatrizes de batalha estão alinhados em torno de sua cama, com os olhos marejados e um olhar desesperado. Ele decide que é melhor deixar os olhos abertos para ver tudo.

"Qual é seu nome?" comanda o homem com o rosto brilhante, inclinando-se vigorosamente sobre ele. Por um minuto inteiro seus olhares travam, o meu por trás do jovem Imperador. Um homem morrendo, o outro suplicando-lhe para ficar, desesperadamente.

"Qual é seu nome?” Ele repete sua quest   força, martelado-a em sua mente. Agora eu sei que não me está sendo perguntado meu nome. Eu sou uma observadora no corpo de um homem bonito morrendo que aconteceu ser um imperador.

"Eu sou Alexandros Aurelius Pella,” ele responde por fim. Santa Mãe de Deus! Estou no corpo de Alex! Por que eu não o reconheci, então? O homem fecha os olhos por alguns instantes de alívio. Os homens de Alex assumem que ele está falando com eles.

" Sim, senhor. Você é o nosso comandante, nosso imperador. Ordene a nós para morrer, e iremos para você!" Alex tem força suficiente para sorrir em resposta a sua devoção por ele.

"Eu... vou...” diz ele lutando, tentando inalar uma respiração superficial, "embora... deste mundo... em breve..." e ele tenta engolir. Eu quero segurá-lo, abraçá-lo e confortá-lo, mas eu sou apenas um observador, aqui, mas não aqui.

"Você não tem que!" exorta o homem com o rosto brilhante, de pé acima dele protegendo-o de um perigo invisível.

"Elysium..." sussurra Alex tentando fechar os olhos. Seus olhos, eu observo que é a única coisa que são os mesmos de Alex. Eles são as janelas para sua alma.

"Alexandros,” diz o homem suavizando sua voz para um sussurro, enquanto ele alisa os cachos loiros escuros engrossados ​​com suor, num gesto paternal, "Você quer resgatar sua alma?" Ele pergunta. Alex pisca, não compreendendo. "Porque, quando eu me afastar da minha posição aqui, eles vão reclamar você," diz ele dando um passo para o lado, mostrando as criaturas imensas mantidas por uma barreira invisível, tentando ganhar seu caminho; seus olhares estão fixados em  Alex singularmente, e eu posso sentir a fome feroz neles por sua carne e alma. Quero cobri-lo com o meu corpo para protegê-lo. O homem olha para ele com olhos suplicantes. Eu ouço através da audição de Alex que os grunhidos altos estão se aproximando, avançando em seu caminho para sua cama; a sua baba espessa e pegajosa, não indo deixá-lo ir, mas ninguém parece notá-los, além de Alex na cama, e este homem brilhante e eu, a observadora. Os olhos dos cães do inferno  fixos em Alex, embora ele mal possa percebê-los com sua visão quase desaparecida, cada uma das três cabeças arreganhando os dentes e seus pelos eriçados; eles começam a circular sua cama. O meu coração dá uma guinada, batendo como um tambor na selva. Ninguém parece notar minha presença olhando através dos olhos de Alex. Nem mesmo Alex ou este homem que está tentando protegê-lo.

"Eu vou conseguir... Eu sobrevivi a inúmeras guerras, feridas horríveis, leões sem restrições fora da arena,  o excesso de bebida e longos dias fodendo, por muitos anos," afirma Alex lentamente para o homem, mas ele não consegue nem convencer-se a si mesmo de que ele vai atravessar a noite.
"Não. Não desta vez... Será esta ferida que deverá reivindicar o Alexandros invencível, porque a ferida foi infligida com uma lâmina forjada nos céus. Você foi amarrado no limite da vida e da morte, empurrando e puxando. Mas, eles já estão aqui para reclamar você para o Hades! Tudo que eles têm a fazer é esperar para que a sua alma se separe de seu corpo. Eu segurei seu corpo e alma intactos por 12 dias, Alex! Mas estamos correndo contra o tempo! Eles querem o que lhes é devido! Querem rasgar a sua alma. Hora de você decidir jovem imperador: Seu juramento para mim, ou a sua alma para eles," diz ele dando um passo para o lado, e um cão do inferno do tamanho de um  cavalo salta sobre a cama de Alex, as três cabeças lutando uma contra as outras para obter a primeira mordida em sua carne, prontas para devorá-lo, os dentes tentando chegar à sua jugular, e cortar a suave vida fora de seu corpo. Eu grito, mas ninguém me ouve.

"Você tem que se render a uma ou a outra!" Implora o homem através de dentes cerrados, enquanto ele pega o  cão do inferno  com uma mão e atira-o contra uma parede que Alex ou eu não sabíamos que existia, tornando a criatura ainda mais irritada, e colocando-o no modo ataque.

"Você é o diabo?" Alex pergunta, seus lábios se movendo, mas nenhuma voz sai.

"Não, eu não sou,” responde o homem fervorosamente, seu rosto brilhando como o sol do deserto.

"O que você é? Você é um anjo? "

O homem olha em volta, se inclina e sussurra nos pensamentos de Alex. "Eu sou..."

"Por que... você necessita... de mim, Anjo?” pergunta Alex com um esforço hercúleo. Embora as palavras não saiam de seus lábios, o anjo o entende como se ele falasse alto e claro.

"Porque você vai ser o salvador dela! você morre, ela morre," diz o anjo com um apelo que Alex não entende. "Às vezes é preciso um grande pecador para salvar o sem pecado,”  diz ele e algo goteja nos olhos do anjo, brilhando. Alex não sabia que os anjos choravam. Mas eu sabia. Meu coração está batendo como as asas de um beija-flor. Eu nem sequer me atrevo a respirar para ouvir o que ele tem a dizer.

"Tudo tem um equilíbrio no universo. Ela é sem pecado, e você, Alexandros Aurélio Pella é sem compaixão; mesmo o Hades o teme de tal forma que eles primeiro prometeram a seu pai um caminho de volta ao Éden por matá-lo e, quando isso não funcionou, tiveram que soltar os cães do inferno para você. Mas mesmo que você não seja forte o suficiente para aguentar, e eu não possa deixá-los levar você. Ela precisa de sua alma gêmea e é você. Você é o equilíbrio no universo. Eu não posso salvá-la se eu não o salvar. Não a deixe morrer, Alex! Deixe-me  salvar você! " suplica o anjo enquanto seu corpo sacode com grande miséria, estremecendo com uma agonia indescritível. Esse é... esse é o meu pai! Ele me ama! Ele me amava, então... Eu quero chorar, mas eu sou incapaz disso. Alex ouve os grunhidos mais altos desta vez.  Os cães do Inferno devem saber que seu tempo acabou, e eles querem puxar o anjo, meu pai, de lado, se puderem, apenas para chegar até Alex. A magnífica presença angelical do meu pai segura-os longe mas por um triz. 

"Quem?" Os lábios de Alex se movimentam.

O anjo então dá-lhe a visão de mim para os olhos de Alex! "Minha filha," ele sussurra nos pensamentos de Alex.Mesmo em seu leito de morte, algo desperta em Alex para dar-lhe suficiente  bom senso para ver uma beleza em mim; o desejo que tinha partido dele doze dias atrás, se acendeu nele mais uma vez. Eu posso sentir o que ele sente por mim. Ele sente que a minha beleza é de uma tal forma que ele pode até mesmo renunciar ao Elysium para me conhecer. Alex iria deixar ir o céu para me conhecer! Eu pareço diferente, mas eu sei que sou eu. Esses são os meus claros olhos azuis. Os pensamentos de Alex são claros como se ele falasse em voz alta. "Aqueles olhos de safira são mais azuis do que o meu amado Mediterrâneo. ´Lindas mulheres´,” ele sorri intimamente sem força, “são a desgraça dos homens. A Guerra de Tróia não começou por causa de uma mulher bonita? Meu herói pessoal, Aquiles, morreu nessa guerra por causa dessa mulher linda. Mas morrer por uma bela mulher é muito melhor do que morrer em uma cama, com uma doença entregue pela espada do céu, comendo você por dentro, na Babilônia, de todos os lugares. Prefiro morrer de pé, nas minhas botas, do que deitado aqui, como um homem velho! Eu quero ver os campos de batalha novamente. Eu sempre ansiarei por eles. Eu anseio por essa garota sem nome duas respirações antes da minha última e o Anjo sabe disso," pensa ele.

" Os cães do inferno  estão impacientes! Decida!" troveja a voz do meu pai. Ele segura a mão de Alex emprestando-lhe força fazendo com que suas pupilas se dilatem, ajudando-o a ver os cães de forma clara. A mente de Alex finalmente registra os guardiões do submundo em toda a sua magnífica ferocidade. Eu consigo vê-los claramente, pela primeira vez, e eu estou apavorada por Alex. Há dois deles; cada um com três cabeças e eles são tão grandes quanto seu cavalo Bucéfalo.

"Engraçado..." diz Alex sorrindo sem medo nele. "Parece que tenho uma dívida de jogo com o próprio diabo; ele enviou seus cães pessoais para cobrança."

" Ele está perdendo!" diz um de seus homens, em resposta à sua declaração.

"DECIDA ALEXANDROS! Ou o diabo IRÁ recolhê-lo!" ressoa a voz do meu pai.

"Dê-me o seu nome antes de eu dar o meu juramento e meu sangue..." os lábios de Alex se movem.

"Marcus!" disse meu pai, mas Alex balança a cabeça.

"Seu outro nome..." Ele fala sem palavras. Meu pai, o anjo parece aflito, como se ele fosse divulgar os segredos do universo. Uma das cabeças dos  cães infernais  uiva e como as outras cabeças, mostra os dentes, rosnando, avançando no seu caminho com suas grandes patas tentando afastar o anjo do Éden para longe.

"Eles vão te pegar! Eu preciso do seu juramento!" troveja a voz Angelical de Marcus, sacudindo a tenda de Alex e seus marechais em seu lugar que olham surpresos. Eles se curvam sobre ele protetoramente. Aqueles homens o amam com todas suas vidas!

"Terremoto..." murmura um deles. Mas Alex entende melhor.

"Seu nome..." sussurra Alex ao anjo novamente, enquanto ele se prepara para seu último suspiro.

" Você me conhece, senhor, eu sou Medius!" diz seu amigo que está inclinado, confundindo sua pergunta como para si mesmo. Alex olha para além dele, para os olhos do anjo que acena com a cabeça concordando, finalmente.

"Shamsiel,” ele responde monossilábico.  

"Shamsiel... Você tem a minha palavra de compromisso, e meu sangue. Faça o que você quiser," Alex diz sem palavras.

Medius temendo que seu rei esteja morrendo salta de pé, segurando o ombro de Alex, puxando-o para uma posição sentada, sacudindo-o ligeiramente.

" Ele está indo," ele late para os outros soldados e marechais na sua tenda. Preocupação envolve cada palavra que ele profere. "Senhor! Olhe para mim! Senhor! A quem você gostaria de legar o seu reino, senhor?" Medius pergunta em voz alta. Seus outros marechais cercam sua cama, muitos com olhos marejados, desamparados, mas com pura atenção para saber.

Os pensamentos de Alex são claros como as palavras faladas: Independentemente de quão grandes suas realizações e serviços foram para seu império e para o mundo, de então, e por vir, seus receios ainda superam suas realizações. Deuses exigem recompensa. Ele não pode fazer pender a balança a seu favor, com seu último suspiro. No final de sua vida muito jovem, ele esperava encontrar-se nos campos do Elysium em toda a sua glória, mas em vez disso, os  cães infernais  aparecem para sua visão moribunda, prontos para arrastá-lo para o Hades como se ele devesse trinta e dois anos de jogos de azar para o próprio diabo! Ele vai ser punido pelo que as Leis Divinas consideram suas transgressões, e a agonia que ele causou a outros que tinha chegado aos ouvidos dos deuses. 

"Alexandros! Você é o filho de Zeus," disse sua mãe. Quando ele conquistou o Egito, eles sabiam que ele estava além de qualquer rei mortal que já tinham conhecido, e o declararam filho do Deus Egípcio Amon; ele era o Mestre do Universo! Como ele poderia ser punido? Ele deveria estar imune às Leis Divinas estabelecidas para os mortais. Mas, sendo uma meia raça, ele não era totalmente divino. Meio sangue, nem todo humano, nem um Deus completo; ele não pertencia nem aqui, nem lá. Há apenas poucos de sua espécie, os semideuses, mas nenhum de seu calibre. Ele é uma primeira geração, um filho de Zeus, e Alex queria morrer em seus próprios termos; nem como recompensa do Céu nem como vingança do Hades. Ele era tudo que ele foi acusado de ser, mas ele é e sempre seria honrado, um homem de palavra.   

Meu pai, o anjo, ouve seus pensamentos.

"Você não é o filho de Zeus," diz ele simplesmente. Que notícia para dar a um homem moribundo!

"Você é o filho de um anjo. Você é um Nephilim." Quando o fim se aproxima e os cães abrem suas mandíbulas para capturar a cabeça de Alex, na verdade para rasgar sua alma em pedaços, Alex ligeiramente acena com a cabeça para meu pai que chama a si mesmo Marcus, concordando por um juramento de sangue de compromisso, que ele sabia que o manteria ligado por sua palavra a este anjo, pelos séculos vindouros. 

"Senhor," grita o amigo balançando os ombros de Alex, mais uma vez, desta vez com força. "Senhor, a quem você lega seu reino? "

Alex sorri e com seu belo sorriso ele ilumina o lugar, como se o céu se abrisse. Ele responde ao amigo antes que ele parta dessa existência como o mais magnífico imperador que o mundo já tinha visto: "Ao mais forte!"

Ele fecha os olhos, e este orgulhoso, invicto, destemido imperador, se submete, pela primeira vez em sua curta, mas gloriosa vida, a meu pai. Alex se torna o gladiador perpétuo como Verus; de um homem livre em uma existência de barganha, à servidão de alguma forma. Mas ao contrário de Verus, ele não receberia a morte na arena, nem iria receber a liberdade até que eu recebesse minha liberdade de tudo o que ou quem estivesse me buscando, me concedendo minha imortalidade, ou de alguma forma eu tenho a minha morte eterna e me agarro a existir neste corpo mortal. Minha mente está se recuperando, confusa e horrorizada com esta informação. Alex era um imperador amaldiçoado por Deus! Ok, ele estava em seu leito de morte, mas porque me proteger, para o que parece uma eternidade, seria um comércio justo? Ele esteve em uma fodida arena contendo bestas desconhecidas de Hades, sem espada de madeira à vista para conceder sua liberdade, durante séculos! Marcus, então, reivindica Alex e sua alma com a sua rendição, deixando duas marcas, uma em cada pulso, que ele não tinha antes: uma águia alçando vôo, e uma mergulhando para baixo. As mesmas que as minhas...

Sou arrancada de seu corpo com força e sugada para dentro do tecido do tempo no aborrecido túnel azul prateado, afastada com a velocidade do tempo e flutuando. Estou sem fôlego, sem peso, mas minha alma está pesada, uma barragem erguida; eu sou incapaz de chorar. Um som lamuriento vem de longe, mais uma vez acenando, mas meu fardo é maior do que o deles. Eu os ignoro facilmente.




"Aaaaah!" Eu grito e, finalmente, a minha voz chega a meus próprios ouvidos. Alex e eu ferozmente e violentamente separados; sacudidos separados, rolando na poeira avermelhada várias vezes, como se catapultados, ambos completamente nus. A barragem se rompe e eu choro e soluço em minhas mãos cobertas de terra vermelha, transformando a poeira em traços de lama molhada em minhas palmas. Alex rasteja até mim, me segurando. Eu não tenho a força de afastá-lo. Ele foi obrigado a mim há séculos, pelo olhar desse homem em sua memória. Eu o aprisionei aqui. O conhecimento disso me entristece e eu choro mais. Eu o fiz sofrer, porque meu pai, além do seu amor, decidiu me salvar. Fazendo Alex meu escravo; obrigado como o  Gladiador, que costumava ser um homem livre. Qual era o nome dele? Sim, Verus. Verus nasceu um homem livre, disse Alex antes. Prisco nasceu escravo. Eu nasci uma escrava do meu destino. Como resultado do meu destino, Alex está preso como o gladiador. Como obter a espada de madeira concedida a ele e deixá-lo andar através da Porta da Vida? Há duas maneiras de um gladiador sair: ou ele cumpre seu tempo, ou o número prescrito de batalhas. Ele lutou mais do que lhe cabia. Há outro caminho. O outro gladiador morre. Desde que ele cumpriu seu tempo, ele iria começar a ser livre então. Eu preciso deixar Alex livre. Eu o fiz sofrer muito tempo.



"Quanto tempo?" Pergunto-lhe entre os meus soluços. Ele não pergunta o quê. Ele entende.

"Dois mil e trezentos e trinta e seis anos,” diz ele suavemente. Eu choro ainda mais.

"Você foi o meu guarda-costas por tanto tempo? Sinto muitíssimo! Eu sinto muito, muito,  Alex!" É por isso que ele foi inflexível em manter-me à sua vista. Ele não tem que sentir esse dever em relação a mim por mais tempo. Ele está comprometido por juramento e sangue. Mas eu não estou comprometida com meu pai por qualquer juramento ou promessa. Eu posso cortar a agonia de Alex, e ele pode viver como um homem livre. Fazer o que quiser, sem dever para mim.

"Eu queria protegê-la. Foi minha escolha. Eu quero protegê-la! Eu ansiei esperar por você," diz ele com sinceridade, olhando nos meus olhos, desejando que eu visse sua sinceridade.

"Mas é compulsório. Você não tem nenhuma palavra ou escolha nisso. Pensei que éramos supostos ser imortais. Eu não entendo."

"Eu fiz a escolha. Dois  cães do inferno  não são páreo para mim. Eu sou o mais forte Nephilim. Eu ainda tenho a força dos Céus. Mas imortal não significa indestrutível, Elissa. Você e eu somos diferentes dos humanos; somos regidos por regras diferentes. Somos únicos. Há outros de nós que também são semelhantes em seus pontos fortes e habilidades... mas você não percebeu completamente o seu próprio ainda. Vai levar tempo. Não fuja. Eu vou encontrar uma maneira de libertá-la para torná-la livre para você mesma. Fique sob minha proteção. Trabalhe para mim. Trabalhe comigo... Só... não fuja," ele implora.

Seus dedos enxugam as lágrimas misturadas com a poeira do meu rosto. "Eu vou me conter de fazer amor com você. Dar-lhe seu próprio espaço. Deixá-la fazer suas próprias escolhas, desde que eu possa protegê-la," diz ele, com a voz áspera como se uma rocha estivesse bloqueando seu esôfago. Ele é um homem em chamas novamente. Meu coração dói por este belo homem que dedicou sua existência para me proteger. Subo no colo dele completamente nua, e envolvo meus braços em seu pescoço. Eu o amo. Mas ele nunca saberá disso. Ele não vai me deixar ir. Mas eu preciso libertá-lo, mesmo que eu queira saboreá-lo como um segredo ou um pecado; ele é minha maçã proibida. A paixão que tenho por ele vai me deixar louca, mas não há outra maneira de viver para mim, quando o que ele sente por mim é só injustamente compulsório.

Eu choro até ficar sem lágrimas e ele me acalma, segurando, esfregando minhas costas. Ele foi amarrado a mim em servidão, e aqui estou eu reclamando da minha vida não ser minha! Estou completamente envergonhada.

"Por que você acha que Marcus escolheu você? Eu não entendo o que ele quis dizer com almas gêmeas," eu pergunto entre soluços secos. Alex fica em silêncio por um momento. Ele está pesando sua resposta. Eu posso senti-lo fazer isso. Quase tentando resolver o que ele deveria dizer e o que ele deve omitir.

"Eu tenho a paciência de um santo, e a mente de um pecador impiedoso. Eu sou feito de céu e terra. Eu conheço o desejo e o amor. Eu conheço o ódio, e a vingança. Eu conheço o céu, e eu conheço o inferno. Eu conquistei o mundo e tudo o que está nele. Eu tive a lealdade implacável de cada um de meus soldados, enquanto eu fui traído pelo meu próprio pai em sua tentativa de voltar para o céu. Ele é aquele que me matou, me vendendo para Hades, enquanto Marcus impediu o desfecho inevitável. Devo-lhe a vida. "

"Você não lhe deve nada!" Eu grito com minha voz embargada. Eu fecho minhas mãos em punhos e bato em seu peito até que eu estou sem forças. "Você não lhe deve nada,” minha voz baixa, mais uma vez, com lágrimas amotinadas.

"Shhh..." ele me acalma. "Seja como for, eu estou disposto a fazê-lo. É a minha escolha. Eu poderia ter dito não em meu leito de morte. Eu escolhi lutar. Não tente afastar a minha escolha para longe. Você está aqui. Estamos na fase final da luta. Por favor," diz ele inclinando meu queixo para cima. "Não fuja!" como se pudesse ler minha alma. Eu não posso fazer essa promessa, mas eu quero mudar de tópico para que ele não leia minha linguagem corporal.

"Onde estão nossas roupas?" Murmuro minha pergunta.

"Temo que rasguei em pedaços. Tenho shorts e camisetas empacotadas," ele responde com indiferença. Sento-me para trás e olho para ele.

"Você nunca sabe o que acontece em uma longa trilha empoeirada," diz ele encolhendo os ombros. Eu balanço minha cabeça com o mínimo indício de um sorriso.
"Bem, Sr. Pella, como sua assistente, o que é que o meu trabalho envolve?" Eu pergunto. Ele me dá um sorriso genuíno.
"Nós temos um coquetel conheça e cumprimente esta noite, com todos os grandes apostadores. Eles estarão licitando todo o tempo as aeronaves que minha empresa está leiloando esta semana. Você vem comigo, e fala com os compradores estrangeiros. Temos um bom número deles. Alguns deles são da nossa espécie."

"Nephilim?" Eu pergunto. Ele balança a cabeça concordando; seu rosto inexpressivo.

"Você não gosta deles?"

"Eu gosto deles muito bem, mas há muita coisa que você precisa saber sobre nossa espécie. E um curso intensivo aqui não vai dar; não temos tempo. Basta seguir o meu exemplo e eu vou ter Antony cuidando do resto no momento. "

"Oh, tudo bem. O que alguém deve vestir num cocktail para este tipo de negócios?" Eu pergunto.

"Você trouxe alguma coisa?" ele pergunta.

"Não para uma festa assim. Sinto muito,” eu respondo aborrecida.
"Eu vou ter alguns entregues com o seu tamanho desde Tucson," diz ele e me avalia, o que eu suponho que é pelo meu tamanho. Então, ele acena com a cabeça, como se confirmando: "Você pode escolher," diz ele simples assim. "Além disso, vamos partir para o hotel depois de chegar ao rancho."


Ele gentilmente, sensualmente, limpa-me como se estivesse  me adorando  e me veste como um amante, sem palavras. E de alguma forma nós crescemos mais no amor, apenas olhando, e, silenciosamente, tocando, ouvindo nossas respirações. Mas ele não faz amor comigo. Ele me levanta, me coloca sobre o cavalo, e cavalgamos.

.¸¸.•´¯`.¸¸.•´¯` .¸¸.•´¯`´¯` .





117 comments:

Alice said...

Lindo, lindo, lindo, MARAVILHOSO!
Que história, que riqueza de detalhes, perfeita!
Emine você é uma escritora extraordinária. Obrigada Neusa pela tradução sempre ímpar.
Grande beijo para vocês.

Anonymous said...

Fantástico, maravilhoso,estou apaixonada pela historia!! O que vai acontecer nos próximos capítulos ta me deixando maluca!! Emine vc é maravilhosamente espetacular e Neusa como sempre perfeita, parabéns!!!

Fer G. said...

Neusinha querida,nos encontramos agora no Alex Pella.Amo de paixão! Linda história ,cheia de detalhes ,momentos.Emine vc é uma gênia das histórias! beijoss

Isaura said...

Adorei... Ansiosa pelo livro...obrigada Emine e Neusa pela tradução maravilhosa. Bjos meninas.

elaine nane said...

Que bom ler esse capitulo traduzido !Estou muito ansiosa para a vinda desse livro.

elaine nane said...

Lindo, ansiosa pelo livro!

Aline Caroline said...

Owwn que capitulo *o*

Ah super ansiosa pelo livro, espero que não demore tanto, tanto.
Encantada por Alex & Ellie!!

Parabéns Emine com toda certeza será um sucesso seu livro. Neusa obrigada por nos fazer feliz traduzindo rs

Aliás, Neusa, você poderá fazer a tradução pro livro ser publicado aqui no Brasil?

Socorro Matos said...

Nossa Emine!!!! o que será que virá agora no restante da história?? Quando sairá o livro ansiedade grande agora pelo desfecho, extraordinária!!! Neusa obrigada por proporcionar a tradução!! bjoss

Andreia said...

Incrível, Emine sucesso garantido com esta série.
E este casal Alex e Ellie que história já esta em nossos corações.
Neusa belíssima tradução os detalhes fazem toda a diferença, obrigada.

Margareth said...

Uffa! praticamente sem folego aqui.

Simplesmente maravilhoso.

Parabéns Neusa, parabéns Emine - meu muito obrigada.

E agora o que faço? qdo sai o próximo capitulo?

Estou me sentindo meio desamparada....

Encontrei este blog meio por acaso, me indicaram, adorei a versão Grey - mas esta estória Pella indiscutivelmente melhor.

Prefiro a Emine como escritora, sem sobra de dúvidas....

Grata por tudo...

Mas se alguém puder me responder o que faço agora? com qual periodicidade é publicado os capítulos?

Neusa Reis said...

Margareth, que bom que você nos achou. Somos um grupo de viciadas em Emine Fougner! Rsrsrs
O próximo passo vai ser a publicação do primeiro livro da Série Pella que deverá se chamar Echoes in Eternity. Vai sair em inglês muito em breve, está em fase final de revisão.Enquanto isso continuamos nos deliciando com o Sr. Grey, cujos capítulos que eram quinzenais foram interrompidos pelo livro que precisava de atenção e que agora, segundo palavras da Emine retomarão sua rotina normal. Beijos e comente sempre, assim podemos ouvir vocês.

Margareth said...

Neusa querida,

Obrigada pela sua atenção e carinho.
Simmmmmmmm vim somar ao grupo:
- viciadas em Emine Fougner, virei fã de carteirinha (risos).

Pode contar que irei ler e devorar cada capítulo publicado e comentar....estou amando tudo isso.

bjs carinhosos,

Margareth

ufekids said...

Oi Neusa. Já sou fã do trabalho da Emine e é claro do seu também. Muito obrigado por nos proporcionar isto. Amei a série do Pella e o que falar do Grey, simplesmente AMOOOO. Tem alguma previsão para novos capítulos das duas séries? Obrigada, bjoooo.

Anonymous said...

li este capitulo fiquei sem folego, que estória maravilhosa ,

vai ser possível o livro em português porque adoro revisar depois com mais calma. sucesso para ambas deus que guie vocês todas do blog.

ivone

Anonymous said...

já adorava o cg agora mais o pella , so nos completa com esta leitura muito agradável, beijos emine e neusa sempre nos proporcionando uma excelente leitura.

ivone

Hemilly Naves said...

Simplesmente PERFEITO!!!
Parabéns a ambas pelo maravilhoso trabalho e dedicação!
Nada melhor que ler um bom livro, aquele que faz vc esquecer de tudo e todos, só parar de ler quando infelizmente acaba!

Mais que ansiosa pelos próximos capítulos.

Hemilly Naves said...

Simplesmente PERFEITO!!!
Parabéns a ambas pelo maravilhoso trabalho e dedicação!
Nada melhor que ler um bom livro, aquele que faz vc esquecer de tudo e todos, só parar de ler quando infelizmente acaba!

Mais que ansiosa pelos próximos capítulos.

Márcia Ramos said...

Capítulo maravilhoso!!!!
Parabéns Emine pela incrível história e riqueza de detalhes.
Neusinha como sempre vc é demais!!
B-jos
Márcia ramos

Márcia Ramos said...

Capítulo maravilhoso!!!!
Parabéns Emine pela incrível história e riqueza de detalhes.
Neusinha como sempre vc é demais!!
B-jos
Márcia ramos

Gisela said...

Emine, você tem o poder de me enfeitiçar com suas histórias. Tanto Grey quanto Pella, são maravilhosamente descritos por vc. E a riqueza de detalhes.... ufa!!!! Sem palavras para descrever o quão maravilhosas são suas histórias !!!! PARABÉNS!!! E Neusa, tbm sou do clube das viciadas em Emine, obrigada pela maravilhsa tradução. Espero que o livro do Pella seja publicado em português tbm. Mil bjs e aguardando ansiosamente outros capítulos das duas histórias.

Jessica silva said...

Nossa o trabalho de vcs duas são demais, estou anciosamente esperando por mais, bjão.

Alicia Klafke said...

Neusa, eu gostaria de saber se ainda vão ser postados capítulos aqui, ou teremos que esperar o livro ser traduzido e comprá-lo? Também gostaria que soubessem que amo esse tipo de história, e essa em particular, estou achando maravilhosa. Eu sou o tipo de pessoa muito detalhista e o que mais me agrada é essa riqueza de detalhes que a Emine coloca em cada capítulo, ela é ótima e espero ainda ler muitos livros que ela lançar, pois aposto que imaginação pra outras histórias ela tem de sobra... Um abraço!

Tati said...

Gente quanto mais eu leio mais ancilosa pelo livro eu fico!! Quero comprar logo o meu!!!!! Parabéns Emine e Neusa !!!! Tudo maravilhoso! A história te prende de um modo que vc termina de ler e demora um tempo pra sair da história e voltar com tudo pra realidade!!!

Daniela Martins said...

Boa noite!
Hi, Emine!
Não queria que parasse por aqui! Louca pra saber como continua esta história linda, apaixonante e rica em detalhes! Enquanto Echoes in Eternity não chega completo para a gente eu irei ler tudinho de novo!
Parabéns pelo talento!
Neusinha, valeu pela dedicação e tradução impecável!
Bjkas
Dani
;)

Daniela Martins said...

Boa noite!
Hi, Emine!
Não queria que parasse por aqui! Louca pra saber como continua esta história linda, apaixonante e rica em detalhes! Enquanto Echoes in Eternity não chega completo para a gente eu irei ler tudinho de novo!
Parabéns pelo talento!
Neusinha, valeu pela dedicação e tradução impecável!
Bjkas
Dani
;)

Ana Lucia said...

Olá Emine e Neusa boa tarde.

Vi um comentário da Neusa que o livro vai sair nos EUA em breve, fiquei feliz porque essa história é fantástica, adoro temas sobrenaturais mesclados com romance. Vai ser um super sucesso. Temos alguma previsão para o lançamento no Brasil? Pelo que entendi vai parar de publicar no blog, correto? Agora eu torço para a Neusa ser a tradutora oficial do Brasil, porque ela e a Emine tem um sintonia fina maravilhosa. A Emine coloca o coração lá e a Neusa coloca o coração dela aqui. Parabéns e nos mande notícias.

Alicia Klafke said...

Estamos com saudades do Sr. Pella...

sonia barcelos said...

Já saiu o Livro? Por favor quando assim não há coração que aguente não é?
Maravilhoso como tudo que vcs escrevem. Estamos no aguardo! Ansiosamente!

Taís Salazar said...

Roendo as unhas em espera pelo livro, por um capítulo novo... Qq coisa!!! Rs... Vocês são ótimas, meninas!!! Bjo grande.

Alicia Klafke said...

Alguma novidade sobre o lançamento do livro??? Por favor!!! Estou ficando louca com a espera.

Júlia Medeiros said...

Queremos o livro no Brasil! Queremos mais capítulos aqui! Emine, Neusa não nos deixem tão anciosas... gostinho de queremos mais, apesar de ser delicioso livro em mãos, enquanto não publicam no Brasil, nos contentamos em ler aqui. Queremos mais Sr. Pella, Sr. Grey... porfavor!

Neusa Reis said...

Oi meninas, fãs como eu do Alex Pella. O tempo passa tão rápido que não me dei conta que setembro já está aí. E dia 2 de setembro é o lançamento do primeiro livro da trilogia Pella: Echoes in Eternity. Vamos dar apoio a nossa autora favorita, comentando nas redes sociais sobre esse próximo lançamento. Temos que conseguir muita movimentação para ele ser lançado também em português. Facebook, Twitter e o que mais existir, além de comentar aqui muitas vezes também. Falando com insistência, falar uma vez só não é suficiente. Estou aqui muito ansiosa também e imagino como está a Emine..Bjs a todas....

V. Snaccache said...

Estou suuuuper ansiosa com este lancamento!! e ja que meu marido esta nos EUA e so vai retornar ao Brasil depois do lancamento do livro aproveito para garantir o meu!

Janaina said...

Parabéns Emine!!!
Fico impressionada como este seu dom. Como uma pessoa consegue imaginar uma estoria tão linda e tão rica em detalhes, nos envolvendo profundamente fazendo-nos sentir todas as sensações possíveis com suas palavras. Vc é sem dúvida um fenômeno.
Neusa seu mérito também é indiscutível, pois sem a sua tradução nenhuma dessas lindas estorias teriam o mesmo sentido para nós.
Comecei a ler a serie Pella primeiramente pelo tédio causado pela falta de capítulos de Anastásia e Cristian, mas agora me vejo em uma situação muito pior pois não sei se sofro mais pela abstinência de Cristian e Anastásia ou de Alex e Elise?
Espero que o meu sofrimento acabe logo, e quanto ao sucesso de vcs? Esse não preciso nem desejar pois já é certo.
Parabéns mais uma vez e obrigada por tornarem os nossos dias mais felizes!!!!!!!

Janaina

Cassia Adriana said...

Estou sem palavras. Me apaixonei pela história. Quero mais mais e mais. Agora o que vai me matar é a espera rsrsrs.

Tati said...

gente vamos fazer fazer barulho la no twiter pra o livro da Emine ficar entre os tt do dia!!!! vamos la é so tuitar @echoesineternity da @eminethe1st!!!!

karolzinhaito88 said...

Muito ansiosa pelo livro. Espero que saia em português e que saia logo.. Amo tudo isso... Parabéns a Emine pela magnifica criatividade e parabéns a vc Neusa por nos dar a chance de poder desfrutar dessa maravilhosa história...bjs bjs

karolzinhaito88 said...

Muito ansiosa pelo livro. Espero que saia em português e que saia logo.. Amo tudo isso... Parabéns a Emine pela magnifica criatividade e parabéns a vc Neusa por nos dar a chance de poder desfrutar dessa maravilhosa história...bjs bjs

karolzinhaito88 said...

Muito ansiosa pelo livro. Espero que saia em português e que saia logo.. Amo tudo isso... Parabéns a Emine pela magnifica criatividade e parabéns a vc Neusa por nos dar a chance de poder desfrutar dessa maravilhosa história...bjs bjs

karolzinhaito88 said...

Muito ansiosa pelo livro. Espero que saia em português e que saia logo.. Amo tudo isso... Parabéns a Emine pela magnifica criatividade e parabéns a vc Neusa por nos dar a chance de poder desfrutar dessa maravilhosa história...bjs bjs

adriana ochi said...

Nosssaaa...super ansiosa...mais...mais...mais....to amando....

Neusa Reis said...

O livro da Emine Echoes in Eternity já está disponível para compra na Amazon, Smashwords, barnsandnoble e outras. Aproveitem, meninas...

Selma Rocha said...

Olá Neusa e Emine, boa tarde! Fiquei super feliz quando vi que o livro do Pella foi publicado. Emine meus parabéns e muito, muito , muito sucessooooo!!! Infelizmente ainda não teM a versão em portuguÊs, estou aguardando. Um grande abraço Neusa e Emine. Selma Rocha, Serra ES.

Anonymous said...

Olá Neusa por favor mim informe quando vai sair em português, quantas paginas tem, por favor estou super ansiosa.
Pelo o que eu ja li, gostaria de parabenizar a Emine ela é muito talentosa.

Maria Helena

Karina said...

Estou literalmente fascinada pelas histórias da Emine. Sem dúvida um pessoa abençoada por um dom maravilhoso.
Virei uma fã e eterna seguidora.
Estou ansiosa pela sequência de Tons de liberdade...parou numa parte eletrizante...rsrsr
Já estava apaixonada pela história de Christian e Anastácia e surgem agora Alex e Ellie. Essa história prometi muitas emoções. Tem tudo que eu gosto, romance, paixão ... e pra completar esse fundo de mitologia grega... D E M A I S !!!
Deixo aqui também a minha admiração e reconhecimento pelo trabalho da Neusa. Tradução impecável !!!
Estarei divulgando o trabalho de vocês. Quando tiver notícias do lançamento do livro no Brasil, avisa a gente aqui. Bjs !

Anonymous said...

Oi Emine eu preciso saber se vc vai continuar escrevendo sobre a serie pela, se vc vai continuar a postar os capítulos, estou muito ansiosa, quando o livro vai chegar aqui no brasil em português?

Por favor responda.

PS - sua grande fa e de Neuza a nossa tradutora fantástica.

Maria Helena

Rafaela Cristina Coelho Canedo said...

Oi Neusa,estou ansiosa pelos próximos cap, não posso viver sem os dois!!!!To amando essa serie qdo vai sair o próximo cap???PARABÈÈÈÈNS a vcs duas viu

Francinete said...

Oi Neusa, está com dois dias que descobrir a série Pella e amei, por favor não deixa de traduzir os capítulos estou agoniada por não saber o restante queria muito saber ingles para comprar o livro é devoraro, espero que lance logo o traduzido parabéns a Emine pela grande obra.

Ane said...

Parabens Emine vc é maravilhosa espetacular, Amei o livro comprei em Smashwords e lei online com a traducão da pagina ao español, Amei e isso pq a tradução deija um poco a desejar. Mas vc nao o livro, a historia a descriçao dos lugares e personagens sao fantasticos e estou ansiosa para o lançamento do 2 e 3 livro. Bjs... Todo sucesso do mundo desejo para ti...

AnaAlice said...

Estou confusa... Será que o Alex forçou alguma lembrança para ela nesse capítulo? Se ele tiver feito isso, eu estou triste!
Ela vai perder os laços com as filhas dela no passado?!

"Se você forçar a florescer para ela o seu passado, suas lembranças de seu passado comum vão se dissolver como um castelo de areia na maré, e os laços com os seus filhos vão ser perdidos para sempre. Deixe as lembranças virem para ela, e elas virão, quando for a hora certa..."

Alguém entendeu?!

Anonymous said...

Olá Neuza Emine vcs sumiram não tivemos mais noticias da serie Pella, espero que a Emine continue colocando no site os capitulo estou super ansiosa.
beijos para vcs espero que saia logo o proximo cap.
Maria Helena

Elizandra da Silva Botão said...

Estou adorando a história!

Queria tanto a continuação.

Lenice said...

Estou adorando a série já li todos os capítulos em 2dias, preciso de mais, estou ficando, já estou viciada na série é muito boa, parabéns pela tradução Neusa. Emine você escreve muito bem, estou apaixonada pela série!

Anonymous said...

Viciada em Emine Fougner, completamente apaixonada por Pella....
Anciosa para ter o livro,

Thalita Genonadio said...

Nossa... descobri esse blog e li todos os livros versão grey acho que em 4 dias... rsss
Depois encontrei a série Pella, confesso que no início fiquei meio confusa mas depois fiquei realmente apaixonada! Vi que já saiu o livro em inglês, mas infelizmente não falo inglês... Então vamos as perguntas:
Neusa, vc traduzirá os outros capítulos da série Pella?
E os outros capítulos do CG chegarão? Se sim, eles saem de quanto em quanto tempo?
É que vi que faz um tempo que não temos nenhum capítulo em português de nenhum deles....
Ansiosíssima pelas respostas e pelos capítulos claro... rss
Parabéns!!!
Estou amando tudo isso!!!
Bjos
Thalita

Kátia said...

Boa noite pessoal! Encontrei por acaso este blog quando procurava a versão do Christian! Que maravilha! vou ter que reler tudo que tinha lido até agora porque a tradução aqui é impecável! Parabéns!!
Não sabia deste livro e nem que a Emine iria publicar! Espero que ele seja traduzido em breve.
Muito feliz e apaixonada por cada capítulo que li do Christian e do Pella. Não sei se o blog continua ativo, por isso se alguém souber de alguma novidade, por favor avisem. Obrigada.

Neusa Reis said...

Maria Helena não sumimos não. Já temos à venda o primeiro livro da Série Pella, em inglês, no site da Amazon. Chama-se Echoes in Eternity. Estou traduzindo para estar disponível também em português. Fique tranquila, AnaAlice, as lembranças da Elissa virão no momento certo. Até este capítulo não fica muito claro mas vai indo aos poucos. Este livro é maravilhoso, incrível, surpreendente. E é uma série. Este aí é só o começo. Beijos e não deixem de vir aqui e lá no POV do Sr. Grey, sempre comentando por favor. Um beijo a todas e obrigada.

Selma Berger said...

Ei Neusa, Boa noite, esto muito ansiosa para ler o livro em português, sabe me informar quando estará a venda em português na Amazon? Obrigada Neusa pela traduções e obrigada Emine pelas linda histórias! bjs

Nívea Maria said...

Boa tarde Neusa....estou fascinada pelo livro, é perfeito e suas traduções são encantadoras, você sabe quando sai o livro em Português na Amazon para compra, estou ansiosa para ver esse enredo....Obrigada por sua dedicação por nós, e Eminé você é perfeita...sensacional....sou sua fã incondicional!

AnaAlice said...

Comprei o livro Echoes in Eternity pela Amazon, mas o livro é em inglês. Eu não sou muito boa em inglês, porém, pelo que deu para ler, a história é cativante! Incrível! Eu aconselho a todos comprarem, pois foram poucas vezes que li livros que mostram uma profundidade tão grande em um relacionamento.
Estou morrendo de vontade que saia a tradução para português, Neusa! Com toda a certeza estarei comprando essa versão também!

maridaustria said...

Boa noite a todas!
também comprei o livro de Emine e agora estou começando a lê-lo. Estou fascinada pela história de Alex. Ele é maravilhoso, um homem verdadeiramente apaixonado, determinado...
Espero ansiosamente pelos próximos livros da série. Sei que vamos nos surpreender.
bjs

Tábata Bertoldo said...

Olá Neusa, primeiramente quero agradecer pelo seu maravilhoso trabalho traduzindo para nós estas histórias incríveis, já devo ter lido cada versão umas 5 vezes... Segundo, eu gostaria de informações sobre o livro Echoes in Eternity (The Pella Series Book 1), já tem versão em português? pois não acho na internet, e sinceramente, eu estou surtando sem saber o resto da história...
Obrigada!

Roberta said...

Oi Emine e Neusa, que história maravilhosa!! Estou ansiosa pela publicação do livro em português, vcs já tem alguma previsão??
Aguardando os próximos capítulos...
Beijos.

Beatriz Souza said...

Olá Neusa, sei o qnt vc é ocupada! Mas gostaria de saber se existe uma previsão qnt a tradução do livro Echoes in Eternity para o português, uma vez q eu sei q vc tem trabalhado com empenho nisso. Acredito q esta seja a agonia da grande maioria dos fãs. Ter uma previsão de data para esperar a publicação daria um conforto mt grande! E assim como todos fazem, tbm quero deixar aqui garantido o meu parabéns pelo seu trabalho. Acho q nem eu teria feito uma tradução tão digna qnt a sua!
Abraços!!!!

ADRIANA ARISTON said...

Enlouquecedor, viciante, maravilhoso!

Anonymous said...

Mas aqui no Blog Neusa, ainda serão postados os outros capítulos? Amo mitologia e Emine explora muito bem o assunto! Amo esses homens apaixonados que fazer qualquer coisa por quem ama! Espero Pella em português, mas ainda não achei!!!

Beatriz Souza said...

Olha eu tenho que admitir que li os primeiros capítulos da série Pella e achei que seria uma versão similar do 50 tons, mas me surpreendi em ver que a história e o enredo são totalmente diferentes. E nossa como foi criativa!!! Em fim confesso que me cativou!!! Existe uma previsão de quando estará disponivel a versão traduzida do livro!? Abraços e parabéns pra Emine e Neusa.

Abila Ramos said...

Lindo amei e estou viciada mais cade a continuaçao ja saiu o livro em portugues so descobri este sait agora... Meu deus estou apaixonada pelo livro

Gabriela Vieira said...

Olá EMINE e NEUSA...agradeço o trabalho de vocês...conheci o blog por causa da versão grey...mas devo dizer que também fiquei viciada na sério do Pella...Tem novidades sobre a data publicação de Pella e português??? Se não...não teria como liberar só mais um capítulo para abrandar tanta ansiedade....rsrsrs
bjos ;)

Gabriela Vieira said...
This comment has been removed by the author.
cleu said...

Onde posso comprar o livro Serie Pella em português??

cleu said...

Olá.
Onde posso comprar os livros da Serie Pella??

cleu said...

Olá,
Onde posso comprar o livro da série Pella??

Xênia said...

por favor, onde tem a tradução para o portugues do livro PelLa?

Xênia said...

onde tem a tradução do livro completo do Pella...?
estou procurando em todos os lugares e não acho..

por favor, me respondam

Xênia said...

eu não quero deixar de seguir o blogg...eu quero continuar seguindo...

Sabrina said...
This comment has been removed by the author.
Sabrina said...

Olá!
Comprei o livro em inglês pela iBooks e estou adorando! Mas quero também ler a versão em português!! Alguma previsão para lançamento?
Beijos e parabéns pela história!

Glecia Mayara Ferreira said...

Nossa q historia linda, encanrtadora, um romance maravilhoso. Não vejo do livro em português ser lançado, so na expectativa!!!

mayara oliveira said...

OI boa noite, gostaria de saber quando o livro da serie Pella será lançado em portugues pela amazon, se já tem uma previsão de data. Queria comprar em ingles mesmo e pagar para alguem traduzir para mim, mas como é e-book não sei como mandar para a pessoa sendo que fica na minha conta kindle.

Anonymous said...

Previsao do lançameto do livro The Pella series em portugues????Neuza nos de uma data proxima, esse ano de 2015 sai o livro???

Walquiria Agnes said...

Agora ansiedade em dobro!!!
Perlla e CG & Ana... esperando a continuação.

silvana r. said...

Por favor kd o livro em portugues para comprar.

Sandra Castro said...

Emine pelo amor de Deus posta uns capítulos a mais em português aí, ao menos até sair em Português, não aguento mais de ansiedade, curiosidade e inveja de quem sabe ler em Inglês!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Neusa nos socorra por favor!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Já tem previsão do livro em Português???????????????

Carlos Sender said...

Olá
Boa tarde!!
Tem previsão de lançamento do livro Echoes in eternity aqui no Brasil?? Se a resposta for não, por favor não nos deixe no escuro, ponha mais alguns capítulos. Adoramos a Emine e suas traduções Neusa. Abraços e no aguardo de uma resposta.

Neusa Reis said...

Coragem pessoal, o Alex Pella está chegando.
As tratativas estão sendo feitas e vamos tê-lo conosco em breve em português.
A tradução está pronta, só falta publicar.
Se alguém conhecer uma editora que faça isso rápido...
Beijos

regina said...

Super anciosa para o livro em português. Por favor nos dê notícias. Um grande abraço e parabéns .

Anonymous said...

Oi meninas , li todos os capitulos em um dia..
Sou muito fã da dupla Alex & Pella. Já perdi a conta de quantas vezes li o livro na versão grey e pretendo ler varias vezes o pella rsrsrs. estou ansiosa pelos proximos capitulos.
Alguma novidade?

Anonymous said...

Apoixanadissima pela serie Pella
Sou fã de Gey e Ana e agora do Pella rsrs
Ansiosa pelos proximos capitulos :) acompanho o site a bastante tempo porem nunca comentei. Vou reparar meu erro a partir de agora.
Parebens neusa e Emine

Amanda Canalle said...

por favor cade o livro em português para comprar *-----------*
não aguento mais de ansiedade !!!

Neusa Reis said...

Meninas fãs da série Pella.
Esta história está concorrendo no Wattspad e a autora necessita dos votos de vocês.
É só entrar lá, procurar Echoes in Eternity em inglês, e votar na palavra Vote que fica à direita bem no alto.
É preciso ser cadastrado ou entrar com o Facebook.
Por favor votem porque dependendo deste sucesso poderemos ter essa história publicada em
português.
Obrigada a todas.
Bjs

Neusa Reis said...

Meninas boas notícias para todas que esperavam ansiosamente a Série Pella.
O primeiro livro, Ecos na Eternidade, estará à venda a partir desta semana
na Amazon. Vamos comprar e ler porque vai valer a pena. Parabéns para a
Emine Fougner.

Neusa Reis said...

Meninas, notícias melhores ainda. A Emine Fougner colocou a versão em português do Ecos na Eternidade na Amazon, apenas esta semana, por apenas R$ 3,94. Corram para aproveitar o preço porque na próxima semana voltará ao preço normal.
Bjs

Neusa Reis said...

Meninas
Vamos aproveitar o preço promocional de R$ 3,94, comprar o livro do Pella, depois comentar no site da Amazon.
Estou insistindo porque realmente vale a pena.
Beijos e até breve.

Beatriz said...

Quando o livro vai estar disponível em PDF para download?

Neusa Reis said...

Meninas, só para agradecer às que prontamente foram à Amazon.com.br e compraram o livro da Emine e comentaram. As que ainda não puderam fazê-lo informo que o preço continua de R$ 3,94 e que a Emine ficaria muito feliz se pudessem conhecer um trabalho exclusivamente dela, personagens e história. Certeza que vão adorar. Bjs

Beatriz, o livro está completo em português na Amazon.com.br

helena Churt said...

Oi Neuza e Emine..já comprei e li o livro Ecos da Eternidade....ótimo e envolvente...muito bem escrito...estou ansiosa pelo segundo livro da série já....Vc sabe informar se o segundo livro já foi escrito? Obrigada e estou torcendo por Emine Fougner e pela sua tradução impecável...

helena Churt said...

Já comprei e já li o livro Ecos da Eternidade é simplesmente amei..história envolvente e muito bem escrita...parabéns a autora e a vc que traduziu maravilhosamente....será que vc pode me informar se o,segundo livro da série já foi escrito? Aguardo ansiosa...

Priscila Pessotto said...

Olá girls!
Você que está começando a ler o blog agora ou que já é leitora, agora a Série Pella disponível aqui no blog foi publicada em livro – ECOS NA ETERNIDADE- e em português.
A Emine Fougner colocou a versão em português do Ecos na Eternidade na Amazon por apenas R$ 3,94. Corram para aproveitar o preço porque foi prorrogada a promoção e logo voltará ao preço normal.
É só acessar a pagina da amazon: www.amazon.com.br.
Vamos aproveitar! A história é maravilhosa!
Beijos,
Pry

Mara Lins said...

Meninas, o livro completo está disponível na Amazon por um preço promocional de R$ 3,94 (oferta válida por poucos dias). A obra é maravilhosa, com a autoria da nossa querida Emine Fougner e todo o seu talento. Amei o livro, ele é quente, envolvente e apaixonante.
A Priscila Pessoto colocou os links aí em cima, para a aquisição do livro.
Não deixem de comentar lá na Amazon; os comentários são muito importante para ajudarmos na classificação do livro. Obrigada

Anonymous said...

Já li o livro e estou sem palavras. Apaixonante. Louca pra a continuidade da estoria. Anciosa pelo livro 2. Parabéns a emine mas principalmente à Neusa porwue sem ela não teríamos a tradução para o português. Um grande abraço.

Beatriz Souza said...

Eu já adquiri o livro da série Pella em inglês e em portugues... num preciso nem dizer que amei!!! Num vejo a hora do livro 2!!!

Amanda Umbelino said...

Eu queroooo o livro 2. Emine já está escrevendo?? Ai meu Deus que curiosidade! Deveria ter 1000 páginas

Patrícia said...

Livro comprado e lido.
Muito intenso, algumas vezes confuso, mas quero o livro pra ontem.
Nossa autora já está escrevendo, Neusa já está traduzindo? Pleaseeeeeeeee, quero maissssss.

Especialização Educação Infantil Unifal said...

Ansiosa pelo próximo livro.
Parabéns Emine.Você é muito talentosa!!!

Anonymous said...

Meus parabéns pela criatividade e incrível didática da autora Emine e parabéns a Neusa por nos proporcionar a linda tradução de cada livro e cada novo capitulo, estou mega ansiosa pela continuação do livro V do CG e AS.
Comecei a ler o Livro do Pella e me apaixonei pela linda história, não resisti e comprei o livro, devorei a história em dois dias, não vejo a hora que vcs lancem a sequencia deste livro é simplesmente maravilhoso e apaixonante.
EU SUPER RECOMENDO!
Emine conseguiu conquistar nossas mentes e nossos corações com essas duas histórias de amor e sedução.
Estou aqui na torcida para que muito em breve tenhamos a sequencia do livro V do Grey e a continuação da Serie Pella.
Neusa seu trabalho é magnifico, suas traduções maravilhosas essa parceria promete muito sucesso.
MAIS UMA VEZ PARABÉNS E JA VIREI UMA SUPER FÃ DE VCS.

Anonymous said...

Meus parabéns pela criatividade e incrível didática da autora Emine e parabéns a Neusa por nos proporcionar a linda tradução de cada livro e cada novo capitulo, estou mega ansiosa pela continuação do livro V do CG e AS.
Comecei a ler o Livro do Pella e me apaixonei pela linda história, não resisti e comprei o livro, devorei a história em dois dias, não vejo a hora que vcs lancem a sequencia deste livro é simplesmente maravilhoso e apaixonante.
EU SUPER RECOMENDO!
Emine conseguiu conquistar nossas mentes e nossos corações com essas duas histórias de amor e sedução.
Estou aqui na torcida para que muito em breve tenhamos a sequencia do livro V do Grey e a continuação da Serie Pella.
Neusa seu trabalho é magnifico, suas traduções maravilhosas essa parceria promete muito sucesso.
MAIS UMA VEZ PARABÉNS E JA VIREI UMA SUPER FÃ DE VCS.

marcia marcelino da rocha said...

Comprei no Amazon o livro , adorei a história me envolveu pena que acabou muito rápido e agora to aqui louca pela continuação . Meus parabéns adoro vcs e obrigada .

udy lima said...

oi sera que não vai mais postar os capilos aqui mais ou ter o livro em pdf como do Cristian? queria tato ele em pdf por favor neuza me responda estou ansiosa pra ler ele mas nao consigo comprar ele e em pdf é melhor....meu email udynhabarbosa@gmail.com

udy lima said...

oi sera que não vai mais postar os capilos aqui mais ou ter o livro em pdf como do Cristian? queria tato ele em pdf por favor neuza me responda estou ansiosa pra ler ele mas nao consigo comprar ele e em pdf é melhor....meu email udynhabarbosa@gmail.com

torres said...

Neusa querida vc sabe quando sai o próximo livro?

nanci rosa said...

Boa noite!Gostaria de saber como anda o Livro da série Pella,vai sair em portugués????Amando o livro....vai postar aqui mais capítulos?????Onde posso ler a continuação???

Martha Leite said...

Boa tarde!
Maravilhoso trabalho dessa equipe formada pela Emine Fougner e a Neusa Reis. Li O livro 1 da série Pella "Ecos na Eternidade. Estou quase surtando de ansiosa.rsrs Quando o livro 2 será lançado em Português? Uma luz Neusa! Urgente!rsrs Aguardo resposta. Beijão.

Deise said...

Comprei o livro, amei... esperando pelos novovs capítulos e pelo livro 2
Parabéns pelo trabalho Emine e Neusa... tenho sentido falta de vcs nos nossos cafezinhos, mandem notícias...

andréia novantino said...

Olá, acabei de ler o livro da Série Pella, Ecos na Eternidade, e gostaria de saber quando esta prevista a publicação do próximo livro, a continuação, estou apaixonada pelos personagens Alex e Alissa.
Por gentileza nos mantenha informadas e se possível publique alguns trechinhos do próximo livro no blogue, um tipo de tortura aceitável por assim dizer.
Obrigada!!

andréia novantino said...

Olá, acabei de ler o e-book da Série Pella - Ecos na Eternidade, amei! Estou ansiosa pela sua continuação há previsão de quando será disponibilizado para venda?
Por gentileza nos mantenha informadas... se possível publique alguns trechinhos do próximo libro no blogue.
Aobrigada.

Thay No Ar said...

Oi, comprei o livro 1 da serie pella, e amei, ja tem data prevista de quando o livro 2 será lançado aqui no brasil?? Já estou ansiosa!!